quarta-feira, 7 de setembro de 2016

RIO DE JANEIRO / BRASIL - Praias de beleza raríssima, dunas de Cabo frio, águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, badalação de Búzios, trilhas rurais de Rio das Ostras. Não falta o que fazer, o que visitar e o que rever neste estado "Maravilhoso"




LINHA DO TEMPO DO "ESTADO DO RIO DE JANEIRO" / BRASIL
Cristo Redentor, Corcovado e Pão de açúcar são os cartões postal do Rio de Janeiro, RJ
foto - ?
Capital - Rio de Janeiro 
População estimada 2016 - 16.635.996 
Área 2015 (km²) - 43.781,566 
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 365,23 
Rendimento nominal mensal domiciliar per capita da população residente 2015 (Reais)(1) - 1.285 
Número de Municípios - 92 
Gentílico - Fluminense 
HISTÓRIA 
À época do estabelecimento do sistema de Capitanias Hereditárias na colônia do Brasil, o território do atual estado do Rio de Janeiro encontrava-se compreendido em trechos da Capitania de São Tomé e da São Vicente. 
Não tendo sido colonizada pelos portugueses em virtude da hostilidade dos indígenas tupinambás (tamoios) e goitacás estabelecidos neste litoral, entre 1555 e 1567, a baía de Guanabara foi ocupada por um grupo de colonos franceses, sob o comando de Nicolas Durand de Villegagnon, que aqui pretendiam instalar uma colônia de povoamento, a chamada "França Antártica". 
Visando a evitar esta ocupação e a assegurar a posse do território para a Coroa Portuguesa, em 20 de janeiro de 1565, foi fundada a cidade do Rio de Janeiro, por Estácio de Sá, acompanhado por um grupo de fundadores incluindo também D. Antônio de Mariz. Constituir-se-ia, por conquista, a Capitania Real do Rio de Janeiro. 
foto - ?
Em 1763, o Rio de Janeiro tornou-se a sede do Vice-reino do Brasil e a capital da colônia. Com a transferência da corte portuguesa para o Brasil, em 1808, na época da tomada da Península Ibérica por Napoleão Bonaparte, a região foi muito beneficiada com reformas urbanas para abrigar a Corte portuguesa. Dentro das mudanças promovidas, destacam-se: a transferência de órgãos de administração pública e justiça, a criação de novas igrejas, hospitais, quartéis, fundação do primeiro banco do país - o Banco do Brasil - e a Imprensa Régia, com a Gazeta do Rio de Janeiro. Nos anos seguintes também surgiram o Jardim Botânico, a Biblioteca Real (hoje Biblioteca Nacional) e a Academia Real Militar, antecessora da atual Academia Militar das Agulhas Negras. 
foto - Luiz Filipe Carneiro Machado
Após a implantação da República no Brasil, a cidade continuou como capital nacional, sendo o Município Neutro transformado em Distrito Federal. Com a mudança da capital do país para Brasília, o antigo Distrito Federal tornou-se o estado da Guanabara. 
Após a edição da Lei Complementar nº20 em 1974, assinada pelo presidente Ernesto Geisel, fundiram-se os estados da Guanabara e do Rio de Janeiro em 15 de março de 1975. A capital do novo estado (que manteve o nome de Rio de Janeiro) passou a ser a cidade do Rio de Janeiro, voltando-se a situação político-territorial anterior a 1834, ano da criação do Município Neutro. Foram mantidos ainda os símbolos do estado do Rio de Janeiro, enquanto os símbolos do antigo estado da Guanabara passaram a ser os símbolos do município do Rio de Janeiro. Por imposição do regime militar, o gentílico carioca foi reduzido a gentílico municipal da cidade do Rio de Janeiro, embora a maioria da população do Estado do Rio de Janeiro se declare como "carioca". Atualmente, movimentos sociais tentam obter o reconhecimento de carioca como gentílico co-oficial do novo Estado do Rio de Janeiro, que atualmente eh “Fluminense” 
Museu Imperial na cidade de Petrópolis, Rio de Janeiro
foto - ?
