Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

WASSERSTRASSENKREUZ / ALEMANHA - RIO POR CIMA DE RIO - COM 920 METROS DE COMPRIMENTO, A MAIOR PONTE NAVEGÁVEL DO MUNDO EH UMA ATRAÇÃO TURÍSTICA

PIRAPORA / MG - MARGEADA PELO VELHO CHICO






BEM VINDO A CIDADE DE PIRAPORA. A CIDADE PROGRESSO. O PORTAL DO RIO SÃO FRANCISCO.
imagem - Jadir F.
 
PIRAPORA TEM 53.368 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM PIRAPORA EH: PIRAPORENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 01 DE JUNHO E FOI EMANCIPADA EM 1.912
ORIGEM DO NOME 
O topônimo de origem tupi significa “salto de peixe” ou “onde o peixe salta” - pira (peixe) e poré (salto).
HISTÓRIA
O São Francisco foi, durante o ciclo da mineração, importante meio de transporte para o abastecimento da região das minas. As mercadorias saíam da Bahia subindo o rio e, quando terminava o trecho navegável, seguiam por terra até os centros mineradores. A cidade nasceu justamente no ponto da baldeação, na margem direita do rio, a jusante da cachoeira de Pirapora.
Parte da tribo dos índios Cariris, em época remota, teria subido o Rio São Francisco. Movida pelo temor à aproximação dos brancos pelo litoral brasileiro e acossada pelas tribos vizinhas. Aportando na área hoje compreendida pelo município de Pirapora, fixaram-se defronte à corredeira, estabelecendo sua aldeia justamente no local onde atualmente situa-se a Praça Cariris, Centro. Foram sucessivamente chegando à localidade alguns poucos garimpeiros, pescadores, pequenos criadores de gado e aventureiros que, residindo em casinhas de enchimento, cobertas de palha de buriti, construídas segundo a influência indígena, se dedicavam às diversas atividades.
Em 1894, chegou ao local Joaquim Lúcio Cardoso e ali instalou armazéns para compra de algodão e venda de tecidos das fábricas dos Irmãos Mascarilhas, encontrando apenas, no então povoado de São Gonçalo de Pirapora, uma população ribeirinha de pescadores. Durante vários anos lutou aquele comerciante para conseguir a aportagem, em Pirapora, dos navios que já trafegavam no médio São Francisco. Atingido, finalmente, o objetivo, o Porto de Pirapora ficou aberto à navegação regular. Outro fator relevante para o desenvolvimento local foi a chegada dos trilhos da Estrada de Ferro Central do Brasil. A estação ferroviária foi inaugurada a 28 de maio de 1910.
AQUI O AEROPORTO DA CIDADE
imagem - Jadir F.
UMA EMPRESA
imagem - PMP
ÁREA DE CAMPING
imagem - PMP
CENTRO DE CONVENÇÕES
imagem - PMP
CRECHE MUNICIPAL
imagem - PMP
ESTAÇÃO FERROVIÁRIA
Inaugurado em 28 de maio de 1910, o prédio da Estação Ferroviária da Central do Brasil foi construído pelo engenheiro Demóstenes Rockert, estando edificado no terreno da antiga Fazenda Nova Estância. Doado pelo Coronel Caetano Mascarenhas, fazendo divisa à direita com a Rua Bahia, à esquerda com a Rua Reinaldo Guerra, frente com a Rua Major Santiago e fundos com o antigo terreno da Cia. Minasligas.
O prédio foi construído com o objetivo de sediar a administração do ramal ferroviário que havia sido implantado em Pirapora.
Visitar o prédio da Estação Ferroviária é fazer uma viagem de volta ao tempo em que o transporte ferroviário, juntamente com o hidroviário, ligava os habitantes das regiões Nordeste e Sudeste, via Pirapora.
imagem - PMP
imagem - Samuel Marcos
MATRIZ DE SÃO SEBASTIÃO
imagem - ?
CONHEÇA AGORA UM POUCO MAIS DA CIDADE DE PIRAPORA
imagem - PMP
imagem - Tino Koschinski
imagem - Gilberto Brito
imagem - Gilberto Brito
 imagem - José Gustavo A. Murta
imagem - PMP
imagem - Arthur Freer
imagem - Gilberto Brito
imagem - Davidson Araújo
imagem - Lui de Zezin
imagem - PMP
imagem - Jadir F.
ORELHÃO
imagem - ?
VAPOR GUIMARÃES
Construído em 1913, nos EUA, pela empresa James Rees & Com., o Vapor Benjamim Guimarães navegou no rio Mississipi e, posteriormente, em rios da Bacia Amazônica. Na segunda metade da década de 20, a firma Júlio Guimarães adquiriu a embarcação e a montou no porto de Pirapora, recebendo o nome de "Benjamim Guimarães", uma homenagem ao patriarca da família proprietária da firma. A partir de então o vapor passou a realizar contínuas viagens ao longo do Rio São Francisco e em alguns dos seus afluentes.
O Benjamim Guimarães possui três pisos: no primeiro, encontra-se a casa de máquinas, caldeira, banheiros e uma área para abrigar passageiros. No segundo, estão instalados 14 camarotes e no terceiro, um bar e área coberta. O Benjamim Guimarães é o último exemplar movido a lenha existente no mundo. Tem capacidade para 140 pessoas, entre tripulantes e passageiros e consome 01 m³ de lenha por hora. De acordo com as normas de segurança da Marinha, nas atuais condições em que se encontra, o Vapor está autorizado a navegar na chamada área 01: rio, lago e correnteza que não tenham ondas ou ventos fortes.
