Pular para o conteúdo principal

SANTA CRUZ DO SUL / RIO GRANDE DO SUL - Muito mais que um destino de negócios ou turismo, ao encontrá-la, você jamais esquecerá




LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "SANTA CRUZ DO SUL" / RIO GRANDE DO SUL / BRASIL
Residência no bairro nobre da cidade, em Santa Cruz do Sul, RS
A indústria do fumo é a principal atividade econômica da cidade - as fábricas da Philip Morris e da Souza Cruz movimentam a hotelaria. O centrinho, muito limpo e com praças bem-cuidadas, divide espaço com bairros repletos de casas de alto padrão.
SANTA CRUZ DO SUL / RIO GRANDE DO SUL / BRASIL
TÚNEL VERDE
O Centro de Santa Cruz do Sul é abrigado por um túnel natural composto por mais de 290 árvores da espécie tipuana, abrangendo uma extensão de aproximadamente 780 metros na rua principal na nossa cidade.
Endereço: Rua Marechal Floriano, entre as ruas Manoel Antônio de Barros e Tiradentes (Centro)

Durante o dia, as tipuanas oferecem uma sombra privilegiada às pessoas que cruzam o Centro. No período do Natal e Ano Novo, o túnel ganha iluminação à noite, destacando ainda mais a beleza da Rua Marechal Floriano.
PARQUE DA GRUTA
Localizado a 2 Km do centro da cidade (partindo da Praça da Bandeira), o Parque da Gruta é um dos recantos mais acolhedores da região.
Endereço: Rua Capitão Pedro Werlang, s/nº

O parque possui uma extensão de 17,4 hectares dotado de uma área de lazer e composto por belos recantos naturais, como a gruta e uma cascata. Na área de lazer, os visitantes encontram churrasqueiras, banheiros, playground, restaurante e lanchonete.
A entrada é gratuita. Venha conhecer!
PARQUE DA SANTA CRUZ
Localizado na antiga pedreira chamada Monte Verde, a poucos minutos do centro de Santa Cruz do Sul, o Parque da Santa Cruz foi inaugurado em novembro de 1996. Possui uma área verde de 12 hectares, onde se erguem imponentes paredões compostos por três tipos de rocha com 60 milhões de anos: basalto, arenito e buxito.
Em um dos paredões de arenito está esculpido uma figura de Cristo com 4 metros de altura. Na parte baixa, um anfiteatro com capacidade para 800 pessoas sentadas recebe atos místicos, artísticos e religiosos. Na parte alta, sobre os paredões, encontra-se um cruzeiro de 20 metros de altura iluminado com neon, que pode ser visto de qualquer ponto da cidade e municípios vizinhos.
Do alto do parque, é possível ter uma visão panorâmica da cidade de Santa Cruz do Sul, com o cinturão verde e o lago dourado ao fundo. É um ponto turístico muito procurado e elogiado pelos visitantes.
LAGO DOURADO
Endereço: ERS 409 (saída para Vera Cruz, próximo ao trevo do bairro Bom Jesus)
O Lago Dourado é uma área de belezas naturais que impressiona os visitantes. A inspiração do nome ocorreu logo na criação do anteprojeto, cujo entorno apresentava a forma do peixe dourado.
Localizado junto às margens do Rio Pardinho - entre a RS-409 e a BR-471 - ocupa uma área de 90 hectares, onde se acumulam 3 milhões de metros cúbicos. O reservatório abastece o município de Santa Cruz do Sul, principalmente durante as fortes estiagens.
A área também é bastante utilizada para eventos esportivos e prática de caminhadas, corridas e pedaladas. Para isso, o entorno do lago possui uma pista com 6 km de extensão.
CENTRO CULTURAL JORNALISTA FRANCISCO JOSÉ FRANTZ
Endereço: Rua Ernesto Alves, 817 - Praça Siegfried Heuser
Telefone: (51) 3056-2824
A antiga Estação Férrea de Santa Cruz do Sul abriga hoje o Centro de Cultura do Município, local onde comunidade e escolas podem divulgar seus trabalhos através de exposições e que também recebe oficinas oferecidas pelo Departamento de Cultura da Prefeitura.


