Pular para o conteúdo principal

PEQUI / MINAS GERAIS - Descer de tobogã em cachoeira numa belíssima vista da cidade e cidades vizinhas, com existência de grutas, grotas e rica vegetação natural




LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "PEQUI" / MINAS GERAIS / BRASIL
foto (acima) Thymonthy Becker
BEM VINDO A CIDADE DE PEQUI. AOS PÉS DA SERRA DO RIO DO PEIXE.
Pórtico da estrada da cidade de Pequi, Minas Gerais
foto - Thymonthy Becker
População estimada 2016 (1) - 4.369
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 203,991
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 19,98
Código do Município 3149606
Gentílico - pequiense
ORIGEM DO NOME
O termo significa, em tupi, "coxa áspera", e origina-se de um velho e frondoso pequizeiro, que existiu em frente a uma venda no largo da igreja, cuja sombra abrigava a população que ali se reunia
Gentílico: pequiense
Histórico
Pequi 
Minas Gerais - MG
HISTÓRICO
A fixação da povoação do atual município deve-se, principalmente, aos solos férteis e ao grande número de córregos e riachos que cortam a região. Pequi foi criada em 1841, quando o distrito de Santo Antônio de São Joanico, no município de Pitangui, foi dividido em dois: Pequi e Maravilha. 
O distrito foi elevado a freguesia, já no município de Pará de Minas, em 1882, com o nome de Santo Antônio do Pequi. Em 1911, o nome foi reduzido para Pequi. 
foto - Thymonthy Becker
Rodovia de acesso à cidade de Pequi, Minas gerais, depois que se passa pelo Pórtico de entrada
IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO / TURISMO RELIGIOSO
Em estilo barroco, tombada pelo Patrimônio Histórico, motivo de orgulho dos pequienses e a “Cruz do Monte”, também tombada pelo Patrimônio Histórico, que constitui num cruzeiro situado num monte na entrada da cidade, construída a anos atrás por escravos trabalhadores de fazendas próximas do local.
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
ESTA EH A MATRIZ DE SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA
foto - Thymonthy Becker
UM BELO CASARÃO NO CENTRO DA CIDADEfoto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
SALÃO DO REINO DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ.foto - Thymonthy Becker
HOTELfoto - Thymonthy Becker
CONHEÇA UM POUCO MAIS DE PEQUI. UM PONTO CHIC
foto - Thymonthy Becker
A principal avenida da cidade eh bem arborizada, em Pequi, Minas gerais
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
A praça da Igreja Matriz eh ampla e bem arborizada em Pequi, Minas Gerais
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
O comércio da cidade fica em sua maioria na Praça da Igreja Matriz ou próximo a esta, em Pequi, Minas Gerais
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
O CARRO DO BATENTE. ENGEQUISA SEMPRE PRESENTE.
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
NA CASA DE DONA ROMA, TIA DO BASÍLIO
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
ECOTURISMO / CACHOEIRA DO MATO CAMPING CLUBE
Cachoeira de água sobre pedras, localizada a 6 km aproximadamente da cidade, no local denominado Cachoeira do Mato. É formada pelas águas do Rio Vermelho que passam por cima de uma pedra, formando um Tobogã e uma piscina natural no final da queda. O turismo no local é explorado pela família proprietária do terreno com a denominação de "Cachoeira do Mato Camping Clube".
foto - Câmara Municipal
foto - Câmara Municipal
foto - Câmara Municipal
ECOTURISMO / PONTO CHIC
Ponto Chic, localizado no topo da Serra do Rio do Peixe, que divisa os municípios de Pequi e Onça do Pitangui, possui uma belíssima vista de toda a cidade e das cidades vizinhas como Onça do Pitangui, Pará de Minas e Acensão. Com existência de grutas, grotas, e ainda, rica em vegetação natural.
foto - PMP
 foto - PMP
foto - Thymonthy Becker
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO
ÁRVORE DO PEQUI
Árvore com geralmente 10 metros de altura, tronco de casca áspera e rugosa. Folhas pilosas, compostas, formadas por três folíolos com as bordas recortadas. Grandes flores amarelas, vistosas. Madeira de ótima qualidade, por isso é tão importante a preservação desta árvore símbolo do cerrado.
A árvore de Pequi, que deu nome à cidade de Pequi, eh o símbolo Municipal e de preservação nacional, em Pequi, Minas gerais
foto - Câmara Municipal
A FLOR DE PEQUI
O pequizeiro é arvore protegida por lei (Portaria no. 54 de 03.03.87 - IBDF) que impede seu corte e comercialização em todo o Território Nacional. Visando a sua preservação, o Governo de Minas Gerais criou a Lei 13.965,que instituiu o Programa Mineiro de Incentivo ao Cultivo, ao Consumo, à Comercialização e à Transformação do Pequi e Demais Frutos de Produtos
foto - Câmara Municipal
O FRUTO "Pequi" COM A CASCAfoto - Câmara Municipal
O FRUTO "pequi" SEM A CASCA
Esta eh a parte do fruto de Pequi que eh usada na culinária mineira. Dentro deste miolo do fruto de Pequi tem muitos espinhos, a parte consumida eh só a que envolve o miolo. Não se pode morder neste fruto, pois sua linguá ficará cheia de espinhos, bem como toda a boca.
Uma receita muito comum em Minas Gerais consiste em cozinhar o Pequi sem a casca, como este da foto, juntamente com o arroz. O arroz irá adquirir uma cor amarelada, mas ficará mais saboroso, segundo a gastronomia mineira.
foto - Câmara Municipal