ESTADO DO RIO DE JANEIRO 
Rio de Janeiro é uma das 27 unidades federativas do Brasil. Apesar de ser, efetivamente, a quarta menor unidade federativa brasileira (ficando à frente de Alagoas, Sergipe e Distrito Federal), concentra 8,4% da população do país, sendo o estado com maior densidade demográfica do Brasil. O litoral fluminense também o terceiro mais extenso do país, atrás das costas de Bahia e Maranhão. 
A cidade mais populosa é a sua capital homônima, que também é a segunda maior metrópole do Brasil. Segundo dados do Censo 2010, o estado é o terceiro mais populoso do Brasil, atrás de São Paulo e Minas Gerais. Entre seus principais polos urbanos estão, além da sua capital, cidades como Campos dos Goytacazes, Niterói, Duque de Caxias, São Gonçalo, Petrópolis, Volta Redonda, Macaé e Nova Iguaçu. 
foto - ?
O clima varia de tropical a subtropical. Há ocorrência de geadas, nos meses de inverno, em regiões acima dos mil metros de altitude e inclusive queda de neve esporádica no Parque Nacional de Itatiaia. É representado na bandeira da Federação brasileira pela estrela Beta do Cruzeiro do Sul (β = Mimosa). 
O produto interno bruto (PIB) do estado é o segundo maior do país, enquanto o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) fluminense é o quarto mais elevado do Brasil. Além disso, o Rio de Janeiro apresenta a terceira maior taxa de alfabetização do país, somente atrás de Santa Catarina e Distrito Federal. 
A cidade de Paraty, Rio de Janeiro, tem construções históricas preservadas
foto - ?
VIVENDO O ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. 
O Bondinho leva turistas ao Pão de Açúcar de onde se tem uma vista privilegiada da cidade do Rio de Janeiro, RJ
foto - ?
foto - ?
Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras. De frente para a Baía da Guanabara, Niterói mostra que a vista para a cidade do Rio não é o único atrativo. Além de oferecer, na sua face voltada para o alto mar, trechos de areia ideais para quem quiser fugir do agito de Ipanema e Copacabana, o município começa a explorar o legado das construções assinadas por Oscar Niemeyer, entre elas o famoso Museu de Arte Contemporânea. 
O Museu de Arte Contemporânea fica na cidade de Niterói, Rio de Janeiro 
foto - ?
No sentido do sul estão o requinte bucólico de Paraty – cujo sossego só é quebrado nos feriados e em julho, quando acontece a Flip, concorrida festa literária – e as 365 ilhas na Baía de Angra dos Reis (uma para cada dia do ano, dizem), das quais a Ilha Grande é um idílio de mochileiros e estrangeiros. E como nem só de mar se faz um Rio de Janeiro, a região serrana, ainda em recuperação, abriga as lembranças do Brasil Império em Petrópolis, o clima europeu de Nova Friburgo e o turismo ecológico nas cercanias de Teresópolis. Na divisa com Minas Gerais e São Paulo, a região de Visconde de Mauá é destino de casais, sobretudo, que buscam natureza, pousadas charmosas e restaurantes estrelados. 
Centrinho em Visconde de Mauá, Rio de Janeiro
foto - Ricardo Junior
TURISMO 
O turismo no estado do Rio de Janeiro oferece diversas atrações históricas, naturais e culturais. 
A capital fluminense é internacionalmente conhecida pela beleza de suas praias e morros, além de ser um grande pólo de turismo cultural, contemplada por diversos museus, teatros e casas de espetáculos. Segundo a EMBRATUR, é o destino mais procurado pelos turistas estrangeiros que visitam o Brasil a lazer, e o segundo colocado no turismo de negócios e eventos. Abriga também as maiores florestas urbanas do mundo, no Parque Estadual da Pedra Branca. 
Parque Estadual da Pedra Branca, Rio de Janeiro
foto - Tânia Maria
Cachoeira Caminho do Açude no Parque Estadual da Pedra Branca, Rio de Janeiro
foto - ?
