Pular para o conteúdo principal

ANDRELÃNDIA - NAS MONTANHAS MÁGICAS


















SEJA BEM VINDO A CIDADE DE ANDRELÂNDIA. DE BRAÇOS ABERTOS PARA RECEBER VOCE.
foto - Thymonthy Becker
ANDRELÂNDIA TEM 12,173 HABITANTES
QUEM NASCE EM ANDRELÂNDIA EH: ANDRELANDENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 20 DE JULHO E FOI FUNDADA EM 1.868
ORIGEM DO NOME
Depois de chamar-se Porto do Turvo até 1930, o município recebe o topônimo Andrelândia, em homenagem ao fundador do povoado.
A CIDADE  
A maravilha do campo e da cidade em um só lugar, assim é Andrelândia. A cidade possui belezas naturais exuberantes e riquíssimas construções históricas, que são um retrato da vida do local imortalizado no tempo. Suas cachoeiras, pedreiras e grutas permitiram que, desde 2001 começasse a compor o Circuito das Montanhas Mágicas da Mantiqueira, possibilitando sua participação na política de desenvolvimento do turismo do governo do estado de Minas Gerais.
HISTÓRIA
Em 1749, André da Silveira e Manoel Caetano da Costa requereram ao Bispo de Mariana, autorização para construir uma capela no lugar denominado, Turvo Grande e Pequeno, pertencente à freguesia de Aiuruoca. A capela dedicada a Nossa Senhora do Porto Turvo, constituiu-se em um núcleo populacional, tornado-se Freguesia de Nossa Senhora do POrto Turvo, em 1833. 
Nessa época passou a residir no local, Antonio Belfort de Arantes. Entre outros melhoramentos, construiu justamente com seu filho Antonio Belfort Ribeiro de Arantes, posteriormente Visconde de Arantes, um prédio para instalação da Câmara e da Cadeia consideradas indispensáveis ao desenvolvimento da cidade. Em 1864, foi criada a Vila Bela do Turvo, vindo para povoação do Porto do Turvo, a sede da Vila Rio Preto.AQUI A SANTA CASA DE MISERICÓRDIA
foto - Thymonthy Becker
CAPELA DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA
foto - Thymonthy Becker
FUNDAÇÃO GUAIRÁ
O sobrado do Barão do Cabo Verde, que data de 1835, foi doado à Fundação Guairá em dezembro de 2002, época em que estava ameaçado de demolição. Mais conhecido como Casarão, o imóvel foi tombado pelo Patrimônio Histórico Municipal e reformado para sediar a Fundação. Abriga ainda um Museu, que preserva em seu interior o mobiliário, a prataria e todos os itens da época.
foto - Thymonthy Becker
ESTAÇÃO RODOVIÁRIA
foto - Thymonthy Becker
LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS
foto - Thymonthy Becker
HOTEL MÔNICA ( Onde me hospedei quando estive aqui )
foto - Thymonthy Becker

IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO
Construída pelos escravos da irmandade do Rosário em 1817, possui uma belíssima pintura no forro da nave-mor.
foto - Thymonthy Becker

IGREJA DE SÃO BENEDITO
A igreja foi inaugurada no dia 27 de setembro de 1936 e permaneceu dedicada ao padroeiro São Benedito, até a derrubada da capela e construção da atual igreja, em 15 de dezembro de 1989. Possui arquitetura moderna, imitando a mão do Papa João Paulo II.
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker

MATRIZ DE NOSSA SENHORA DO PORTO DA ETERNA SALVAÇÃO
A partir da Igreja Matriz em 1749, iniciou-se o povoamento do Arraial do Turvo, que mais tarde passaria a se chamar Andrelândia. O estilo arquitetônico é o barroco, e no princípio, contava apenas com o corpo central. Mantendo o interior preservado, passou por uma grande reforma, que trouxe algumas modificações como o acréscimo de dois novos corpos. Em 1918, foi construída uma torre central que em 1954 foi demolida para dar espaço a duas torres laterais, sendo também o piso, nesta época, trocado por ladrilhos.
Possui uma bonita fachada e abriga em seu interior esculturas portuguesas, do início do século XIX, além dos púlpitos em madeira trabalhada, que possuem medalhões dourados com pintura azul, vermelha e arabescos. Os visitantes podem vislumbrar ainda os altares laterais, um de cada lado, de madeira, enfeitados com ornatos dourados, tendo ao centro um grande nicho e dois pequenos nas laterais, que guardam à direita a imagem de São Sebastião e à esquerda a de Santo Antônio.
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
AGÊNCIA DO BANCO DO BRAZIL
foto - Thymonthy Becker
SEDE DO PODER EXECUTIVO E LEGISLATIVO - PREFEITURA E CÂMARA DE VEREADORES -
foto - Thymonthy Becker
SEDE DO PODER JUDICIÁRIO - FÓRUM -
foto - Thymonthy Becker
PASSAGEM DE NÍVEL NO CENTRO DA CIDADE - FERROVIA -
foto - Thymonthy Becker

