Pular para o conteúdo principal

BRAGANÇA / PARÁ - A cidade respira Fé, Tradição e Cultura, nas belezas de suas praias, manguezais, rios, igarapés e ilhas




LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "BRAGANÇA" / PARÁ / BRASIL 
Bragança, localizada na região nordeste do Pará, a 210 quilômetros de Belém, capital do Estado, é um dos municípios mais procurados pelos turistas ao longo do ano, em especial durante as férias escolares.
Lar da Marujada, manifestação cultural que reúne milhares de pessoas no município para festejar São Benedito, Bragança tem praias oceânicas belíssimas, pra quem quiser aproveitar em qualquer época do ano.

A cidade, de origem portuguesa, guarda na sua cultura características religiosas marcantes e também festeja São Sebastião e Nossa Senhora de Nazaré.
Suas fronteiras são estratégicas. Assim, o município oferece o maior número de opções aos turistas: ao Norte está o oceano Atlântico, ao Sul, o município de Santa Luzia do Pará, a Leste os municípios de Augusto Corrêa e Vizeu e a Oeste, Tracuateua.

Na língua tupi, Caeté quer dizer 'mato grande' e, por estar localizada à margem esquerda do rio Caeté, Bragança é carinhosamente chamada de a 'Pérola do Caeté'.
A força da cultura bragantina, o valor da história e da cultura do município, somados às privilegiadas características naturais, colocam Bragança na rota dos turistas neste veraneio, que encontram na bela praia de Ajuruteua um porto seguro para o lazer, a diversão, a tranqüilidade e, claro, sol e areia branca à vontade. Afinal, a praia tem mais de 100 quilômetros de extensão.

Ajuruteua fica a 36 quilômetros e seu acesso é pela PA-458, partindo de Bragança, em um trajeto de 30 minutos de carro.
Outro lugar de beleza inesquecível em Bragança é a ilha de Canela, que abriga um dos maiores ninhais de guarás do mundo. A revoada dos guarás, pássaro típico da Amazônia, é um dos espetáculos mais encantadores proporcionados aos turistas.

Na ilha, que é uma Unidade de Preservação Ambiental, vivem cerca 40 mil espécies de pássaros, entre guarás, garças e maçaricos.
Belos igarapés completam a paisagem bragantina, oferecendo um passeio fluvial pelo rio Caeté, que nasce na localidade de Bonito mas tem sua plenitude em Bragança.

Seu percurso é de 60 quilômetros, desde a nascente até a foz e seus afluentes são os rios Jenipaú-Açu, Água Preta, na margem direita e Cipó-Apara, na margem esquerda, onde também encontramos os igarapés Anauera e do Meio.
No limite entre Bragança e o município de Augusto Corrêa está, ainda, o rio Arapucu.

O rio Tracuateua, cujo afluente é o igarapé Açaiteua, limita Bragança a oeste com os municípios de Primavera e Capanema.
Se ainda houver pique, não deixe de visitar a praia Campo do Meio, que oferece infraestrutura de bares, restaurantes e lanchonetes, além de ambiente próprio para quem gosta de agitar. As praias do Farol Velho e do Pilão também são muito atraentes e devem ser visitadas, assim como a Vila dos Pescadores.

