Pular para o conteúdo principal

SETE LAGOAS / MG - CIDADE DAS LAGOAS ENCANTADAS - TERRA NATAL DO TRAPALHÃO "ZACARIAS"






BEM VINDO A CIDADE DE 7 LAGOAS. CIDADE NASCIDA PARA O ALTO. TERRA NATAL DO TRAPALHÃO ZACARIAS
imagem - ?
7 LAGOAS TEM 214.152 HABITANTES - IBGE 2010 - 
QUEM NASCE EM 7 LAGOAS EH: SETE LAGOANO
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 24 DE NOVEMBRO E FOI FUNDADA EM 1.880
ORIGEM DO NOME
O nome da cidade é uma referência as sete lagoas que foram encontradas quando da fundação da cidade. Com o passar dos anos novas lagoas foram descobertas e a cidade conta com mais de trinta lagoas em todo seu território. 
HISTÓRIA
Os primeiros civilizados que chegaram às terras " das Sete Lagoas", foram alguns componentes da bandeira de Fernão Dias Leme - o "caçador de esmeraldas", que em 1667, estacionados no Sumidouro, foram atraídos pela possibilidade da existência de minério argentífero no Serrote das Sete Lagoas. Ali se demorou a bandeira, acerca da qual, pela primeira vez, a história se refere á extensa planície coberta por lindas lagoas, a qual os indígenas davam o nome de "Vapabuçu". De 1667 até meados do século XVII a região pouco progrediu, continuando, porém a ser cortada em todas as direções por uns cem números de aventureiros, que as notícias espalhadas sobre a nova terra conseguiram atrair.
A fixação do homem ao solo somente se verificou por volta de 1750, quando a Coroa Portuguesa concedeu uma sesmaria de 3 léguas ao Senhor Antônio Pinto de Magalhães, justamente onde hoje se localiza a cidade de Sete Lagoas. Sabe-se que essa sesmaria foi mais tarde transferida ao Padre Joaquim de Souza.
Como a região era passagem para os currais da Bahia, foi erguido um quartel general, comandado pelo alferes Joaquim José da Silva Xavier. Esse posto tinha o intuito de evitar o extravio de ouro e de igual maneira diamantes, cobrando-se os direitos de entrada.
Em 1833, a " Fazenda das Sete Lagoas", parte da antiga sesmaria, pertencia a José Sarzedas e uma outra parte, composta de várias fazendas, pertencia ao Sr. José Pereira da Rocha que, ao falecer, fez doação verbal de suas terras a diversas pessoas pobres , inclusive para a criação da Paróquia de Santo Antônio das Sete Lagoas, o que se verificou em 1841, tendo sido seu primeiro Vigário o Padre José Vicente de Paula Eliziário.
Surgiram no seu entorno várias casas, devido á grande várzea propícia para cultivo, entrecortada por córregos e ribeirões. E, a partir de 1880, o progresso começou a se fazer sentir.
AQUI A IGREJA DE SÃO SEBASTIÃO
imagem - Jairo Nunes
CASARÃO - CENTRO CULTURAL NHÔ QUIM DRUMOND
O Centro de Preservação do Folclore, instalado no Casarão, uma construção do século XVIII, veio permitir que a cultura setelagoana fosse preservada e é também um espaço destinado às manifestações sócio-culturais e à feira permanente de amostras. Ali, nos fundos, foi construído um anfiteatro com capacidade aproximada para 1.500 pessoas. Aqui se encontram registros do exuberante congado setelagoano, com suas mais de vinte guardas. Dentre essas, guardas fundadas há mais de 100 anos, e outra que tem como chefe atual o descendente direto de Chico Rei. Neste Casarão, do século XVIII, as tradições da música, dança e religiosidade mineira são mostradas com autenticidade e beleza.
imagem -  Montanha
CATEDRAL DE SANTO ANTÔNIO
Sua origem de capela, no século XVIII, é desconhecida. A cidade torna-se paróquia a partir de 1841, e atribui-se a esse período uma primeira reforma. Em 1886, foi inaugurada uma nova catedral, com as torres e o altar puxado para trás, mantendo o estilo rococó da última fase do período colonial mineiro. O seu interior se destaca pela beleza das pinturas e trabalhos artesanais.
imagem -  Montanha
imagem - Newton França
MUSEU FERROVIÁRIO NA EXTINTA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA
A Estação Ferroviária de Sete Lagoas foi inaugurada em 12 de setembro de 1896, marco da primeira expansão urbana do município. Em 2000, a Estação foi transformada em Museu e preserva, através do seu acervo, parte significativa da memória ferroviária. Fotografias, uniformes, quepes, relógio de ponto e um grande número de ferramentas, além das locomotivas nºs. 7 e 1015, vagão-escola e o convívio dos ex-ferroviários, dão a tônica ao Museu.
imagem -  Montanha
imagem -  Montanha
imagem -  Montanha
imagem -  Montanha
imagem - Adail Pedroso Rosa
MUSEU HISTÓRICO MUNICIPAL
Na chamada Fazenda das Sete Lagoas, uma categórica construção do século XVIII à beira do antigo caminho de penetração aos sertões mineiros, funciona desde 1970. O Museu Histórico Municipal possui um grande acervo, com fotos antigas, peças ligadas aos escravos, objetos de alguns personagens ilustres do município e da região, além de documentos importantes da formação da cidade. O museu está localizado próximo à Catedral e ao Casarão.
imagem -  Montanha
GRUTA REI DO MATO
