Pular para o conteúdo principal

ITABIRA / MG - CIDADE DA POESIA - TERRA DO POETA CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE

















BEM VINDO A CIDADE DE FERRO. BEM VINDO A ITABIRA
foto - Roberta Soriano
ITABIRA TEM 109,783 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM ITABIRA EH: ITABIRANO
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 09 DE OUTUBRO E FOI FUNDADA EM 1.848
ORIGEM DO NOME
O nome "Itabira" se origina da antiga língua tupi, significando "pedra que brilha", através da junção dos termos itá ("pedra") e byra ("que brilha")
HISTÓRIA
No ano de 1720 como sendo o marco histórico de Itabira, com a chegada dos irmãos Faria de Albernaz (Francisco e Salvador). Os dois aventureiros, bandeirantes paulistas, mineravam em Itambé, quando avistaram um pico, ao longe, e seguindo em sua direção chegaram à serra a que chamaram Cauê (palavra dialetal africana que significa irmãos). Exploraram os córregos recolhendo ouro, sem que se saiba, contudo, por quanto tempo. Certo é, porém, que verificando a abundância do metal precioso, transferiram para o local seus escravos e colonos.
Dentro em pouco, a fama da abundância de ouro atraía outras famílias, acompanhadas de seus escravos, movidas pela ambição de enriquecer. Dedicados à mineração, no âmago de uma região de densas matas, viviam essas famílias isoladas, formando pequenos núcleos esparsos pelas margens dos córregos.
Essas famílias assumiram a posição de orientadoras da população, agora unificada, mas ainda em sobressalto com a presença de índios e malfeitores que de tempos em tempos atacavam o povoado. Esta situação teve fim com a chegada de um destacamento policial, chefiado pelo Capitão Francisco Procópio de Alvarenga Monteiro, que implantou ordem e tranqüilidade.
A povoação cresceu tanto que em 1827 foi elevada à categoria de arraial, pertencente à Vila Nova da Rainha (Caeté).
A indústria do ouro foi escasseando, mas o povoado não decaiu, e eis que os moradores passaram a dedicar-se à fundição de ferro, metal muito mais abundante que o ouro. E as forjas se foram erguendo em vários pontos, dando novo aspecto ao arraial.
No início do século XIX, Itabira já se tornara conhecida pela cultura e bom gosto de seus filhos, por seus majestosos solares, riqueza e prosperidade.
AQUI O MUSEU DE ITABIRA
foto - Roberta Soriano
CURIOSIDADE HISTÓRICA
Comprovando a existência de índios na região, no Município de Itabira foram encontrados restos de seus utensílios, armas e objetos de cerâmica, machados de pedra, clavas etc. Entre os exemplares de cerâmica, no distrito de Ipoema descobriram-se as conhecidas e originais "panelas de bugre". No distrito de Senhora do Carmo, no local denominado Conquista, existe uma pedra, conhecida pela designação de Lapa, em que se vêem desenhos indígenas.
A CIDADE ENCRAVADA NAS MONTANHAS DAS MINAS GERAIS
foto -  C. Marino
A CIDADE - PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL
Segundo o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, patrimônio cultural é a soma dos bens culturais de um povo, que são portadores de valores que podem ser deixados para as gerações futuras. O patrimônio se apresenta sob diversas formas: os bens imateriais compreendem toda a produção cultural de um povo, desde sua expressão musical, até sua memória oral, passando por elementos caracterizadores de sua civilização. Os bens materiais se dividem em dois grupos básicos: bens móveis - são a produção pictórica, escultórica, material ritual, mobiliário e objetos utilitários - e bens imóveis - não se restringem ao edifício isoladamente, mas compreendem, também, seu entorno, garantindo sua visibilidade e fruição. No acervo de bens imóveis, que constituem o patrimônio de um povo e de um lugar, incluem-se os núcleos históricos e os conjuntos urbanos e paisagísticos, importantes referências para as noções étnicas e cívicas da comunidade.
ALGUMAS IMAGENS DA CIDADE DE ITABIRA
foto -  Portodi
foto - ?
foto - Andarilho
TREM DA VALE DO RIO DOCE
foto - Wikipédia

