Pular para o conteúdo principal

SANTO ANTÔNIO DO AMPARO / MINAS GERAIS - No gelado inverno, vale saborear pão de queijo no café da manhã, tropeiro no almoço e frango caipira com quiabo no jantar. Tudo isso a beira de um fogão a lenha




LINHA DO TEMPO DE "SANTO ANTÔNIO DO AMPARO" / MINAS GERAIS / BRASIL
SANTO ANTÔNIO DO AMPARO EH UMA CIDADE MUITO TRANQUILA, HOSPITALEIRA, MAS CHEIA DE VIDA.
foto - PMSAA
ESTANDO AS MARGENS DA BR 381 (FERNÃO DIAS) MOSTRA-SE UMA CIDADE IMPONENTE E ONDE AS PESSOAS QUE POR ALI PASSAREM OU SE HOSPEDAREM, SÃO SEMPRE MUITO BEM RECEBIDAS.
foto - PMSAA
TEM UMA CACHOEIRA QUE FICA A UNS 5 km DA CIDADE, QUE EH MUITO BOA DE SE ESTAR. ÁGUA FRIA E BEM CORRENTE. MUITAS PEDRAS PARA VOCÊ CURTIR UM DIA DE AVENTURA NAS CORREDEIRAS.
foto - PMSAA
CONHEÇA POR AQUI UM POUCO DA CIDADE E DEPOIS VENHA VISTÁ-LA E CURTIR COM ESSE POVO BEM HOSPITALEIRO, DE BEM COM A VIDA E MUITO SOCIAL.
foto - PMSAA
AQUI VOCÊ ENCONTRA A TÍPICA COZINHA MINEIRA, O TRADICIONAL PÃO DE QUEIJO NO CAFÉ DA MANHÃ, O TROPEIRO NO ALMOÇO E O FRANGO COM QUIABO NO JANTAR. ISSO TUDO NUM FOGÃO DE LENHA. NO INVERNO FICA MELHOR AINDA, SABOREAR TODA ESSA DELICIA NA BEIRA DO FOGÃO A LENHA.
foto - PMSAA
foto - PMSAA
foto - PMSAA
BEM VINDO A SANTO ANTÔNIO DO AMPARO / UMA CIDADE HOSPITALEIRA. 
foto - ?
População estimada 2016 (1) - 18.462
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 488,885
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 35,48
Código do Município 315990
Gentílico - Amparense
ORIGEM DO NOME 
Seu nome, Santo Antônio, deve-se ao milagre, e Amparo ao fato de que os viajantes se instalavam embaixo de coqueiros, que lá existem até hoje.
Gentílico: amparense
HISTÓRICO
A denominação do Município de Santo Antônio do Amparo, deve-se a dois motivos, um religioso e outro por servir a localidade, de amparo aos viajantes e tropeiros que passavam pela região, até então habitada por índios, dos quais ainda encontramos muitos vestígios.
Existiam duas minas d´água uma de cada lado, onde crescia uma planta chamada esporão, tipo de trepadeira, muito comum na região, que se alastrava por cima de outras árvores formando uma espécie de caramanchão.
Este local servia de amparo aos viajantes que por alí passavam em direção ao Circuito do ouro, Rio de Janeiro, Triângulo Mineiro e Goiás. Alí abasteciam seus cantis, faziam suas refeições e pernoitavam para descanso. 
No bairro Areão começou a surgir o pequeno povoado de Santo Antônio do Amparo, ainda hoje podemos encontrar duas de suas primeiras casas, feitas de pau-a-pique. 
O fundador deste povoado foi Manuel Ferreira Carneiro, vulgo “Jangada”, que aqui chegou por volta de 1778. O "Jangada" comprou estas terras a troco de um capote de inverno. A primeira parte do nome do município, segundo consta, surgiu de uma promessa feita por José, filho de Manuel Ferreira, a Santo Antônio de Pádua. Consta-se que com o desaparecimento de um de seus escravos, José prometeu a Santo Antônio, caso tivesse seu escravo de volta, a construção de uma capela da qual seria padroeiro. Feita a promessa, logo ápos, o escravo apareceu de volta, ápos ter tido uma visão do Santo. Julgando-se tratar de um milagre, José mandou construir a Capela dedicada a Santo Antônio no ponto mais alto de suas terras.
VEJA QUE PACATA E BONITA CIDADE
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
AQUI, UMA DAS TRILHAS QUE DÁ ACESSO AS CACHOEIRAS DA COMUNIDADE DOS FAGUNDES
foto - Thymonthy Becker
AQUI, A MATRIZ DE SANTO ANTÔNIO DO AMPARO
foto - ?
foto - ?
COM O CORETO TRADICIONAL
foto - ?
foto - ?
ESTE EH O HINO OFICIAL DA CIDADE.
Vindo de terras tão distantes
Por entre vales, rios e colinas
Um dia certo viajantes
Chegou guiado pela mão divina

