Pular para o conteúdo principal

SOROCABA / SÃO PAULO - Parques, monumentos, museus, zôo; noites agitadas com cinemas, bares, teatros e turismo de negócios




LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "SOROCABA" / SÃO PAULO / BRASIL 
A CIDADE 
Sorocaba é um município situado no interior do estado de São Paulo. A cidade está localizada na região sudoeste do estado, a apenas 87 quilômetros de distância da capital. Para chegar lá, o acesso é feito através das rodovias Castelo Branco (SP-280) e Raposo Tavares (SP-270). São 449,122 km² de área onde 55% é urbana e 45% rural. Trata-se do terceiro município mais populoso do interior.
É comum atrair a visita de turistas, que podem contar com diversas opções para lazer e cultura na cidade. Entre elas, os parques abertos ao público, igrejas históricas, monumentos, museus, mausoléus e memoriais, Esplanada Shopping, Sorocaba Shopping, Shopping Panorâmico, cinco grandes hipermercados, spas e fazendas de cavalos (haras).
foto - Cláudio de Castro
Para quem busca interagir com a natureza, o jardim zoológico municipal, Zoológico Municipal Quinzinho de Barros, é um dos maiores da América do Sul. As noites podem ser agitadas em casas noturnas da cidade ou em apresentações teatrais, cinemas, bares e restaurantes, sendo alguns de cozinha internacional.
Há muitas opções para de hospedagem, variando entre de hotéis baratos até padrão 4 estrelas. Entre os mais famosos estão o Transamerica, Ibis e o Alpha Inn. Sorocaba possui também, infraestrutura extensiva de transporte público, composto de frota e de dois terminais de ônibus urbano.
PONTOS TURÍSTICOS
MUSEU DA ESTRADA DE FERRO
O Museu da Estrada de Ferro Sorocabana preserva a história de uma das principais estradas de ferro que foi útil durante séculos. No acervo, o visitant encontra maquinário, documentos, fotos, quadros e outras relíquias, inclusive com a efígie de Dom Pedro II. 

O local é de fácil acesso, localizado no bairro Jardim Maylasky, engenheiro que participou da criação da Companhia Sorocabana em 1870. O horário de funcionamento é segunda a sexta, das 8h às 17h e a entrada é franca. 
Telefone: (15) 3231-1026 
Endereço: 
Rua Álvaro Soares, 553. Centro de Sorocaba SP.
foto - Miguel
BIBLIOTECA INFANTIL
A Biblioteca Infantil Municipal "Renato Sêneca de Sá Fleury" está instalada em prédio tombado pelo Conselho do Patrimônio Histórico de Sorocaba. Sua construção data de 1897. 
foto - Zaquel proença
foto - Zaquel proença
É o único imóvel público do Centro que mantém as características do final do século XIX, além do jardim interno e quintal, com um Circo e Cozinha Caipira, utilizados para atividades culturais, cursos e apresentações artísticas. Seu acervo reúne diversos livros, revistas, gibiteca, fonoteca e brinquedoteca. 
Endereço: Rua da Penha, 673 - Centro 
Telefone: (15) 3231.5723 
Horário de funcionamento: Segunda a sexta, das 8h às 17h. 
Entrada: Gratuita
CAPELA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO APARECIDA
A Capela de Nossa Senhora Aparecida foi construída em 1785, no atual bairro de Aparecidinha. É a segunda no Brasil dedicada à devoção de nossa Senhora Aparecida, sendo a primeira localizada no município de Aparecida, no Vale do Paraíba. 