O Cristo Redentor, eleito uma das sete maravilhas do mundo moderno, o morro do Pão de Açúcar (com seu famoso teleférico), a lagoa Rodrigo de Freitas, as praias de Copacabana, Ipanema e Barra da Tijuca, a floresta da Tijuca, a Quinta da Boa Vista, o Jardim Botânico, o Largo do Boticário, a Cinelândia e o Estádio do Maracanã estão entre os principais pontos de visitação. Entre os maiores eventos do calendário carioca, destacam-se o Carnaval, o Festival Internacional de Cinema, a Mostra do Filme Livre, a Bienal do Livro, o Fashion Rio, o Anima Mundi e a festa do réveillon em Copacabana. Quanto aos pontos de referência do turismo cultural, podem-se elencar, entre tantos, o Museu Histórico Nacional, o Museu Nacional de Belas Artes, a Biblioteca Nacional, o Museu de Arte Moderna (MAM), o Real Gabinete Português de Leitura, o Palácio do Catete, o Theatro Municipal e o Riocentro. 
No Carnaval da cidade do Rio de Janeiro, RJ, os desfiles das Escolas de Samba acontecem durante toda a madrugada e só termina com o nascer do sol
foto - ?
foto - ?
foto - ?
O litoral, que conta com cidades como a capital Rio de Janeiro e Niterói, também é um grande atrativo do estado. Niterói, com seus monumentos futuristas e naturais; a Região dos Lagos, com Cabo Frio, Búzios e Rio das Ostras; Ilha Grande e os outros locais atraem pessoas do mundo todo com suas praias e monumentos. 
Em julho de 2012, sua paisagem foi eleita como patrimônio nacional da humanidade. 
As praias da cidade de Búzios, no Rio de Janeiro, são consideradas as mais bonitas do estado
foto - ?
No sul do estado, a cidade de Paraty, com sua arquitetura colonial, Angra dos Reis, com suas ilhas, e Ilha Grande são os destaques. Ao norte do estado, são muito procuradas as praias da Região dos Lagos, como Búzios e Cabo Frio. A região serrana conta com a histórica cidade de Petrópolis, com Teresópolis, Nova Friburgo, a vila de Visconde de Mauá, no município de Resende, e Penedo no município de Itatiaia, como refúgios de inverno para se aproveitar o frio. 
A cidade de Paraty no Rio de Janeiro, por estar apenas a cinco metros acima do nível do mar, tem suas ruas invadidas pela subida da maré, toda vez que isso ocorre
foto - ?
PRAIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
A faixa litorânea do estado do Rio de Janeiro é basicamente dividida em 3 regiões: Litoral Sul, Baía de Guanabara (Grande Rio) e Região dos Lagos (litoral Norte).
Por toda essa extensa costa, podemos encontrar praias paradisíacas e ilhas, com uma natureza praticamente intocada. Lugares perfeitos para relaxar de todo o stress do nossa vida corrida.
Ao percorrer a orla fluminense, o viajante que sai em busca de cantinhos paradisíacos para se esticar na areia e se refrescar no mar não volta frustrado para casa. O Estado do Rio de Janeiro conta com praias onde é difícil não se encantar. Algumas têm acesso fácil de carro, enquanto em outras só é possível chegar por trilhas ou de barco.
Praia Brava na cidade de  Arraial do cabo, Rio de Janeiro
foto - ?
Praia na cidade de Cabo Frio no Rio de Janeiro
foto - ?
Praia da Ferradurinha na cidade de Búzios no Rio de Janeiro
foto - ?
A Praia de Copacabana na cidade do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro eh uma das mais famosas do mundo.
foto - ?
Praia do Leme no Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
foto - ?
Praia de Grumari
foto - ?
Praia de Lopes Mendes na cidade de Angra dos reis, Rio de Janeiro
foto - ?
foto - ?
Praia Vermelha na cidade do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
foto - ?
Praia da cidade de Arraial do Cabo no Rio de Janeiro
foto - ?
Prainha na cidade do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
foto - ?