IGREJA EVANGÉLICA DE CONFISSÃO LUTERANA
Endereço: Rua Venâncio Aires, esquina com rua Sete de Setembro
Telefone: (51) 3713-3322
O prédio da Igreja Evangélica de Confissão Luterana de Santa Cruz do Sul, construído em estilo neo-românico, é o maior templo evangélico do Rio Grande do Sul, tendo capacidade para abrigar 700 pessoas. A edificação foi inaugurada e entregue ao culto público em 30 de novembro de 1924.
A história da Igreja Evangélica inicia em 1920, quando 120 membros da comunidade se reuniram para aprovar o plano de construção da nova igreja, projeto da firma Shütz & Hoezel.Em 1921, iniciaram-se os trabalhos de construção que tiveram um custo de 200 mil réis.
PARQUE DA OKTOBERFEST
Endereço: Galvão Costa 755, Tel: (51) 3713-1288
Com uma área de 14 hectares localizada na região central de Santa Cruz do Sul, o Parque da Oktoberfest destaca-se por sediar anualmente a maior festa germânica do sul do País e que dá nome ao próprio parque: a Oktoberfest.
O espaço é dotado de infraestrutura para a realização de eventos esportivos, de lazer e turismo. Para isso, conta com um Ginásio Poliesportivo com capacidade para 8 mil pessoas, onde realizam-se shows musicais, eventos culturais e torneios esportivos. Além disso, o Parque da Oktoberfest possui um campo de futebol, pista atlética, quadras de basquete e futsal, pista de bicicross e pavilhões para feiras e exposições.
MONUMENTO AO IMIGRANTE 
Entroncamento das Ruas Marechal Floriano e Galvão Costa. 
O Monumento ao Imigrante constitui-se na homenagem prestada pela comunidade santacruzense aos imigrantes que com seu árduo trabalho colonizaram o Município. É um painel em mosaico, que mede onze metros de largura por três de altura, composto por centenas de cacos de ladrilhos, trabalhados com torquês e esmeril. Criado pelo desenhista santa-cruzense Hildo Paulo Müller, o monumento foi inaugurado em 25 de janeiro de 1969. Nele consta o ano da fundação da colônia – 1849 – e o nome dos primeiros colonizadores. Em 1994 o largo que abriga o monumento sofreu reformulações, para maior embelezamento do local, com destaque para a construção de um chafariz.
AUTÓDROMO INTERNACIONAL DE SANTA CRUZ DO SUL
Endereço: km 102 da rodovia RS 471
O Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul é um dos circuitos mais modernos do Brasil. A pista tem extensão total de 3.530,7 metros, com 14 curvas (sete à direita e sete à esquerda) de alta, média e baixa velocidades. Algumas curvas são feitas em mergulho cego, o que exige grande perícia dos pilotos.