As construções em taipa são as atrações desse bairro histórico, distante 14 km do Centro de Sorocaba. Duas vezes ao ano, são realizadas as Romarias de Aparecidinha, de tradição bicentenária. 
Anualmente, a imagem da Padroeira do Brasil sai da Catedral Metropolitana de Sorocaba e segue em procissão até a chamada "Igreja de Aparecidinha", no segundo domingo de julho, e retorna à Catedral no dia 1º de janeiro. 
Endereço: Largo Antônio José Silva, s/nº, Aparecidinha 
Telefone: (15) 3225.1005
CAPELA DO DIVINO 
A construção, erguida em 1877, recebeu este nome por conta da vinda da imagem do Divino Espírito Santo, trazida de Portugal em 1881. No passado, o bairro onde está localizada servia de trajeto para tropeiros vindos do Sul.
foto - José Wilson 
Endereço
Largo do Divino - Av. Luiz Mendes de Almeida, s/nº, Jd. São Paulo 
Telefone: (15) 3221.1295
CASA ALUÍSIO DE ALMEIDA 
Patrimônio da Prefeitura, o prédio era a residência do Monsenhor Luiz Castanho de Almeida, o principal pesquisador da história de Sorocaba, sob o pseudônimo Aluísio de Almeida.
O local preserva objetos e mobiliários pertencentes ao historiador, manuscritos, livros, artigos e originais que contam a história da cidade. 
O prédio histórico é sede do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba (IHGGS), entidade cultural fundada em 1954 e que mantém uma biblioteca e o Museu da Imagem e do Som.
Endereço
Rua Ruy Barbosa, 84, Vila Hortência 
Telefone: (15) 3231.1669 
Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h 
Entrada: Gratuita
FLONA DE IPANEMA 
Localizada atualmente no município de Iperó, a Floresta Nacional de Ipanema (Flona) tem importância histórica para Sorocaba, anos antes da fundação da cidade.
Afonso Sardinha, seu filho homônimo e o técnico em minas Clemente Álvares, por volta de 1589, começaram a procurar ouro no Morro de Araçoiaba.
A extração de minério de ferro no local originou a primeira siderúrgica da América Latina, a Real Fábrica de São João de Ipanema, fundada em 1818 pelo o sueco Frederico Luiz Guilherme de Varnhagem, período em que a área se encontrava no território de Sorocaba.
Decretada Floresta Nacional em 1992 pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a Flona oferece mais de 5 mil hectares de Mata Atlântica, com trechos de Cerrado e Várzea, trilhas ecológicas, visitas aos altos fornos e construções históricas, o primeiro Cemitério Protestante do Brasil, entre outras atrações.
Endereço
Acesso pela saída 99-B da Rodovia Castello Branco ou pelo Km 112 da Rodovia Raposo Tavares
Entrada 
R$ 5,00 por pessoa (crianças até 12 anos e acima de 65 anos estão isentos da taxa de entrada). As trilhas são feitas somente através de agendamento prévio e a taxa do monitor na trilha varia conforme a trilha escolhida.

