Pular para o conteúdo principal

CORONEL XAVIER CHAVES - UM LUGARZIM DE MINAS, APAIXONANTE



















BEM VINDO A HISTÓRICA, BONITA E ACONCHEGANTE CIDADE DE CEL. XAVIER CHAVES.
foto - Francisco Assis Rodrigues
CORONEL XAVIER CHAVES TEM 3.301 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM CEL. XAVIER CHAVES EH: XAVIERENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 01 DE MARÇO E FOI EMANCIPADA EM 1.962
ORIGEM DO NOME 
A origem do topônimo é uma homenagem que os munícipes, com muita razão e justo orgulho, prestaram ao seu eminente e emérito patrono. O Coronel Francisco Rodrigues Xavier Chaves.
HISTÓRIA
O primeiro morador da região, era descendente da família Gonçalves Lara, tendo de fixado, no lugar denominado Mosquito. Segundo dados que nos conta a tradição, este primitivo habitante se dirigiu para aquelas paragens e se estabeleceu em uma aguada para gado e terrenos para cultura. Nesta época, foi eregida a primitiva Capela de Nossa Senhora da Conceição. No albores ainda do século XIX, outro forasteiro procedente do Rio de Janeiro, se deslocou para a região do antigo Mosquito, hoje Coronel Xavier Chaves, fugindo a perseguições políticas, não se sabendo qual seria o seu nome e o de sua família. Este forasteiro fixou-se na região e lá se casou com membros da família Gonçalves Lara, estabelecendo-se na Fazenda do Retiro, tronco da família Mendonça, que mais tarde era numerosa na região. Naquela época, a localidade contava apenas com a fazenda do Mosquito e fazenda do Retiro. Apenas três casas, casa da Pedra, uma casa hoje, já demolida, que pertencia ultimamente a Valentim Chaves de Mendonça e a fazenda Grande, situada no perímetro urbano da atual cidade de Coronel Xavier Chaves.
Os primitivos habitantes, até o início do século XIX, segundo nos foi dado concluir através de registros do arquivo da Prefeitura Municipal, foram as famílias Gonçalves Lara, Chaves e Mendonça. Segundo nos parece e a conhecedores da história de Coronel Xavier Chaves, a região permaneceu estagnada em suas atividades econômicas quando lá chegou por volta dos fins do século XIX, procedente da fazenda do Jacaré, município de Lagoa Dourada, o Coronel Francisco Rodrigues Xavier Chaves, denominado o Comendador. Era ele o homem de sólida formação religiosa, austero, de coração magnânimo e possuidor de vastas extensões de terra e de grande tino administrativo e político. Tornou-se herdeiro da fazenda do Mosquito e das terras do atual município de Coronel Xavier Chaves. Este homem, dinâmico e progressista, deu início à formação da povoação para lá trazendo muitas famílias, fixando-as ao meio através de trabalho nas lavouras, engenhos e na fabricação de manteiga. A sua vocação política levou-o a muito trabalhar para o desenvolvimento daquela região. 
AQUI UM ALAMBIQUE
foto - ?
IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO
Não existem registros sobre a história da "Igrejinha do Rosário". Data de construção ou nome de seus construtores é desconhecida. Segundo Cida Chaves "havia ou há na atualmente chamada Igrejinha do Rosário uma pedra datada de 1717. A capela pertencia a Fazendo do Mosquito que, como era costume no Brasil, possuía, na sua intimidade, outra capela para devoção das pessoas e escravos da casa". Deve-se registrar que a Fazendo do Mosquito foi uma das três fazendas cujas terras foram divididas entre parentes do Coronel Xavier Chaves, o que deu origem à cidade. Segundo seus moradores, a capela era originalmente revestida por reboco, tanto interna, quanto externamente e as paredes internas decoradas com pinturas. O reboco foi removido em 1973 e hoje a edificação é totalmente em pedra à vista. Observando atentamente o acabamento das paredes, a perfeição das vergas das portas aparente e só foi revestida tempos depois. Esta é apenas uma opinião e não um parecer conclusivo. A devoção inicial da Igreja era N. Senhora da Conceição. Com a construção da Igreja Matriz dedicada a mesma devoção a igreja passou a ser dedicada a Nossa Senhora do Rosário.
foto - André Luís Vieira
foto - André Luís Vieira
MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO
A Matriz de Nossa Senhora da Conceição foi construída em 1920 em estilo neo-gótico. Ao longo dos anos, sofreu algumas alterações, sobretudo em seu interior.
foto - André Luís Vieira
ENGENHO BOA VISTA