A principal característica do circuito é a seletividade. As chicanes, a Ferradura e as curvas de alta em "S" são consideradas pelos pilotos as mais desafiadoras e prazerosas do Brasil. Inaugurada em 12 de junho de 2005, a pista já recebeu provas das principais categorias automobilísticas - Stock Car, Copa Clio, Fórmula 3. Fórmula Truck - e motociclísticas, como o Campeonato Brasileiro de Velocidade.
Sua reta de 753 metros também é palco de emocionantes pegas e campeonatos de arrancadas.
Dados técnicos:
Extensão: 3.530,70 metros
Largura: entre 12 e 15 metros
Superelevação: 1,5 a 8%
Nº de curvas: 14
Maior raio de curva: 120 metros - curva 12
Menor raio de curva: 29,93 metros - curva 9
Maior reta: 753 metros
Áreas de escape: 10 a 84 metros
Boxes: 21
1 Torre de Controle.
A indústria do fumo é a principal atividade econômica da cidade - as fábricas da Philip Morris e da Souza Cruz movimentam a hotelaria. O centrinho, muito limpo e com praças bem-cuidadas, divide espaço com bairros repletos de casas de alto padrão.
BEM VINDO A CIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL. UMA CIDADE EXUBERANTE
População estimada 2016 (1) - 126.775
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 733,409
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 161,40
Código do Município 4316808
Gentílico - santa-cruzense
ORIGEM DO NOME
O nome, SANTA CRUZ, vem da devoção Portuguesa pelo catolicismo . O sul foi acrescentado para não haver Homônimo entre cidades.
Gentílico: santa-cruzense
HISTÓRICO
O município de Santa Cruz do Sul firma suas origens na antiga colônia de Santa Cruz criada a partir de 1847 no Município de Rio Pardo, Distrito de Serra do Botucaraí, entre a margem esquerda do rio Pardo e o arroio Taquarimirim.
Sua fundação resultou do propósito da Câmara Municipal de Rio Pardo, então próspero centro de comércio, de estabelecer comunicação com a zona serrana da Província para atrair o comércio àquela região.
Aberta a estrada, o governo da Província concedeu, em 1847, sesmarias a João Faria da Rosa e outros. Foram demarcados os primeiros lotes na Picada ou Linha Santa Cruz (antigo rincão de Santo Antônio), destinados a imigrantes alemães. Procedeu à medição das terras o engenheiro Francisco Augusto de Vasconcelos Almeida Pereira Cabral, auxiliado por João Guilherme Werlang.
A 19 de dezembro de 1849, iniciou-se o povoamento da colônia, sendo distribuídos lotes a Augusto Wutke, Frederico Tietze, Augusto Mandler, Gottlieb Pohl, Augusto Raffler e Augusto Arnold, provenientes da Silésia e da Prússia. Estes já encontraram, no Faxinal de João Faria, além deste, Gregório Silveira, José Rodrigues de Almeida e Agostinho Antônio de Barros. Em casa de João Faria Rosa eram acolhidos e abrigados os colonos recém-chegados, enquanto não ocupavam os seus lotes.
Nos dois anos subseqüentes chegaram novos imigrantes; servia como intérprete João Beckenkamp, função mais tarde desempenhada por Frederico Bruck.
Santa Cruz tornou-se uma das colônias mais prósperas do Sul do País. Face a esse desenvolvimento, tratou o governo provincial de escolher o local para a futura povoação, feito o que, promulgou lei de 25 de novembro de 1852, desapropriando parte da antiga propriedade de João Faria Rosa, então pertencente ao Comendador Antônio Martins da Cruz Jobim.
AQUI O PÓRTICO NA ENTRADA DA CIDADE
imagem - Rene Hass
CASARÕES
imagem - Rene Hass
imagem - Germano Landia
SEDE DO PODER EXECUTIVO - PREFEITURA -
Localizado no centro da Praça da Bandeira, o prédio da Prefeitura Municipal foi construído em estilo neoclássico, lembrando as formas dos templos gregos. A resolução da construção do edifício da Câmara na praça do Carvalho (hoje da Bandeira) partiu dos moradores da Vila de São João de Santa Cruz quando, através de votação em 1886, decidiram sobre sua construção no referido local. A construção do prédio sob responsabilidade do engenheiro Carlos Trein Filho (também Presidente da Câmara) terminou em 30 de julho de 1889. A partir de 1889, a Câmara passou a funcionar na nova edificação.
imagem - Rene Hass
LOJA MAÇÔNICA
imagem - Rene Hass
MONUMENTO AO IMIGRANTE ALEMÃO