JARDIM BOTÂNICO DA RIO DE JANEIRO, RIO DE JANEIRO
Assim pode ser definido o Jardim Botânico do Rio de Janeiro, um dos dez mais importantes do gênero no mundo, que além de abrigar as mais raras espécies de plantas da flora brasileira e de outros países, é uma ótima opção de lazer para crianças e adultos e um deleite para aqueles que querem contemplar a natureza.
foto - Thymonthy Becker
Foi fundado no dia 13 de junho de 1808 por D. João VI, príncipe regente na época, o Jardim Botânico Rio de Janeiro foi criado com o objetivo de aclimatar as especiarias vindas das Índias Orientais.
O Jardim Botânico Rio de Janeiro é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Isso porque tem grande importância histórica, cultural, científica e paisagística e a área foi definida pela UNESCO como área de Reserva da Biosfera.
foto - Thymonthy Becker
Conta com um espaço muito diversificado e podemos observar cerca de 6 500 espécies de planta, com algumas até ameaçadas de extinção, distribuídas em uma grande área de 54 hectares. São 330 000 plantas desidratadas, Carpoteca com 5 800 frutos secos, Xiloteca com 8 000 amostras de madeira, espaço grande com o Orquidário e uma biblioteca com cerca de 66 000 volumes e 3 000 obras raras.
Com suas palmeiras imperiais o Jardim Botânico Rio de Janeiro consegue fascinar a todos. E sendo esta uma ótima opção de passeio para aqueles que querem relaxar, estudar, ou só mesmo curtir a natureza bem de pertinho, e no meio da bagunça e correria da cidade grande.

foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
Orquidário
É uma estufa construída no final do século XIX, na década de 1930 foi reformado, e em 1998 foi restaurada.
Ainda no espaço do orquidário é possível encontrar algumas plantas ornamentais, como os antúrios, filodendros, samambaias e as avencas, são cerca de dois mil vasos com uma das mais belas coleções do Jardim Botânico Rio de Janeiro.
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
Chafariz Central (Chafariz das Musas)
Jardim Botânico Rio de Janeiro dicas para aproveitar melhor 
Chafariz Central
Quatro figuras representam o chafariz central: a música, a poesia, a ciência e a arte.
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
Preços no Jardim Botânico Rio de Janeiro
Preço Ingressos: R$ 6,00 - Individual
Gratuidade para: Crianças até 7 anos
Adultos a partir de 60 anos, residentes no Brasil ou em outros países que fazem parte do Mercosul.
foto - Thymonthy Becker
Horário de funcionamento do Jardim Botânico Rio de Janeiro 
O horário normal de visitação é das 8h às 17h, com prorrogação de uma hora para o fechamento das bilheterias no período de horário de verão.
foto - Thymonthy Becker
MUSEU DO AMANHÃ
Museu do Amanhã é um museu construído no município do Rio de Janeiro, Brasil. O prédio, projeto do arquiteto espanhol Santiago Calatrava, foi erguido ao lado da Praça Mauá, na zona portuária (mais precisamente no Píer Mauá). Sua construção teve o apoio da Fundação Roberto Marinho e teve o custo total de cerca de 230 milhões de reais. O edifício foi inaugurado em 17 de dezembro de 2015 com a presença da presidente Dilma Rousseff[2] e recebeu cerca de 25 mil visitantes em seu primeiro final de semana de funcionamento.
foto - ?
A proposta da instituição é ser um museu de artes e ciências, além de contar com mostras que alertam sobre os perigos das mudanças climáticas, da degradação ambiental e do colapso social. O edifício conta com espinhas solares que se movem ao longo da claraboia, projetada para adaptar-se às mudanças das condições ambientais. A exposição principal é majoritariamente digital e foca em ideias ao invés de objetos.
foto - Fábio Motta
foto - ?
MUSEU DA POLICIA CIVIL DO RIO DE JANEIRO
O Museu da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro foi fundado em 1912, com a finalidade de ser um meio auxiliar de ensino da Escola de Polícia e integrou um projeto desenvolvido pelo governo federal para reformar e modernizar a Polícia Civil do Rio de Janeiro, substituindo os métodos empíricos de investigação pelas técnicas mais novas em uso na Europa, apoiadas nas perícias criminal e médico-legal.
Na última reforma da estrutura da Polícia Civil, o Museu passou à subordinação da Subchefia Administrativa da instituição, enfatizando-se a sua missão cultural e integração social.
foto - ?