MUSEU HISTÓRICO DE SOROCABA 
Segundo o historiador Aluísio de Almeida, um Museu é uma instituição viva, em continuo crescimento. A finalidade do Museu Histórico Sorocabano é colecionar, conservar e apresentar em exposição para fins de estudo e educação, os objetos e documentos de significação histórica, cultural e cientifica de nossa cidade e região. 
O Casarão onde hoje hospeda o Museu foi construído pelos escravos de João de Almeida Pedroso, em 1780. Passaram-se pelo Casarão oito moradores. O último deles foi Joaquim Eugenio Monteiro de Barros, o ?Quinzinho de Barros?, de cujos filhos a Prefeitura conseguiu este patrimônio, que dá nome ao Parque Zoológico Quinzinho de Barros.
Segundo a história, em 1842 o Casarão recebeu a visita mais importante de toda a sua existência. A Marquesa de Santos, que vivia com o Coronel Rafael Tobias de Aguiar, e que por causa da Revolução Liberal ocorrida naquele ano, ali se asilou, pois na casa de Tobias, na cidade, era grande o movimento dos revolucionários.
foto - Zaquel proença
O acervo do Museu está dividido cronologicamente em sete ambientes, exceto o primeiro deles, que é usado para exposição de telas itinerantes. São eles: Arqueologia e Pré-História; Cestaria Indígena; Acervo da Fabrica de Ferro de Ipanema, História da Bandeira (Historia da Fundação de Sorocaba); História da Família Joaquim Eugenio Monteiro de Barros e a Passagem Secreta; Sala da Marquesa (Louça e Móveis da Época). No Jardim do Museu podemos observar alguns instrumentos da época como Teares, Máquina de fazer pão, Telhas, Trole (Carroça), Bonde, Escada de Bombeiros, Tachos de Óleo e um Ford 1929. 
Endereço
O Museu Histórico Sorocabano está situado dentro do Zoológico Municipal Quinzinho de Barros, na Rua Theodoro Kaisel, 883 " Vila Hortência " CEP 18020-268 T. (15) 3227-2825. Na mesma quadra do Zoológico.
A entrada fica na mesma linha da entrada do Zôo, deslocando-se apenas uns 50 metros. Localizada, a 10 minutos do centro da cidade, com acesso pela Avenida Coronel Nogueira Padilha, considerada uma das principais vias de acesso da cidade. 
Para visitação pública, o Museu está aberto de terça a domingo das 9h às 16h30, fechando para almoço das 12h às 13h. Para pesquisas, de segunda a sexta das 8h30 às 16h30, fechando para almoço das 12h às 13h. 
Entrada: franca. (grátis)
Observações: 
1.Possui uma sala de silêncio excelente para estudo. 
2.Para consultar documentos da Câmara e Livros de Cemitério é necessário usar luvas e máscara. 
ZOOLÓGICO MUNICIPAL 
O Zoológico de Sorocaba, fundado em 20 de Outubro de 1968, é um dos principais atrativos da cidade e região. Seu nome, Parque Zoológico Municipal Quinzinho de Barros, é uma homenagem a Joaquim Eugênio Monteiro de Barros, antigo proprietário da área onde o Zoológico está instalado.
Muitas são as motivações que levam as pessoas visitarem o Zoológico, como a curiosidade em conhecer os animais e seus hábitos, a realização de pesquisas, lazer e entretenimento.
Reconhecido nacionalmente como um dos zoológicos mais completos do país, destacam-se em seus objetivos o apoio em oferecer recreação saudável e contato com a natureza, programas de educação ambiental, colaboração com pesquisas, gerando conhecimento sobre comportamento, reprodução e fisiologia, e atuando junto ao esforço conservacionista mundial, através de planos de manejo, tanto em cativeiro como na natureza. 
E o visitante deve ficar atento às seguintes normas do Zôo:
Não é permitido: 
- Animais de qualquer espécie; 
- Bolas, bicicletas (com exceção de triciclos infantis), patins, patinetes, skates; 
- Aparelhos de som de qualquer espécie; 
- Sair para adquirir mercadoria e retornar ao Zôo com o mesmo ingresso; 
- Churrasco (lanches frios são permitidos); 
- Vender mercadorias de qualquer espécie dentro do zôo, mesmo tendo pago ingresso; 
- Coletar latinhas ou qualquer outro material dos containeres de lixo. 
Maiores Informações 
Entrar em contato pelo telefone 15 - 3227-5454.
Como chegar:
Rua Teodoro Kaisel, 883 - Vila Hortência - Sorocaba - Mapa
foto - ?
BEM VINDO A CIDADE DE SOROCABA. A MANCHESTER PAULISTA
imagem - Lavigne
População estimada 2016 (1) - 652.481
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 450,382
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 1.304,18
Código do Município - 3552205
Gentílico - sorocabano
ORIGEM DO NOME
Sorocaba, que no tupi-guarani, significa terra ("aba") fendida ou rasgada (çoro). Terra Rasgada
Gentílico: sorocabano 
HISTÓRICO 
Em fins do século XVI, Afonso Sardinha, “O Velho”, seu filho, “O Moço”, e Clemente Álvares estiveram no morro Araçoiaba à procura de ouro. Encontraram minério de ferro e comunicaram o fato ao Governador Geral que levantou o pelourinho da Vila de Nossa Senhora do Monte Serrat, mandando mineiros explorarem a região. Nada encontrando, transferiu a Vila para Itavuvu, ficando sob a invocação de São Felipe, em homenagem ao Rei da Espanha. 
O Capitão Baltazar Fernandes construiu, em 1654, a igreja de Nossa Senhora da Ponte, atual igreja de São Bento, e sua casa de moradia no lajeado, fundando nova povoação com o nome de Sorocaba, que no tupi-guarani, significa terra (“aba”) fendida ou rasgada (çoro). 
Para promover o povoamento, doou à igreja, grande gleba de terras aos Beneditos de Paranaíba, com a condição de construírem o convento e manterem uma escola. Alguns anos depois o pelourinho de Itavuvu foi transferido para Sorocaba constituindo a Vila de Nossa Senhora da Ponte de Sorocaba. 
O primeiro ciclo a marcar a vida econômica de Sorocaba foi o bandeirismo, quando os Sorocabanos aprofundaram-se além das linhas de Tordesilhas, montando entrepostos comerciais e de mineração. Outro ciclo iniciou-se com o Coronel Cristóvão Pereira de Abreu, que conduziu por Sorocaba a primeira tropa de muares. Mas tarde, Sorocaba tornou-se sede das feiras de muares. A Cidade, por força da sua privilegiada situação geográfica, transformou-se no eixo geo-econômico, entre as regiões norte e sul do Brasil, empenhados na mineração e na exploração das reservas florestais o norte; e na produção de animais de carga e de corte - o sul. 
Apareceram em 1852, as primeiras tentativas fabris. No entanto, o comércio do algodão cru revertia melhores lucros aos sorocabanos. 
A cultura do algodão desenvolveu-se grandemente, a ponto de Luís Matheus Mailasky, o maior comprador de algodão da zona, construiu em 1870, a Estrada de Ferro Sorocabana (inaugurada em 1875), para escoar a produção local. A ferrovia foi um dos fatores de desenvolvimento industrial, que teve início com a Real Fábrica de Ferro São João do Ipanema, primeira metalúrgica da América Latina, onde saiu um dos grandes Sorocabanos, Francisco Adolfo de Varnhagem, o Visconde de Porto Seguro. 
A partir da queda das exportações do algodão, os Sorocabanos passaram a aproveitar a produção local. Assim Manoel José da Fonseca inaugurou, em 1882, a Fábrica de Tecido Nossa Senhora da Ponte; logo em 1890 apareceram as Fábricas Santa Rosália e Votorantin que deram início ao parque industrial de Sorocaba, justificando o título de “Manchester Paulista”.
foto - ?
AQUI A FACULDADE DE DIREITO
imagem - Wikipédia
ESTAÇÃO FERROVIÁRIA
A Estação Ferroviária foi inaugurada em 1875, como o ponto final da Estrada de Ferro Sorocabana que, não por acaso, tem esse nome: a ideia original dos donos era ligar Sorocaba a São Paulo pelo caminho mais curto. A Sorocabana teve grande importância para o desenvolvimento econômico de Sorocaba e do Brasil, principalmente entre o final do século XIX e o início do XX.
imagem - PMS
imagem - Fábio Barros
CONHEÇA UM POUCO MAIS DA CIDADE DE SOROCABA
imagem - Fábio Barros
AQUI PASSA A LINHA IMAGINÁRIA DO TRÓPICO DE CAPRICÓRNIO
imagem - Wikipédia
imagem - Fábio Barros
imagem - Fábio Barros
imagem - Fábio Barros
imagem - PMS
imagem - PMS
imagem - Fábio Barros
imagem - Lavigne
imagem - ?
imagem - Wikipédia
imagem - Fábio Barros
imagem - Fábio Barros
imagem - Wikipédia
imagem - Fábio Barros
