Pular para o conteúdo principal

PALÁCIO DE VERSALHES / FRANÇA - Maior e mais célebre palácio da França, Versalhes eh o retrato ao mesmo tempo dos exageros delirantes e requinte extremo de Maria Antonieta




LINHA DO TEMPO DO "PALÁCIO DE VERSALHES" / VERSALHES / PARIS / FRANÇA
Quando a cineasta Sofia Coppola quis filmar sua versão da história de Maria Antonieta, não abriu mão de que a locação fosse o próprio Palácio de Versalhes, o highlight da cidade de mesmo nome localizada a 35 minutos de trem de Paris, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco há mais de três décadas. Afinal, fazia muito mais sentido relatar a vida de excessos da famosa rainha exatamente no lugar que ela transformou em seu parque de diversões particular, e de onde foi arrancada antes de ser decapitada durante a Revolução Francesa.
Aposento no Grand trianon
Maior e mais célebre palácio da França, Versalhes é o retrato ao mesmo tempo dos exageros delirantes e do requinte extremo da nobreza que mandou no país durante séculos. Também personifica o tamanho do ego de Luís XIV, que em 1682 instalou lá o governo e uma corte de aproximadamente 6 mil pessoas. Louco por luxo, contratou os melhores profissionais de cada área – entre eles o paisagista André Lê Nôtre, responsável pelos imbatíveis jardins do lugar – para que o palácio representasse não só a melhor estética clássica da França, mas também toda a sofisticação de seus mandatários. A visita de um dia a Versalhes pode facilmente incluir as outras atrações da cidade, como a Catedral de Saint Louis, mas não se culpe se quiser passar todas as horas que reservou apreciando os afrescos ou a decoração dos espaços internos do palácio. Ou entre os canais, fontes e jardins que o cercam.
Aposento no Grand trianon 
O QUE VER 
São três seções básicas, todas bem distintas: o palácio de Versalhes em si, os jardins e as propriedades ligadas à Maria Antonieta, a rainha de origem austríaca que foi para a guilhotina: o Grand Trianon, o Petit Trianon e sua casa campestre. Reserve um dia inteiro para conhecer os três, com várias paradas para tomar um café, apreciar os panoramas e fazer uma refeição. 
Capela Real
O PALÁCIO 
O edifício principal, que, em sua origem, era uma simples cabana de caça, tornou-se referência para todas as cortes europeias. Luis XIV incunbiu seu arquiteto-chefe, Louis Le Vau, a tarefa de fazer um palácio de campo, mais arejado e faustoso que os de Paris. Ele foi seguido por Jules Hardouin-Mansart, o projetista das alas norte e sul e da bela Sala dos Espelhos, provavelmente o cômodo mais luxuoso de toda a propriedade, palco de festas nababescas que duravam dias. 
Casa Campestre de Maria Antonieta
Um tour com audioguia passará por esta galeria, onde foi assinado o tratado que pôs termos finais à I Grande Guerra, o Tratado de Versalhes de 1919. Outras áreas no trajeto são os aposentos reais, a bela Capela Real, a belicosa Galeria das Batalhas (com pinturas gigantes retratando momentos-chave da história da França, de Poitiers aos feitos de Napoleão) e um sem fim de quartos e salões ricamente decorados com quadros, esculturas, bustos, tapeçarias e móveis finamente acabados. 
Casa campestre de Maria Antonieta, na área próxima ao Petit Trianon
OS JARDINS 
André Le Nôtre não mediu esforços (nem poupou o tesouro nacional) em seu projeto paisagístico. O resultado é que para muitos esta é a parte mais agradável do passeio. Motivos é que não faltam: fontes, estátuas, labirintos de sebes, jardins floridos, espelhos d'água e um grande tanque -- o Grand Canal, onde os monarcas reproduziam batalhas e desfiles navais -- formam um conjunto colossal. É possível alugar um barquinho e remar por ali. 
Faça um pit-stop nas lanchonetes e restaurantes espalhados por esta ampla área. 
Entrada principal do Palácio de Versalhes, com o edifício da Capela Real à direita
O GRAND TRIANON E OS DOMÍNIOS DE MARIA ANTONIETA 
Maria Antonieta criou uma corte paralela ao de Luis XVI, promovendo peças teatrais, concertos e festas no palacete Petit Trianon, localizado ao norte de Versalhes. Seus gostos e acompanhantes favoritos eram impostos neste refúgio, onde ela chegou inclusive a erguer uma casa campestre onde a ingênua rainha pretendia criar uma atmosfera bucólica. Ao seu redor ficam belos jardins, bosques e até um "Templo do Amor". 
A uma curta distância fica outra mansão, o Grand Trianon, um palácio de tons rosados e piso xadrez onde Luis XIV poderia ter momentos de maior privacidade com sua amante, Madame de Montespan. 