Monumento ao Imigrante Alemão constitui-se na homenagem prestada pela comunidade santa-cruzense aos imigrantes que com seu árduo trabalho colonizaram o município. Criado pelo desenhista santa-cruzense Hildo Paulo Müller, o monumento foi inaugurado em 25 de janeiro de 1969 e nele consta a data da fundação da colônia - 1849 - e o nome dos primeiros colonizadores. Em 1994 o largo que abriga o monumento sofreu reformulações para maior embelezamento do local, com destaque para a construção de um chafariz.
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
ESTAÇÃO FERROVIÁRIA
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
CONHEÇA UM POUCO MAIS DA CIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
imagem - Germano Landia
imagem - Germano Landia
imagem - Germano Landia
imagem - Germano Landia
imagem - Germano Landia
imagem - Germano Landia
imagem - Germano Landia
imagem - Germano Landia
imagem - Germano Landia
imagem - Germano Landia
imagem - Thiago Gass
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
PARQUE DO OKTOBERFEST
Com área de 14 hectares dotado de infra-estrutura esportiva, lazer e turismo como: ginásio poliesportivo com capacidade para 8.000 pessoas, campos para prática de futebol onze e sete jogadores, canchas de basquete, tênis, futsal, bocha, pista de bicicross e ainda pavilhões para esporte e exposições.
imagem - Rene Hass
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
PARQUE SANTA CRUZ
Localizado na antiga pedreira chamada Monte Verde, a poucos minutos do centro de Santa Cruz do Sul, o Parque da Santa Cruz foi inaugurado em novembro de 1996. Possui uma área verde de 12 hectares, onde erguem-se imponentes paredões compostos por três tipos de rocha com 60 milhões de anos: Basalto, Arenito e Buxito. Num dos paredões de arenito está esculpido uma figura de Cristo com 4 metros de altura. Na parte baixa, um anfiteatro com capacidade para 800 pessoas sentadas recebe atos místicos, artísticos e religiosos. Na parte alta, sobre os paredões, encontra-se um cruzeiro de 20 metros de altura iluminado com neon, que pode ser visto de qualquer ponto da cidade e municípios vizinhos. Do alto do parque, é possível ter uma visão panorâmica da cidade de Santa Cruz do Sul, com o cinturão verde e o lago dourado ao fundo. É um ponto turístico muito procurado e elogiado pelos visitantes, além de ser um local propício para a prática de rappel
imagem -  ?
imagem - Adriano Silvério
CHAFARIZ
imagem - Rene Hass
IGREJA EVANGÉLICA DA CONFISSÃO LUTERANA
O prédio da Igreja Evangélica de Confissão Luterana de Santa Cruz do Sul, construído em estilo neo-românico, é o maior templo evangélico do Rio Grande do Sul, tendo capacidade para abrigar 700 pessoas. Inaugurado e entregue ao culto público em 30 de novembro de 1924. A história da Igreja Evangélica inicia em 1920, quando 120 membros da comunidade se reuniram para aprovar o plano de construção da nova igreja, projeto da firma Shütz & Hoezel.Em 1921 iniciaram-se os trabalhos de construção que tiveram um custo de 200 mil réis. A primeira Igreja Evangélica foi construída em 1866 e situa-se onde atualmente é o Unibanco. Seu primeiro reverendo foi Hermann Bergfried.
imagem - Rene Hass
CATEDRAL DE SÃO JOÃO BATISTA, SEU INTERIOR E DETALHES
Localizada na zona central da cidade, em frente à Praça Getúlio Vargas, a catedral São João Batista é um dos maiores templos da América do Sul em estilo neogótico tardio. Suas dimensões são: 80 metros de comprimento, 38 metros de largura, 26 metros de altura na nave central e suas torres alcançam 82 metros.
A construção começou em 1º de fevereiro de 1928 sob a orientação de Simão Gramlich, autor do projeto, e posteriormente sob liderança do engenheiro Ernesto Matheis.
Em 2 de agosto de 1936 a igreja foi entregue ao culto público, mas o acabamento da obra só ocorreu em 1977 com a construção de duas torres maiores e 66 menores, além da colocação do reboco do lado leste.
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
CONHEÇA UM POUCO DO DISTRITO DE MONTE ALVERNE
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
imagem - Rene Hass
ENTORNO DA CIDADE
imagem - Douglas Andrades
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL, RS

ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE SANTA CRUZ DO SUL, RS

fonte / fotos = Wikipédia / Thymonthy Becker / Portal da Prefeitura Municipal / IBGE / viajeaqui.abril.com.br /




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PEDRA AZUL / FORTALEZA DE PEDRAS

BOM DIA. SEJA MUITO BEM VINDO A PEDRA AZUL. A FORTALEZA DE MINAS. copyrigth "Paulo Marcio"
PEDRA AZUL EH UMA CIDADE QUE FICA NO VALE DO JEQUITINHONHA E TEM ATUALMENTE: 23.843 HABITANTES (IBGE 2010) QUE NASCE EM PEDRA AZUL É: PEDRA-AZULENSE (PEDRAZULENSE) O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,660 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A TEMPETATURA MÉDIA DA CIDADE É DE: 24°. FORAM REALIZADOS EM PEDRA AZUL, 77 CASAMENTOS EM 2010. NÃO ACONTECEU NENHUMA SEPARAÇÃO E NENHUM DIVORCIO. A CIDADE FAZ ANIVERÁRIO EM 1º DE JUNHO. A pecuária, atividade primeira na história econômica do lugar, continua sendo básica para a sua receita. Colonizada por vaqueiros nordestinos, que ali chegaram em busca de pastagens para seu gado, a região herdou deles a tradição do trato com grandes rebanhos, principalmente o gado de corte, mas não se esqueceu dos cuidados com o subsolo. Os primeiros moradores do atual município foram Manoel José Botelho, em 1822, e o padre Manoel Fernandes, em 1834, após o grande incêndio …

RIBEIRÃO DAS NEVES / MG

BEM VINDO A CIDADE DE RIBEIRÃO DAS NEVES. A MAIOR HETEROGENEIDADE RELIGIOSA DO BRAZIL imagem  - Reo 06 RIBEIRÃO DAS NEVES TEM 296.317 HABITANTES - IBGE 2010 QUEM NASCE EM RIBEIRÃO DAS NEVES EH: NEVENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 12 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.953 ORIGEM DO NOME Muito se fala sobre o nome Ribeirão das Neves, mas pouco sabemos oficialmente sobre este nome. Temos duas versões: Primeira versão: Advém do córrego que passa cortando o centro da cidade. Segundo a lenda, este pequeno córrego que nasce no Morro do Anil, próximo ao Bairro Várzea Alegre, em épocas de frio, ficava com uma temperatura bem abaixo, a ponto de esfriar o suficiente para ocasionar gelo. Dai o nome RIBEIRÃO DAS NEVES. Segunda versão: Advém da Padroeira do Município, Nossa Senhora das Neves, que segundo a lenda, apareceu para alguns fiéis, no alto do morro central que separa o centro comercial do Bairro Santa Martinha. Hoje, próximo ao Cemitério Senhor da Paz, cuja imagem demonstrava beleza e altivez. Seus…

DIANÓPOLIS / TOCANTINS - Berço cultural do estado, tem mais à oferecer, cascatas, cachoeiras, museu e "garganta"; platô da serra geral com cânions e mirantes

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "DIANÓPOLIS" / TOCANTINS / BRASIL DIANÓPOLIS
BEM VINDO A CIDADE DE DIANÓPOLIS. CIDADE DO DIANOFOLIA
imagem - ? População estimada 2016 (1) - 21.457
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 3.217,313
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 5,94
Código do Município 1707009
Gentílico - dianopolino
ORIGEM DO NOME DE DIANÓPOLIS, TO
A origem do nome "Dianópolis" está relacionada a Francisco das Chagas Moura, que foi prefeito do município entre os anos de 1934 a 1938. Então, a cidade chamava-se "São José do Du•ro". "Duro" era uma simplificação de "D´ouro", uma vez que a região era rica em ouro em seu subsolo. Quando prefeito, Francisco Moura indicou que a cidade fizesse uma homenagem às senhoras do lugar que chamavam-se "Custodiana", conhecidas pela alcunha de "Diana". Daí a indicação da cidade passar a chamar-se "Dianópolis", quer dizer, "Terra das Dianas".
Gentílico: …

PEQUI / MINAS GERAIS - Descer de tobogã em cachoeira numa belíssima vista da cidade e cidades vizinhas, com existência de grutas, grotas e rica vegetação natural