IGREJA DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE, SEU INTERIOR E LATERAL
No local existia uma ermida sob a mesma invocação, construída pelos primeiros habitantes da região. A atual edificação teve sua construção iniciada em 1823 e concluída em 1848. Em 1925 passou por várias reformas. Sua arquitetura lembra o padrão formal das capelas coloniais mineiras. Possui estrutura autônoma e vedação em tijolos de adobe e/ou pau-a-pique sobre embasamento de pedra. Abriga o Museu de Arte Sacra que possui, além de obras do Santeiro Itabirano Alfredo Duval, várias imaginárias de valor histórico e religioso.
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO
foto - Roberta Soriano
SERRA DOS ALVES
O povoado de Serra dos Alves surgiu por volta de 1850, quando bandeirantes começaram a explorar ouro e cristais na região. A localidade encontra-se na vertente Leste da Cadeia do Espinhaço e conserva seus costumes mineiros típicos, hábitos simples e modo de vida tranqüilo da época de seus primeiros moradores. A construção de maior expressão é a Capela de São José que, juntamente com o cruzeiro e as casas de estilo e alinhamentos iguais e voltados para a Igreja, compõem o conjunto histórico e paisagístico da Serra dos Alves, tombado pelo patrimônio municipal.
foto - Rodrigo M. Pedrosa
CAPELA DE SÃO JOSÉ NA SERRA DOS ALVES
Construída por volta de 1860, a capela possui características coloniais, estrutura autônoma de madeira e vedação em adobe e pau-a-pique sobre embasamento de pedra, retábulo de madeira e imagens de valor histórico notável. A Igreja abriga diversas festas como de Nossa Senhora da Conceição, São José, Divino Espírito Santo, Nossa Senhora do Rosário, dentre outras, sempre programadas e executadas pela população local.
Para visitar a capela é necessário procurar por Geraldo ou Fatinha, que detém as chaves da mesma.

foto - Rodrigo M. Pedrosa
foto - Emerson Silva
MORRO REDONDO
foto - Roneijober Andrade
ESTRADA PARA O MORRO REDONDO
foto - Max
CAPELA DO BOM JESUS NO ALTO DO MORRO REDONDO
Capela localizada no alto do Morro Redondo. Possui arquitetura  inspirada no barroco mineiro. No ano de 2010 recebeu obras de revitalização e novas obras de Vilma Noël (escultura "O Destino"). É necessário destacar as festas religiosas e caminhadas que acontecem na capela como um de seus maiores atrativos, além da bela paisagem que se contempla do seu alto.
foto - Roneijober Andrade

MUSEU DO TROPEIRO
O Museu do Tropeiro de Ipoema, distrito de Itabira, caminha para se transformar em um banco de informações referência nacional em pesquisa sobre a cultura tropeira no país. Para isso, vai contar com a parceria do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), segundo o professor e escritor Carlos Solera, coordenador do projeto Tropeiro Brasil.
foto -  ?
foto - Montanha
CASA DE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
foto - Roberta Soriano
foto - Aroldinho dos Reis
foto - M. G. Torres
MUSEU DE TERRITÓRIO CAMINHOS DRUMMONDIANOS
O Museu de Território Caminhos Drummondianos resgata a história de Itabira permitindo uma viagem pela obra do Poeta Maior. As placas com poemas referenciam os fatos, locais e personagens que fizeram parte da vida de Carlos Drummond de Andrade em Itabira ou nas lembranças de sua terra natal. Possibilitam, assim, um contato do público com a poesia Drummondiana, ao mesmo tempo em que mostra a preservação do patrimônio histórico e arquitetônico local. É formado por 44 pontos com poemas de Carlos Drummond de Andrade e, para melhor vivência do museu de território, recomenda-se que a visita seja feita com o acompanhamento dos guias credenciados para tal trabalho.
Localização: diversos pontos da sede do Município de Itabira.
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
PARQUE NATURAL MUNICIPAL DO INTELECTO / MEMORIAL CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
foto - Wikipédia
foto - Roberta Soriano
foto - M. G. Torres
foto - Aroldinho dos Reis
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
FAZENDA DO PONTAL
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
CENTRO HISTÓRICO
O centro histórico de Itabira abriga antigos casarões, cuja arquitetura colonial mineira é de grande significado artístico histórico e cultural. Possuidora de um belo acervo arquitetônico que forma o centro histórico, Itabira conta com sobrados e casarões construídos no final do século XVIII e início do século XIX. Essas construções com características da arquitetura colonial mineira foram erguidas em estrutura autônoma de madeira com vedação em alvenaria de adobe e pau-a-pique sobre embasamento de pedras.
foto - Roberta Soriano
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - Marcelo Rosa
CACHOEIRAS DA CIDADE
foto - Barbosa
foto - José Gustavo A. Murta
foto - Emerson Silva
foto - Emerson Silva
foto - Barbosa
ENTORNO DA CIDADE
foto - M. G. Torres
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CARATINGA / CIDADE ESPERANÇA / TERRA DAS PALMEIRAS