Talvez pela fatalidade
Quem Deus por mera sorte
Ia se criar uma cidade
Trocando terras por seu capote

Rogando a Deus em pranto
Arrependido da ação covarde
Promessa fez ao grande Santo
de um Capela erguer na propriedade

Ao raiar um novo dia
Qual foi o espanto, quanta alegria
Vendo o escravo ali parado
Prostado ao chão à Deus agradecia

Para cumprir sua promessa
Ao grande Santo é o que Deus ensina
Santo Antônio tem sua capela
Edificada no alto da Colina

E todo viajante cansado
Encontra aqui à sombra da palmeira
Em Santo Antônio do Amparo
Abrigo e paz, cidade hospitaleira
Composto por "José Pedro Dutra"
VEJAM QUE BELOS CASARÕES TOTALMENTE PRESERVADOS
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
AQUI A ZONA RURAL DA CIDADE
foto - ?
A BONITA ARQUITETURA DO PALÁCIO DA MUNICIPALIDADE
foto - ?
ESTA EH A BR 381 (FERNÃO DIAS) CUJA CIDADE ESTA AS MARGENS
foto - ?
foto - ?
CLIMA 
O clima do Município é tropical de altitude, tropical, pois é caracterizado por um verão chuvoso e um inverno frio e seco, com temperatura média de 20 graus, máxima de 30 e mínima de 10 graus. O tropical de altitude é assim denominado pelo efeito amenizante na temperatura por causa da altitude superior a 1000 m. Na sede do município onde está situada a Igreja Matriz a altitude é de 1013 m, existindo pontos de até 1350 m. 
A ocorrência de geadas restringem-se a àreas baixas próximas de córregos e de difícil escoamento de massa de ar frio. 
Toda cidade procura incentivar o povo com festas e eventos, artesanato local para promover e divulgar seu Município, manter ativo o espírito do folclore e fortalecer o turismo 
Devido a cidade estar a mais de 1.000 metros acima do nível do mar, no inverno ocorre a incidência de geadas nas regiões próximas aos rios e nascentes, em Santo Antônio do Amparo, Minas Gerais
Hidrografia: 
O município esta situado a mais de 1000 metros de altitude caracterizando-o como região de nascentes de cursos de água. O córrego da Lagoa e o córrego Tome Borges formam o Rio Amparo que e afluente do Rio Jacaré que pertence a bacia do Rio Grande. Apesar de não possuir rios caudalosos o município e bem servido de fontes, cachoeiras e pequenos córregos que fazem dele o lugar ideal para a agricultura e pecuária. 
Vegetação: 
A vegetação esta diretamente ligada ao relevo. Nas regiões mais onduladas e montanhosas existiam florestas com ocorrência de madeira de lei. Hoje restam poucas áreas no município, foram transformadas em pastagens e lavouras de café. Na região de cerrado encontramos dois tipos de vegetação, um mais denso, com arvores como sucupira e pau d arco, cujas as folhas caem na época seca. O cerrado menos denso, com arvores cujos os troncos são tortos, com casca grossa, com o barbatimao e castanha de macaco. Nas regiões de campos encontramos pouca vegetação de porte, ocorrendo mais arbustos e o capim fino como o barba de bode. Nas várzeas há a mata ciliar, uma pequena ocorrência de arvores próximas aos leitos dos rios que esta pouco preservada e o capim nativo.
A região de matas e florestas foram que que toda ela substituída por lavouras, principalmente do café, em Santo Antônio do Amparo, Minas Gerais

ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH O BRASÃO DA CIDADE
AGRADEÇO SUA VISITA E SEMPRE VOLTE
foto - ?