Sabe-se da existência do engenho Boa Vista desde o ano de 1755, no entanto, a data e os responsáveis por sua construção são desconhecidos. Em 1755 era de propriedade de Vicente Luís Loureiro, que mais tarde o vendeu para Manoel de Barros, pardo e forro, casado com Antônia Teles. Que venderam o engenho para Maria da Conceição Xavier, casada com Lourenço Coutinho que por sua vez fez a doação para Domingos Silva Xavier, em 1763 "para efeito de se tornar padre". Ordenou-se sacerdote, era afilhado do inconfidente Pare Toledo e foi vigário de São João Del Rei. Participante da Inconfidência Mineira foi perseguido, fugindo para Cuiabá, onde exercia o ofício de rábula, sendo preso em 1791. Padre Domingos da Silva Xavier era irmão mais velho de Tiradentes. O engenho nunca deixou de pertencer à família Xavier. Entre 1950 e 1960, pertencia a uma filha do Coronel Xavier Chaves e em 1978, o atual proprietário Sr. Rubens Resende Chaves o adquiriu. Em 1995 suas instalações foram ampliadas e a partir de 1997, o fabrico de cachaça foi retomado.
foto -  PMCXC
JEQUITIBÁ
O exemplar de jequitibá aqui focalizado, tipo branco,  nasceu nas proximidades de um local chamado "Cava Amarela". Existem nas proximidades várias dessas cavas que na realidade são caminhos cercados por barrancos cuja densa vegetação lateral se encontra no alto formando um "teto" sobre o caminho. A Cava Amarela é muito visitada e nela também passam competidores de enduros e competições de motociclismo. O exemplar em questão cresceu numa área coberta por pastagem, localizada cerca de 6 km da sede do município. Segundo técnicos especializados, este local deve ser sido anteriormente coberto por mata densa. Este exemplar tem cerca de 30m de altura, um tronco que segundo moradores da cidade, necessita do concurso de cinco homens para abraçá-lo e sua copa tem aproximadamente 40 m de diâmetro.
Pode atingir 35 a 45 m de altura, com tronco de 90 a 120 cm de diâmetro. É uma das maiores árvores da flora brasileira. Especula-se que o jequitibá tem ciclo vital de 1000 anos. O Jequitibá tem duas espécies, branca e rosa e ocorre desde o sul da Bahia até o Rio Grande do Sul, na Mata Atlântica e subtropical. É rara no cerrado ou em Terrenos secos.
foto -  PMCXC
foto - Francisco Assis Rodrigues
TRILHA DO CARTEIRO
A Trilha do Carteiro atravessa a parte mais baixa do maciço da Serra de São José, a 1200 metros e altitude. Em todo o seu percurso existem várias nascentes, o que também indica conforto para o seu usuário, pois em vários pontos as pessoas e animais podem se abastecer.
O nome da trilha tem origem na pessoa ou pessoas que trabalhavam na distribuição de correspondência entre os povoamentos e arraias da região, existindo até um monumento de pedras empilhadas, chamada pela população de túmulo.
O carteiro, com sua atividade profissional, procurava caminhos mais curtos para facilitar seu trabalho. Se não cortasse a serra o percurso seria muito mais para chegar à vila de São José. Foram os carteiros os primeiros a traçar a rota e percorrê-la regularmente. Tornou-se caminho oficial e mereceu trabalhos de execução de sua infra estrutura.
Partindo da vila de São José, após um percurso plano tem-se início da Trilha do Carteiro (Via Principal), que é o caminho calçado em boa parte, contornando a primeira montanha, subindo em direção ao topo da Serra de São José. Vencido este trecho de um quilômetro chega-se ao túmulo do carteiro, personagem que dá nome à trilha, onde a superstição é que cada um que passe por ali, coloque um pedra sobre o túmulo, esta pode ser de qualquer tamanho
foto -  PMCXC
foto -  PMCXC
foto - ?
CASAS DE FAZENDA
foto - Francisco Assis Rodrigues
foto - Francisco Assis Rodrigues
CONHEÇA UM POUCO MAIS DESTA BELÍSSIMA CIDADE
foto - Adeilson César
foto - Francisco Assis Rodrigues
foto - André Luís Vieira
foto - ?
OS BANCOS DA PRAÇA SÃO ASSIM
foto -  PMCXC
foto - Francisco Assis Rodrigues
foto -  PMCXC
foto -  PMCXC
foto - ?
A MATA NO ENTORNO DA CIDADE
foto - Francisco Assis Rodrigues
foto - Francisco Assis Rodrigues
A BELA E RIQUÍSSIMA CIDADE DAS ESCULTURAS.
foto - ?
foto -  PMCXC
foto -  PMCXC
AS ESCULTURAS DE PEDRAS SÃO A ATRAÇÃO PRINCIPAL. MAS A CIDADE TEM MUITO MAIS PARA VOCÊ ADMIRAR-SE
foto - ?
foto - ?
foto -  PMCXC
foto -  PMCXC
SHOW DEMAIS ESTA PRAÇA
foto -  PMCXC
foto -  PMCXC
foto - ?
foto - ?
foto - ?
AS CACHOEIRAS SÃO UMA ATRAÇÃO A MAIS PARA VOCÊ
foto -  PMCXC
O RIO MOSQUITO
foto - Francisco Assis Rodrigues
A SERRA SÃO JOSÉ NO ENTORNO DA CIDADE
foto - Francisco Assis Rodrigues
OS MUROS DE PEDRA CORTANDO A SERRA
foto - Francisco Assis Rodrigues
foto - André Luís Vieira
foto - Francisco Assis Rodrigues
ESTE EH O BRASÃO DA CIDADE