A principal gruta das 24 catalogadas na cidade está localizada às margens da BR 040, junto ao trevo de acesso a Sete Lagoas, na Unidade de Conservação de Proteção Integral, Monumen¬to Natural Estadual Gruta Rei do Mato. A origem do nome é misteriosa. A lenda conta que, na década de 30, a gruta foi habitada por um homem solitário, forte, barbudo e de olhos claros. Su¬postamente, tratava-se de um refugiado político. O personagem folclórico passou a ser chamado de "Rei do Mato". Com 220 metros de extensão e um desnível de 30 metros, a Gruta conta com quatro salões abertos à visitação. Imponente e grandioso, o 4º salão da gruta tem cem metros de comprimento, onde se destacam duas colunas paralelas, perfeitamente cilíndricas e harmônicas, únicas no mundo. Diversas pinturas rupestres podem ser vistas ao lado da entrada da gruta.
imagem - Newton França
imagem - Newton França
imagem - Newton França
imagem - Newton França
CONHEÇA UM POUCO MAIS DA CIDADE DE 7 LAGOAS
imagem - Jairo Nunes
imagem - Jairo Nunes
imagem - Jairo Nunes
imagem - Ralj
imagem - Wikipédia
imagem - Ralj
imagem - Jairo Nunes
imagem - Sérgio Assis Skysete
imagem - Ralj
imagem - Sérgio Assis Skysete
imagem - Z. Jr.
MEMORIAL À FEB
imagem -  Montanha
ARENA DO JACARÉ
O estádio "Joaquim Henrique Nogueira", popularmente conhecido como Arena do Jacaré, é a sede do Democrata F. C., clube de futebol fundado em 1914. A mascote do Democrata F. C. é um jacaré. O animal foi escolhido como símbolo do time pela sua agilidade e, também, numa alusão às lagoas da cidade. Com capacidade para 25 mil espectadores, a Arena é um dos mais modernos e equipados estádios de futebol do Brazil.
imagem - Sérgio Assis Skysete
imagem - ?
imagem - ?
BR 040 MARGEANDO A CIDADE
imagem - Jairo Nunes
SERRA SANTA HELENA
Localizada a noroeste e a 7 quilômetros do centro, a Serra de Santa Helena, a exemplo de Sete Lagoas, é uma formação calcária, com aproximados 400 metros em relação à cidade, e cercada de 1100 metros em relação ao mar. Proporciona a mais bela vista da cidade e região, descortinando-se a imensa área limitada pelas serras do Curral e da Piedade e os contrafortes da Serra do Espinhaço, no vale do Rio das Velhas.
imagem - Sérgio Assis Skysete
imagem - Sérgio Assis Skysete
imagem - ?
imagem - ?
IGREJINHA DE SANTA HELENA
Localizada no alto da serra, a Igrejinha é símbolo cristão que domina o espaço regional. Foi construída em 1852. A Festa de Santa Helena e Santa Cruz acontece no primeiro final de semana de maio. O grande destaque é a participação das diversas, guardas de Congo da região. Embora a data oficial de Santa Helena seja 18 de agosto, a festa de Santa Helena e da Santa Cruz é um evento de destaque nas manifestações religiosas, populares e folclóricas da região.
imagem - Jairo Nunes
imagem - Jairo Nunes
ESTAÇÃO RODOVIÁRIA
imagem -  Montanha
FÁBRICA IVECO
imagem - Ralj
ENTORNO DA CIDADE
imagem - ?
imagem - ?
PARQUE DA CASCATA
Além das Sete Lagoas que tornam a cidade um polo de atração turística, na Serra de Santa Helena, a quatro quilômetros do centro, está localizado o Parque da Cascata, numa área de 295 hectares de mata nativa, com reserva de fauna e flora, entremeada de trilhas românticas. Ali foi desenvolvido um amplo projeto turístico do qual constou a implantação de um lago com 450 metros de diâmetro cercado por uma praia artificial e por mata virgem. No interior da mata há uma trilha cimentada que dá acesso a uma cascata com mirante, para que todos possam apreciar sua beleza. Neste local está sendo preservado um santuário ecológico.
imagem - Newton França
imagem - Newton França
imagem - Newton França
imagem - Newton França
imagem - Ralj
ILHA DO MOLITO
imagem -  Montanha
LAGOA JOSÉ FÉLIX
imagem - Sérgio Assis Skysete
LAGOA BOA VISTA
É a segunda lagoa mais visitada do município. Tem uma pista dupla no seu entorno com 1630 metros. A estrutura do Parque envolve: um palco para apresentações diversificadas, com área de eventos e feira; pista de patinação; bicicross; skate e dois campos de futebol. Em sua orla, encontram-se o restaurante Mirante, trailers, sorveterias, escolas e bares. É um lugar aprazível, ótimo para cami¬nhadas e para a prática de esportes ao ar livre. Nas manhãs de domingo, acontece à tradicional Feira da Boa Vista. São 220 feirantes ofertando artesanato, hortifrutigranjeiros e uma movimentada praça de alimentação.
imagem - Adail Pedroso Rosa
imagem - Adail Pedroso Rosa
LAGOA CERCADINHO
imagem - Sérgio Assis Skysete
LAGOA DA CATARINA
imagem - Sérgio Assis Skysete
LAGOA GRANDE
imagem - Sérgio Assis Skysete
LAGOA PAULINO
Localizada no centro da cidade, na sua orla estão diversos bares e restaurantes. Os passeios de pedalinhos fazem a alegria de crianças e adultos. Uma fonte iluminada no centro da lagoa é mais um dos muitos atrativos do local. Nas noites de sextas e sábados, é montada ao lado da lagoa uma feira de artesanato e comidas típicas.
imagem -  Montanha
imagem - Jairo Nunes
imagem -  Montanha
5 LAGOAS
imagem - Sérgio Assis Skysete
BOA NOITE E ATÉ UM DIA DESTES QUALQUER
imagem - Ralj
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO
VALEU PELA VISITA. SEMPRE VOLTE. ABRAÇOS E TUDO DE BOM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PEDRA AZUL / FORTALEZA DE PEDRAS