VALEU PELA VISITA. ESPERO QUE SEMPRE VOLTE.

fonte / fotos = Thymonthy Becker / Wikipédia / Portal da Prefeitura Municipal / Divulgação / IBGE / 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DIANÓPOLIS / TOCANTINS - Berço cultural do estado, tem mais à oferecer, cascatas, cachoeiras, museu e "garganta"; platô da serra geral com cânions e mirantes

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "DIANÓPOLIS" / TOCANTINS / BRASIL DIANÓPOLIS
BEM VINDO A CIDADE DE DIANÓPOLIS. CIDADE DO DIANOFOLIA
imagem - ? População estimada 2016 (1) - 21.457
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 3.217,313
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 5,94
Código do Município 1707009
Gentílico - dianopolino
ORIGEM DO NOME DE DIANÓPOLIS, TO
A origem do nome "Dianópolis" está relacionada a Francisco das Chagas Moura, que foi prefeito do município entre os anos de 1934 a 1938. Então, a cidade chamava-se "São José do Du•ro". "Duro" era uma simplificação de "D´ouro", uma vez que a região era rica em ouro em seu subsolo. Quando prefeito, Francisco Moura indicou que a cidade fizesse uma homenagem às senhoras do lugar que chamavam-se "Custodiana", conhecidas pela alcunha de "Diana". Daí a indicação da cidade passar a chamar-se "Dianópolis", quer dizer, "Terra das Dianas".
Gentílico: …

CATAGUASES / MINAS GERAIS - Venha ver e fazer filmes nesta cidade cinematográfica. Deixe saudades e leve lembranças

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "CATAGUASES" / MINAS GERAIS / BRASIL “O nome Cataguases vem – pelo menos, até provas em contrário, pois muitas são as controvérsias nessa cidade em constante questionamento – , pois é, o nome Cataguases parece que vem de uma tribo de índios que habitava a região, os ‘Catu-auás’. Dizem que o nome catu-auá significa em tupi-guarani ‘terra de gente boa’. E Cataguases sabe receber muito bem. Quem bebe da água do Rio Pomba nunca deixa de voltar. Dizem. ” Confira alguns dos mais importantes pontos turísticos de Cataguases. Além de inúmeras obras artísticas e arquitetônicas modernas tombadas pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), Cataguases também oferece inúmeras construções marcantes do final do século XIX, belíssimas paisagens naturais, museus, centros culturais e muito mais! PONTE METÁLICA (DE 1.914) A construção da Ponte Metálica foi determinada em 1910, devido à solicitação do deputado federal Astolpho Dutra Nicácio. Ela…

BRAGANÇA / PARÁ - A cidade respira Fé, Tradição e Cultura, nas belezas de suas praias, manguezais, rios, igarapés e ilhas

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "BRAGANÇA" / PARÁ / BRASIL  Bragança, localizada na região nordeste do Pará, a 210 quilômetros de Belém, capital do Estado, é um dos municípios mais procurados pelos turistas ao longo do ano, em especial durante as férias escolares.
Lar da Marujada, manifestação cultural que reúne milhares de pessoas no município para festejar São Benedito, Bragança tem praias oceânicas belíssimas, pra quem quiser aproveitar em qualquer época do ano.

A cidade, de origem portuguesa, guarda na sua cultura características religiosas marcantes e também festeja São Sebastião e Nossa Senhora de Nazaré.
Suas fronteiras são estratégicas. Assim, o município oferece o maior número de opções aos turistas: ao Norte está o oceano Atlântico, ao Sul, o município de Santa Luzia do Pará, a Leste os municípios de Augusto Corrêa e Vizeu e a Oeste, Tracuateua.

Na língua tupi, Caeté quer dizer 'mato grande' e, por estar localizada à margem esquerda do rio Caeté, Bragança é c…