SEJA SEMPRE BEM VINDO A CIDADE DE CARATINGA. A CIDADE DO MENINO MALUQUINHO
copyrigth "?" ORIGEM DO NOME
A denominação do município Caratinga, de origem indígena, (cará / tinga = branco) é devido à falta de alimentação diversificada, o que fazia com que os primeiros habitantes da região se alimentassem de um tubérculo muito encontrado na região na época do povoamento, um cará-branco que servia de alimento para os índios CARATINGA TEM ATUALMENTE, 85.322 HABITANTES. QUEM NASCE EM CARATINGA É: CARATINGUENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,754 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 24 DE JUNHO. FOI FUNDADA EM 1848 EM CARATINGA, FORAM REALIZADOS EM 2010, 513 CASAMENTOS 056 SEPARAÇÕES 079 DIVÓRCIOS. HISTÓRIA
Em 1841 aportou por estas terras o grande desbravador Domingos Fernandes Lana, que aqui permaneceu até 1847.
No final desse ano, João Caetano do Nascimento, João Antônio de Oliveira e João José, bravos pioneiros, vieram de mudança, trazendo suas famílias,…

CARLOS CHAGAS / PÉROLA DO MUCURI / CAPITAL DO BOI

BOM DIA CARLOCHAGUENSES / BOM DIA VISITANTE. SEJA BEM VINDO A CARLOS CHAGAS / A CAPITAL DO BOI E A PÉROLA DO MUCURI
foto - ? CARLOS CHAGAS, NO VALE DO MUCURI, TEM  20.087 HABITANTES. - (IBGE 2010) DESTE TOTAL, 51% É MULHER. O IDH DO MUNCÍPÍO É DE: 0,681 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU QUEM NASCE EM CARLOS CHAGAS É: CARLOCHAGUENSE ESTIVE EM CARLOS CHAGAS DIA 10 DE FEVEREIRO 2011, MAIS PRECISAMENTE NO FRIGORIFICO "MAX BEEF" FUI FAZER A MEDIÇÃO DA QUALIDADE DO AR. QUEM ME RECEBEU LÁ FOI O ENGENHEIRO AMBIENTAL "FELIPE" (GENTE FINA DA MELHOR QUALIDADE) CHEGUEI AS 7 DA MANHÃ, DEPOIS DE 11 HORAS VIAJANDO DE DIVINÓPOLIS; NÃO FIQUEI MUITO TEMPO EM CARLOS CHAGAS, MAS DEU PARA TIRAR ALGUMAS FOTOS. AQUI, NA ENTRADA DA CIDADE. copyrigth "Thymonthy Becker" CARLOS CHAGAS JÁ FOI CONHECIDA COMO A "PÉROLA DO MUCURI". POR TER SIDO POR MUITOS ANOS, A CIDADE MAIS BONITA DO VALE DO MUCURI. HOJE, JÁ NÃO DETÉM MAIS ESTE TÍTULO.
foto - ? MAS MANTÉM O TÍTULO DE CAPITAL DO …

CORONEL FABRICIANO / CIDADE DA SERRA DOS COCAIS

BOM DIA. BEM VINDO A CORONEL FABRICIANO.
copyrigth "pmcf" CORONEL FABRICIANO TEM 103.797 HABITANTES. QUEM NASCE EM CORONEL FABRICIANO É: FABRICIANENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,789 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A ÁREA DA CIDADE É DE APENAS 221 QUILÔMETROS QUADRADOS. DEVIDO A ISTO, A DENSIDADE DEMOGRÁFICA É ALTA. SÃO 470 HABITANTES POR QUILÔMETRO QUADRADO. Destemidos desbravadores, muitos dos quais heróis anônimos que arrostando o endêmico impaludismo, em meio selvagem e hostil, abriram picadões, rasgaram clareiras, mata virgem adentro sertões afora, para que a ferrovia Vitória a Minas pudesse estender as suas paralelas de aço em direção a Itabira, em demanda do riquíssimo minério de ferro do fabuloso Cauê, hoje fonte principal de uma das maiores divisas acarretadas para a Pátria Brasileira. Foi do arroio daqueles heróicos operários, que surgiu a atual cidade Coronel Fabriciano, que até o princípio de 1922 não passava de uma floresta virgem, não violada p…