AQUI O RIO CAETÉ QUE BANHA A CIDADE
imagem - Lúcio Coutinho
População estimada 2016 (1) - 122.881
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 2.091,930
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 54,13
Código do Município 1501709
Gentílico - bragantino
ORIGEM DO NOME
De origem portuguesa, o topônimo, segundo Xavier Fernandes, deriva-se Brigância e, segundo outros, de beneguerença.
Outros creem ser uma homenagem a cidade de Bragança em Portugal.
Gentílico: bragantino
HISTÓRICO
Bragança, inicialmente habitada pelos índios apotiangas da nação dos tupinambás, está localizada à margem esquerda do rio Caeté, razão pela qual é chamada de “Pérola do Caeté”. É uma das cidades mais antigas do Estado do Pará, com quase quatro séculos de história.
Há controvérsia em referência aos primeiros visitantes dessa cidade. Há registro informando que seus primeiros visitantes foram os franceses, em 1613, com a expedição do Senhor de La Ravardière.
Porém, na Enciclopédia dos Municípios Brasileiros consta que “decerto foram os franceses os primeiros europeus que, em explorações marítimas, investigaram os meandros da costa paraense, entre o rio Gurupi e a cidade de Belém.”
No território do município de Bragança, entretanto, não figura fundação alguma, pelo menos com segurança, que lhe possa dar qualquer menção de antecedência.
O município bragantino fazia parte da capitania do Gurupi. Esse local foi doado por Felipe III, de Espanha, para Gaspar de Souza, Governador-Geral do Brasil, através de carta de 9 de fevereiro de 1622.
Em 1633, Francisco Coelho de Carvalho deu ao seu filho Feliciano Coelho de Carvalho a mesma capitania. Doação essa que foi reprovada pela coroa espanhola, em virtude da reclamação de Álvaro de Souza, filho de Gaspar de Souza, à Corte de Madri. Álvaro de Sousa procurou desenvolver e impulsionar a sua capitania, fundando o povoado, à margem direita do rio Caeté.
Ao governador e capitão general do Grão-Pará, Francisco Xavier de Mendonça Furtado, deve o município atual a sua criação, cuja sede ficou desde 1753 com a denominação de Bragança.
Os prédios históricos instalados nas ruas do município de Bragança, tais como a Igreja de São Benedito, do século XVIII, a catedral de Nossa Senhora do Rosário, construída na segunda metade do século XIX, o Instituto de Santa Teresinha, entre outros, traduzem parte da sua história marcada pela colonização portuguesa.
AQUI A PRAÇA DAS BANDEIRAS
imagem - Gi Morais
CONHEÇA UM POUCO MAIS DESTA BELÍSSIMA CIDADE
imagem -  Wikipédia
imagem - ?
imagem - ?
imagem - Gi Morais
imagem - Niani
O CORETO
imagem - ?
imagem - Madson de Oliveira
imagem - Niani
imagem - Eloi Raiol
imagem - Eloi Raiol
MARUJADA
A Marujada surgiu em Bragança no final do século XVIII, quando 14 escravos negros receberam o consentimento de seus senhores para a organização da Irmandade de São Benedito, o Santo Preto, como é chamado por seus devotos. Os negros foram dançar pelas ruas da cidade em agradecimento pela conquista.
Por mais de dois séculos, de 18 a 26 de dezembro, o povo bragantino festeja ao ritmo do retumbão, xote, roda, valsa e mazurca. Os instrumentos musicais usados pelo tradicional grupo regional são tambores, cuíca, pandeiros, rabeca, viola, cavaquinho e violino.
PRAIA
imagem - ?
ORLA DA PRAIA
imagem - ?
imagem - ?
CAIAS
imagem - Ricardo Lund
imagem - Elder Figueira
imagem - ?
imagem - Jamerson Viana
imagem - Carlos Santos
imagem - ?
VEJA A BELEZA HISTÓRICA DA CIDADE
imagem - ?
 imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
BANCO DO BRASIL
Prédio moderno, construído com arquitetura dos casarões históricos.
imagem - Eloi Raiol
imagem - ?
IGREJA DE SÃO BENEDITO
Construída pelos jesuítas, apresenta peças barrocas no seu interior. Possui apenas uma torre com a sacristia do mesmo lado. Sua fachada é pintada de branco, tendo elementos em alto relevo.
A igreja situa-se às margens do rio Caeté e é cenário de uma das maiores festas religiosas do município de Bragança: a Festividade de São Benedito, que acontece no período de 18 a 26 de Dezembro.
imagem - Niani
CATEDRAL NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO
Construída em 1854 pelos escravos e inaugurada em 1876, sendo com isso o segundo templo da cidade de Bragança. Abriga o túmulo de Dom Eliseu Maria Corolli.
A Vila de Bragança se expandia de tal maneira que a igreja matriz ficou na periferia. Este fato e a constatação de que a praça em frente à matriz se tornara pequena para os festejos da padroeira, levaram os diretores da irmandade de N. Srª do Rosário a entrarem em negociação com os diretores da Irmandade de São Benedito, que estavam construindo uma igreja num local mais amplo e espaçoso, propondo-lhes fazer a permuta, o que se efetivou em 1872
imagem - Niani
INSTITUTO SANTA TERESINHA
imagem - Eloi Raiol
imagem - Breno Peck
MERCADO MUNICIPAL
imagem - ?
SEDE DO PODER EXECUTIVO - PREFEITURA -
imagem - Niani
CASA DAS TREZE JANELAS
imagem - Madson Oliveira
HOSPITAL SANTO ANTÔNIO
Foi construído no ano de 1954 e fundado por Dom Eliseu Maria Corolli em terreno doado pelo Sr. Aluísio Ferreira, com contribuição financeira do Governo Federal. Inicialmente funcionou como maternidade, denominada Nossa Senhora da Divina Providência. Atualmente funciona como hospital, sendo um dos maiores de Bragança.
imagem - Gi Morais
imagem - Niani
imagem - ?
PALACETE EPISCOPAL
imagem - ?
imagem - Niani
imagem - ?
PORTO DO MIRANTE SÃO BENEDITO
imagem - Carlos Fernando macedo
ESCADARIA DO MIRANTE SÃO BENEDITO
imagem - Carlos Fernando Macedo
imagem - Carlos Fernando Macedo
Hotel em Bragança, Pará
imagem - ?
imagem - Niani
imagem - ?
imagem - Niani
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE BRAGANÇA, PARÁ
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE BRAGANÇA, PARÁ