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PEDRA AZUL / FORTALEZA DE PEDRAS

BOM DIA. SEJA MUITO BEM VINDO A PEDRA AZUL. A FORTALEZA DE MINAS. copyrigth "Paulo Marcio"
PEDRA AZUL EH UMA CIDADE QUE FICA NO VALE DO JEQUITINHONHA E TEM ATUALMENTE: 23.843 HABITANTES (IBGE 2010) QUE NASCE EM PEDRA AZUL É: PEDRA-AZULENSE (PEDRAZULENSE) O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,660 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A TEMPETATURA MÉDIA DA CIDADE É DE: 24°. FORAM REALIZADOS EM PEDRA AZUL, 77 CASAMENTOS EM 2010. NÃO ACONTECEU NENHUMA SEPARAÇÃO E NENHUM DIVORCIO. A CIDADE FAZ ANIVERÁRIO EM 1º DE JUNHO. A pecuária, atividade primeira na história econômica do lugar, continua sendo básica para a sua receita. Colonizada por vaqueiros nordestinos, que ali chegaram em busca de pastagens para seu gado, a região herdou deles a tradição do trato com grandes rebanhos, principalmente o gado de corte, mas não se esqueceu dos cuidados com o subsolo. Os primeiros moradores do atual município foram Manoel José Botelho, em 1822, e o padre Manoel Fernandes, em 1834, após o grande incêndio …

PIUMHI / CIDADE DAS MAIS BONITAS PRAÇAS DE MINAS

SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE DE PIUMHI. UMA DAS MAIORES PRODUTORAS DE CAFÉ E UMA DAS MAIS AGRADÁVEIS CIDADE DE SE ESTAR.
foto - Thymonthy Becker
PIUMHI TEM 31.883 HABITANTES (IBGE 2010)
QUEM NASCE EM PIUMHI EH: PIUIENSE (IBGE)
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 20 DE JUNTO E FOI FUNDADA EM 1.868

