Pular para o conteúdo principal

SANTA LUZIA / NO SOLAR DA BARONESA






BEM VINDO A CIDADE COLONIAL DE SANTA LUZIA.  UM PATRIMÔNIO A CÉU ABERTO.
foto - Wikipédia
SANTA LUZIA TEM 202.942 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM SANTA LUZIA EH: LUZIENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 08 DE MARÇO E FOI FUNDADA EM 1.692
ORIGEM DO NOME / CONTA A HISTÓRIA QUE...
Um pescador chamado Leôncio, que tinha problemas na visão, observou um objeto brilhando no rio, enterrado na areia. Quando pegou era a imagem de Santa Luzia, a santa protetora dos olhos, e assim se deu o primeiro milagre da santa, já que na mesma hora ele volta a enxergar. A imagem foi levada para a primeira capela do arraial, tornando-se a padroeira do município. Chegando a Portugal a noticia dos milagres que estavam sendo operado pela padroeira do Bom Retiro de Santa Luzia, o Sargento Mór Joaquim Pacheco Ribeiro, que estava desenganado pela ciência medica da sua Pátria, volta sua ultima esperança para o poder divino. Faz um voto à Santa milagrosa do sertão mineiro, pedindo-lhe a visão perdida. Como recebeu o milagre, o nobre filho da terra lusitana não duvidou em dar cumprimento ao voto que fizera. Vem com suas filhas Ana Senhorinha, Angélica e Adriana, começando a construção do templo, onde hoje está a Matriz de Santa Luzia, localizada na Rua Direita, no Centro Histórico, em 13 de dezembro de 1758. O ouro empregado em toda construção de decoração interna foi doado por Antônio Martins Gil e extraído no Rio das Velhas. O serviço de moldura de talha foi feito por Felipe Vieira e Francisco de Lima Cerqueira, que encheram de gloria a arte decorativa das Minas Gerais.
HISTÓRIA
Em 18 de março de 1692, durante o ciclo do ouro, remanescentes da bandeira de Borba fundaram o primeiro núcleo da vila que deu origem a cidade de Santa Luzia.
Uma expedição dos remanescentes da bandeira de Borba Gato implantou o primeiro núcleo da Vila, as margens do Rio das Velhas, no qual se fazia garimpo de ouro de aluvião. Em 1695 uma grande enchente do rio destruiu todo o povoado, localizado próximo ao atual bairro de Bicas, então o pequeno vilarejo mudou-se para o alto da colina, onde hoje, é o Centro Histórico da cidade. Em 1697, ergueu-se o definitivo povoado, que recebeu o nome de Bom Retiro. Em 1724 foi criado a Freguesia de Santa Luzia, subordinado a Sabará.
Havendo já alguns arraiais nas proximidades e ao longo do Rio das Velhas, existia, entretanto, um grande hiato entre Roça Grande e a região de Sete Lagoas, tornando-se difícil o abastecimento das populações nômades e o descanso das tropas que de mandavam o norte do estado. Nessa época, começaram a surgir varias fazendas, em vastos latifúndios, criadas para o descanso do gado e para suprir o abastecimento regional.
Com o movimento crescente que se operava na região de Sete Lagoas, foram abertas várias estradas, que, atingindo Jequitibá, atravessavam diversas localidades, entre elas, o arraial de Santa Luzia. Estas estradas desempenharam importante papel no povoamento da região, não só pelo intenso comércio que propiciavam como também, pelo estabelecimento de ranchos e capelas e pelos numerosos contingentes humanos, que por elas afluíam as Minas, vindos do Norte e dos portos da Bahia.
O povoado definitivo de Santa Luzia teria surgido entre 1721 e 1729, no alto das colinas, em cujos vales corriam o córrego das Calçadas, o córrego Seco ou do Dantas e o córrego dos Cordeiros, socavados na época, por mineradores em busca de ouro.