   Hoje, o Benjamim Guimarães faz rotineiramente passeios públicos aos domingos, a partir das 9 horas, sempre lotado de turistas, principalmente. Passeios esporádicos são feitos também aos sábados e durante os dias da semana, conforme contratos de aluguel que são feitos com empresas e agências de viagens, tornando-se um dos principais atrativos turísticos de toda a região do Norte de Minas.
imagem -  Pedro Rezende
imagem - Montanha
imagem - PMP
PONTE MARECHAL HERMES
Nas primeiras viagens dos trens da Central do Brasil, em 1910, os vagões de carga trouxeram um considerável volume de material para a construção de uma ponte sobre o Rio São Francisco.
A construção da ponte estava vinculada ao antigo projeto de ligar por ferrovia o Rio de Janeiro a Belém do Pará
A Ponte Marechal Hermes – “Ponte Velha”, tem 694 metros de comprimento em 14 vãos, sendo os 10 centrais de 55 metros e os 04 marginais de 36 metros cada. A sua largura total é de 8 metros, com 02 passeios laterais de 02 metros de largura. Seu peso é de 723 toneladas. Atualmente, a ponte é utilizada para o tráfego de veículos, de ciclistas e de pedestres, local de onde pode ser contemplada a beleza natural do “Velho Chico”.
imagem - PMP
imagem - Pedro Rezende
imagem - Paulo Noronha
imagem - José Gustavo A. Murta
CARRANCAS
A presença de carrancas nas embarcações do São Francisco surgiu a pouco mais de um século. Pois datam de 1888 as primeiras referências a elas, em obras de Antônio Alves Câmara e de Durval Vieira de Aguiar.
A origem das carrancas parece ter por base interesses eminentemente comercial.  
Os carranqueiros de Pirapora perpetuam, através da arte de talhar a madeira, a história e a cultura dos povos ribeirinhos. As carrancas confeccionadas no município transmitem a singularidade do folclore barranqueiro e é levado a todos os cantos do mundo pelo barco "Calypso" do cientista Jackes Cousteau (in-memória) que, em uma de suas expedições ao Brasil, adquiriu uma carranca confeccionada por Davi José Miranda Filho – “Mestre Davi”.
A sobrevivência da arte carranqueira em Pirapora é preservada pelos artistas da Casa do Artesão Raimundo Boaventura Leite – “Dedeco”, instalada na Av. Jefferson Gitirana, Bairro Santos Dumont, local em que os turistas encontrarão carrancas, figuras de animais, santos e outros objetos de madeira.
imagem - PMP
imagem - PMP
imagem - Montanha
CACHOEIRAS
Do outro lado do rio São Francisco, em sua margem esquerda, Pirapora oferece aos turistas, principalmente, uma série de cachoeiras espetaculares para momentos de intenso lazer e entretenimento. São quedas d’águas de rara beleza, algumas delas com mais de 30 metros de altura, incrustradas em áreas onde bonitas veredas tornam-se também cartão postal para turistas. O rio São Francisco com suas corredeiras, além dos rios do Sono, Paracatu, Formoso e as belas e cinematográficas cachoeiras distribuídas em áreas próximas convidam especialmente os amantes do turismo ecológico. Sem contar que o turismo rural ainda oferece belos passeios a cavalo e/ou caminhadas por trilhas, visitando veredas e cachoeiras e também outros pontos turísticos do vizinho município de Buritizeiro. Todo esse potencial faz da região de Pirapora um belo convite àqueles que querem se divertir através do ecoturismo e registrar com fotos momentos de intensa beleza natural.
imagem - Jadir F.
imagem - Jadir F.
imagem - PMP
RIO SÃO FRANCISCO
O São Francisco conduz em seu leito um universo de informações preciosas sobre a história do Brasil, protagonizada por índios, tropeiros, mineradores, bandeirantes, salteadores, remeiros e ribeirinhos. No passado, era do grande rio que os índios tiravam seu sustento e construíam sua cultura. As marcas destes tempos pré-históricos ficaram registradas por toda à parte, em vários sítios arqueológicos como nas cavernas do Vale do Peruaçu - em Januária, ou no Cemitério da Caixa d´Água, na vizinha cidade de Buritizeiro. Tudo isso em meio a uma paisagem rica e diversificada que, embora ameaçada, ainda se encontra protegida em alguns parques e reservas ecológicas.
imagem - Jadir F.
imagem - ?
imagem - PMP
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO
VALEU PELA VISITA. SEMPRE VOLTE