ATÉ BREVE


fonte / fotos = IBGE / Thymonthy Becker / Portal da Prefeitura Municipal / 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DIANÓPOLIS / TOCANTINS - Berço cultural do estado, tem mais à oferecer, cascatas, cachoeiras, museu e "garganta"; platô da serra geral com cânions e mirantes

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "DIANÓPOLIS" / TOCANTINS / BRASIL DIANÓPOLIS
BEM VINDO A CIDADE DE DIANÓPOLIS. CIDADE DO DIANOFOLIA
imagem - ? População estimada 2016 (1) - 21.457
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 3.217,313
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 5,94
Código do Município 1707009
Gentílico - dianopolino
ORIGEM DO NOME DE DIANÓPOLIS, TO
A origem do nome "Dianópolis" está relacionada a Francisco das Chagas Moura, que foi prefeito do município entre os anos de 1934 a 1938. Então, a cidade chamava-se "São José do Du•ro". "Duro" era uma simplificação de "D´ouro", uma vez que a região era rica em ouro em seu subsolo. Quando prefeito, Francisco Moura indicou que a cidade fizesse uma homenagem às senhoras do lugar que chamavam-se "Custodiana", conhecidas pela alcunha de "Diana". Daí a indicação da cidade passar a chamar-se "Dianópolis", quer dizer, "Terra das Dianas".
Gentílico: …

MANHUAÇU / MINAS GERAIS - Rodeada por belezas naturais como o Pico da bandeira, belíssimas paisagens como as plantações de café, além de construções centenárias

LINHA DO TEMPO DE "MANHUAÇU" / MINAS GERAIS / BRASIL
Situada na zona da mata de Minas Gerais, Manhuaçu é o maior e mais desenvolvido município da região. Sua localização estratégica possui acesso a diversas rodovias estaduais e federais, estando rodeada por belezas naturais que você não pode deixar de conhecer. Manhuaçu também se destaca pela economia, que gira principalmente na produção de café. A produção regional é a maior do Brasil, sendo produtos de consumo nacional e internacional. Existem muitas fazendas de café na região, que além do impulso econômico, proporcionam uma belíssima paisagem.  Cafezal com pés carregado de café foto - ? Alguns dos maiores atrativos da cidade estão no Ecoturismo. Os principais pontos são a Pedra Furada, reservas Monte Alverne, Sítio Graciema e Mata do Sossego e os balneários Recanto no Paraíso e Cachoeira Sette. A cidade também é rica em patrimônio histórico. A Igreja Matriz São Lourenço, localizada no Centro, é o principal ponto da cidade, co…

CATAGUASES / MINAS GERAIS - Venha ver e fazer filmes nesta cidade cinematográfica. Deixe saudades e leve lembranças

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "CATAGUASES" / MINAS GERAIS / BRASIL “O nome Cataguases vem – pelo menos, até provas em contrário, pois muitas são as controvérsias nessa cidade em constante questionamento – , pois é, o nome Cataguases parece que vem de uma tribo de índios que habitava a região, os ‘Catu-auás’. Dizem que o nome catu-auá significa em tupi-guarani ‘terra de gente boa’. E Cataguases sabe receber muito bem. Quem bebe da água do Rio Pomba nunca deixa de voltar. Dizem. ” Confira alguns dos mais importantes pontos turísticos de Cataguases. Além de inúmeras obras artísticas e arquitetônicas modernas tombadas pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), Cataguases também oferece inúmeras construções marcantes do final do século XIX, belíssimas paisagens naturais, museus, centros culturais e muito mais! PONTE METÁLICA (DE 1.914) A construção da Ponte Metálica foi determinada em 1910, devido à solicitação do deputado federal Astolpho Dutra Nicácio. Ela…