Pular para o conteúdo principal

SALINAS / MINAS GERAIS - Na capital mundial da cachaça, o museu te permite conhecer todas as etapas da produção, inclusive uma experiência sensorial




LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "SALINAS" / MINAS GERAIS / BRASIL
BEM VINDO A CIDADE DE SALINAS. TERRA DO REQUEIJÃO E CARNE DE SOL. CAPITAL MUNDIAL DA CACHAÇA.
imagem - Arthur Henrique
População estimada 2016 (1) - 41.494
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 1.862,117
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 20,75
Código do Município 3157005
Gentílico - salinense
ORIGEM DO NOME
O NOME LHE FOI DADO DEVIDO A GRANDE QUANTIDADE DE SAL, ( SALGEMA ) MUITO IMPORTANTE NA ÉPOCA, QUE HAVIA AS MARGENS DO RIO ONDE A CIDADE NASCEU.
Gentílico: salinense
Histórico
Salinas 
Minas Gerais - MG
Histórico
O desbravamento da região de Salinas foi feito pelos bandeirantes oriundos da Bahia, que, sob o comando de Antônio Luís dos Passos, bateram aquelas terras na cata de riquezas. A gleba mineira, generosa como sempre, ofereceu ao desbravador, abundantes jazidas de sal, produto, então escasso e, por isso mesmo, de elevado preço. Tal descoberta contribuiu, sobremaneira, para o povoamento daquela região, onde hoje se ergue a cidade de Salinas.
D. Faustina Fernandes Pessoa, que era a proprietária dos terrenos, doou uma grande área para que nela se erguesse uma capela sob a proteção de Santo Antônio, e para que os fiéis construíssem ali suas casas. Estava lançada a semente de um novo povoado. Tão logo foi levantada a capelinha, os exploradores das jazidas, aproveitando-se da oferta daquela bondosa Senhora, construíram suas casas, ao redor do templo, crescendo o arraial de Santo Antônio de Salinas, pertencente a Rio Pardo de Minas. O nome do povoado foi em homenagem ao padroeiro e em referência às jazidas da região.
Progredindo o lugar, foi, pela Lei provincial número 730, de 16 de maio de 1855, criada a freguesia de Santo Antônio de Salinas, por desmembramento de Rio Pardo. Aliás, naquele ano, em 15 de fevereiro, conforme anotações no livro de Contas da freguesia, D. Ana Maria de Araújo fez doação do terreno para o cemitério local.
Com o esgotamento das jazidas, os habitantes daquelas paragens, dada à excepcional qualidade das terras, voltaram-se para a pecuária e a agricultura, onde iriam assentar a base econômica da região.
Na formação definitiva do lugar, aparece o Sr. Vicente Ferreira Costa, cuja numerosa família pode ser considerada como pioneira da terra salinense.
AQUI O AEROPORTO
imagem - Arthur Henrique
RIO SALINAS
imagem - Jotalu
imagem - Arthur Henrique
BARRAGEM
imagem - Jotalu
imagem - Jotalu
imagem - Arthur Henrique
CASARÕES
imagem - Jotalu
imagem - Jotalu
SEDE DA CEMIG
imagem - Arthur Henrique
AGÊNCIA DA CAIXA E. FEDERAL
imagem - Jotalu
ESCOLA ESTADUAL
imagem - Arthur Henrique
SEDE DO PODER JUDICIÁRIO - FÓRUM
imagem - Arthur Henrique
SEDE DO PODER EXECUTIVO - PREFEITURA - 
imagem - Arthur Henrique
BIBLIOTECA PÚBLICA
imagem - Arthur Henrique
CONHEÇA UM POUCO MAIS DA CIDADE DE SALINAS
imagem - Arthur Henrique
imagem - Jotalu
imagem - Arthur Henrique
imagem - Jotalu
imagem - Arthur Henrique
imagem - Jotalu
imagem - Jotalu
imagem - Jotalu
imagem - Arthur Henrique
imagem - Arthur Henrique
imagem - Jotalu
imagem - Jotalu
imagem - Arthur Henrique
imagem - Arthur Henrique
TURISMO / CACHAÇA / MUSEU DA CACHAÇA
Atualmente, a cachaça é uma importante atividade econômica do município e, recentemente, também tem sido adotada como elemento de identificação para a estruturação turística. O Museu da cachaça eh formado por oito salas que incluem um acervo de garrafas e um moinho montado a partir de temas como sociedade do açúcar, engenhos antigos e atuais, plantação, colheita e moagem da cana e história da cachaça em Salinas.
Salinas eh conhecida como a Capital da Cachaça. É uma das Cidades com maior produção de cachaça per capita do mundo, com uma produção de cerca de dois milhões de litros.
Instalação de 9 metros, com as 1.750 garrafas no Museu da Cachaça, em Salinas (MG)
MUSEU DA CACHAÇA
Museu da Cachaça, na cidade de Salinas, no Norte de Minas Gerais. A iniciativa surgiu de uma parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Salinas, que é a maior fabricante brasileira de cachaça. 
O museu conta com salas de exposição sobre a cadeia produtiva e as características da cachaça artesanal, com painéis fotográficos, áudios, vídeos e uma instalação de 9 metros de alturas com 1.750 garrafas de cachaça produzidas na cidade mineira. O espaço também dispõe de cozinha, restaurante e estrutura para realização de negócios, além de shows e eventos. 
Museu da Cachaça, em Salinas (MG), tem um moinho do século 19 em uma de suas salas
Museu da Cachaça, em Salinas (MG). Na Sala do Engenho há um carro de boi, carretão, moinho de ferro e alambique de cobre
Os visitantes poderão passar por uma experiência sensorial na Sala do Aroma, onde as bebidas percorrem calhas e podem ser distinguidas pelo seu cheiro. O acervo da instituição retrata todo ciclo de produção da aguardente, desde o cultivo da cana de açúcar, a produção artesanal da cachaça de alambique até sua comercialização no Brasil e no mundo. 
Museu da Cachaça, em Salinas (MG). Na Sala do Engenho há um carro de boi, carretão, moinho de ferro e alambique de cobre
Museu da Cachaça 
Onde: Av. Antônio Carlos, 1.250, Salinas/MG 
Quando: de quarta a domingo - das 09h às 19h 
Quanto: grátis 
Mais informações: (38) 3841-4778
Museu da Cachaça, em Salinas (MG)
CONHEÇA UM POUCO MAIS DE SALINAS, MINAS GERAIS, BRASIL
imagem - Arthur Henrique
CAMPINHO DE FUTEBOL
imagem - Arthur Henrique
CERÂMICA
imagem - Arthur Henrique
CIDADE DAS CRIANÇAS
imagem - Arthur Henrique
MERCADO MUNICIPAL
imagem - Arthur Henrique
CORETO DA PRAÇA
imagem - Jotalu
MATRIZ DE SANTO ANTÔNIO
imagem - Arthur Henrique
LATERAL DA MATRIZ
imagem - Arthur Henrique
FRENTE DA MATRIZ
imagem - Arthur Henrique
PARQUE DE EXPOSIÇÕES
imagem - Arthur Henrique
PRAÇAS
imagem - Arthur Henrique
imagem - Jotalu
imagem - Arthur Henrique
imagem - Arthur Henrique
imagem - Arthur Henrique
RESTAURANTE SABOR DE MINAS
imagem - Arthur Henrique
PRAÇA
imagem - Arthur Henrique
HOTEL MINAS BRASIL
O hotel Minas Brasil está na região central da cidade. Os quartos standard são bons, com espaço bem legal, banheiro muito bom e banho quente mesmo. As camas são um pouco mais estreitas que no geral. O café da manhã eh muito legal, com boas opções, mas não muitas. Possui ampla garagem com parte coberta que fica de frente (do outro lado da rua) ao hotel e o estacionamento eh gratuito. O preço eh muito bom e está abaixo da média. Eh a segunda vez que me hospedo neste hotel, (nas duas vezes estava chovendo, muito show de bola um dia de chuva) a última este mês, e continua com a mesma qualidade do atendimento. Uma ótima opção para se hospedar em salinas / mg. Cidade esta que eh a capital nacional da cachaça. 
Dica de quarto: No geral todos os quartos estão livres de ruídos que possam perturbar o sono
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
ENTORNO DA CIDADE
imagem - Arthur Henrique
imagem - Jotalu
FONTE
imagem - Jotalu
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH BRASÃO DO MUNICÍPIO
fonte / fotos = IBGE / Thymonthy Becker / Wikipédia / viageaqui.abril.com.br / Divulgação / 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PEDRA AZUL / FORTALEZA DE PEDRAS