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "PEQUI" / MINAS GERAIS / BRASIL foto (acima) Thymonthy Becker BEM VINDO A CIDADE DE PEQUI. AOS PÉS DA SERRA DO RIO DO PEIXE. Pórtico da estrada da cidade de Pequi, Minas Gerais foto - Thymonthy Becker População estimada 2016 (1) - 4.369 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 203,991 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 19,98 Código do Município 3149606 Gentílico - pequiense ORIGEM DO NOME O termo significa, em tupi, "coxa áspera", e origina-se de um velho e frondoso pequizeiro, que existiu em frente a uma venda no largo da igreja, cuja sombra abrigava a população que ali se reunia Gentílico: pequiense Histórico Pequi  Minas Gerais - MG HISTÓRICO A fixação da povoação do atual município deve-se, principalmente, aos solos férteis e ao grande número de córregos e riachos que cortam a região. Pequi foi criada em 1841, quando o distrito de Santo Antônio de São Joanico, no município de Pitangui, foi dividido em dois: Pequi e Maravilha.…

POÇOS DE CALDAS

BOM DIA. BEM VINDO A CIDADE DAS ROSAS / BEM VINDO A POÇOS DE CALDAS MONTANHAS DA REGIÃO copyrigth "Enioprado" POÇOS DE CALDAS TEM HOJE 152.496 HABITANTES O IDH DO MUNICÍPIO EH DE: 0.841 - CONSIDERADO ELEVADO PELOS INDICADORES DA ONU. A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 06 DE NOVEMBRO E FOI FUNDADA EM 1872 QUEM NASCE EM POÇOS DE CALDAS EH: POÇOS-CALDENSE. HISTÓRIA A região onde se localiza o atual Município de Poços de Caldas foi inicialmente habitada pelos indios Cataguases que, em 1675, ofereceram combate e venceram a célebre bandeira de Lourenço Castanho, cognominado "O Velho". Com a busca de pastagens para manter a pecuária valorizou-se a região dos "Campos de Caldas'', como passou a ser chamado o local. Com isto, facilitou a instalação do núcleo pastoril que, economicamente, substituiu a lavra e grupiara. Entre os que vieram para os "Campos de Caldas", nos últimos anos de 1700, encontrava-se o Padre Manoel Gonçalves Correia, que instalou uma fazenda no &q…

JANAÚBA / MG - A CIDADE DOS RIOS

BEM VINDO A CIDADE DE JANAÚBA. A CIDADE DOS RIOS. CAPITAL NACIONAL DA BANANA E DO MINI-MILHO.  imagem - ? JANAÚBA TEM 66.803 HABITANTES - IBGE 2010 - QUEM NASCE EM JANAÚBA EH: JANAUBENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 27 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.948 ORIGEM DO NOME Janaúba, nome de origem indígena, significa planta leitosa, também conhecida como Algodão de Seda, vegetal da família das apocináceas, dicotiledônia, monopétala, abundante na região HISTÓRIA Os primeiros habitantes da região do Vale do Gorutuba constituíam-se de uma mistura de índios Tapuias; mescla de um povo Cafuso ou Caburé, e quilombos negros. Este povo fincou moradia nas proximidades do Vale do Gorutuba. Conta-se que neste rio existia muitos sapos conhecidos como Kuruatuba — sapo grande ou sapo Kururu, dando origem a denominação do rio e do povo que vivia — Gorutubanos. Os Gorutubanos viviam dos produtos da terra. Dedicavam-se principalmente ao plantio do algodão e de porcos. O regime pastoril foi grande favor de civilização…

SETE LAGOAS / MG - CIDADE DAS LAGOAS ENCANTADAS - TERRA NATAL DO TRAPALHÃO "ZACARIAS"

BEM VINDO A CIDADE DE 7 LAGOAS. CIDADE NASCIDA PARA O ALTO. TERRA NATAL DO TRAPALHÃO ZACARIAS imagem - ? 7 LAGOAS TEM 214.152 HABITANTES - IBGE 2010 -  QUEM NASCE EM 7 LAGOAS EH: SETE LAGOANO A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 24 DE NOVEMBRO E FOI FUNDADA EM 1.880 ORIGEM DO NOME O nome da cidade é uma referência as sete lagoas que foram encontradas quando da fundação da cidade. Com o passar dos anos novas lagoas foram descobertas e a cidade conta com mais de trinta lagoas em todo seu território. HISTÓRIA Os primeiros civilizados que chegaram às terras " das Sete Lagoas", foram alguns componentes da bandeira de Fernão Dias Leme - o "caçador de esmeraldas", que em 1667, estacionados no Sumidouro, foram atraídos pela possibilidade da existência de minério argentífero no Serrote das Sete Lagoas. Ali se demorou a bandeira, acerca da qual, pela primeira vez, a história se refere á extensa planície coberta por lindas lagoas, a qual os indígenas davam o nome de "Vapabuçu". De 1…