CRISTO REDENTOR
Localizado em um ponto alto da cidade, na Praça Diógenes Salgado, no bairro Rosário, o Cristo Redentor proporciona aos visitantes uma bela vista panorâmica e se o passeio for à tardinha, pode ser acompanhado de um admirável pôr-do-sol. Além disso, o local, por sua tranqüilidade e proximidade com a natureza, é ideal para piqueniques e passeios de fim de semana.
Construído em 1966, o Cristo, que de cima protege e abençoa Andrelândia, tem aproximadamente 15 metros de altura. De fácil acesso, pois se situa dentro dos limites da cidade, é o lugar perfeito para relaxar e escutar os sons da natureza como o canto dos pássaros ou o sopro dos ventos.
foto - Thymonthy Becker
DEUS E EU
foto - Thymonthy Becker
CONHEÇA UM POUCO MAIS DA BELA CIDADE DE ANDRELÃNDIA
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
VISTA DO QUARTO DO HOTEL ONDE ME HOSPEDEI
foto - Thymonthy Becker

PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL
Visando a valorização dos casarões da primeira metade do século XVIII, Andrelândia deu um importante passo na preservação da memória da cidade, com o tombamento das casas antigas pelo patrimônio histórico municipal. Entre os imóveis, estão a sede da Prefeitura, sobrados e casas que guardam as lembranças do que foi Andrelândia antigamente. Com a ação, a cidade cuida do que resta de um importante período histórico em que os fazendeiros da época, que foram os primeiros povoadores, expressavam nas construções os sinais de sua cultura.
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
ENTORNO DA CIDADE
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
LATICÍNIO ROSENA - ONDE FUI MEDIR A QUALIDADE DO AR -
foto - Thymonthy Becker
A CHAMINÉ ONDE COLETAMOS A FUMAÇA
foto - Thymonthy Becker
O CAVALO DA PAREDE
foto - Thymonthy Becker
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO
THYMONTHY BECKER COMUNICAÇÃO ( Thymonthy Becker - proprietário da marca )

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ITABIRA / MG - MURIAÉ / MG - SANTA LUZIA / MG - PEDRO AFONSO / TO - OURO PRETO / MG

IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO EM ITABIRA / MG
foto - Roberta Soriano
MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE, INTERIOR E LATERAL EM ITABIRA / MG
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
CAPELA DE SÃO E NO CONTEXTO DA PRAÇA NA SERRA DOS ALVES EM ITABIRA / MG
foto - Barbosa
foto - Emerson Silva
CAPELA DO BOM JESUS NO MORRO REDONDO EM ITABIRA / MG
foto - Roneijober Andrade
MATRIZ DE SÃO PAULO EM MURIAÉ / MG
foto - Afrânio Bastos
CAPELA DE SÃO JOSÉ EM MURIAÉ / MG
foto - SG Trangel
IGREJA DA BARRA EM MURIAÉ / MG
foto - Tony Borrach
IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO EM MURIAÉ / MG
foto - Afrânio Bastos
IGREJA DE NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS EM MURIAÉ / MG
foto - SG Trangel
CAPELA DO BONFIM EM SANTA LUZIA / MG
foto - Antonor
CAPELA DE NOSSA SENHORA DAS DORES EM SANTA LUZIA / MG
foto - Gui Torres
IGREJA DE SANTA EFIGÊNIA EM OURO PRETO / MG
foto - Gui Torres
MATRIZ DE SANTA LUSIA, SEU INTERIOR E NO CONTEXTO DA RUA EM SANTA LUZIA / MG
foto - Antonor
foto - Gu…

DIVINÓPOLIS / MINAS GERAIS - COMO A CIDADE COMEÇOU - CEM ANOS ATRÁS NASCIA A CIDADE QUE SERIA REFERÊNCIA EM QUALIDADE DE VIDA E EDUCAÇÃO, NAS MINAS GERAIS