imagem - Fábio Barros
imagem - Fábio Barros
HOSPITAL
imagem - Fábio Barros
MERCADO MUNICIPAL
O Mercado Municipal foi inaugurado em 1938 como principal centro comercial de Sorocaba. Construído em estilo art-decó, o prédio substituiu outro que existia no local, que já não comportava o volume de mercadorias.
Considerado um dos cartões-postais da cidade, o Mercado vende uma grande variedade de produtos, como frios, laticínios, açougue, peixaria, grãos, hortifrutigranjeiros, especiarias, entre outros.
Ao lado do Mercado, na Praça Nicolau Scarpa, encontra-se a Torre do Relógio, doada pela comunidade japonesa em 1954, durante as comemorações do Terceiro Centenário de Sorocaba.
imagem - Fábio Barros
PARQUE MUNICIPAL E ZOOLÓGICO
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Fábio Barros
BIBLIOTECA MUNICIPAL
O acervo reúne obras raras da literatura e valioso material sobre a memória de Sorocaba, com livros, jornais, revistas, entre outras publicações. Dispõe de mais de 4 mil volumes em livros impressos no sistema Braile e 390 títulos de livros falados.
imagem - Wikipédia
imagem - Fábio Barros
PRAÇA DOS TRÉS PODERES
imagem - Fábio Barros
RIO SOROCABA
imagem - Wikipédia
SEDE DO PODER LEGISLATIVO - CÂMARA DE VEREADORES -
imagem - Fábio Barros
SEDE DO PODER EXECUTIVO - PREFEITURA -
imagem - Fábio Barros
imagem - Fábio Barros
TEATRO MUNICIPAL
Projetado pelo arquiteto Luiz Arthur Guimarães Navarrete, O Teatro Municipal "Teotônio Vilela" foi inaugurado em 29 de janeiro de 1983. Conta com dois espaços cênicos, um interno, com 435 poltronas, e o Teatro de Arena, edificado sobre o lago e com capacidade para 600 pessoas.
O hall de entrada abriga o acervo da Coleção de Objetos Cênicos "Osório T. Morais", que preserva objetos e documentação dos espetáculos ali exibidos.
imagem - Fábio Barros
ESTAÇÃO RODOVIÁRIA
imagem - Wikipédia
TRILHA PARA CAMINHADA
imagem - Fábio Barros
CASARÃO
imagem - Fábio Barros
AGÊNCIA DOS CORREIOS E TELÉGRAFOS
imagem - Fábio Barros
imagem - Fábio Barros
ESCOLA PÚBLICA
imagem - Fábio Barros
PRAÇA DOS TRÉS PODERES
imagem - Fábio Barros
PARQUE CAMPOLIM
imagem - Fábio Barros
imagem - Fábio Barros
ROTATÓRIA CASTELINHO
imagem - Fábio Barros
CATEDRAL METROPOLITANA
A Catedral Metropolitana de Sorocaba é a segunda matriz da cidade, sendo a primeira a Igreja de Sant'Anna. É a primeira obra edificada em pedras do município, sendo que a primeira missa foi realizada em 11 de fevereiro de 1783. Em 1841, inaugurou-se o relógio, adquirido do Rio de Janeiro, que hoje funciona na torre da Igreja de São Carlos Borromeu.
Passou por algumas reformas ao longo dos anos, até ser totalmente restaurada em 2002, recebendo nova pintura, iluminação e novo projeto de paisagismo, além de um sistema de iluminação cênica na fachada, desde agosto de 2010. Na fachada estão quatro evangelistas (Mateus, Marcos, Lucas e João), o brasão da Arquidiocese de Sorocaba e a inscrição D.O.M, do latim Deo Optimo Maximo (em português, "Ao Deus Supremo").
imagem - Fábio Barros
IGREJA DE NOSSA SENHORA DO CARMO
imagem - Fábio Barros
MOSTEIRO DE SÃO BENTO
Construída pelos escravos do fundador de Sorocaba, Baltazar Fernandes, em 1654, foi a primeira capela de Nossa Senhora da Ponte, padroeira da cidade. Doada aos monges beneditinos de Santana de Parnaíba, em abril de 1660, passou a igreja de Sant'Ana, com a construção de uma nova matriz.
O Mosteiro guarda algumas preciosidades, como o altar-mor esculpido com madeira, com lâminas de ouro aplicadas no retábulo, trazido de Portugal no século XVIII.
imagem - Fábio Barros
imagem - PMS
imagem - PMS
imagem - PMS
USINA DE CULTURA
imagem- João Rapim
imagem - Fábio Barros
OPÇÃO DE HOSPEDAGEM
HOTEL PITANGUEIRAS
O haras que deu origem ao hotel-fazenda é apenas um dos itens da diversificada área de lazer, que agrega também duas gostosas hidromassagens perto da piscina. 
Tudo aqui tem conservação impecável - a começar pelas acomodações. Decoradas com bom gosto, são equipadas com boas camas-box e TV de LCD. 