MUSEU DA JUSTIÇA NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO
foto - ?
foto - ?
foto - ?
MUSEU NACIONAL DO RIO DE JANEIRO
foto - ?
MUSEU DA REPÚBLICA
O Palácio do Catete localiza-se no bairro do Catete, no município do Rio de Janeiro, no Brasil. Foi a sede do poder executivo brasileiro de 1897 a 1960. A partir desse ano, a sede do poder executivo foi transferida para a recém-inaugurada cidade de Brasília. A partir da década de 1970, o palácio passou a abrigar o Museu da República, função que continua exercendo até hoje.
foto - ?
foto - ?
MUSEU IMPERIAL DE PETRÓPOLIS, RIO DE JANEIRO
O Museu Imperial, popularmente conhecido como Palácio Imperial, é um museu histórico-temático localizado no centro histórico da cidade de Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Está instalado no antigo Palácio de Verão do imperador brasileiro Dom Pedro II.
foto - ?
MUSEU DO ARTESANATO NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO
foto - ?
MUSEU NACIONAL DE BELAS ARTES
O Museu Nacional de Belas Artes (MNBA) é um museu de arte localizado na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil. É um dos mais importantes museus do gênero no país.
foto - ?
foto - Cláudio Lara
MUSEU DA ARTE RELIGIOSA EM CABO FRIO, RIO DE JANEIRO
foto - ?
TEATRO JOÃO CAETANO
foto - Paulo Botelho
THEATRO MUNICIPAL DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, RIO DE JANEIRO
foto - ?
foto - ?
BIBLIOTECA NACIONAL DO RIO DE JANEIRO
Biblioteca Nacional, também chamada de Biblioteca Nacional do Brasil, cujo nome oficial institucional é Fundação Biblioteca Nacional, é a depositária do patrimônio bibliográfico e documental do Brasil, considerada pela UNESCO como a sétima maior biblioteca nacional do mundo e, também, é a maior biblioteca da América Latina. Entre suas várias responsabilidades incluem-se a de preservar, atualizar e divulgar uma coleção com mais de oito milhões de peças, que teve início com a chegada da Real Biblioteca de Portugal ao Brasil e cresce constantemente, a partir de doações, aquisições e com o depósito legal.
foto - ?
PARQUE NACIONAL DA TIJUCA NA CIDADE DO  RIO DE JANEIRO
foto - ?
CRISTO REDENTOR NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO
foto - ?
foto - ?
PÃO DE AÇÚCAR NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO
foto - ?
LAGOA RODRIGUES DE FREITAS NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO
foto - ?
foto - ?
ESTÁDIO DO MARACANÃ NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO
foto - ?
foto - ?
foto - ?
PRINCIPAIS CIDADES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
RIO DE JANEIRO / CAPITAL 
Nenhuma outra cidade do mundo ostentaria com tanto charme o título de “Maravilhosa” como o Rio de Janeiro. Aos caprichos da natureza, que colocou mar e montanha lado a lado em perfeita harmonia, juntam-se o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar, o Maracanã e o estilo de vida despojado e festeiro do carioca. Mais que um cartão-postal, o Rio é um estado de espírito, sempre alegre e de alto-astral. Também, pudera – a cidade tem cerca de 30 quilômetros de orla contornada por calçadões e ciclovias tomadas por gente o dia inteiro caminhando, pedalando, correndo ou apenas observando o movimento. 
foto - ?
foto - ?
Além das praias – da democrática Copacabana à extensa Barra da Tijuca, passando pela neo-hippie Ipanema – tem ainda a Lagoa Rodrigo de Freitas, o Parque do Flamengo e a Floresta Tijuca, emolduradas por belos cenários naturais e espaços de sobra para a prática de esportes ao ar livre. 
O Rio, porém, também é da noite e reflete na Lapa toda a sua boemia. O bairro, que passou por um longo período de decadência, volta a ser ponto de encontro dos fãs do samba – mas também abre espaço para os mais diversos estilos musicais que invadem casas como o Circo Voador e a Fundição Progresso. 
foto - ?
foto - ?