BOM DIA. SEJA MUITO BEM VINDO A PEDRA AZUL. A FORTALEZA DE MINAS. copyrigth "Paulo Marcio"
PEDRA AZUL EH UMA CIDADE QUE FICA NO VALE DO JEQUITINHONHA E TEM ATUALMENTE: 23.843 HABITANTES (IBGE 2010) QUE NASCE EM PEDRA AZUL É: PEDRA-AZULENSE (PEDRAZULENSE) O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,660 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A TEMPETATURA MÉDIA DA CIDADE É DE: 24°. FORAM REALIZADOS EM PEDRA AZUL, 77 CASAMENTOS EM 2010. NÃO ACONTECEU NENHUMA SEPARAÇÃO E NENHUM DIVORCIO. A CIDADE FAZ ANIVERÁRIO EM 1º DE JUNHO. A pecuária, atividade primeira na história econômica do lugar, continua sendo básica para a sua receita. Colonizada por vaqueiros nordestinos, que ali chegaram em busca de pastagens para seu gado, a região herdou deles a tradição do trato com grandes rebanhos, principalmente o gado de corte, mas não se esqueceu dos cuidados com o subsolo. Os primeiros moradores do atual município foram Manoel José Botelho, em 1822, e o padre Manoel Fernandes, em 1834, após o grande incêndio …

PIRAPORA / PORTAL DO RIO SÃO FRANCISCO

BEM VINDO A CIDADE DE PIRAPORA. A CIDADE PROGRESSO
imagem - Jadir F.
PIRAPORA TEM 53.368 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM PIRAPORA EH: PIRAPORENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 01 DE JUNHO E FOI EMANCIPADA EM 1.912
ORIGEM DO NOME
O topônimo de origem tupi significa “salto de peixe” ou “onde o peixe salta” - pira (peixe) e poré (salto).
HISTÓRIA