Fonte de Apolo
Como Chegar 
Se não vier a Versalhes em uma excursão, há um conveniente serviço de trem RER vindo do centro de Paris, a linha amarela C que passa pela margem esquerda do rio Sena até a estação Versailles - Château- Rive Gauche. Dali são 10 minutos a pé até a entrada do palácio. 
Versalhes serviu como locação do filme Maria Antonieta (Marie Antoinette, Estados Unidos/França/Japão, 2006), de Sofia Coppol
Como Circular 
O parque do Château de Versailles é muito, muito grande. Se for visitar as propriedades de Maria Antonieta e decidir fazê-lo a pé, uma hora você com certeza vai exaurir suas energias e se arrepender por não ter embarcado nos trenzinhos que ligam os palácios entre si (adultos, €6,90). Outras opções são bicicletas alugadas e um carrinho elétrico (€30 a hora). 
Galeria das Batalhas no Palácio de Versalhes
Ingressos 
Há duas filas para entrar aqui: uma para comprar o ingresso e outra para entrar no château, lenta tanto pela multidão como pelos procedimentos de segurança. Para driblar parte deste pequeno estorvo, cheque Horários de Pico abaixo. 
Grand Trianon
Você pode comprar os ingressos no site oficial, mas somente para os preços cheios para adultos. Se viaja com crianças do palácio ou mesmo em Paris há agências que vendem as entradas mediante pequena comissão. 
O acesso a Versalhes é livre para os portadores do Paris Museum Pass (parismuseumpass.com), com exceção aos shows noturnos e concertos. 
Vista geral dos amplos jardins e bosques de Versalhes
De março a outubro acontecem shows musicais nas águas das fontes aos sábados, domingos e alguns dias adicionais. Há também divertidos shows noturnos e outros eventos especiais, com ingressos cobrados à parte Cheque a programação no site oficial. 
A primeira visão de quem visita o Palácio de Versalhes. A sombra à direita é da estátua equestre de Luis XIV
Horários de Pico 
Na alta estação, de maio a setembro, evite visitar o parque aos fins de semana e na terça-feira de manhã. Vale a pena tentar chegar bem cedo, antes das 10h, de quarta a sexta, ou depois das 15h desses mesmos dias. Se mesmo assim for encarar o perrengue, tente chegar o mais cedo possível, antes dos ônibus de excursão ou comece a visita pelos palácios do Trianon. 
A baixa estação é um pouco mais tranquila. 
Jardins do Palácio de Versalhes
Onde Comer 
Há um bom número de lanchonetes e restaurantes dentro do perímetro de Versalhes. Dentro do palácio está o elegante Salon de Thé Angelina. Nos jardins, não muito distante da fonte Latone, está a Brasserie de la Girandole, ideal para refeições rápidas ao ar livre. Próximas ao Grand Canal estão outras duas opções, o La Flottille e o La Petite Venise. Outras alternativas são carrinhos que vendem salgados e bebidas.
O Petit Trianon era um retiro para Maria Antonieta, fora do palácio principal de Versalhes
Horário de funcionamento: 
Abre de terça a domingo. De abril a outubro, funciona das 9h às 18h30; de novembro a março, das 9h às 17h30. Os palácios do Trianon só abrem a partir das 12h e os jardins estão abertos ao público das 8h às 20h30 (alta estação) e das 8h às 18h (baixa estação) 
Petit Trianon
Formas de pagamento: 
Adultos: € 18 (passaporte combinando acesso ao palácio, jardins e propriedades de Maria Antonieta - os Trianons); € 15 (somente palácio e jardins) e € 10 (propriedades de Maria Antonieta). Grátis para menores de 18 anos 
O Salão de Hércules fica no primeiro andar do Palácio de Versalhes e conecta os aposentos do rei à capela real
Château de Versailles, Place d’Armes 
+33 (1) 3083-7800 
www.chateauversailles.fr
Salão dos Espelhos
PALÁCIO DE VERSALHES NA FRANÇA
foto - ?
O PALÁCIO DE VERSALHES (EM FRANCÊS: CHATEAU DE VERSAILLES) É UM CASTELO REAL LOCALIZADO NA CIDADE DE VERSALHES, UMA ALDEIA RURAL À ÉPOCA DE SUA CONSTRUÇÃO, MAS ATUALMENTE UM SUBÚRBIO DE PARIS.
foto - ?
DESDE 1682, QUANDO LUÍS XIV SE MUDOU DE PARIS, ATÉ A FAMÍLIA REAL SER FORÇADA A VOLTAR À CAPITAL EM 1789, A CORTE DE VERSALHES FOI O CENTRO DO PODER DO ANTIGO REGIME NA FRANÇA.
EM 1660, DE ACORDO COM OS PODERES REAIS DOS CONSELHEIROS QUE GOVERNARAM A FRANÇA DURANTE A MENORIDADE DE LUÍS XIV, FOI PROCURADO UM LOCAL PRÓXIMO DE PARIS MAS SUFICIENTEMENTE AFASTADO DOS TUMULTOS.
foto - ?