PETRÓPOLIS 
Destino preferido dos cariocas quando chega o inverno, Petrópolis combina o charme das construções do período imperial com o friozinho da serra e a infraestrutura de qualidade - há hotéis confortáveis, bons restaurantes e comércio variado. A natureza exuberante também se faz presente através do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, repleto de trilhas, cachoeiras e mirantes naturais. 
A apenas 65 quilômetros da Cidade Maravilhosa, Petrópolis conserva muitas das construções da época em que Dom Pedro II passava longas temporadas no agradável destino. Muitos centros culturais funcionam em antigos palacetes e casarões do século 19 - é o caso do principal cartão-postal da cidade, o Museu Imperial. 
foto - ?
BÚZIOS 
Destino mais cobiçado da Região dos Lagos, Búzios vai além das belezas naturais, dignas de cartão-postal. Incluída no mapa do jet set internacional na década de 60, depois de uma visita da atriz francesa Brigitte Bardot, a antiga vila de pescadores abriga restaurantes e pousadas sofisticadas, boates e bares descolados e um comércio repleto de lojas de grife. Cosmopolita, recebe turistas do mundo todo o ano inteiro - e muitos acabam ficando por lá. 
O balneário tem cerca de vinte praias, cada uma com estilo próprio. Geribá, por exemplo, é território dos surfistas e da paquera, enquanto Azedinha é um mar de tranquilidade e Ferradura atrai famílias com crianças.
 foto - ?
CABO FRIO 
Referência quando o assunto é a Região dos Lagos, Cabo Frio capricha no visual e na infraestrutura. Além do mar cristalino e das dunas de areia branquinha, a maioria das praias da cidade oferece confortáveis quiosques para atender ao público cativo: famílias com filhos adolescentes. Na alta temporada, a turma toma conta da extensa praia do Forte, repleta ainda de bares e restaurantes e cenário da bonita queima de fogos na passagem do ano. 
foto - ?
A concorrida praia, que começa no Forte São Mateus, estende-se até os picos preferidos dos surfistas, como as praias do Foguete e das Dunas - esta última, com montes que chegam a 30 metros. As pranchas marcam presença também nas praias do outro lado do Canal do Itajuru, como Brava, frequentada também pelos naturistas, e Peró. 
foto - ?
NOVA FRIBURGO 
Engana-se quem pensa que Nova Friburgo, a capital nacional da lingerie, é destino exclusivo para compras de peças íntimas. Emoldurada pela mata Atlântica, a cidade oferece uma gama de passeios e atividades que levam a cachoeiras, riachos, mirantes naturais e reservas ambientais. Também merecem atenção a gastronomia diversificada e as outras opções de consumo, que vão muito além dos conjuntos de algodão, renda ou lycra. 
foto - ?
Não há dúvidas de que circular pelo bairro de Olaria e pela Ponte da Saudade em busca de peças de qualidade e a preços acessíveis é programa obrigatório, mas imperdível também é encher a mala com queijos de cabra, biscoitos amanteigados, chocolates caseiros e artesanato de bom gosto. 
foto - ?
ANGRA DOS REIS 
A natureza foi generosa com a baía de Angra dos Reis, presenteando-a com nada menos que 365 ilhas salpicadas em um mar de águas verdes e cristalinas. A melhor maneira de conhecê-las é de barco, em passeios que levam a cenários paradisíacos e variados. No cardápio estão recantos isolados - os preferidos dos ricos e famosos para erguerem seus refúgios - e também praias badaladas, como a do Dentista, onde o engarrafamento de lanchas e iates é constante na alta estação. Por ali, a mordomia tem espaço de sobra - os bares flutuantes levam drinks e petiscos até às embarcações logo após os pedidos serem feitos via rádio. 
foto - ?
Angra foi contemplada, ainda, com uma diversificada e colorida vida marinha, o que faz da região um dos melhores pontos de mergulho do país. Além de peixes de inúmeras espécies, moluscos, crustáceos, tartarugas e moréias, os adeptos da atividade encontram naufrágios escondidos. 
foto - ?