PATOS DE MINAS

BOM DIA. BEM VINDO A PATOS DE MINAS. A CIDADE DA MAIOR FESTA DO MILHO DO BRAZIL E POLO ECONÔMICO REGIONAL copyrigth "maira" PATOS DE MINAS TEM ATUALMENTE, 138.836 HABITANTES. QUEM NASCE EM PATOS DE MINAS É: PATENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,813, CONSIDERADO ELEVADO PELOS INDICADORES DA ONU. PATOS DE MINAS É O MAIOR POLO ECONÔMICO E A MAIOR CIDADE DO ALTO PARANAÍBA. EM MAIO, ACONTECE NA CIDADE, A MAIOR FESTA DO MILHO DO BRAZIL. Origem do nome do Município provém da enorme quantidade de patos que existiam no território, encontrados habitualmente em uma grande lagoa, a três quilômetros da margem do rio Paranaíba. Atraídos pela caça abundante e variada, os tropeiros que levavam suas tropas pelo interior de Minas Gerais faziam pouso a beira dessa lagoa, construindo ranchos em que se abrigavam. Neste tempo, todo o oeste de Minas estava coberto de matas, atravessadas apenas por estreitas trilhas, que tinham em alguns pontos, a léguas de distância, vestígios de civilização. Com o correr …

TEÓFILO OTONI / CIDADE DAS PEDRAS PRECIOSAS

BEM VINDO A CIDADE DE TEÓFILO OTONI. A CIDADE COM PAISAGENS DE CINEMA.
AQUI O BELO ENTORNO DA CIDADE
imagem - ?
TEÓFILO OTONI TEM 134,745 HABITANTES - IBGE 2010
QUEM NASCE EM TEÓFILO OTONI EH: TEÓFILO-OTONENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 07 DE SETEMBRO E FOI FUNDADA EM 1.853
ORIGEM DO NOME
UMA HOMENAGEM AO SEU FUNDADOR. O DEPUTADO “THEOPHILO BENEDICTO OTTONI”, QUE RENUNCIOU AO SEU MANDATO PARA INICIAR A COLONIZAÇÃO DO VALE DO MUCURI.

LAMBARI / MINAS GERAIS - Procurada por suas belezas naturais e, principalmente, por sua água mineral, eleita a 3ª melhor do mundo capaz de curar doenças

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "LAMBARI" / MINAS GERAIS / BRASIL
BEM VINDO A CIDADE DE LAMBARI. CUJA ÁGUA MINERAL EXTRAÍDA AQUI, CURA DOENÇAS. SEGUNDO RELATOS DO LUGAR. foto - Paulo Mauricio TEVE SUA FONTE HIDROMINERAL DESCOBERTA EM 1780, POR UM CABOCLO DE CAMPANHA, ANTÔNIO DE ARAÚJO DANTAS, QUE ENCONTROU A NASCENTE EM TERRENOS DE SUA PROPRIEDADE OU DOMÍNIO DE SEUS FAMILIARES. População estimada 2016 (1) - 20.773
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 213,110
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 91,76
Código do Município 3137809
Gentílico - lambariense ORIGEM DO NOME LAMBARI (DE ARAMBARI, CORRUPTELA DE ARABARY OU ARABARÉ, VOCÁBULO TUPI-GUARANI QUE SIGNIFICA PEIXINHO OU BARATINHA) "AQUI UMA VISTA DO CENTRO" foto - PML Gentílico: lambariense  HISTÓRICO  LAMBARI MINAS GERAIS Monografia - n.° 524 Ano: 1972  ASPECTOS HISTÓRICOS  Lambari (de Arambari, corruptela de Arabary ou Arabaré, vocábulo tupi-guarani que significa peixinho ou baratinha), teve sua fonte hidromineral des…

PIUMHI / CIDADE DAS MAIS BONITAS PRAÇAS DE MINAS

SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE DE PIUMHI. UMA DAS MAIORES PRODUTORAS DE CAFÉ E UMA DAS MAIS AGRADÁVEIS CIDADE DE SE ESTAR.
foto - Thymonthy Becker
PIUMHI TEM 31.883 HABITANTES (IBGE 2010)
QUEM NASCE EM PIUMHI EH: PIUIENSE (IBGE)
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 20 DE JUNTO E FOI FUNDADA EM 1.868