IGATU / BAHIA - Vales profundos, chapadões, verde misturado ao cinza, marrom e rosa da secura do sertão e vento zunindo que da vozes às pedras

LINHA DO TEMPO DE "IGATU" / BAHIA / BRASIL SEJA BEM VINDO AO DISTRITO DE IGATU. A CIDADE DE PEDRAS / A MACHU PICCHU BRASILEIRA foto - Chico Ferreira O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. 
Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes.  foto - Prefeitura Municipal de Andaraí foto - Otávio Nogueira Dessa época, sobraram ruínas, principalmente de casas de garimpeiros, e utensílios, preservados na imperdível Galeria Arte & Memória.
Entre no verbete Chapada Diamantina para ver mais dicas de roteiros, passeios, como chegar, como circular e restaurantes na região. foto - Otávio Nogueira foto - Otávio Nogueira IGATU é uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. 
Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, …

CARATINGA / CIDADE ESPERANÇA / TERRA DAS PALMEIRAS

SEJA SEMPRE BEM VINDO A CIDADE DE CARATINGA. A CIDADE DO MENINO MALUQUINHO
copyrigth "?" ORIGEM DO NOME
A denominação do município Caratinga, de origem indígena, (cará / tinga = branco) é devido à falta de alimentação diversificada, o que fazia com que os primeiros habitantes da região se alimentassem de um tubérculo muito encontrado na região na época do povoamento, um cará-branco que servia de alimento para os índios CARATINGA TEM ATUALMENTE, 85.322 HABITANTES. QUEM NASCE EM CARATINGA É: CARATINGUENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,754 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 24 DE JUNHO. FOI FUNDADA EM 1848 EM CARATINGA, FORAM REALIZADOS EM 2010, 513 CASAMENTOS 056 SEPARAÇÕES 079 DIVÓRCIOS. HISTÓRIA
Em 1841 aportou por estas terras o grande desbravador Domingos Fernandes Lana, que aqui permaneceu até 1847.
No final desse ano, João Caetano do Nascimento, João Antônio de Oliveira e João José, bravos pioneiros, vieram de mudança, trazendo suas famílias,…

AS 10 MELHORES CIDADES DO MUNDO PARA SE VIVER - Hong Kong, uma fascinante metrópole cosmopolita, com 7 milhões de habitantes e combina a cultura oriental com a ocidental, livre comércio, baixos impostos; lidera

LINHA DO TEMPO DAS "10 MELHORES CIDADES DO MUNDO PARA SE VIVER" / WORLD O ECONOMIST INTELLIGENCE UNIT (EIU) DIVULGOU UM NOVO RANKING LISTANDO AS 10 MELHORES CIDADES DO MUNDO PARA SE VIVER. A LISTA, QUE TEM CAUSADO DEBATES, TRAZ HONG KONG EM PRIMEIRO LUGAR.
1° - HONG KONG (CHINA)
Uma fascinante metrópole cosmopolita, com 7 milhões de habitantes e 1,1 mil km² de área, que combina a cultura oriental com a ocidental. Sua população tem um padrão de vida comparável ao das grandes potências, com um PIB per capita de 43,8 mil dólares. O custo de vida da cidade, entretanto, é um dos mais caros do mundo. É o principal centro comercial da China. Possui uma economia de livre mercado, baixos impostos e mínima intervenção do governo central, seguindo a filosofia de "um país, dois sistemas".

2° - AMSTERDÃ (HOLANDA)
Amsterdã é prática, moderna e vanguardista. E essas qualidades de certa forma resumem as características de toda a Holanda, um país de território minúsculo que foi uma g…