Pular para o conteúdo principal

CAMBARÁ DO SUL / RIO GRANDE DO SUL - Uma pequena cidade com grandes cânions e pontos de ecoturismo com pousadas, clima de montanha e belas paisagens




LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "CAMBARÁ DO SUL" / RIO GRANDE DO SUL / BRASIL
foto - Angelo Ronchi

A CIDADE
Cambará do Sul é conhecida também como a "terra dos cânions" e "capital do mel". A pequena Cambará do Sul é campeã no ranking de baixas temperaturas, sendo que o seu inverno está sempre entre os lugares mais frios do Brasil.
Como um típico município do interior conserva hábitos antigos, como a reunião familiar e de amigos na cozinha, ao redor do fogão à lenha. Nas épocas frias, o pinhão na chapa é o tira gosto do gaúcho serrano.
foto - Angelo Ronchi

Localiza-se a 185 quilômetros de Porto Alegre, a uma altitude de 1.031 m. 

foto - Angelo Ronchi
População estimada 2016 (1) - 6.687
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 1.208,647
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 5,41
Código do Município 4303608
Gentílico - cambaraense
ORIGEM DO NOME
A palavra Cambará em tupi-guarani significa "Folha de Casca Rugosa". É uma árvore preciosa por sua beleza ornamental, madeira de muito cerne e folhas medicinais.
Gentílico: cambaraense
HISTÓRICO
Cambará do Sul
Rio Grande do Sul - RS
Histórico
A região foi povoada a partir da doação de 20 hectares de terra à Igreja, por Dona Úrsula Maria da Conceição, em 17 de abril de 1864, como pagamento de uma promessa ao padroeiro São José. 
foto - Angelo Ronchi
O CLIMA
Seu clima é influenciado pela sua altitude de cerca de 1050m, pelas massas polares oceânicas que atuam na escarpa da Serra Geral onde a mesma está localizada, Pela Corrente das Malvinas, criando um clima muito parecido com o de Londres, frio no inverno, fresco ou morno no verão, e úmido o ano inteiro, e alta pluviosidade garante muitos dias nublados. O fenômeno da neve ocorre anualmente no inverno, porém com frequência menos elevada em relação às cidades mais interioranas do Planalto Norte Rio Grandense ou Campos de Cima da Serra como Vacaria e Bom Jesus. A proximidade da beira do Planalto Meridional com a Planície Litorânea impede que as temperaturas subam muito no verão e a altitude e a Vegetação impedem que as temperaturas mínimas fiquem altas demais nos meses mais quentes.
foto - Angelo Ronchi
CONHEÇA UM POUCO MAIS DE CAMBARÁ DO SUL
foto - Angelo Ronchi
foto - Angelo Ronchi
CENTRO DE APOIO AO TURISTA
foto - Angelo Ronchi
foto - Angelo Ronchi
foto - Angelo Ronchi
foto - Angelo Ronchi
foto - Angelo Ronchi
foto - Angelo Ronchi
MATRIZ DE SÃO JOSÉ
foto - Angelo Ronchi