APAIXONE-SE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TRUTAS / PRODUÇÃO MINEIRA PARA O MUNDO

Criação e industrialização de trutas no sul de Minas Gerais domina o mercado brasileiro e mira os Estados Unidos  foto - ?
O PEIXE
truta é um peixe de formato alongado, pertencente à mesma família do salmão. Pode ter até cerca de 60 cm de comprimento total e pesar até 2 kg. O dorso tem cor que varia do esverdeado ao castanho, sendo as laterais acinzentadas e a parte inferior esbranquiçada. Tem pintas escuras nas nadadeiras e no corpo. É originária do hemisfério norte, Estados Unidos e Canadá, tendo sido, no entanto, introduzida em todos os continentes. No Brasil, sua introdução ocorreu principalmente nos rios dos planaltos das regiões Sudeste e Sul.
Uma característica que faz com que a truta não seja mais disseminada é o fato de que se as águas de seu habitat não forem cristalinas, frescas, puras e bem oxigenadas ela não sobrevive. Estas características são encontradas principalmente em rios de montanhas. foto - ? O COMEÇO A criação de trutas começou no Brasil em 1949. Os primeiros ovos cons…

WASSERSTRASSENKREUZ / ALEMANHA - RIO POR CIMA DE RIO - COM 920 METROS DE COMPRIMENTO, A MAIOR PONTE NAVEGÁVEL DO MUNDO EH UMA ATRAÇÃO TURÍSTICA

LINHA DO TEMPO DA "WASSERSTRASSENKREUZ" / ALEMANHA - PONTE NAVEGÁVEL Já imaginou um rio passando por cima de outro? Pois é, esse tipo de canal é raro de ser encontrado no mundo. A Wasserstrassenkreuz foi inaugurada em 2003 e é o maior canal navegável da Europa, na Alemanha, sobre o Rio Elba. Une a rede de canais da ex-Alemanha Oriental com a da Alemanha Ocidental, como parte do projeto de reunificação de ambas desde a queda do muro de Berlin. PONTES NAVEGÁVEIS SÃO CONSTRUÇÕES RARAS DE SE ENCONTRAR NO MUNDO – O QUE JÁ FAZ DE QUALQUER UMA ATRAÇÃO IMEDIATA. SE ESTIVERMOS FALANDO DA MAIOR DO PLANETA ENTÃO, O ENCANTO SE MULTIPLICA.
LOCALIZADA NA ALEMANHA, A WASSERSTRASSENKREUZ POSSUI A ESTRUTURA DE UM AQUEDUTO – COMO O DA LAPA, NO RIO DE JANEIRO -, MAS FOI PROJETADA PARA SER CRUZADA POR GRANDES EMBARCAÇÕES. INAUGURADA EM 2003, E MEDINDO UM TOTAL DE 920 METROS DE COMPRIMENTO, A MAIOR PONTE NAVEGÁVEL JÁ FEITA PELO HOMEM CONECTA DOIS CANAIS – O ELBE-HAVEL E O MITTELLAND – AO PASSAR POR …