ARRAIAL DO CABO 
Arraial do Cabo reúne algumas das mais belas características do litoral brasileiro, como dunas de areia branca, vegetação de restinga, lagoas e praias de mar cristalino, além de costões que funcionam como mirantes para apreciar tudo isso. E ainda tem mais: embora localizada na Região dos Lagos e tendo como vizinhas as badaladas Cabo Frio e Búzios, a cidade mantém características típicas de uma vila de pescadores - até mesmo na alta temporada os ares de tranquilidade imperam.
 foto - ?
Quem agradece são os mergulhadores, que lá encontram alguns dos melhores pontos do país para praticar o esporte. Além das águas transparentes, Arraial do Cabo abriga uma diversificada vida marinha. 
foto - ?
NITEROI 
Apenas 13 quilômetros separam as belezas de Niterói da Cidade Maravilhosa. Uma visita já se justificaria pela bonita paisagem que se tem dos principais pontos turísticos do Rio de Janeiro. Entretanto, a cidade oferece muito mais. O Museu de Arte Contemporânea (MAC), o Complexo dos Fortes, o conhecido Mercado de Peixe, o comércio diversificado, a gastronomia e as belas praias fazem de Niterói um passeio obrigatório para quem visita a capital. 
foto - ?
A cidade tem no nome de origem indígena uma fina ironia. Nitcheroy, em tupi-guarani, significa água escondida, por causa de sua posição segura em relação a ataques inimigos. E, de fato, suas praias são o refúgio dos cariocas e suas belezas nem sempre são conhecidas pelos próprios brasileiros. 
foto - ?
RIO DAS OSTRAS 
Os hotéis e as pousadas da pacata Rio das Ostras estão atraindo um outro público além das famílias que chegam em busca de sol e de mar: os executivos que atuam na vizinha Macaé, ponto de referência na extração de petróleo. 
foto - Angel Morote
Nos lobbies, é comum observar engravatados dividindo espaço com os turistas que visitam a cidade à procura de praias tranquilas, como a das Tartarugas, ou de cenários badalados como o da Costazul. O motivo da diversidade é a variedade de estabelecimentos em Rio das Ostras, que oferece de pequenas pousadas a hotéis de luxo, com estrutura completa para eventos. 
foto - ?
CONHEÇA UM POUCO MAIS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Biblioteca Parque da cidade do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro 
foto - ?
foto - ?
foto - ?
Cachoeira do Escorrega 
foto - ?
Dedo de Deus na serra dos Órgãos em Teresópolis no Rio de Janeiro
foto - ?
A serra dos Órgãos em Teresópolis, Rio de Janeiro
foto - ?
Quinta da Boa Vista no Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
foto - ?
foto - ?
foto - ?
Praça Mauá na Zona Portuária no Rio de Janeiro, Rio de Janeiro 
foto - ?
Parque do Flamengo na cidade do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
foto - ?
Parque Lage na cidade do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
foto - ?
Enseada Botafogo na cidade do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
foto - ?
PONTE PRESIDENTE COSTA E SILVA (RIO NITERÓI)
Ponte Presidente Costa e Silva, popularmente conhecida como Ponte Rio–Niterói, é uma ponte que atravessa a Baía de Guanabara, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Ela conecta os municípios do Rio de Janeiro e Niterói. Atualmente é a maior ponte de concreto protendido no Hemisfério Sul e a sexta maior do mundo. Desde a sua conclusão, em 1974, até 1985, ela foi a segunda maior ponte do mundo, perdendo apenas para o Ponte do Lago Pontchartrain, nos Estados Unidos.
A ponte Presidente Costa e Silva, conhecida popularmente como "Ponte Rio Niterói", liga a cidade do Rio de Janeiro à cidade de Niterói com seus mais de 13 km de comprimento, atravessando toda a Baia de Guanabara
foto - ?
foto - ?
foto - ?
ESTA EH A BANDEIRA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
ESTE EH O BRASÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

VALEU PELA VISITA. ATÉ A PROXIMA

fonte / fotos = feriasbrasil.com.br / Wikipédia / Thymonthy Becker / viajeaqui.abril.com.br / Portal do Governo do estado do Rio de Janeiro / IBGE / Divulgação / 






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minas são muitas, Todas são gerais