PARIS CRESCERA NAS DESORDENS ENTRE AS FACÇÕES RIVAIS DE ARISTOCRATAS, CHAMADA DE FRONDE. O MONARCA QUERIA UM LOCAL ONDE PUDESSE ORGANIZAR E CONTROLAR COMPLETAMENTE UM GOVERNO DA FRANÇA POR UM GOVERNANTE ABSOLUTO.
foto - ?
RESOLVEU ASSENTAR NO PAVILHÃO DE CAÇA DE VERSALHES, E AO LONGO DAS DÉCADAS SEGUINTES EXPANDIU-O ATÉ TORNÁ-LO NO MAIOR PALÁCIO DO MUNDO. VERSALHES É FAMOSO NÃO SÓ PELO EDIFÍCIO, MAS COMO SÍMBOLO DA MONARQUIA ABSOLUTA, A QUAL LUÍS XIV SUSTENTOU.
CONSIDERADO UM DOS MAIORES DO MUNDO, O PALÁCIO DE VERSALHES POSSUI 2.153 JANELAS, 67 ESCADAS, 352 CHAMINÉS, 700 QUARTOS, 1.250 LAREIRAS E 700 HECTARES DE PARQUE. É UM DOS PONTOS TURÍSTICOS MAIS VISITADOS DE FRANÇA, RECEBE EM MÉDIA OITO MILHÕES DE TURISTAS POR ANO E FICA A TRÊS QUARTEIRÕES DA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA. CONSTRUÍDO PELO REI LUÍS XIV, O "REI SOL", A PARTIR DE 1664, FOI POR MAIS DE UM SÉCULO MODELO DE RESIDÊNCIA REAL NA EUROPA, E POR MUITAS VEZES FOI COPIADO.
foto - ?
INCUMBIDO DA TAREFA DE TRANSFORMAR O QUE ERA O PAVILHÃO DE CAÇA DE LUÍS XIII, NO MAIS OPULENTO PALÁCIO DA EUROPA, O ARQUITETO LOUIS LE VAU REUNIU CENTENAS DE TRABALHADORES E COMEÇOU A CONSTRUIR UM NOVO EDIFÍCIO AO LADO DO JÁ EXISTENTE. FORAM ASSIM REALIZADAS SUCESSIVAS AMPLIAÇÕES - APARTAMENTOS REAIS, COZINHAS E ESTÁBULOS - QUE FORMARAM O PÁTIO REAL.
LE VAU, NÃO CONCLUI AS OBRAS. APÓS SUA MORTE JULES HARDOUIN-MANSART TORNOU-SE, EM 1678, O ARQUITETO RESPONSÁVEL POR DAR CONTINUIDADE AO PROJETO DE EXPANSÃO DO PALÁCIO. FOI QUEM CONSTRUIU O LARANJAL, O GRANDE TRIANON, AS ALAS NORTE E SUL DO PALÁCIO, A CAPELA E A GALERIA DE ESPELHOS (ONDE FOI RATIFICADO, EM 1919, O TRATADO DE VERSALHES). A ÚLTIMA, TRATA-SE DE UMA SALA COM 73M DE COMPRIMENTO, 12,30M DE ALTURA E ILUMINADA POR DEZESSETE JANELAS QUE TÊM A SUA FRENTE, ESPELHOS QUE REFLETEM A VISTA DOS JARDINS.
foto - ?
EM 1837 O CASTELO FOI TRANSFORMADO EM MUSEU DE HISTÓRIA. O PALÁCIO ESTÁ CERCADO POR UMA GRANDE ÁREA DE JARDINS, UMA SÉRIE DE PLATAFORMAS SIMÉTRICAS COM CANTEIROS, ESTÁTUAS, VASOS E FONTES TRABALHADOS, PROJETADOS POR ANDRÉ LE NÔTRE. COMO O PARQUE É GRANDE, UM TREM ENVIDRAÇADO FAZ UM PASSEIO ENTRE OS MONUMENTOS.
foto - ?
Atualmente o palácio é um museu de história, sendo o ponto turístico mais visitado da França, ao contrário do que muitos pensam ser a Torre Eiffel ou o museu do Louvre. Com grandes acervos de excelentes pintores dos século XVII e XVIII, o palácio ainda conserva grandes características da época, sendo uma grande oportunidade de conhecer a história que se passa por trás da Revolução Francesa e da corte que ali vivia, regadas de luxo e esplendor
foto - ?
Galeria dos Espelhos: É uma sala conhecida internacionalmente pela assinatura do Tratado de Versalhes em seu interior. Consiste em um grande espaço envolto de espelhos em sua estrutura tendo o teto em formato de um arco revestido de dezessete espelhos que refletem a vista das imensas janelas que o compõem. Tendo sido importado de Veneza na Itália, os espelhos eram tidos como os mais extravagantes elementos que se podia adquirir na época. 
foto - ?
Tendo sido decorado com pinturas que retratava o heroísmo e as vitórias militares de Luís XIV, foi nesta sala que aconteceu o evento mais dispendioso do século XVIII: o Baile dos Teixos, um baile à fantasia em que o rei Luís XV, fantasiado de teixo, encantou-se com Jeanne- Antoinette que estava vestida como a deusa Diana, e que mais tarde se tornaria sua amante e conhecida na história como Madame de Pompadour
foto - ?
O Palácio de Versalhes é um castelo real localizado na cidade de Versalhes, subúrbio de Paris. Desde 1682 até 1789, ano em que teve início a Revolução Francesa, foi o centro do poder do Antigo Regime na França. 
foto - ?
Sua localização deve-se ao fato da procura de um local afastado dos grandes centros, devido ao grande tumulto de gente e doenças nesses locais. Construído pelo rei Luís XIV, o "Rei Sol", a partir de 1664, veio mais tarde a tornar-se, em 1682, a residência oficial do monarca e também o símbolo da monarquia absolutista, sustentada pelo rei. Considerado o maior palácio da época e um dos maiores atualmente, o Palácio de Versalhes possui uma ampla extensão que ocupa mais de 100 hectares.
foto - ?
Depois da Revolução, os móveis e adereços foram vendidos ou roubados, e o palácio caiu no esquecimento. A restauração foi executada em meados do século XIX, por Luiz Filipe, com o auxílio dos Estados Unidos. 
Versalhes tomou-se um museu dedicado a "todas as glórias da França".
foto - ?