SÃO JOAQUIM DE BICAS

ESTA EH A CIDADE DE SÃO JOAQUIM DAS BICAS. CERCADA POR UMA PAISAGEM EXUBERANTE. TERRA NATAL DO MESTRE PEDRO AMARAL BAMBIRRA imagem - Mavalwie QUEM NASCE EM SÃO JOAQUIM DAS BICAS EH SANJOAQUIMBIQUENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 21 DE DEZEMBRO FOI FUNDADA EM 1995 SÃO JOAQUIM DE BICAS TEM  25.537 HABITANTES - IBGE 2010 - ORIGEM DO NOME Uma imagem de São Joaquim foi esculpida em madeira e colocada no topo do altar de uma capelinha que haviam construída para rezarem ao entardecer, marcando a fé e a religiosidade do povo do nosso município. A imagem de São Joaquim e a vegetação deram o primeiro nome ao arraial: São Joaquim do Campo Verde. Com o passar dos anos, o lugar passou a ser chamado de São Joaquim de Bicas, porque a busca de minerais no leito do Rio Paraopeba englobava a dragagem dos cascalhos que depois eram lavados com jatos de água (bicas). HISTÓRIA A religião foi um fato marcante na história do arraial. Os primeiros moradores construíram uma capelinha para a realização de novenas e oraçõ…

EMBU DAS ARTES / SÃO PAULO - Marcada por intensa atividade cultural e artística, com uma rica e importante herança de seus antepassados

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "EMBU DAS ARTES" / SÃO PAULO / BRASIL Bar Buenos Aires, no centro histórico O apelido "das Artes", oficialmente incorporado ao nome da cidade em 2011, faz jus à sua principal atração: as peças de artesanato e antiguidades, vendidas nas lojinhas do Centro Histórico e na feira de domingo. Na loja Engenho Velho encontram-se esculturas do Divino Espírito Santo, quadro com flores de ferro e luminárias de vitral, importadas do Marrocos e da Índia SEJA BEM VINDO A BELA CIDADE DE EMBU DAS ARTES. AQUI PODEMOS VER MESTRES EXPONDO SUAS ARTES NA PRAÇA imagem - Wikipédia População estimada 2016 (1) - 264.448 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 70,398 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 3.412,89 Código do Município 3515004 Gentílico - embuense ORIGEM DO NOME M'BOY QUE TUPI SIGNIFICA COBRA ORIGINOU A CORRUPTELA EMBU, ASSIM DENOMINADO A ALDEIA QUE, SEGUNDO VERSÃO POPULAR, SURGIU DEVIDO A QUANTIDADE DE COBRAS EXISTENTES. Gentílico: embuense HIST…

CURVELO / BERÇO DA CURVELANA / A MAIS ELEGANTE FACA BRASILEIRA

BEM VINDO A CIDADE DE CURVELO. CIDADE-MÃE DE INÚMERAS OUTRAS
imagem - Tonhão Costa
CURVELO TEM 74.219 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM CURVELO EH: CURVELANO
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 30 DE JULHO E FOI FUNDADA EM 1.875
ORIGEM DO NOME

PORTO ALEGRE / RIO GRANDE DO SUL - Eh conhecido no Brasil inteiro o orgulho que o gaúcho sente por sua capital. Poa, como eh carinhosamente chamada, faz por merecer

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "PORTO ALEGRE" / RIO GRANDE DO SUL / BRASIL É conhecido no Brasil inteiro o orgulho que o gaúcho sente por sua capital. Poa, como é carinhosamente chamada, faz por merecer: tem parques grandes e bem arborizados, restaurantes de alto nível, como as casas duas estrelas Le Bateau Ivre (de cozinha francesa) e Floriano Spiess Cozinha de Autor (contemporânea), e um pôr do sol dos mais bonitos do país, à beira do rio (ou seria lago?) Guaíba, o grande xodó da cidade. Isso sem falar dos programas culturais. São diversos museus de boa qualidade, como a Fundação Iberê Camargo e o cinco-estrelas Museu de Ciências e Tecnologia da PUC. Algumas atrações rememoram personalidades marcantes que nasceram por aqui, caso de Elis Regina e Mario Quintana na casa de cultura que leva o nome do poeta. De espírito jovem, a cidade tem vida noturna agitada, principalmente nos bares da Cidade Baixa, que pulsam de gente bonita.  O Parque da Redenção é o lugar ideal para levar a…