Endereço 
Rod. João Leme dos Santos (estr. p/ Salto de Pirapora), km 110, 14 km 
(15) 3229-4300 
hotelpitangueiras.com.br

ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO

fonte / fotos = Thymonthy Becker / Wikipédia / IBGE / Portal da Prefeitura Municipal / sorocaba.com.br / viajeaqui.abril.com.br / Divulgação / 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MARECHAL DEODORO / ALAGOAS - A primeira capital de Alagoas, Patrimônio Histórico Nacional, numa simpática viela de colorido casario colonial, nasceu Marechal Deodoro da Fonseca

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "MARECHAL DEODORO" / ALAGOAS / BRASIL
O centro histórico de Marechal Deodoro em Alagoas tem muitas construções antigas, mas nem tudo está preservado A primeira capital de Alagoas ganhou, em 2006, o título de Patrimônio Histórico Nacional. Reúne um conjunto de dez igrejas, a maioria em ruínas. Entre elas estão a Senhor do Bonfim (1755), no bairro de Taperaguá, a N.S. do Amparo (1757), na Rua Ladislau Neto, e o importante complexo (atualmente em restauração, fechado para visitas) onde ficam o Museu de Arte Sacra, o Convento de São Francisco e a Igreja de Santa Maria Madalena. A casa onde o Marechal Deodoro da Fonseca viveu até os 16 anos é um museu, na rua que leva o seu nome (uma simpática viela de colorido casario colonial). Você pode estacionar o carro ali e, com um guia do museu, conhecer os arredores. foto - ? População estimada 2016 (1) - 51.715
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 332,140
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 138,62
Código…

CARATINGA / CIDADE ESPERANÇA / TERRA DAS PALMEIRAS

SEJA SEMPRE BEM VINDO A CIDADE DE CARATINGA. A CIDADE DO MENINO MALUQUINHO
copyrigth "?" ORIGEM DO NOME
A denominação do município Caratinga, de origem indígena, (cará / tinga = branco) é devido à falta de alimentação diversificada, o que fazia com que os primeiros habitantes da região se alimentassem de um tubérculo muito encontrado na região na época do povoamento, um cará-branco que servia de alimento para os índios CARATINGA TEM ATUALMENTE, 85.322 HABITANTES. QUEM NASCE EM CARATINGA É: CARATINGUENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,754 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 24 DE JUNHO. FOI FUNDADA EM 1848 EM CARATINGA, FORAM REALIZADOS EM 2010, 513 CASAMENTOS 056 SEPARAÇÕES 079 DIVÓRCIOS. HISTÓRIA
Em 1841 aportou por estas terras o grande desbravador Domingos Fernandes Lana, que aqui permaneceu até 1847.
No final desse ano, João Caetano do Nascimento, João Antônio de Oliveira e João José, bravos pioneiros, vieram de mudança, trazendo suas famílias,…

QUARTEL GERAL / MINAS GERAIS - Paisagens naturais, Trilhas do Indaiá, Cachoeiras, esportes Radicais, Jipeiros, Construções Históricas. Aventure-se nesta jornada

LINHA DO TEMPO DE "QUARTEL GERAL" / MINAS GERAIS / BRASIL
Quartel Geral faz parte do circuito turístico caminhos do Indaiá. Quartel Geral uma cidade tão especial e peculiar para os mineiros. Eugênia, esposa de Tiradentes, depois de sua morte morou na cidade com seu filho em uma fazenda. A mineração dos diamantes também foi um ponto marcante para a criação do povoado e posteriormente, da cidade. São aspectos que permeiam a história de Quartel Geral e que somente entrando nas verdes matas para descobrir os caminhos do Indaiá, o Rio que atravessa vários municípios e que deu nome ao circuito turístico. Para quem gosta de esportes radicais, os trilheiros, jipeiros e de cachoeiras, Quartel Geral pode proporcionar muitas aventuras.
Academia da Saúde em Quartel Geral, Minas Gerais,  tem por objetivo manter a população saudável
foto - Câmara Municipal Conhecer Quartel Geral também é uma aventura por tudo que o município tem a oferecer com suas paisagens naturais. Aventure-se nessa jornada. Q…