UM MORADOR DA CIDADE COM QUEM ESTIVE QUANDO TIREI ESTAS FOTOS, DISSE QUE O NOME DA CIDADE VINHA DE UM MOSQUITO QUE ERA ABUNDANTE NA REGIÃO E OS ÍNDIOS LOCAIS O CHAMAVAM DE PIUM.
PERGUNTEI O MOTIVO DO "HI" NO FINAL DO NOME. ESTA PESSOA NÃO SOUBE EXPLICAR O PORQUE DO "HI" AO FINAL DE PIUM.
CONCLUI QUE PODERIA TER SIDO PELO FATO DOS GRANDES FAZENDEIROS IREM ATÉ A REGIÃO COMPRAREM TERRAS E AO DEPARAREM COM OS TAIS MOSQUITOS, ACONTECIA O SEGUINTE DIÁLOGO:
FAZENDEIRO: __EH PIUM?
VENDEDOR :  __ SIM.
FAZENDEIRO: HIIIIIIII. NÃO VAI DAR NEGÓCIO.
DAI O NOME FICOU "PIUM HI. BEM, ESTA EH MINHA VERSÃO.

AQUI PODEMOS VER UMA AVENIDA CENTRAL
foto - Thymonthy Becker
POR VOLTA DE 1707, FAMÍLIA…

CARACARAÍ / RORAIMA - A "Cidade Porto" tem Corredeiras, Hotel de Selva, Estação Ecológica, Parques Ambientais e grande Potencial Agrícola

LINHA DO TEMPO DE "CARACARAÍ" / RORAIMA / BRASIL Caracaraí é conhecida como “Cidade-Porto” por ter o maior movimento fluvial do estado de Roraima. A cidade nasceu como um local de embarque de gado para a capital amazonense. Os animais desciam até a boca da estrada, onde se iniciam as Corredeiras do Bem-Querer. Ali eram desembarcados e tangidos até um curral no porto municipal, onde eram embarcados para Manaus. As mercadorias vindas de Manaus, que tem como destino Boa Vista faziam este caminho em sentido inverso, e isso desenvolveu o lugar. O Aeroporto de Caracaraí possui a quarta maior pista de pouso da Amazônia Ocidental, com 2.500 metros de extensão, concluída pela Comissão de Aeroportos da Amazônia. A navegabilidade de Caracaraí a Manaus pelo baixo rio Branco é maior do que em outros pontos a Norte (ainda que grandes embarcações tenham dificuldades durante as fortes secas). As duas maiores e principais estradas federais de Roraima (BR-174 e BR-210 - "Perimetral Norte&…

ALMENARA - CIDADE DA MAIOR PRAIA FLUVIAL DO BRAZIL

BEM VINDO A CIDADE DE ALMENARA. 
foto - Danilo D. Lisboa
ALMENARA TEM 38.775 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM ALMENARA EH: ALMENARENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 13 DE JANEIRO E FOI EMANCIPADA EM 1.938
ORIGEM DO NOME  

ALFENAS / MG - CIDADE UNIVERSITÁRIA E BELA

BEM VINDO A CIDADE DE ALFENAS. BANHADA PELO MAR DE MINAS. UMA CIDADE CULTA E BELA.  imagem - ? ALFENAS TEM 73.774 HABITANTES - IBGE 2010 - QUEM NASCE EM ALFENAS EH: ALFENENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 15 DE OUTUBRO E FOI FUNDADA EM 1.869 ORIGEM DO NOME A designação do município, originou-se da expressão "Vamos nos Alfenas", usada pelos habitantes da região ao se dirigirem ao povoado, em virtude dos membros da família Martins Alfenas serem os moradores mais próximos. HISTÓRIA Por volta de 1800, procedentes de Campanha da Princesa da Beira, São Gonçalo, Caldas e Jacuí, aproximaram-se da região do atual município, os primeiros habitantes. Embora não se tenha notícia de descobertas auríferas no local, a abundância de água, fartura de pastagens e o clima, atraíram os faiscadores em busca de descanso. Alguns se fixaram, iniciando o povoamento. Ao mesmo tempo, o sítio passou a interessar aos criadores, desenvolvendo-se as fazendas. Em 1805, Francisco Siqueira Ramos e sua mulher, Floriana F…