VALEU PELA VISITA


fonte / fotos = IBGE / Thymonthy Becker / Wikipédia / Portal do Governo / Divulgação / guidoturismobrasil.com / 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ITABIRA / MG - MURIAÉ / MG - SANTA LUZIA / MG - PEDRO AFONSO / TO - OURO PRETO / MG

IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO EM ITABIRA / MG
foto - Roberta Soriano
MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE, INTERIOR E LATERAL EM ITABIRA / MG
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
CAPELA DE SÃO E NO CONTEXTO DA PRAÇA NA SERRA DOS ALVES EM ITABIRA / MG
foto - Barbosa
foto - Emerson Silva
CAPELA DO BOM JESUS NO MORRO REDONDO EM ITABIRA / MG
foto - Roneijober Andrade
MATRIZ DE SÃO PAULO EM MURIAÉ / MG
foto - Afrânio Bastos
CAPELA DE SÃO JOSÉ EM MURIAÉ / MG
foto - SG Trangel
IGREJA DA BARRA EM MURIAÉ / MG
foto - Tony Borrach
IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO EM MURIAÉ / MG
foto - Afrânio Bastos
IGREJA DE NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS EM MURIAÉ / MG
foto - SG Trangel
CAPELA DO BONFIM EM SANTA LUZIA / MG
foto - Antonor
CAPELA DE NOSSA SENHORA DAS DORES EM SANTA LUZIA / MG
foto - Gui Torres
IGREJA DE SANTA EFIGÊNIA EM OURO PRETO / MG
foto - Gui Torres
MATRIZ DE SANTA LUSIA, SEU INTERIOR E NO CONTEXTO DA RUA EM SANTA LUZIA / MG
foto - Antonor
foto - Gu…

DIVINÓPOLIS / MINAS GERAIS - COMO A CIDADE COMEÇOU - CEM ANOS ATRÁS NASCIA A CIDADE QUE SERIA REFERÊNCIA EM QUALIDADE DE VIDA E EDUCAÇÃO, NAS MINAS GERAIS