UM MORADOR DA CIDADE COM QUEM ESTIVE QUANDO TIREI ESTAS FOTOS, DISSE QUE O NOME DA CIDADE VINHA DE UM MOSQUITO QUE ERA ABUNDANTE NA REGIÃO E OS ÍNDIOS LOCAIS O CHAMAVAM DE PIUM.
PERGUNTEI O MOTIVO DO "HI" NO FINAL DO NOME. ESTA PESSOA NÃO SOUBE EXPLICAR O PORQUE DO "HI" AO FINAL DE PIUM.
CONCLUI QUE PODERIA TER SIDO PELO FATO DOS GRANDES FAZENDEIROS IREM ATÉ A REGIÃO COMPRAREM TERRAS E AO DEPARAREM COM OS TAIS MOSQUITOS, ACONTECIA O SEGUINTE DIÁLOGO:
FAZENDEIRO: __EH PIUM?
VENDEDOR :  __ SIM.
FAZENDEIRO: HIIIIIIII. NÃO VAI DAR NEGÓCIO.
DAI O NOME FICOU "PIUM HI. BEM, ESTA EH MINHA VERSÃO.

AQUI PODEMOS VER UMA AVENIDA CENTRAL
foto - Thymonthy Becker
POR VOLTA DE 1707, FAMÍLIA…

QUARTEL GERAL / MINAS GERAIS - Paisagens naturais, Trilhas do Indaiá, Cachoeiras, esportes Radicais, Jipeiros, Construções Históricas. Aventure-se nesta jornada

LINHA DO TEMPO DE "QUARTEL GERAL" / MINAS GERAIS / BRASIL
Quartel Geral faz parte do circuito turístico caminhos do Indaiá. Quartel Geral uma cidade tão especial e peculiar para os mineiros. Eugênia, esposa de Tiradentes, depois de sua morte morou na cidade com seu filho em uma fazenda. A mineração dos diamantes também foi um ponto marcante para a criação do povoado e posteriormente, da cidade. São aspectos que permeiam a história de Quartel Geral e que somente entrando nas verdes matas para descobrir os caminhos do Indaiá, o Rio que atravessa vários municípios e que deu nome ao circuito turístico. Para quem gosta de esportes radicais, os trilheiros, jipeiros e de cachoeiras, Quartel Geral pode proporcionar muitas aventuras.
Academia da Saúde em Quartel Geral, Minas Gerais,  tem por objetivo manter a população saudável
foto - Câmara Municipal Conhecer Quartel Geral também é uma aventura por tudo que o município tem a oferecer com suas paisagens naturais. Aventure-se nessa jornada. Q…

VARZEA DA PALMA - NO CAMINHO DA BAHIA

BEM VINDO A CIDADE DE VARZEA DA PALMA. 
foto - Alonso Alves dos Reis Neto
VARZEA DA PALMA TEM 35.809 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM VARZEA DA PALMA EH: VÁRZEA PALMENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 12 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.953
ORIGEM DO NOME

OLIVEIRA / MINAS GERAIS - A terra Natal do Cientista "Carlos Chagas" eh repleta de belíssimos casarões que contam a história da cidade

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "OLIVEIRA" / MINAS GERAIS / BRASIL BEM VINDO A OLIVEIRA. TERRA DO CIENTISTA DESCOBRIDOR DA DOENÇA DE CHAGAS copyrigth "PMO" Esta Figueira se desenvolveu abraçada a um coqueiro, derivando daí o nome “coqueiro abraçado”, o fenômeno biológico não é único, mas bastante raro  e em Oliveira se transformou no maior símbolo da cidade, pois está ligado aos sentimentos de carinho e amor, além de ensejar a harmonia indispensável a uma comunidade urbana, sendo um exemplo da natureza para o Homem. O coqueiro abraçado está localizado na região central da cidade. AQUI, O MORRO DO CRISTO
copyrigth "PMO"
População estimada 2016 (1) - 41.739 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 897,294 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 43,98 Código do Município 3145604 Gentílico - oliveirense
ORIGEM DO NOME O topônimo registra duas versões: segundo uns, originou-se da presença de oliveiras entre as árvores frutíferas…