terça-feira, 11 de dezembro de 2012

ENGENHEIRO CALDAS / A JÓIA DO VALE DO RIO DOCE



















SEJA BEM VINDO A CIDADE DE ENGENHEIRO CALDAS
AQUI A AVENIDA CENTRAL
imagem - ?
ENGENHEIRO CALDAS TEM 10.280 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM ENGENHEIRO CALDAS EH : ENGENHEIRO CALDENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 30 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.962
ORIGEM DO NOME
Inicialmente povoado de Santa Bárbara. Posteriormente, passou a denominar-se Santa Bárbara de Tarumirim, e ao emancipar-se em 30 de dezembro de 1962, recebeu o topônimo de Engenheiro Caldas, em homenagem ao Dr. Felipe Moreira Caldas, engenheiro que participou da frente de trabalho para a construção da antiga Rio - Bahia (BR 116).

HISTÓRIA
A ocupação do território onde hoje é o município de Engenheiro Caldas pode ser entendida a partir da ocupação da região onde este está inserido: o Vale do Rio Doce.
Por volta de 1730, com o descobrimento de diamantes na região chamada de Distrito Diamantino, com sede no arraial do Tejuco (atual Diamantina) a Coroa declarou monopólio a extração de diamantes e ouro na região, estabelecendo, então, um controle rígido sobre a área, baseado no fisco e na ação repressora.
Após a época pombalina (1750-1777), ocorreram incursões no Vale do Rio Doce visando novas descobertas de jazidas de ouro, sendo alcançado o Cuieté em 1781, pelo então Governador da Capitania Dom Rodrigo José de Menezes (Conde de Cavaleiros).
Até o início do século XX, o Vale do Rio Doce permanecia amplamente coberto pelo complexo da Mata Atlântica. A efetiva ocupação da região somente se deu a partir de construção da Estrada de Ferro Vitória-Minas (EFVM). Iniciada em 1903 em Vitória, em 1910 chegava ao então pequeno entreposto comercial de Porto de Figueiras, hoje Governador Valadares.
E foi neste contexto, então, por volta de 1906, que uma caravana composta por doze homens, entre eles José Manoel, Francisco Manoel, Joaquim Manoel, Joaquim Domingos, chefiados por Joaquim da Silva (o Coronel Pião) adentrou o território, a procura de terras férteis. Esta incursão afastou-se das áreas já ocupadas, próximas às margens do Rio Doce, dando origem ao povoado que hoje é o município de Engenheiro Caldas.
A primeira construção no local foi um “barraco” ao final da antiga Rua Pedro Faria, hoje Rua Manoel Joaquim Ribeiro. A partir de então, os novos colonizadores iniciaram a ocupação do território, que se deu ao longo dos leitos do Córrego do Onça e do Córrego das Pedras, em área plana, rodeada por planícies onduladas que lhe dão um caráter de proteção natural.
AQUI UMA VISÃO GERAL DA CIDADE
imagem - ?
ROTATÓRIA
imagem - ?
RODOVIA
imagem - ?
NOVO BAIRRO
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
PARCIAL
imagem - ?
RUA DO NOVO BAIRRO
imagem - ?
ZONA RURAL
imagem - ?
ENGENHEIRO CALDAS ENCRAVA NAS MONTANHAS DAS MINAS GERAIS
imagem - ?
AÉREA
imagem - ?
MATRIZ DE SANTA BÁRBARA
imagem - Altemiro Olinto Cristo
A MATRIZ NO CONTEXTO DA PRAÇA
imagem - Luziane Oliveira

A MATRIZ NO CONTEXTO DA CIDADE
 imagem - ?
A PRAÇA
imagem - Luziane Oliveira
O LAGO
imagem - Rubinho Barroso
AO LONGE
imagem - Rubinho Barroso
AÉREA
imagem - PMEC
CAMPO DE FUTEBOL
imagem - PMEC
PARCIAL
imagem - Othellocato
PARCIAL
imagem - Othellocato
SEDE DA POLICIA MILITAR
imagem - PMEC
UNIDADE DE SAÚDE
imagem - ?
ENTORNO DA CIDADE
imagem - Rubinho Barroso
PROJETO TALENTOS 
imagem - Luziane Oliveira
A FONTE
imagem - João Ramalho Santos
ZONA RURAL
imagem - Rubinho Barroso
ENTORNO DA CIDADE
imagem - Rubinho Barroso
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minas são muitas, Todas são gerais