DIVINÓPOLIS / MINAS GERAIS / BRASIL - 100 ANOS ATRÁS foto - Thymonthy Becker AQUI PODEMOS VER O CENTRO DA CIDADE, COM O SANTUÁRIO, O COLÉGIO DOS PADRES E ABAIXO A PONTE QUE LIGA O CENTRO AO BAIRRO PORTO VELHO. foto - Colombo
NESTA PÁGINA, IREMOS MOSTRAR COMO DIVINÓPOLIS COMEÇOU. ALGUMAS FOTOS SÃO RARAS. E POSSUEM MAIS DE CEM ANOS. ESTE FOI O SEGUNDO LOCAL ONDE FUNCIONOU A CÂMARA MUNICIPAL. AQUI NA RUA SÃO PAULO. foto - ?
AQUI  ANTIGA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA. HOJE EH O HOTEL DAS VOVÓS. foto - ?
ESTA EH A RUA SÃO PAULO. REPARE QUE OS POSTES DE LUZ FICAVAM NO MEIO DA RUA. foto - ?
AQUI A MESMA RUA SÃO PAULO, ENTRE ANTÔNIO OLÍMPIO DE MORAIS (ANTIGA AVENIDA DA INDEPENDÊNCIA) E AVENIDA VINTE E HUM DE ABRIL. foto - ?
ESTE VÍDEO FOI FEITO QUANDO DIVINÓPOLIS TINHA 20.000 HABITANTES, HOJE TEM 225.000. QUANDO DA INAUGURAÇÃO DA PONTE CENTRO/PORTO VELHO.
AQUI A AVENIDA PRIMEIRO DE JUNHO ESQUINA COM RUA SÃO PAULO. REPARE AS BOMBAS DO POSTO DE COMBUSTÍVEL. foto - ?
O PRIMEIRO PRÉDIO DA CIDADE. EDIFÍCIO HERCÍLIO. …

CARACARAÍ / RORAIMA - A "Cidade Porto" tem Corredeiras, Hotel de Selva, Estação Ecológica, Parques Ambientais e grande Potencial Agrícola

LINHA DO TEMPO DE "CARACARAÍ" / RORAIMA / BRASIL Caracaraí é conhecida como “Cidade-Porto” por ter o maior movimento fluvial do estado de Roraima. A cidade nasceu como um local de embarque de gado para a capital amazonense. Os animais desciam até a boca da estrada, onde se iniciam as Corredeiras do Bem-Querer. Ali eram desembarcados e tangidos até um curral no porto municipal, onde eram embarcados para Manaus. As mercadorias vindas de Manaus, que tem como destino Boa Vista faziam este caminho em sentido inverso, e isso desenvolveu o lugar. O Aeroporto de Caracaraí possui a quarta maior pista de pouso da Amazônia Ocidental, com 2.500 metros de extensão, concluída pela Comissão de Aeroportos da Amazônia. A navegabilidade de Caracaraí a Manaus pelo baixo rio Branco é maior do que em outros pontos a Norte (ainda que grandes embarcações tenham dificuldades durante as fortes secas). As duas maiores e principais estradas federais de Roraima (BR-174 e BR-210 - "Perimetral Norte&…

ENTRE RIOS DE MINAS / MINAS GERAIS - "BERÇO DO CAVALO CAMPOLINA", TEM RUAS CALMAS, BELOS CASARÕES, CACHOEIRAS E MUITA BELEZA NA SERRA DO GAMBÁ

LINHA DO TEMPO DE "ENTRE RIOS DE MINAS" / MINAS GERAIS / BRASIL A CIDADE A economia é baseada na agropecuária, sendo grande produtora de leite, milho e de uma cachaça artesanal muito famosa na região. O município é conhecido como berço do Cavalo Campolina e local aonde nasceu Santa Manoelina dos Coqueiros. A atmosfera aconchegante de Entre Rios é proporcionada pelas ruas calmas com casarões conservados, além das lindas arquiteturas da Igreja Matriz de Nossa Senhora das Brotas que tem influências neogóticas, datada de 1928, e do belo prédio do Hospital Cassiano Campolina, construído em 1910.
O TURISMO O município possui belezas naturais como cachoeiras e serras, e é um lugar propício para a prática de esportes ao ar livre como escalada, voô livre, mountain bike, trekking entre outros. Dentre os monumentos naturais destacam-se as cachoeiras do Gordo (18 km. da cidade), dos Faleiros (10 km. da cidade), Coqueiros (12 km. da cidade), do Diniz (12 km. da cidade), da mata (17 km. da c…