LAGOA FORMOSA

BEM VINDO A CIDADE QUE EH UMA PEDACINHO DO PARAÍSO NAS MINAS GERAIS. BEM VINDO A LAGOA FORMOSA. CIDADE DAS ROSAS AQUI UMA VISÃO GERAL DA CIDADE COM A LAGOA AO CENTRO. imagem - CMLF LAGOA FORMOSA TEM 17.161 HABITANTES - IBGE 2010 - QUEM NASCE EM LAGOA FORMOSA EH: LAGOENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 01 DE MARÇO E FOI FUNDADA EM 1.962 ORIGEM DO NOME TROPEIROS VINDOS DE PARACATU POUSAVAM AS MARGENS DE UMA LAGOA PRÓXIMA, LOCAL QUE CONSIDERARAM INCANTADOR. O LUGAR QUE O TROPEIRO TANTO APRECIOU, FORAM CHAMADOS INICIALMENTE DE LAGOA DAS ÉGUAS (OUTROS DIZIAM QUE SE CHAMAVA LAGOA DOS TROPEIROS), ALGUNS SE FIXARAM NESSE LUGAR, DANDO ORIGEM AO POVOADO DE NOSSA SENHORA DA PIEDADE DA ALAGOA FORMOSA.  QUE DEPOIS VIRA A SER LAGOA FORMOSA. COMEÇAVA AÍ A SER ESCRITA A HISTÓRIA ESPECÍFICA DO LUGAR. HISTÓRIA CONTAM OS NOSSOS ANTEPASSADOS QUE UM CERTO DIA, ALGUNS TROPEIROS VINHAM DE CONQUISTA INDO A OUTROS CENTROS BUSCAR SAL PARA OS ANIMAIS. PRÓXIMO AO RIBEIRÃO DA BABILÔNIA, QUE ERA A PRINCÍPIO UM LOCAL DE POUSO D…

SÃO GONÇALO DO PARÁ

BOM DIA. BEM VINDO A SÃO GONÇALO DO PARÁ / A CIDADE DOS DOCES A CIDADE COMEÇA O ANO, FAZENDO ANIVERSÁRIO. ELA FOI EMANCIPADA EM 10 DE JANEIRO DE 1949. QUEM NASCE EM SÃO GONÇALO DO PARA É: SÃOGONÇALENSE Como atrações turísticas o município apresenta a antiga igreja matriz, um cemitério de pedra bruta, construído pelos escravos e datado de 1855, a cachoeira existente no Ribeirão dos Morais e uma bela lagoa, formada por uma barragem. VENHA VISITAR E CONHECER DE PERTO ESTA BELA CIDADE DO INTERIOR DE MINAS, QUE FICA NA REGIÃO CENTRO OESTE DO ESTADO. foto -PMSGP SÃO GONÇALO DO PARÁ É A TERRA DO DOCE. AQUI SE FABRICA DOCES DA MELHOR QUALIDADE, QUE SÃO DISTRIBUIDOS POR TODO O BRAZIL. AQUI TAMBÉM, EH A UNICA FABRICA DO BRAZIL QUE AINDA FABRICA DOCE DE GOIABADA EM CAIXINHAS DE MADEIRA. (CONTRARIANDO A MÚSICA DE DUDU NOBRE) ALGUNS DADOS INTERESSANTES DA CIDADE:
POPULAÇÃO
1970..........6.329 1980..........6.229 1991..........7.541 2000..........7.972 2005..........8.237 2007..........10.308 2010..........10.405 (I…

RIBEIRÃO DAS NEVES / A MAIOR HETEROGENEIDADE RELIGIOSA

BEM VINDO A CIDADE DE RIBEIRÃO DAS NEVES.
imagem  - Reo 06
RIBEIRÃO DAS NEVES TEM 296.317 HABITANTES - IBGE 2010
QUEM NASCE EM RIBEIRÃO DAS NEVES EH: NEVENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 12 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.953
ORIGEM DO NOME

GRAMADO / RIO GRANDE DO SUL - RUAS FLORIDAS, ARQUITETURA EUROPEIA, MINI MUNDO, NEVE E VALES ENCANTADORES. NO CORAÇÃO DA SERRA GAÚCHA, UMA CIDADE INESQUECÍVEL

LINHA DO TEMPO DE "GRAMADO" / RIO GRANDE DO SUL / BRASIL foto - ?
Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.  A cidade fica cheia o ano inteiro, seja no inverno para curtir o friozinho (com sorte, você verá até neve natural ali em julho), seja no verão para se divertir nos três meses de festa do Natal Luz. O charme se mantém na hotelaria em qualquer época, com diversas opções: grandes estruturas para famílias e conforto, privacidade e mimo para os casais em busca de romance. Pertinho, a menos de 10 km, Canela tem parques ecológicos para quem gosta de aventura. Gramado é eleito o melhor destino de inverno do Brasil foto - ? AQUI VEMOS …