PASSOS / MG -

VEJA AS IGREJAS DA CIDADE DE PASSOS, NO SUL DAS MINAS GERAIS.
ESTA EH A IGREJA DE NOSSA SENHORA DA  PENHA
imagem de Thymonthy Becker
AQUI ELA VISTA DO LADO ESQUERDO
imagem de Thymonthy Becker
AQUI A VISÃO DA ABÓBODA. MUITO BONITA POR SINAL
imagem de Thymonthy Becker
A ABÓBODA VISTA MAIS DE PERTO. MUITO BONITA MESMO,. NÃO EH COMUM A GENTE VER IGREJAS COM ABÓBODAS COMO ESTA.
imagem de Thymonthy Becker
AQUI A VISÃO GERAL DA IGREJA, COM PARTE DA BONITA PRAÇA QUE A CERCA.
imagem de Thymonthy becker
ESTA EH A CAPELA DO CARMELO SÃO JOSÉ
imagem de Altemiro Olinto Cristo
ESTA EH A CAPELA DE NOSSA SENHORA DA PENHA
imagem de Altemiro Olinto Cristo
ESTA EH A CAPELA DO EDUCANDÁRIO SENHOR BOM JESUS DOS PASSOS
imagem de Altemiro Olinto Cristo
AQUI A CAPELA DE SANTA RITA
imagem de Altemiro Olinto Cristo
ESTA EH A IGREJA DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS. A ARQUITETURA NÃO IDENTIFICA SÓ DE OLHAR, SER UMA IGREJA. MAS FICOU MUITO LEGAL
imagem de Altemiro Olinto Cristo
ESTA EH A IGREJA DE SÃO JOSÉ OPERÁRIO
imag…

SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO / A CIDADE DOS IPÊS

BEM VINDO A SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO.
imagem de Alexandre Bonacini SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO, TEM 65.034 HABITANTES (IBGE 2010) QUEM NASCE EM SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO É: PARAISENSE O IDH DO MUNIC[IPIO É DE 0,812, CONSIDERADO ELEVADO PELOS INDICADORES DA ONU SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO É CONHECIDA COMO A CIDADE DOS IPÊS, VISTO SER MUITA A QUANTIDA DESTA ÁRVORE NA REGIÃO. imagem de Auro Queiroz


imagem de Auro Queiroz
Em uma das propriedades foi doado, em 1821, terreno para a construção da Capela de São Sebastião, em torno da qual se desenvolveu o povoado. O lugar se tornou pouso obrigatório para os viajantes em trânsito para São Paulo, Jacuí e outros povoados sul mineiros. Em 1855 foi criada a Freguesia e, três anos depois, o Curato de São Sebastião do Paraíso. O intercâmbio comercial intensificou-se. As notícias da excelência das terras atraíram agricultores e pecuaristas, gerando grande surto de desenvolvimento, consubstanciado pela elevação a Vila e a Cidade, em 1870 e 1873, respectivam…

WASSERSTRASSENKREUZ / ALEMANHA - RIO POR CIMA DE RIO - COM 920 METROS DE COMPRIMENTO, A MAIOR PONTE NAVEGÁVEL DO MUNDO EH UMA ATRAÇÃO TURÍSTICA