CONTAGEM / POLO COMERCIAL

BOM DIA. BEM VINDO A CONTAGEM. CIDADE PROGRESSO
copyrigth "Altemiro Olinto cris"
CONTAGEM TEM 603.048 HABITANTES (IBGE 2010) QUEM NASCE EM CONTAGEM É: CONTAGENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,794 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. Na época do Brasil-colônia, a Coroa portuguesa mantinha o controle sobre os territórios ocupados através de postos avançados chamados “postos de registro”. Tais postos fiscalizavam e registravam todo o movimento de pessoas e mercadorias, cargas e tropas. Ali, os viajantes, mercadores de escravos e tropeiros eram obrigados a parar e, enquanto as mercadorias eram registradas. CONTAVAM-SE TUDO. INCLUSIVE E PRINCIPALMENTE, AS BARRAS DE OURO, QUE IAM PARA O RIO DE JANEIRO. DAÍ O NOME "CONTAGEM."
No início do século XVII, nas terras da sesmaria do capitão João de Sousa Souto Maior, um terreno conhecido como Sítio das Abóboras, foi instalado um desses postos de fiscalização. Em 1715, Dom Brás Baltasar refere-se a este posto ao escrever …

PIUMHI / CIDADE DAS MAIS BONITAS PRAÇAS DE MINAS

SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE DE PIUMHI. UMA DAS MAIORES PRODUTORAS DE CAFÉ E UMA DAS MAIS AGRADÁVEIS CIDADE DE SE ESTAR.
foto - Thymonthy Becker
PIUMHI TEM 31.883 HABITANTES (IBGE 2010)
QUEM NASCE EM PIUMHI EH: PIUIENSE (IBGE)
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 20 DE JUNTO E FOI FUNDADA EM 1.868

UM MORADOR DA CIDADE COM QUEM ESTIVE QUANDO TIREI ESTAS FOTOS, DISSE QUE O NOME DA CIDADE VINHA DE UM MOSQUITO QUE ERA ABUNDANTE NA REGIÃO E OS ÍNDIOS LOCAIS O CHAMAVAM DE PIUM.
PERGUNTEI O MOTIVO DO "HI" NO FINAL DO NOME. ESTA PESSOA NÃO SOUBE EXPLICAR O PORQUE DO "HI" AO FINAL DE PIUM.
CONCLUI QUE PODERIA TER SIDO PELO FATO DOS GRANDES FAZENDEIROS IREM ATÉ A REGIÃO COMPRAREM TERRAS E AO DEPARAREM COM OS TAIS MOSQUITOS, ACONTECIA O SEGUINTE DIÁLOGO:
FAZENDEIRO: __EH PIUM?
VENDEDOR :  __ SIM.
FAZENDEIRO: HIIIIIIII. NÃO VAI DAR NEGÓCIO.
DAI O NOME FICOU "PIUM HI. BEM, ESTA EH MINHA VERSÃO.

AQUI PODEMOS VER UMA AVENIDA CENTRAL
foto - Thymonthy Becker
POR VOLTA DE 1707, FAMÍLIA…

PARACATU / MG

BEM VINDO A CIDADE DE PARACATU. CIDADE NATAL DE AFONSO ARINOS / RICA EM CULTURA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO imagem - Revoredo
PARACATU TEM 84.718 HABITANTES - IBGE 2010 - QUEM NASCE EM PARACATU EH: PARACATUENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 20 DE OUTUBRO E FOI FUNDADA EM 1.728 ORIGEM DO NOME "Paracatu" é um termo de origem tupi que significa "rio bom", através da junção dos termos "Pará" ("rio") e "Katu" ("bom") Paracatu pertence ao seleto grupo das dez cidades nacionalmente tombadas em Minas Gerais, o que a coloca no patamar de um dos municípios mineiros mais ricos culturalmente e patrimonialmente, sendo integrante também da Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais. HISTÓRIA Não existe consenso entre os historiadores sobre a data efetiva em que foi descoberta e povoada a região de Paracatu. De qualquer forma, admite-se que o território paracatuense já era conhecido desde o final do século XVI pelos brancos, que vinham da Vila de Sã…