foto - Angelo Ronchi

SAÍDA PARA ITAIMBEZINHO

foto - Angelo Ronchi



foto - De mochila e caneca
MONUMENTO A APICULTURA
foto - Angelo Ronchi
TURISMO
Em Cambará do Sul estão as sedes do Parque Nacional de Aparados da Serra e do Parque Nacional da Serra Geral, onde estão localizados, dentre vários outros, os conhecidos cânions do Itaimbezinho, Fortaleza, Churriado e Malacara.
ENTRADA PARA O PARQUE NACIONAL DE APARADOS DA SERRA
O Parque Nacional de Aparados da Serra em parte também está localizado no município de Praia Grande, no estado de Santa Catarina, banhado pelo rio do Boi, onde detêm de inúmeras cachoeiras, tais como, Leite de Moça e Braço Forte, onde são as principais.
O município hoje é um ponto de ecoturismo que vem sendo organizado, com diversas pousadas, belas paisagens rurais e clima de montanha, registrando recordes de baixas temperaturas durante o inverno, algumas vezes acompanhadas de neve.
Não dá para ficar indiferente diante dessa incrível muralha verde de 7,5 km de extensão, 900 m de profundidade e 1 500 m de largura. O ponto mais fácil para ver o Cânion da Fortaleza, no Parque Nacional da Serra Geral é do mirante - acesso por caminhada de 50 minutos a partir do estacionamento.
Em dias de pouca nebulosidade é possível avistar, bem ao longe, os prédios de Torres, no litoral gaúcho, e a Lagoa do Sombrio, em Santa Catarina. O passeio pode ser combinado com a trilha que leva à Pedra do Segredo e passa pela Cachoeira do Tigre Preto, com trechos de travessia de rio e algumas subidas pedregosas.
Este é o lar dos belos cânions Itaimbezinho e Fortaleza. Ambos têm belezas distintas: o Itaimbezinho é menor, mas impressiona pela densa vegetação que cobre seus paredões, enquanto o Fortaleza prende a atenção por sua profundidade e extensão. Se o dia amanhece com neblina, a paisagem dos dois pode ficar encoberta, mas as nuvens indo e voltando dão a impressão de se estar no céu (os guias podem indicar os melhores horários para passeios). Cambará também tem a Cachoeira dos Venâncios, sequência de quatro quedas-d'água, e o Lajeado da Margarida, ótimo para um banho no Rio Camisas.
Chegar às melhores atrações da região requer um pouco de paciência, especialmente no caso do Cânion da Fortaleza, pois a estrada que leva até ele tem os 14 km finais pedregosos (os outros 9 km são asfaltados). Quem se dirige ao Cânion do Itaimbezinho encontra uma estrada de terra em estado um pouco melhor - em dias de chuva, informe-se na cidade sobre as condições das vias. Os passeios na parte de baixo dos paredões, feitos por trilhas entre as fendas, partem de Praia Grande (SC), município vizinho. Se for dirigir até lá, tome cuidado na Serra do Faxinal, que liga as duas cidades - a estrada está precária.
O QUE FAZER
Parque Nacional de Aparados da Serra - Aqui, fica o Cânion do Itaimbezinho, o mais belo da região. As duas trilhas até ele partem do Centro de Visitantes e podem ser feitas sem guia. O trajeto mais popular é a trilha do Vértice (45 minutos), feita parcialmente sobre passarelas que têm vista para as cachoeiras da Andorinha e Véu de Noiva. Outra caminhada fácil é a Trilha do Cotovelo (duas horas), que passa pela Véu de Noiva e pelos arroios Perdizes e Preá, até finalmente chegar ao cânion.
Parque Nacional da Serra Geral - Quase não há estrutura, apenas uma guarita do Instituto Chico Mendes controla o acesso dos carros. Pouco importa: é neste parque que está o impressionante Cânion da Fortaleza, que pode ser visto do mirante, um dos pontos mais altos da borda da garganta. Um dos estacionamentos fica no começo da trilha que leva à cachoeira do Tigre Preto e à Pedra do Segredo. Para ver os dois pontos, é preciso atravessar um rio e passar por algumas subidas pedregosas. Prefira ir de manhã, pois à tarde pode haver cerração, que atrapalha a visibilidade.
CÂNION ITAIMBEZINHO
O Itaimbezinho é o cânion mais famoso da região. Fica localizado no Parque Nacional de Aparados da Serra, distante 18 km do centro de Cambará do Sul. O Instituto Chico Mendes é o órgão responsável pela preservação do local. Os seus paredões com 5,8 km de extensão e 720 metros de profundidade encantam visitantes. O nome é de origem tupi guarani e significa “ita”, que é pedra, e “aimbé”, que quer dizer cortada. Ao observar as paredes íngremes, que parecem ter sido cortadas a facão, logo se entende porque os índios deram o nome de Itaimbezinho. Visitado por milhares de pessoas todos os anos, o Cânion Itaimbezinho propicia a realização de diversas atividades, como trekking e passeios de bike. Na parte de cima, é possível caminhar por duas trilhas: a do Vértice e a do Cotovelo. Já na parte de baixo, os visitantes podem se aventurar na Trilha do Rio do Boi, uma verdadeira expedição por dentro do cânion.
QUANDO IR