LINHA DO TEMPO DA "WASSERSTRASSENKREUZ" / ALEMANHA - PONTE NAVEGÁVEL Já imaginou um rio passando por cima de outro? Pois é, esse tipo de canal é raro de ser encontrado no mundo. A Wasserstrassenkreuz foi inaugurada em 2003 e é o maior canal navegável da Europa, na Alemanha, sobre o Rio Elba. Une a rede de canais da ex-Alemanha Oriental com a da Alemanha Ocidental, como parte do projeto de reunificação de ambas desde a queda do muro de Berlin. PONTES NAVEGÁVEIS SÃO CONSTRUÇÕES RARAS DE SE ENCONTRAR NO MUNDO – O QUE JÁ FAZ DE QUALQUER UMA ATRAÇÃO IMEDIATA. SE ESTIVERMOS FALANDO DA MAIOR DO PLANETA ENTÃO, O ENCANTO SE MULTIPLICA.
LOCALIZADA NA ALEMANHA, A WASSERSTRASSENKREUZ POSSUI A ESTRUTURA DE UM AQUEDUTO – COMO O DA LAPA, NO RIO DE JANEIRO -, MAS FOI PROJETADA PARA SER CRUZADA POR GRANDES EMBARCAÇÕES. INAUGURADA EM 2003, E MEDINDO UM TOTAL DE 920 METROS DE COMPRIMENTO, A MAIOR PONTE NAVEGÁVEL JÁ FEITA PELO HOMEM CONECTA DOIS CANAIS – O ELBE-HAVEL E O MITTELLAND – AO PASSAR POR …

CONCEIÇÃO DE IPANEMA

SEJA BEM VINDO A CIDADE QUE FICA ENTRE AS BELAS MONTANHAS DAS MINAS GERAIS. SEJA BEM VINDO A CONCEIÇÃO DE IPANEMA. AGRADAVELMENTE BELA. AQUI PODEMOS VER A IGREJA MATRIZ AO PÉ DA SERRA. imagem - Elivander QUEM NASCE EM CONCEIÇÃO DE IPANEMA EH: IPANEMENSE (IBGE) -    SEGUNDO O WIKIPÉDIA EH: CONCEIÇOENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 1º DE JANEIRO E FOI FUNDADA EM 1.954 CONCEIÇÃO DE IPANEMA TEM 4.456 HABITANTES - IBGE 2010 A TAXA DE CRESCIMENTO ANUAL É NEGATIVA DE 0,88%. O QUE VALE DIZER QUE A CIDADE ESTA, AINDA QUE LENTAMENTE, CAMINHANDO PARA SEU DESAPARECIMENTO. HISTÓRIA A REGIÃO FOI PRIMEIRAMENTE HABITADA POR ÍNDIOS AIMORÉS. O PRIMEIRO BRANCO A CHEGAR NAQUELAS TERRAS FOI JOSÉ PEDRO DE ALCÂNTARA, SEGUIDO POR MANOEL FRANCISCO DE PAULA CUNHA, DESERTOR DA GUARDA NACIONAL, FUGITIVO DA GUERRA DE SANTA LUZIA, EM 1842. O POVOADO TEVE SEU INÍCIO NA FAZENDA DE FRANCISCO INÁCIO FERNANDES LEÃO, EM 1850. NAQUELE ANO, O FAZENDEIRO MANDOU CONSTRUIR EM SUA PROPRIEDADE UMA CAPELA EM HONRA DE NOSSA SENHORA DA CONC…

OLIVEIRA / MINAS GERAIS - A terra Natal do Cientista "Carlos Chagas" eh repleta de belíssimos casarões que contam a história da cidade

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "OLIVEIRA" / MINAS GERAIS / BRASIL BEM VINDO A OLIVEIRA. TERRA DO CIENTISTA DESCOBRIDOR DA DOENÇA DE CHAGAS copyrigth "PMO" Esta Figueira se desenvolveu abraçada a um coqueiro, derivando daí o nome “coqueiro abraçado”, o fenômeno biológico não é único, mas bastante raro  e em Oliveira se transformou no maior símbolo da cidade, pois está ligado aos sentimentos de carinho e amor, além de ensejar a harmonia indispensável a uma comunidade urbana, sendo um exemplo da natureza para o Homem. O coqueiro abraçado está localizado na região central da cidade. AQUI, O MORRO DO CRISTO
copyrigth "PMO"
População estimada 2016 (1) - 41.739 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 897,294 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 43,98 Código do Município 3145604 Gentílico - oliveirense
ORIGEM DO NOME O topônimo registra duas versões: segundo uns, originou-se da presença de oliveiras entre as árvores frutíferas…