DIVINÓPOLIS / MINAS GERAIS / BRASIL - 100 ANOS ATRÁS foto - Thymonthy Becker AQUI PODEMOS VER O CENTRO DA CIDADE, COM O SANTUÁRIO, O COLÉGIO DOS PADRES E ABAIXO A PONTE QUE LIGA O CENTRO AO BAIRRO PORTO VELHO. foto - Colombo
NESTA PÁGINA, IREMOS MOSTRAR COMO DIVINÓPOLIS COMEÇOU. ALGUMAS FOTOS SÃO RARAS. E POSSUEM MAIS DE CEM ANOS. ESTE FOI O SEGUNDO LOCAL ONDE FUNCIONOU A CÂMARA MUNICIPAL. AQUI NA RUA SÃO PAULO. foto - ?
AQUI  ANTIGA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA. HOJE EH O HOTEL DAS VOVÓS. foto - ?
ESTA EH A RUA SÃO PAULO. REPARE QUE OS POSTES DE LUZ FICAVAM NO MEIO DA RUA. foto - ?
AQUI A MESMA RUA SÃO PAULO, ENTRE ANTÔNIO OLÍMPIO DE MORAIS (ANTIGA AVENIDA DA INDEPENDÊNCIA) E AVENIDA VINTE E HUM DE ABRIL. foto - ?
ESTE VÍDEO FOI FEITO QUANDO DIVINÓPOLIS TINHA 20.000 HABITANTES, HOJE TEM 225.000. QUANDO DA INAUGURAÇÃO DA PONTE CENTRO/PORTO VELHO.
AQUI A AVENIDA PRIMEIRO DE JUNHO ESQUINA COM RUA SÃO PAULO. REPARE AS BOMBAS DO POSTO DE COMBUSTÍVEL. foto - ?
O PRIMEIRO PRÉDIO DA CIDADE. EDIFÍCIO HERCÍLIO. …

CONTAGEM / POLO COMERCIAL

BOM DIA. BEM VINDO A CONTAGEM. CIDADE PROGRESSO
copyrigth "Altemiro Olinto cris"
CONTAGEM TEM 603.048 HABITANTES (IBGE 2010) QUEM NASCE EM CONTAGEM É: CONTAGENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,794 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. Na época do Brasil-colônia, a Coroa portuguesa mantinha o controle sobre os territórios ocupados através de postos avançados chamados “postos de registro”. Tais postos fiscalizavam e registravam todo o movimento de pessoas e mercadorias, cargas e tropas. Ali, os viajantes, mercadores de escravos e tropeiros eram obrigados a parar e, enquanto as mercadorias eram registradas. CONTAVAM-SE TUDO. INCLUSIVE E PRINCIPALMENTE, AS BARRAS DE OURO, QUE IAM PARA O RIO DE JANEIRO. DAÍ O NOME "CONTAGEM."
No início do século XVII, nas terras da sesmaria do capitão João de Sousa Souto Maior, um terreno conhecido como Sítio das Abóboras, foi instalado um desses postos de fiscalização. Em 1715, Dom Brás Baltasar refere-se a este posto ao escrever …

SANTA BÁRBARA DO MONTE VERDE

BEM VINDO A CIDADE DE SANTA BÁRBARA DO MONTE VERDE. CAPRICHOSAMENTE ENCRAVADA ENTRE MONTANHAS. AQUI O TREVO DE ACESSO. JÁ CHEGANDO NA CIDADE. foto - Thymonthy Becker QUEM NASCE EM SANTA BÁRBARA DO MONTE VERDE EH: BARBARENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM: 04 DE DEZEMBRO E FOI FUNDADA EM 1.995 O MUNICÍPIO TEM 2.788 HABITANTES (IBGE 2010) HISTÓRIA SANTA BÁRBARA DO MONTE VERDE, FUNDADA EM 1823, COMO CONSTA EM DOCUMENTOS, FOI ELEVADO A DISTRITO DE BARBACENA EM 1841, COM O NOME DE ARRAIAL DE SANTA BÁRBARA DO MONTE VERDE.  EM 4 DE JULHO DE 1857 DESMEMBROU-SE DE BARBACENA E ELEVOU A DISTRITO DE RIO PRETO, CONTINUANDO PERTENCENDO AO MESMO ATÉ SUA EMANCIPAÇÃO QUE SE DEU EM 21 DE DEZEMBRO DE 1995. EM 1886, O BARÃO DE SANTA BÁRBARA, JOÃO EVANGELISTA DE ALMEIDA RAMOS, CONSTRUIU A IGREJA MATRIZ DE SANTA BÁRBARA, UM DOS MAIS BELOS CARTÕES POSTAIS DO MUNICIPIO, LOCALIZADO NA PRAÇA BARÃO DE SANTA BÁRBARA, QUE LEVA O NOME DO BARÃO.  O BARÃO DE SANTA BÁRBARA FIXOU RESIDÊNCIA NO VALE DO PIRAPITINGA DISTRITO DE SANTA…