fonte / fotos = Wikipédia / Thymonthy Becker / viajeaqui.abril.com.br / Divulgação / 
M

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CARACARAÍ / RORAIMA - A "Cidade Porto" tem Corredeiras, Hotel de Selva, Estação Ecológica, Parques Ambientais e grande Potencial Agrícola

LINHA DO TEMPO DE "CARACARAÍ" / RORAIMA / BRASIL Caracaraí é conhecida como “Cidade-Porto” por ter o maior movimento fluvial do estado de Roraima. A cidade nasceu como um local de embarque de gado para a capital amazonense. Os animais desciam até a boca da estrada, onde se iniciam as Corredeiras do Bem-Querer. Ali eram desembarcados e tangidos até um curral no porto municipal, onde eram embarcados para Manaus. As mercadorias vindas de Manaus, que tem como destino Boa Vista faziam este caminho em sentido inverso, e isso desenvolveu o lugar. O Aeroporto de Caracaraí possui a quarta maior pista de pouso da Amazônia Ocidental, com 2.500 metros de extensão, concluída pela Comissão de Aeroportos da Amazônia. A navegabilidade de Caracaraí a Manaus pelo baixo rio Branco é maior do que em outros pontos a Norte (ainda que grandes embarcações tenham dificuldades durante as fortes secas). As duas maiores e principais estradas federais de Roraima (BR-174 e BR-210 - "Perimetral Norte&…