AQUI A ANTIGA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA / HOJE CASA DO ARTESANATO
foto - Antonor
foto - Johnny Balla
CAPELA DO BONFIM
A caminho da Rua Direita, encontra-se a Capela do Bonfim, em estilo barroco, construída em 1711, em seu interior abriga a imagem de Nosso Senhor do Bonfim, esculpida por um escravo, em troca da sua alforria.
foto - Antonor
CAPELA DE NOSSA SENHORA DAS DORES
foto - Gui Torres
SEDE DO PODER LEGISLATIVO - CÂMARA DE VEREADORES - 
foto - Wikipédia
MUSEU
foto - ?
ESTÁDIO DE FUTEBOL
foto - Wikipédia
SEDE DO PODER JUDICIÁRIO - FÓRUM -
foto - Wikipédia
HOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS
foto - Wikipédia
IGREJA DE SANTA EFIGÊNIA
foto - Gui Torres
MATRIZ DE SANTA LUZIA, SEU INTERIOR E NO CONTEXTO DA PRAÇA
Erguida no topo da rua Direita, no qual é possível se ver de várias partes da cidade, o Santuário da Igreja Matriz de Santa Luzia, concluído em 1778, abrigam em seu interior pinturas do Mestre Ataíde e pequenas obras de Aleijadinho e o Museu de Artes Sacras, inaugurado recentemente. 
foto -  Antonor
foto - Gui Torres
foto - Johnny Balla
IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO
A Igreja do Rosário erguida em 1755 pelos negros tem o seu interior simples, com altares dedicados, a Nossa Senhora do Rosário, Sagrado Coração de Jesus e Nossa Senhora das Dores, hoje totalmente restaurada. Recebeu melhorias com apoio dos homens brancos filiados à confraria dos negros.
foto -  Antonor
SEDE DA JUSTIÇA DO TRABALHO
foto - Gui Torres
SOLAR DA BARONESA
Edificado entre o final do séc. XVIII e início do XIX, para abrigar a família do 1º Barão de Santa Luzia, Manuel Ribeiro Viana, Tenente Coronel, Comendador, comerciante, vereador, acionista fundador do Banco do Brasil e sua esposa Maria Alexandrina de Almeida, grandes beneméritos desta cidade. Em 1881 hospedou D. Pedro II, que era padrinho de batismo da Baronesa,  e sua comitiva em viagem por Minas Gerais. Em seu interior encontra-se decoração nos estilos Rococós e Neoclássicos e um lindo retábulo consagrado a Nossa Senhora das Dores.
foto - Gui Torres
O BARÃO E A BARONESA
foto - Johnny Balla
CONHEÇA UM POUCO MAIS DE SANTA LUZIA
foto - ?
foto - ?
foto - Wikipédia
foto - ?
foto - Bruno Freitas
foto - Bruno Freitas
A CIDADE
Em 1842, Santa Luzia foi palco da batalha final da Revolução Liberal, entre as tropas de Duque de Caxias (Governista) e de Teófilo Otoni (liberalista), que defendia a descentralização do poder e a autonomia das províncias. Assim formou Santa Luzia, com a riqueza proporcionada pelo ouro e mais de três séculos de história e cultura. 
AQUI O MONUMENTO AOS BRAVOS DA REVOLUÇÃO
foto - Wikipédia
CONHEÇA UM POUCO MAIS DO BONITO, RICO E ACONCHEGANTE CENTRO HISTÓRICO DE SANTA LUZIA
AQUI a Rua Direita, o estilo barroco esta presente nos casarios do Centro Histórico da Cidade.
foto - Wikipédia
foto - Antonor
foto - ?
foto - Antonor
foto - Gui Torres
foto - Renato Well
foto - Antonor
foto - Gui Torres
foto - Johnny Balla
Há 12 km do Centro Histórico se encontra o Mosteiro de Macaúbas, construído em meados de 1708, foi o primeiro Colégio feminino de Minas Gerais, onde estudaram as filhas de Chica da Silva.
foto - Wikipédia
foto - Johnny Balla
foto - Johnny Balla
foto - Antonor
foto - Wikipédia
foto - Antonor
O RIO DAS VELHAS QUE CORTA A CIDADE
foto - Jairo Nunes
foto - Wikipédia
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO

VALEU PELA VISITA - SEMPRE
ATÉ A PRÓXIMA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DIANÓPOLIS / TOCANTINS - Berço cultural do estado, tem mais à oferecer, cascatas, cachoeiras, museu e "garganta"; platô da serra geral com cânions e mirantes

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "DIANÓPOLIS" / TOCANTINS / BRASIL DIANÓPOLIS
BEM VINDO A CIDADE DE DIANÓPOLIS. CIDADE DO DIANOFOLIA
imagem - ? População estimada 2016 (1) - 21.457
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 3.217,313
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 5,94
Código do Município 1707009
Gentílico - dianopolino
ORIGEM DO NOME DE DIANÓPOLIS, TO
A origem do nome "Dianópolis" está relacionada a Francisco das Chagas Moura, que foi prefeito do município entre os anos de 1934 a 1938. Então, a cidade chamava-se "São José do Du•ro". "Duro" era uma simplificação de "D´ouro", uma vez que a região era rica em ouro em seu subsolo. Quando prefeito, Francisco Moura indicou que a cidade fizesse uma homenagem às senhoras do lugar que chamavam-se "Custodiana", conhecidas pela alcunha de "Diana". Daí a indicação da cidade passar a chamar-se "Dianópolis", quer dizer, "Terra das Dianas".
Gentílico: …

MANHUAÇU / MINAS GERAIS - Rodeada por belezas naturais como o Pico da bandeira, belíssimas paisagens como as plantações de café, além de construções centenárias

LINHA DO TEMPO DE "MANHUAÇU" / MINAS GERAIS / BRASIL
Situada na zona da mata de Minas Gerais, Manhuaçu é o maior e mais desenvolvido município da região. Sua localização estratégica possui acesso a diversas rodovias estaduais e federais, estando rodeada por belezas naturais que você não pode deixar de conhecer. Manhuaçu também se destaca pela economia, que gira principalmente na produção de café. A produção regional é a maior do Brasil, sendo produtos de consumo nacional e internacional. Existem muitas fazendas de café na região, que além do impulso econômico, proporcionam uma belíssima paisagem.  Cafezal com pés carregado de café foto - ? Alguns dos maiores atrativos da cidade estão no Ecoturismo. Os principais pontos são a Pedra Furada, reservas Monte Alverne, Sítio Graciema e Mata do Sossego e os balneários Recanto no Paraíso e Cachoeira Sette. A cidade também é rica em patrimônio histórico. A Igreja Matriz São Lourenço, localizada no Centro, é o principal ponto da cidade, co…

CATAGUASES / MINAS GERAIS - Venha ver e fazer filmes nesta cidade cinematográfica. Deixe saudades e leve lembranças

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "CATAGUASES" / MINAS GERAIS / BRASIL “O nome Cataguases vem – pelo menos, até provas em contrário, pois muitas são as controvérsias nessa cidade em constante questionamento – , pois é, o nome Cataguases parece que vem de uma tribo de índios que habitava a região, os ‘Catu-auás’. Dizem que o nome catu-auá significa em tupi-guarani ‘terra de gente boa’. E Cataguases sabe receber muito bem. Quem bebe da água do Rio Pomba nunca deixa de voltar. Dizem. ” Confira alguns dos mais importantes pontos turísticos de Cataguases. Além de inúmeras obras artísticas e arquitetônicas modernas tombadas pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), Cataguases também oferece inúmeras construções marcantes do final do século XIX, belíssimas paisagens naturais, museus, centros culturais e muito mais! PONTE METÁLICA (DE 1.914) A construção da Ponte Metálica foi determinada em 1910, devido à solicitação do deputado federal Astolpho Dutra Nicácio. Ela…