O São Francisco foi, durante o ciclo da mineração, importante meio de transporte para o abastecimento da região das minas. As mercadorias saíam da Bahia subindo o rio e, quando terminava o trecho navegável, seguiam por terra até os centros mineradores. A cidade nasceu justamente no ponto da baldeação, na margem direita do rio, a jusante da cachoeira de Pirapora. Parte da tribo dos índios Cariris, em época remota, teria subido o Rio São Francisco. Movida pelo temor à aproximação dos brancos pelo litoral brasileiro e acossada pelas tribos vizinhas. Aportando na área hoje compreendida pelo município de Pirapora, fixaram-se defronte à corredeira, esta…

CAMBARÁ DO SUL / RIO GRANDE DO SUL - Uma pequena cidade com grandes cânions e pontos de ecoturismo com pousadas, clima de montanha e belas paisagens

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "CAMBARÁ DO SUL" / RIO GRANDE DO SUL / BRASIL foto - Angelo Ronchi
A CIDADE Cambará do Sul é conhecida também como a "terra dos cânions" e "capital do mel". A pequena Cambará do Sul é campeã no ranking de baixas temperaturas, sendo que o seu inverno está sempre entre os lugares mais frios do Brasil. Como um típico município do interior conserva hábitos antigos, como a reunião familiar e de amigos na cozinha, ao redor do fogão à lenha. Nas épocas frias, o pinhão na chapa é o tira gosto do gaúcho serrano. foto - Angelo Ronchi
Localiza-se a 185 quilômetros de Porto Alegre, a uma altitude de 1.031 m. 
foto - Angelo Ronchi População estimada 2016 (1) - 6.687 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 1.208,647 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 5,41 Código do Município 4303608 Gentílico - cambaraense ORIGEM DO NOME A palavra Cambará em tupi-guarani significa "Folha de Casca Rugosa". É uma árvore preciosa por sua bele…

DIANÓPOLIS / TOCANTINS - Berço cultural do estado, tem mais à oferecer, cascatas, cachoeiras, museu e "garganta"; platô da serra geral com cânions e mirantes

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "DIANÓPOLIS" / TOCANTINS / BRASIL DIANÓPOLIS
BEM VINDO A CIDADE DE DIANÓPOLIS. CIDADE DO DIANOFOLIA
imagem - ? População estimada 2016 (1) - 21.457
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 3.217,313
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 5,94
Código do Município 1707009
Gentílico - dianopolino
ORIGEM DO NOME DE DIANÓPOLIS, TO
A origem do nome "Dianópolis" está relacionada a Francisco das Chagas Moura, que foi prefeito do município entre os anos de 1934 a 1938. Então, a cidade chamava-se "São José do Du•ro". "Duro" era uma simplificação de "D´ouro", uma vez que a região era rica em ouro em seu subsolo. Quando prefeito, Francisco Moura indicou que a cidade fizesse uma homenagem às senhoras do lugar que chamavam-se "Custodiana", conhecidas pela alcunha de "Diana". Daí a indicação da cidade passar a chamar-se "Dianópolis", quer dizer, "Terra das Dianas".
Gentílico: …

VARZEA DA PALMA - NO CAMINHO DA BAHIA

BEM VINDO A CIDADE DE VARZEA DA PALMA. 
foto - Alonso Alves dos Reis Neto
VARZEA DA PALMA TEM 35.809 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM VARZEA DA PALMA EH: VÁRZEA PALMENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 12 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.953
ORIGEM DO NOME

LIMA DUARTE / A CIDADE DO AR PURO

BOM DIA. BEM VINDO A LIMA DUARTE / CIDADE CERCADA DE MONTANHAS. copyrigth "Rosana4"
LIMA DUARTE JÁ TEM A SEGUNDA PÁGINA.
CLIK AQUI E VEJA A SEGUNDA PÁGINA DA CIDADE DE LIMA DUARTE

LIMA DUARTE TEM UMA POPULAÇÃO DE 16.166 HABITANTES (IBGE 2010) QUEM NASCE EM LIMA DUARTE É: LIMADUARTINO. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,739 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. LIMA DUARTE É CERCADA POR BELÍSSIMAS MONTANHAS, E POR ISTO O AR DA CIDADE É CONSIDERADO PURO.
Lima Duarte teve, provavelmente, a mesma origem da maioria das cidades mineiras: um grupo de colonos se estabeleceu a beira das estradas que davam para as minerações aí se formou um pequeno núcleo colonial ao redor de uma capelinha que a fé dos nossos antepassados se apressava em erguer. Sua primeira denominação foi Nossa Senhora das Dores do Rio do Peixe, e a origem deste nome se deve a Santa padroeira da primeira capelinha de Nossa Senhora das Dores, mais o fato de ser o município banhado pelo rio do Peixe. Passou a ser chama…