CORONEL FABRICIANO / CIDADE DA SERRA DOS COCAIS

BOM DIA. BEM VINDO A CORONEL FABRICIANO.
copyrigth "pmcf" CORONEL FABRICIANO TEM 103.797 HABITANTES. QUEM NASCE EM CORONEL FABRICIANO É: FABRICIANENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,789 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A ÁREA DA CIDADE É DE APENAS 221 QUILÔMETROS QUADRADOS. DEVIDO A ISTO, A DENSIDADE DEMOGRÁFICA É ALTA. SÃO 470 HABITANTES POR QUILÔMETRO QUADRADO. Destemidos desbravadores, muitos dos quais heróis anônimos que arrostando o endêmico impaludismo, em meio selvagem e hostil, abriram picadões, rasgaram clareiras, mata virgem adentro sertões afora, para que a ferrovia Vitória a Minas pudesse estender as suas paralelas de aço em direção a Itabira, em demanda do riquíssimo minério de ferro do fabuloso Cauê, hoje fonte principal de uma das maiores divisas acarretadas para a Pátria Brasileira. Foi do arroio daqueles heróicos operários, que surgiu a atual cidade Coronel Fabriciano, que até o princípio de 1922 não passava de uma floresta virgem, não violada p…

PATOS DE MINAS

BOM DIA. BEM VINDO A PATOS DE MINAS. A CIDADE DA MAIOR FESTA DO MILHO DO BRAZIL E POLO ECONÔMICO REGIONAL copyrigth "maira" PATOS DE MINAS TEM ATUALMENTE, 138.836 HABITANTES. QUEM NASCE EM PATOS DE MINAS É: PATENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,813, CONSIDERADO ELEVADO PELOS INDICADORES DA ONU. PATOS DE MINAS É O MAIOR POLO ECONÔMICO E A MAIOR CIDADE DO ALTO PARANAÍBA. EM MAIO, ACONTECE NA CIDADE, A MAIOR FESTA DO MILHO DO BRAZIL. Origem do nome do Município provém da enorme quantidade de patos que existiam no território, encontrados habitualmente em uma grande lagoa, a três quilômetros da margem do rio Paranaíba. Atraídos pela caça abundante e variada, os tropeiros que levavam suas tropas pelo interior de Minas Gerais faziam pouso a beira dessa lagoa, construindo ranchos em que se abrigavam. Neste tempo, todo o oeste de Minas estava coberto de matas, atravessadas apenas por estreitas trilhas, que tinham em alguns pontos, a léguas de distância, vestígios de civilização. Com o correr …

PARACATU / RICA EM CULTURA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO

BEM VINDO A CIDADE DE PARACATU. CIDADE NATAL DE AFONSO ARINOS
imagem - Revoredo

PARACATU TEM 84.718 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM PARACATU EH: PARACATUENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 20 DE OUTUBRO E FOI FUNDADA EM 1.728
ORIGEM DO NOME "Paracatu" é um termo de origem tupi que significa "rio bom", através da junção dos termos "Pará" ("rio") e "Katu" ("bom") Paracatu pertence ao seleto grupo das dez cidades nacionalmente tombadas em Minas Gerais, o que a coloca no patamar de um dos municípios mineiros mais ricos culturalmente e patrimonialmente, sendo integrante também da Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais.
HISTÓRIA

Não existe consenso entre os historiadores sobre a data efetiva em que foi descoberta e povoada a região de Paracatu. De qualquer forma, admite-se que o território paracatuense já era conhecido desde o final do século XVI pelos brancos, que vinham da Vila de São Paulo com objetivos de conquista, não …

OLIVEIRA / MINAS GERAIS - A terra Natal do Cientista "Carlos Chagas" eh repleta de belíssimos casarões que contam a história da cidade

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "OLIVEIRA" / MINAS GERAIS / BRASIL BEM VINDO A OLIVEIRA. TERRA DO CIENTISTA DESCOBRIDOR DA DOENÇA DE CHAGAS copyrigth "PMO" Esta Figueira se desenvolveu abraçada a um coqueiro, derivando daí o nome “coqueiro abraçado”, o fenômeno biológico não é único, mas bastante raro  e em Oliveira se transformou no maior símbolo da cidade, pois está ligado aos sentimentos de carinho e amor, além de ensejar a harmonia indispensável a uma comunidade urbana, sendo um exemplo da natureza para o Homem. O coqueiro abraçado está localizado na região central da cidade. AQUI, O MORRO DO CRISTO
copyrigth "PMO"
População estimada 2016 (1) - 41.739 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 897,294 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 43,98 Código do Município 3145604 Gentílico - oliveirense
ORIGEM DO NOME O topônimo registra duas versões: segundo uns, originou-se da presença de oliveiras entre as árvores frutíferas…