O ano todo, mas ligue antes para saber sobre as condições de visibilidade dos parques (há menos neblina pela manhã). No Parque Nacional da Serra Geral, tudo é mais nítido no inverno - mas é preciso encarar o frio. Chove mais em setembro.
A MATRIZ / SABER MAIS
A Praça São José fica no centro de Cambará do Sul. E nesta praça, você encontrará uma árvore de cambará, que dá nome à cidade. Em tupi-guarani, cambará significa “folha de casca rugosa”. Os indígenas usavam as folhas de cambará para o tratamento de gripe e tosse. Em frente à Praça São José fica a Igreja Matriz São José.
SUGESTÕES DE ONDE HOSPEDAR
CAMBARÁ ECO HOTEL
Estamos localizados a 190km de Porto Alegre e 120km de Gramado na cidade de Cambará do Sul "Terra dos Cânions" nos Campos de Cima da Serra no extremo nordeste do Rio Grande do Sul.
Ficamos a 1,5km do centro da cidade na mesma estrada que vai ao Parque Nacional dos Aparados da Serra, Cânion Itaimbezinho, e a 23km do Parque Nacional da Serra Geral, Cânion Fortaleza.
ACOMODAÇÕES
Categoria Luxo
25m² - divididos em apartamentos luxo e luxo vista lago 
banheiro privativo, amenidades biodegradáveis, aquecimento central de água (pré aquecido com sistema solar), secador de cabelos, ventilador de teto, calefação, TV 21 polegadas no luxo e TV 32 Led no vista lago, cama box spring queen size (1,60x2,00m), cofre digital, piso antialérgico, frigobar e todos não fumantes.
Categoria Suíte
35m² 
banheiro privativo, amenidades biodegradáveis, aquecimento central de água (pré aquecido com sistema solar), secador de cabelos, ventilador de teto, calefação, TV 21 polegadas, cama box spring queen size (1,60x2,00m), cofre digital, piso antialérgico, frigobar, sofá cama, hidromassagem, microondas, mesa e cadeiras
PACOTES DE SERVIÇO
Nossos hóspedes dispõem da Agência Eco Hotel, em nossa estrutura, para programar suas atividades e passeios com toda comodidade e confiabilidade para conhecer região dos Aparados da Serra. Nossa equipe receptiva, está preparada para orientar as possibilidades e preferências de pacotes e passeios possíveis em nossa região rica em belezas cênicas incomparáveis, destino ideal para quem busca o contato com a natureza, tranquilidade, hospitalidade e descanso. Parque Nacionais, cânions, caminhadas, visitação a cachoeiras, cavalgadas, atividades rurais, esportes de aventura ou simplesmente o ócio são algumas das opções na região.
Não deixe de conhecer as opções e já ir programando sua aventura conosco!
CHALÉS MORADA DOS CÂNYONS
Construídos num lugar invejável, à beira dos canyons dos parques nacionais Aparados da Serra e Serra Geral, estes chalés permitem que seus hóspedes tenham de seus próprios quartos uma visão privilegiada dos canyons e até mesmo do litoral no horizonte. Estamos a aproximadamente 650m de altitude, entre os municípios de Praia Grande SC e Cambará do Sul RS, na Serra do Faxinal.
Itens inclusos no pacote
- cesta de flores, frutas e chocolates caseiros;
- ingresso, guia e lanche para a visitação do canyon Itaimbezinho pela borda;
- música ao vivo voz e violão no jantar de sábado;
- café da manhã e jantar todos os dias;
- wi-fi, estacionamento, roupa de cama, banho, toalha para piscina e amenities sem taxa extra.
Chalés para casal: Valor Parcelado* / Integral antecipado*
Chalés 1, 9 ou 10: R$ 5.486,00 / R$ 4.937,00
Chalés 2, 3 ou 6: R$ 4.446,00 / R$ 4.001,00
Chalés 4, 5, 7 e 8: R$ 3.406,00 / R$ 3.065,00
Pessoas extra a partir de 6 anos nos chalés 4, 5, 7 e 8: R$ 125,00 por diária.
*Pagamento parcelado: 50% no ato da reserva e o restante no check-out (cartão/cheque) ou em 3x no cartão Visa/Master.
*Pagamento integral antecipado: Depósito ou transferência para a CC da pousada.
Tarifário e itens válidos para o pacote do feriado de 15 de novembro (Proclamação da República) 2016
Data sugerida, 11 a 15 de novembro. Mínimo 4 diárias. Consulte disponibilidade de chalés por email ou telefone.
PACOTE LUA DE MEL
O pacote inclui:
• Decoração romântica do chalé
• Jogo de cama especial de algodão egípcio 400 fios
• Velas e pétalas pelo quarto
• Espuma de banho
• Sais de Banho
• Amenities especiais
• Espumante Chandon no gelo
• Cesta de flores e frutas da estação
• Um jantar especial a luz de velas
• Meia pensão (café da manhã e jantar todos dias)
EXEMPLO CHALÉ 10
Detalhes dos Quartos
Estrutura: quarto, deck de vidro e madeira, sala de estar, varanda, mirante e banheiro.
• Capacidade: Casal + 1 criança. (110m²)
• Vista: Canyons e Serra do Faxinal.
• Valor da diária para casal: R$ 1.055,00 (a partir de julho de 2016)
Amenidades
Banheira dupla de hidromassagem
Varanda
Cama Box King Size
Travesseiros de pena ou pluma de ganso
Lençol térmico
Secador de cabelos
Frigobar
Piso de madeira
Deck envidraçado com vista para os canyons
36 canais HD
Blu-ray player
Telescópio para observação terrestre e astronômica
Móveis de madeira de demolição
Sofás
Ar Condicionado quente/frio
TV LED 40"
Duas lareiras
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO

VALEU PELA VISITA / ATÉ A PRÓXIMA

fotos / fonte = Wikipédia / viajeaqui.abril.com.br / Thymonthy Becker / Divulgação / IBGE / 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DIANÓPOLIS / TOCANTINS - Berço cultural do estado, tem mais à oferecer, cascatas, cachoeiras, museu e "garganta"; platô da serra geral com cânions e mirantes

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "DIANÓPOLIS" / TOCANTINS / BRASIL DIANÓPOLIS
BEM VINDO A CIDADE DE DIANÓPOLIS. CIDADE DO DIANOFOLIA
imagem - ? População estimada 2016 (1) - 21.457
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 3.217,313
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 5,94
Código do Município 1707009
Gentílico - dianopolino
ORIGEM DO NOME DE DIANÓPOLIS, TO
A origem do nome "Dianópolis" está relacionada a Francisco das Chagas Moura, que foi prefeito do município entre os anos de 1934 a 1938. Então, a cidade chamava-se "São José do Du•ro". "Duro" era uma simplificação de "D´ouro", uma vez que a região era rica em ouro em seu subsolo. Quando prefeito, Francisco Moura indicou que a cidade fizesse uma homenagem às senhoras do lugar que chamavam-se "Custodiana", conhecidas pela alcunha de "Diana". Daí a indicação da cidade passar a chamar-se "Dianópolis", quer dizer, "Terra das Dianas".
Gentílico: …

CATAGUASES / MINAS GERAIS - Venha ver e fazer filmes nesta cidade cinematográfica. Deixe saudades e leve lembranças

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "CATAGUASES" / MINAS GERAIS / BRASIL “O nome Cataguases vem – pelo menos, até provas em contrário, pois muitas são as controvérsias nessa cidade em constante questionamento – , pois é, o nome Cataguases parece que vem de uma tribo de índios que habitava a região, os ‘Catu-auás’. Dizem que o nome catu-auá significa em tupi-guarani ‘terra de gente boa’. E Cataguases sabe receber muito bem. Quem bebe da água do Rio Pomba nunca deixa de voltar. Dizem. ” Confira alguns dos mais importantes pontos turísticos de Cataguases. Além de inúmeras obras artísticas e arquitetônicas modernas tombadas pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), Cataguases também oferece inúmeras construções marcantes do final do século XIX, belíssimas paisagens naturais, museus, centros culturais e muito mais! PONTE METÁLICA (DE 1.914) A construção da Ponte Metálica foi determinada em 1910, devido à solicitação do deputado federal Astolpho Dutra Nicácio. Ela…

BRAGANÇA / PARÁ - A cidade respira Fé, Tradição e Cultura, nas belezas de suas praias, manguezais, rios, igarapés e ilhas

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "BRAGANÇA" / PARÁ / BRASIL  Bragança, localizada na região nordeste do Pará, a 210 quilômetros de Belém, capital do Estado, é um dos municípios mais procurados pelos turistas ao longo do ano, em especial durante as férias escolares.
Lar da Marujada, manifestação cultural que reúne milhares de pessoas no município para festejar São Benedito, Bragança tem praias oceânicas belíssimas, pra quem quiser aproveitar em qualquer época do ano.

A cidade, de origem portuguesa, guarda na sua cultura características religiosas marcantes e também festeja São Sebastião e Nossa Senhora de Nazaré.
Suas fronteiras são estratégicas. Assim, o município oferece o maior número de opções aos turistas: ao Norte está o oceano Atlântico, ao Sul, o município de Santa Luzia do Pará, a Leste os municípios de Augusto Corrêa e Vizeu e a Oeste, Tracuateua.

Na língua tupi, Caeté quer dizer 'mato grande' e, por estar localizada à margem esquerda do rio Caeté, Bragança é c…