DIAMANTINA

BOM DIA. BEM VINDO AO PATRIMÔNIO CULTURAL DA HUMANIDADE. BEM VINDO A DIAMANTINA. CIDADE DAS SERESTAS copyrigth "Mauro Braga" DIAMANTINA TEM HOJE, 45.884 HABITANTES. QUEM NASCE EM DIAMANTINA ÉH: DIAMANTINENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,748 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU A ECONOMIA DO MUNICÍPIO É FORTE NO SETOR ESTUDANTIL. AQUI SE ENCONTRA A UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO JEQUITINHONHA E MUCURI. AQUI FORAM REALIZADOS EM 2010, 194 CASAMENTOS, 19 SEPARAÇÕES E 28 DIVÓRCIOS. Conhecida inicialmente como Arraia do Tijuco ou Tejuco, a cidade emancipou-se do município do Serro em 1831, passando a se chamar Diamantina por causa do grande volume de diamantes encontrados na região. Essas pedras eram extraídas em grandes quantidades pela Coroa de Portugual, durante o século XVII. Em 1938, Diamantina comemorou seus 100 anos de elevação à categoria de cidade, recebendo do IPHAN o título de Patrimônio Histórico Nacional. E, no ano de 1999, foi tombada pela UNESCO como: Patrimônio cult…

SÃO JOAQUIM DE BICAS

ESTA EH A CIDADE DE SÃO JOAQUIM DAS BICAS. CERCADA POR UMA PAISAGEM EXUBERANTE. TERRA NATAL DO MESTRE PEDRO AMARAL BAMBIRRA imagem - Mavalwie QUEM NASCE EM SÃO JOAQUIM DAS BICAS EH SANJOAQUIMBIQUENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 21 DE DEZEMBRO FOI FUNDADA EM 1995 SÃO JOAQUIM DE BICAS TEM  25.537 HABITANTES - IBGE 2010 - ORIGEM DO NOME Uma imagem de São Joaquim foi esculpida em madeira e colocada no topo do altar de uma capelinha que haviam construída para rezarem ao entardecer, marcando a fé e a religiosidade do povo do nosso município. A imagem de São Joaquim e a vegetação deram o primeiro nome ao arraial: São Joaquim do Campo Verde. Com o passar dos anos, o lugar passou a ser chamado de São Joaquim de Bicas, porque a busca de minerais no leito do Rio Paraopeba englobava a dragagem dos cascalhos que depois eram lavados com jatos de água (bicas). HISTÓRIA A religião foi um fato marcante na história do arraial. Os primeiros moradores construíram uma capelinha para a realização de novenas e oraçõ…

CARMO DO CAJURU / A CIDADE DOS MÓVEIS

UM AMANHECER COMO ESTE, SÓ EM CARMO DO CAJURU. 
foto - ?
ALGUNS DADOS INTERESSANTES SOBRE CARMO DO CAJURU: POPULAÇÃO: 20.018 HABITANTES (IBGE 2010) HOMENS: 9.600 (APROXIMADAMENTE) MULHERES: 9.400 (APROXIMADAMENTE) ALTITUDE: 772 METROS (MÉDIA) A ECONOMIA DO MUNICÍPIO COMEÇOU COM UMA FÁBRICA DE MANTEIGA, DEPOIS DE FARINHA E MACARRÃO. HOJE SUA ECONOMIA BASEIA-SE NA INDÚSTRIA MOVELEIRA, QUE UMA DAS MELHORES DO BRAZIL. ONDE OS MÓVEIS PRODUZIDOS EM CARMO DO CAJURU SÃO VENDIDOS EM TODO O BRAZIL E EXPORTADO PARA ALGUNS PAÍSES DO MERCO SUL