BRASILÂNDIA DE MINAS

BEM VINDO A BRASILÂNDIA DE MINAS / CIDADE DAS TERRAS FÉRTEIS. copyrigth "Dimas Justo"
BRASILÂNDIA TEM 14.226 HABITANTES ( IBGE  2010 ) QUEM NASCE EM BRASILÂNDIA DE MINAS É: BRASILANDENSE O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,745 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU BRASILÂNDIA DE MINAS TEM SOMENTE 15 ANOS. FOI EMANCIPADA EM 1995 E SEU ANIVERSÁRIO É NO DIA 22 DE MAIO ESTIVE EM BRASILÂNDIA UMA ÚNICA VEZ. CHEGUEI POR VOLTA DAS 8 HORAS E DEIXEI A CIDADE POR VOLTA DAS 17 HORAS. UMA VISITA RÁPIDA, A TRABALHO, MAS O SUFICIENTE PARA DAR UM GIRO PELA CIDADE E CONHECÊ-LA UM POUCO. TERRA DE GENTE MUITO BOA.
ALGUNS DADOS INTERESSANTES SOBRE BRASILÂNDIA DE MINAS:
FROTA DE VEÍCULOS (IBGE) AUTOMÓVEL                 - 1.060 CAMINHÃO                   -  197 CAMINHÃO TRATOR   -  15 CAMINHONETE             - 273 MICRO-ÔNIBUS            -  7 MOTOCICLETA              - 1.017 MOTONETA                    - 1 ÔNIBUS                           - 74 TRATOR DE RODAS       - -0-
AQUI, UM PASSEIO PELA CIDADE copyrigth "Dima…

SÃO JOAQUIM DE BICAS

ESTA EH A CIDADE DE SÃO JOAQUIM DAS BICAS. CERCADA POR UMA PAISAGEM EXUBERANTE. TERRA NATAL DO MESTRE PEDRO AMARAL BAMBIRRA imagem - Mavalwie QUEM NASCE EM SÃO JOAQUIM DAS BICAS EH SANJOAQUIMBIQUENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 21 DE DEZEMBRO FOI FUNDADA EM 1995 SÃO JOAQUIM DE BICAS TEM  25.537 HABITANTES - IBGE 2010 - ORIGEM DO NOME Uma imagem de São Joaquim foi esculpida em madeira e colocada no topo do altar de uma capelinha que haviam construída para rezarem ao entardecer, marcando a fé e a religiosidade do povo do nosso município. A imagem de São Joaquim e a vegetação deram o primeiro nome ao arraial: São Joaquim do Campo Verde. Com o passar dos anos, o lugar passou a ser chamado de São Joaquim de Bicas, porque a busca de minerais no leito do Rio Paraopeba englobava a dragagem dos cascalhos que depois eram lavados com jatos de água (bicas). HISTÓRIA A religião foi um fato marcante na história do arraial. Os primeiros moradores construíram uma capelinha para a realização de novenas e oraçõ…

ITU / SÃO PAULO - SEMPRE DE BRAÇOS ABERTOS PARA RECEBER QUEM QUER SE DIVERTIR, PASSEAR, APRECIAR UMA BOA COMIDA OU APENAS DESCANSAR. QUEM GOSTA DE TURISMO, PRECISA CONHECER ITU. E NÃO EH EXAGERO

LINHA DO TEMPO DE "ITU" / SÃO PAULO / BRASIL  Graças ao saudoso comediante Francisco Flaviano de Almeida, o Simplício, artista conhecido em todo o Brasil, Itu ficou conhecida como a terra dos exageros. Em um programa de televisão, nos idos dos anos de 1960, Simplício, durante suas piadas, criou o mito de que em Itu tudo era grande. A partir disso, os turistas voltaram seus olhos para a cidade que, por sua vez, começou a comercializar objetos em tamanho gigante e colocou em sua praça central um telefone público enorme e um semáforo de proporções ampliadas.  Essa bem humorada brincadeira ainda é o maior chamariz de visitantes para Itu, mas, ao chegarem, os turistas descobrem que as opções vão muito além da divertida lenda dos gigantismos.  Com uma infinidade de atrativos, o município está entre as 67 estâncias turísticas de São Paulo, sendo considerado um dos destinos obrigatórios para quem viaja pelo Estado. Com mais 400 anos, Itu reúne em seu território atrações de cunho histór…