IPUIUNA / MG - CAPITAL NACIONAL DA BATATA

BEM VINDO A CIDADE DE IPUIUNA. A CAPITAL NACIONAL DA BATATA foto - Thymonthy Becker Comunicação IPUIÚNA TEM 9.521 HABITANTES - IBGE 2010 - QUEM NASCE EM IPUIÚNA EH: IPUIUNENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 12 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.953 ORIGEM DO NOME Ipuiuna, palavra de origem indígena, que  significa “olho de águas turvas” ou “olho de águas escuras”, uma referência a nascente do Rio Pardo que está no município. HISTÓRIA Presume-se que os seus primeiros habitantes tenham sido pessoas que já habitavam povoados vizinhos, como Caldas-MG e Santa Rita de Caldas-MG. É sabido que em 20 de janeiro de 1891, José Francisco Lopes e João Bernardes de Souza fizeram doação de 10 alqueires de terras para formação de um povoado que teria o nome de Santa Quitéria e São João Batista. Posteriormente, veio a edificação de uma capela que, na verdade foi o marco inicial do novo povoado a sombra da qual cresceu o novo núcleo. AQUI A MATRIZ DE SANTA QUITÉRIA foto -  Marçal Carboneri IGREJA DE SÃO BENEDITO foto …

DIVINÓPOLIS / MINAS GERAIS - COMO A CIDADE COMEÇOU - CEM ANOS ATRÁS NASCIA A CIDADE QUE SERIA REFERÊNCIA EM QUALIDADE DE VIDA E EDUCAÇÃO, NAS MINAS GERAIS

DIVINÓPOLIS / MINAS GERAIS / BRASIL - 100 ANOS ATRÁS foto - Thymonthy Becker AQUI PODEMOS VER O CENTRO DA CIDADE, COM O SANTUÁRIO, O COLÉGIO DOS PADRES E ABAIXO A PONTE QUE LIGA O CENTRO AO BAIRRO PORTO VELHO. foto - Colombo
NESTA PÁGINA, IREMOS MOSTRAR COMO DIVINÓPOLIS COMEÇOU. ALGUMAS FOTOS SÃO RARAS. E POSSUEM MAIS DE CEM ANOS. ESTE FOI O SEGUNDO LOCAL ONDE FUNCIONOU A CÂMARA MUNICIPAL. AQUI NA RUA SÃO PAULO. foto - ?
AQUI  ANTIGA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA. HOJE EH O HOTEL DAS VOVÓS. foto - ?
ESTA EH A RUA SÃO PAULO. REPARE QUE OS POSTES DE LUZ FICAVAM NO MEIO DA RUA. foto - ?
AQUI A MESMA RUA SÃO PAULO, ENTRE ANTÔNIO OLÍMPIO DE MORAIS (ANTIGA AVENIDA DA INDEPENDÊNCIA) E AVENIDA VINTE E HUM DE ABRIL. foto - ?
ESTE VÍDEO FOI FEITO QUANDO DIVINÓPOLIS TINHA 20.000 HABITANTES, HOJE TEM 225.000. QUANDO DA INAUGURAÇÃO DA PONTE CENTRO/PORTO VELHO.
AQUI A AVENIDA PRIMEIRO DE JUNHO ESQUINA COM RUA SÃO PAULO. REPARE AS BOMBAS DO POSTO DE COMBUSTÍVEL. foto - ?
O PRIMEIRO PRÉDIO DA CIDADE. EDIFÍCIO HERCÍLIO. …