CARATINGA / CIDADE ESPERANÇA / TERRA DAS PALMEIRAS

SEJA SEMPRE BEM VINDO A CIDADE DE CARATINGA. A CIDADE DO MENINO MALUQUINHO
copyrigth "?" ORIGEM DO NOME
A denominação do município Caratinga, de origem indígena, (cará / tinga = branco) é devido à falta de alimentação diversificada, o que fazia com que os primeiros habitantes da região se alimentassem de um tubérculo muito encontrado na região na época do povoamento, um cará-branco que servia de alimento para os índios CARATINGA TEM ATUALMENTE, 85.322 HABITANTES. QUEM NASCE EM CARATINGA É: CARATINGUENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,754 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 24 DE JUNHO. FOI FUNDADA EM 1848 EM CARATINGA, FORAM REALIZADOS EM 2010, 513 CASAMENTOS 056 SEPARAÇÕES 079 DIVÓRCIOS. HISTÓRIA
Em 1841 aportou por estas terras o grande desbravador Domingos Fernandes Lana, que aqui permaneceu até 1847.
No final desse ano, João Caetano do Nascimento, João Antônio de Oliveira e João José, bravos pioneiros, vieram de mudança, trazendo suas famílias,…

CARLOS CHAGAS

BOM DIA CARLOCHAGUENSES / BOM DIA VISITANTE. SEJA BEM VINDO A CARLOS CHAGAS / A CAPITAL DO BOI E A PÉROLA DO MUCURI
foto - ? CARLOS CHAGAS, NO VALE DO MUCURI, TEM  20.087 HABITANTES. - (IBGE 2010) DESTE TOTAL, 51% É MULHER. O IDH DO MUNCÍPÍO É DE: 0,681 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU QUEM NASCE EM CARLOS CHAGAS É: CARLOCHAGUENSE ESTIVE EM CARLOS CHAGAS DIA 10 DE FEVEREIRO 2011, MAIS PRECISAMENTE NO FRIGORIFICO "MAX BEEF" FUI FAZER A MEDIÇÃO DA QUALIDADE DO AR. QUEM ME RECEBEU LÁ FOI O ENGENHEIRO AMBIENTAL "FELIPE" (GENTE FINA DA MELHOR QUALIDADE) CHEGUEI AS 7 DA MANHÃ, DEPOIS DE 11 HORAS VIAJANDO DE DIVINÓPOLIS; NÃO FIQUEI MUITO TEMPO EM CARLOS CHAGAS, MAS DEU PARA TIRAR ALGUMAS FOTOS. AQUI, NA ENTRADA DA CIDADE. copyrigth "Thymonthy Becker" CARLOS CHAGAS JÁ FOI CONHECIDA COMO A "PÉROLA DO MUCURI". POR TER SIDO POR MUITOS ANOS, A CIDADE MAIS BONITA DO VALE DO MUCURI. HOJE, JÁ NÃO DETÉM MAIS ESTE TÍTULO.
foto - ? MAS MANTÉM O TÍTULO DE CAPITAL DO …

EXTREMA / O PORTAL DE MINAS

BEM VINDO A CIDADE DE EXTREMA. O PORTAL DE MINAS
imagem - Vinícius Pazzoto
EXTREMA TEM 28.599 HABITANTES - IBGE 2010 - 
QUEM NASCE EM EXTREMA EH: EXTREMENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 16 DE SETEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.901
ORIGEM DO NOME

RIBEIRÃO DAS NEVES / MG

BEM VINDO A CIDADE DE RIBEIRÃO DAS NEVES. A MAIOR HETEROGENEIDADE RELIGIOSA DO BRAZIL imagem  - Reo 06 RIBEIRÃO DAS NEVES TEM 296.317 HABITANTES - IBGE 2010 QUEM NASCE EM RIBEIRÃO DAS NEVES EH: NEVENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 12 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.953 ORIGEM DO NOME Muito se fala sobre o nome Ribeirão das Neves, mas pouco sabemos oficialmente sobre este nome. Temos duas versões: Primeira versão: Advém do córrego que passa cortando o centro da cidade. Segundo a lenda, este pequeno córrego que nasce no Morro do Anil, próximo ao Bairro Várzea Alegre, em épocas de frio, ficava com uma temperatura bem abaixo, a ponto de esfriar o suficiente para ocasionar gelo. Dai o nome RIBEIRÃO DAS NEVES. Segunda versão: Advém da Padroeira do Município, Nossa Senhora das Neves, que segundo a lenda, apareceu para alguns fiéis, no alto do morro central que separa o centro comercial do Bairro Santa Martinha. Hoje, próximo ao Cemitério Senhor da Paz, cuja imagem demonstrava beleza e altivez. Seus…