ESTE É O CASTELO DA LÍDER INTERIORES. ELE FICA NA CIDADE DE MATEUS LEME. MAS PERTENCE A FABRICA DE MOVEIS DE CARMO DO CAJURU
foto - Mauricio Cardim CARMO DO CAJURU, FOI FUNDADA EM DEZEMBRO DE 1948 QUEM NASCE EM CARMO DO CAJURU É: CAJURUENSE O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,774, CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU EM CARMO DO CAJURU, TEM A MAIS FAMOSA FABRICA DE MÓVEIS DO PAÍS. É ALÍDER INTERIORES, QUE FABRICA OS MAIS BONITOS E MODERNOS MÓVEIS DA INDUSTRIA MOVELEIRA. A LÍDER …

MINAS GERAIS / BRASIL - UM ESTADO MÚLTIPLO, ÚNICO, COM 853 MUNICÍPIOS QUE SE DESENVOLVERAM SEM PERDER A RIQUEZA CULTURAL, HISTÓRICA SE TORNANDO GRANDES ATRATIVOS TURÍSTICOS

LINHA DO TEMPO DE MINAS GERAIS / BRASIL - TIMELINE VENHA VIVER MINAS GERAIS  Minas Gerais é um estado múltiplo, completo e único. Todos os seus 853 municípios cresceram e se desenvolveram sem perder sua riqueza cultural e histórica e se tornaram grandes atrativos turísticos. A mesa mineira, “onde sempre cabe mais um”, é a maior marca da hospitalidade do povo do Estado. Para conhecer Minas Gerais, não basta apenas ouvir falar, ler ou se informar. E quem quiser comprovar, será muito bem-vindo! 
Uberaba O Estado detém cerca de 60% do patrimônio histórico nacional. As cidades centenárias narram a grandiosidade da história do Brasil. Minas também é um imenso palco de manifestações artísticas, exportadas nacional e internacionalmente. Em Minas você encontrará destinos ideais para relaxar e cuidar do corpo e da mente. Entrar em contato com costumes, pessoas e lugares que valorizam a harmonia e o bem-estar. Viver Minas Gerais é muito mais que uma simples viagem turística, é estabelecer uma vivênc…

PEQUI / MINAS GERAIS - Descer de tobogã em cachoeira numa belíssima vista da cidade e cidades vizinhas, com existência de grutas, grotas e rica vegetação natural

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "PEQUI" / MINAS GERAIS / BRASIL foto (acima) Thymonthy Becker BEM VINDO A CIDADE DE PEQUI. AOS PÉS DA SERRA DO RIO DO PEIXE. Pórtico da estrada da cidade de Pequi, Minas Gerais foto - Thymonthy Becker População estimada 2016 (1) - 4.369 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 203,991 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 19,98 Código do Município 3149606 Gentílico - pequiense ORIGEM DO NOME O termo significa, em tupi, "coxa áspera", e origina-se de um velho e frondoso pequizeiro, que existiu em frente a uma venda no largo da igreja, cuja sombra abrigava a população que ali se reunia Gentílico: pequiense Histórico Pequi  Minas Gerais - MG HISTÓRICO A fixação da povoação do atual município deve-se, principalmente, aos solos férteis e ao grande número de córregos e riachos que cortam a região. Pequi foi criada em 1841, quando o distrito de Santo Antônio de São Joanico, no município de Pitangui, foi dividido em dois: Pequi e Maravilha.…

SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO / A CIDADE DOS IPÊS

BEM VINDO A SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO.
imagem de Alexandre Bonacini SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO, TEM 65.034 HABITANTES (IBGE 2010) QUEM NASCE EM SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO É: PARAISENSE O IDH DO MUNIC[IPIO É DE 0,812, CONSIDERADO ELEVADO PELOS INDICADORES DA ONU SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO É CONHECIDA COMO A CIDADE DOS IPÊS, VISTO SER MUITA A QUANTIDA DESTA ÁRVORE NA REGIÃO. imagem de Auro Queiroz


imagem de Auro Queiroz
Em uma das propriedades foi doado, em 1821, terreno para a construção da Capela de São Sebastião, em torno da qual se desenvolveu o povoado. O lugar se tornou pouso obrigatório para os viajantes em trânsito para São Paulo, Jacuí e outros povoados sul mineiros. Em 1855 foi criada a Freguesia e, três anos depois, o Curato de São Sebastião do Paraíso. O intercâmbio comercial intensificou-se. As notícias da excelência das terras atraíram agricultores e pecuaristas, gerando grande surto de desenvolvimento, consubstanciado pela elevação a Vila e a Cidade, em 1870 e 1873, respectivam…