CONTAGEM / POLO COMERCIAL

BOM DIA. BEM VINDO A CONTAGEM. CIDADE PROGRESSO
copyrigth "Altemiro Olinto cris"
CONTAGEM TEM 603.048 HABITANTES (IBGE 2010) QUEM NASCE EM CONTAGEM É: CONTAGENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,794 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. Na época do Brasil-colônia, a Coroa portuguesa mantinha o controle sobre os territórios ocupados através de postos avançados chamados “postos de registro”. Tais postos fiscalizavam e registravam todo o movimento de pessoas e mercadorias, cargas e tropas. Ali, os viajantes, mercadores de escravos e tropeiros eram obrigados a parar e, enquanto as mercadorias eram registradas. CONTAVAM-SE TUDO. INCLUSIVE E PRINCIPALMENTE, AS BARRAS DE OURO, QUE IAM PARA O RIO DE JANEIRO. DAÍ O NOME "CONTAGEM."
No início do século XVII, nas terras da sesmaria do capitão João de Sousa Souto Maior, um terreno conhecido como Sítio das Abóboras, foi instalado um desses postos de fiscalização. Em 1715, Dom Brás Baltasar refere-se a este posto ao escrever …

SANTA BÁRBARA DO MONTE VERDE

BEM VINDO A CIDADE DE SANTA BÁRBARA DO MONTE VERDE. CAPRICHOSAMENTE ENCRAVADA ENTRE MONTANHAS. AQUI O TREVO DE ACESSO. JÁ CHEGANDO NA CIDADE. foto - Thymonthy Becker QUEM NASCE EM SANTA BÁRBARA DO MONTE VERDE EH: BARBARENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM: 04 DE DEZEMBRO E FOI FUNDADA EM 1.995 O MUNICÍPIO TEM 2.788 HABITANTES (IBGE 2010) HISTÓRIA SANTA BÁRBARA DO MONTE VERDE, FUNDADA EM 1823, COMO CONSTA EM DOCUMENTOS, FOI ELEVADO A DISTRITO DE BARBACENA EM 1841, COM O NOME DE ARRAIAL DE SANTA BÁRBARA DO MONTE VERDE.  EM 4 DE JULHO DE 1857 DESMEMBROU-SE DE BARBACENA E ELEVOU A DISTRITO DE RIO PRETO, CONTINUANDO PERTENCENDO AO MESMO ATÉ SUA EMANCIPAÇÃO QUE SE DEU EM 21 DE DEZEMBRO DE 1995. EM 1886, O BARÃO DE SANTA BÁRBARA, JOÃO EVANGELISTA DE ALMEIDA RAMOS, CONSTRUIU A IGREJA MATRIZ DE SANTA BÁRBARA, UM DOS MAIS BELOS CARTÕES POSTAIS DO MUNICIPIO, LOCALIZADO NA PRAÇA BARÃO DE SANTA BÁRBARA, QUE LEVA O NOME DO BARÃO.  O BARÃO DE SANTA BÁRBARA FIXOU RESIDÊNCIA NO VALE DO PIRAPITINGA DISTRITO DE SANTA…

RORAINÓPOLIS / RORAIMA - Com inúmeras praias, corredeiras, arquipélago de rara beleza com viveiro de tartarugas, um verdadeiro paraíso ecológico no Sul do estado

LINHA DO TEMPO DE "RORAINÓPOLIS" / RORAIMA / BRASIL População estimada 2016 (1) - 27.756  Área da unidade territorial 2015 (km²) - 33.596,525  Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 0,72  Código do Município 1400472  Gentílico - Rorainopolitano  HISTÓRICO A cidade foi criada com a instalação de uma sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), às margens da BR-174, a mais importante do Estado, isso na década de 1970. O INCRA implantou um programa para distribuir terras, isso atraiu pessoas de todo o Brasil.  Foi elevado à condição de município em 17 de outubro de 1995.  Avenida Ayrton Senna, principal avenida de Rorainópolis, Roraima foto - Tiago Orihuela A região central de Rorainópolis, Roraima foto - Tiago Orihuela Datas festivas e históricas  Festival de verão – 01 e 02 de janeiro  A festa junina eh uma tradição na cidade de Rorainópolis, Roraima foto - ? Igreja de Nossa Senhora da Assunção Dia da Padroeira Nossa Senhora da Assunção - 05 de agosto - A cidade faz um…