ABADIA DOS DOURADOS / CIDADE ONDE SE ENCONTRA ENTERRADO O BAU DE TIRADENTES

BOM DIA. BEM VINDO A ABADIA DOS DOURADOS. UMA CIDADE HOSPITALEIRA, DE UM POVO ACOLHEDOR, VÁRIOS PONTOS TURÍSTICOS ECOLÓGICOS E RELIGIOSO, COMIDA MINEIRA DE PRIMEIRA QUALIDADE. E COM UMA HISTÓRIA QUE FALE A PENA VOCÊ CONHECER. copyrigth "Léo/MPB/Gustavo"
Abadia dos Dourados tem uma população de 6.704 habitantes. (IBGE 2010) Sendo 3.586 do sexo masculino e 3.118 do sexo feminino. QUEM NASCE EM ABADIA DOS DOURADOS É:  ABADIENSE ABADIA DOS DOURADOS FAZ ANIVERSÁRIO EM 27 DE DEZEMBRO. FOI FUNDADA EM 1948. HISTÓRICO IMPORTANTE DE ABADIA QUE MERECE INVESTIGAÇÃO: Segundo o Sr. Laerte Esteves dos Santos, bisneto do fundador da cidade, Manoel Esteves dos Santos, o seu bisavô era amigo íntimo de Tiradentes e veio foragido de Sao Joao Del Rei para Abadia dos Dourados e com ele trouxe inumeras CARTAS  DE TIRADENTES. Estas cartas estavam em um bau de metal que foi enterrado por volta do ano de 1965, pela avó do sr Laerte, em um local próximo a cidade. Esteveram no local, juntamente com o sr…

ENTRE RIOS DE MINAS / MINAS GERAIS - "BERÇO DO CAVALO CAMPOLINA", TEM RUAS CALMAS, BELOS CASARÕES, CACHOEIRAS E MUITA BELEZA NA SERRA DO GAMBÁ

LINHA DO TEMPO DE "ENTRE RIOS DE MINAS" / MINAS GERAIS / BRASIL A CIDADE A economia é baseada na agropecuária, sendo grande produtora de leite, milho e de uma cachaça artesanal muito famosa na região. O município é conhecido como berço do Cavalo Campolina e local aonde nasceu Santa Manoelina dos Coqueiros. A atmosfera aconchegante de Entre Rios é proporcionada pelas ruas calmas com casarões conservados, além das lindas arquiteturas da Igreja Matriz de Nossa Senhora das Brotas que tem influências neogóticas, datada de 1928, e do belo prédio do Hospital Cassiano Campolina, construído em 1910.
O TURISMO O município possui belezas naturais como cachoeiras e serras, e é um lugar propício para a prática de esportes ao ar livre como escalada, voô livre, mountain bike, trekking entre outros. Dentre os monumentos naturais destacam-se as cachoeiras do Gordo (18 km. da cidade), dos Faleiros (10 km. da cidade), Coqueiros (12 km. da cidade), do Diniz (12 km. da cidade), da mata (17 km. da c…

ITU / SÃO PAULO - SEMPRE DE BRAÇOS ABERTOS PARA RECEBER QUEM QUER SE DIVERTIR, PASSEAR, APRECIAR UMA BOA COMIDA OU APENAS DESCANSAR. QUEM GOSTA DE TURISMO, PRECISA CONHECER ITU. E NÃO EH EXAGERO

LINHA DO TEMPO DE "ITU" / SÃO PAULO / BRASIL  Graças ao saudoso comediante Francisco Flaviano de Almeida, o Simplício, artista conhecido em todo o Brasil, Itu ficou conhecida como a terra dos exageros. Em um programa de televisão, nos idos dos anos de 1960, Simplício, durante suas piadas, criou o mito de que em Itu tudo era grande. A partir disso, os turistas voltaram seus olhos para a cidade que, por sua vez, começou a comercializar objetos em tamanho gigante e colocou em sua praça central um telefone público enorme e um semáforo de proporções ampliadas.  Essa bem humorada brincadeira ainda é o maior chamariz de visitantes para Itu, mas, ao chegarem, os turistas descobrem que as opções vão muito além da divertida lenda dos gigantismos.  Com uma infinidade de atrativos, o município está entre as 67 estâncias turísticas de São Paulo, sendo considerado um dos destinos obrigatórios para quem viaja pelo Estado. Com mais 400 anos, Itu reúne em seu território atrações de cunho histór…

BRASILÉIA / ACRE - Rica em Biodiversidade, Singular em seus múltiplos aspectos, realista a respeito dos óbices que se antepõem, mas acreditando na persistência e trabalho de um povo singular

LINHA DO TEMPO DE "BRASILÉIA" ACRE / BRASIL  População estimada 2016 (1) - 24.311  Área da unidade territorial 2015 (km²) - 3.916,502  Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 5,46  Código do Município 1200104  Gentílico - Brasileense  Gentílico: brasileense  HISTÓRICO  Brasília, como era chamada Brasiléia, foi fundada nas terras dos índios Catianas e Maitenecas, no Seringal Carmem, quando o Acre já era território do Brasil.  Foi criada por homens da classe dominante da sociedade acreana da época, seringalistas e autoridades constituídas, que habitavam no Alto Acre, vinculados à exportação de borracha para Belém e Manaus.  No Seringal Carmem foi escolhida uma área para instalação da justiça do 3º Termo Judiciário da Comarca de Xapuri e do Juiz Fulgêncio de Paiva, que já havia sido expulso das terras do Seringal Nazaré. Eram os primeiros passos da fundação de Brasília, que contou com a participação de brasileiros como João Cordeiro Barbosa, José Antônio de Almeida, Olegário de A…

SENADOR GUIOMARD / ACRE - Cercada de histórias e culturas que herdaram na consolidação da cidade, reunindo etnias e tradições diversas, mantém acesa a centelha formadora do desenvolvimento

LINHA DO TEMPO DE "SENADOR GUIOMARD" / ACRE / BRASIL foto - ? População estimada 2016 (1) - 21.369 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 2.321,454  Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 8,69  Código do Município 1200450  Gentílico - guiomaense 
ORIGEM DO NOME
O nome da cidade, Senador Guiomard, eh uma homenagem ao seu fundador. Porém, grande parte da população continua usando o antigo nome da cidade, Quinari, que eh de origem indígena, por não concordar com a mudança do nome da cidade. Gentílico: guiomaense  HISTÓRICO A história de Senador Guiomard começa em 1930, com formação da colocação Quinarizinho, durante o auge do extrativismo.  Foram 32 famílias oriundas do Nordeste do país que iniciaram o povoamento daquela região, tendo sido aberta a estrada até Rio Branco em 1947. Foi elevado à categoria de vila em 1956, sendo seu primeiro subprefeito nomeado em 1957, passando então a se chamar Vila Grande Quinari.  Seu nome, segundo os moradores mais antigos, está associado à uma árvore …

RORAINÓPOLIS / RORAIMA - Com inúmeras praias, corredeiras, arquipélago de rara beleza com viveiro de tartarugas, um verdadeiro paraíso ecológico no Sul do estado

LINHA DO TEMPO DE "RORAINÓPOLIS" / RORAIMA / BRASIL População estimada 2016 (1) - 27.756  Área da unidade territorial 2015 (km²) - 33.596,525  Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 0,72  Código do Município 1400472  Gentílico - Rorainopolitano  HISTÓRICO A cidade foi criada com a instalação de uma sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), às margens da BR-174, a mais importante do Estado, isso na década de 1970. O INCRA implantou um programa para distribuir terras, isso atraiu pessoas de todo o Brasil.  Foi elevado à condição de município em 17 de outubro de 1995.  Avenida Ayrton Senna, principal avenida de Rorainópolis, Roraima foto - Tiago Orihuela A região central de Rorainópolis, Roraima foto - Tiago Orihuela Datas festivas e históricas  Festival de verão – 01 e 02 de janeiro  A festa junina eh uma tradição na cidade de Rorainópolis, Roraima foto - ? Igreja de Nossa Senhora da Assunção Dia da Padroeira Nossa Senhora da Assunção - 05 de agosto - A cidade faz um…

PIRAPORA / PORTAL DO RIO SÃO FRANCISCO

BEM VINDO A CIDADE DE PIRAPORA. A CIDADE PROGRESSO
imagem - Jadir F.
PIRAPORA TEM 53.368 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM PIRAPORA EH: PIRAPORENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 01 DE JUNHO E FOI EMANCIPADA EM 1.912
ORIGEM DO NOME
O topônimo de origem tupi significa “salto de peixe” ou “onde o peixe salta” - pira (peixe) e poré (salto).
HISTÓRIA

O São Francisco foi, durante o ciclo da mineração, importante meio de transporte para o abastecimento da região das minas. As mercadorias saíam da Bahia subindo o rio e, quando terminava o trecho navegável, seguiam por terra até os centros mineradores. A cidade nasceu justamente no ponto da baldeação, na margem direita do rio, a jusante da cachoeira de Pirapora. Parte da tribo dos índios Cariris, em época remota, teria subido o Rio São Francisco. Movida pelo temor à aproximação dos brancos pelo litoral brasileiro e acossada pelas tribos vizinhas. Aportando na área hoje compreendida pelo município de Pirapora, fixaram-se defronte à corredeira, esta…