BOM DIA. SEJA MUITO BEM VINDO A PEDRA AZUL. A FORTALEZA DE MINAS. copyrigth "Paulo Marcio"
PEDRA AZUL EH UMA CIDADE QUE FICA NO VALE DO JEQUITINHONHA E TEM ATUALMENTE: 23.843 HABITANTES (IBGE 2010) QUE NASCE EM PEDRA AZUL É: PEDRA-AZULENSE (PEDRAZULENSE) O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,660 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A TEMPETATURA MÉDIA DA CIDADE É DE: 24°. FORAM REALIZADOS EM PEDRA AZUL, 77 CASAMENTOS EM 2010. NÃO ACONTECEU NENHUMA SEPARAÇÃO E NENHUM DIVORCIO. A CIDADE FAZ ANIVERÁRIO EM 1º DE JUNHO. A pecuária, atividade primeira na história econômica do lugar, continua sendo básica para a sua receita. Colonizada por vaqueiros nordestinos, que ali chegaram em busca de pastagens para seu gado, a região herdou deles a tradição do trato com grandes rebanhos, principalmente o gado de corte, mas não se esqueceu dos cuidados com o subsolo. Os primeiros moradores do atual município foram Manoel José Botelho, em 1822, e o padre Manoel Fernandes, em 1834, após o grande incêndio …

RIBEIRÃO DAS NEVES / MG

BEM VINDO A CIDADE DE RIBEIRÃO DAS NEVES. A MAIOR HETEROGENEIDADE RELIGIOSA DO BRAZIL imagem  - Reo 06 RIBEIRÃO DAS NEVES TEM 296.317 HABITANTES - IBGE 2010 QUEM NASCE EM RIBEIRÃO DAS NEVES EH: NEVENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 12 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.953 ORIGEM DO NOME Muito se fala sobre o nome Ribeirão das Neves, mas pouco sabemos oficialmente sobre este nome. Temos duas versões: Primeira versão: Advém do córrego que passa cortando o centro da cidade. Segundo a lenda, este pequeno córrego que nasce no Morro do Anil, próximo ao Bairro Várzea Alegre, em épocas de frio, ficava com uma temperatura bem abaixo, a ponto de esfriar o suficiente para ocasionar gelo. Dai o nome RIBEIRÃO DAS NEVES. Segunda versão: Advém da Padroeira do Município, Nossa Senhora das Neves, que segundo a lenda, apareceu para alguns fiéis, no alto do morro central que separa o centro comercial do Bairro Santa Martinha. Hoje, próximo ao Cemitério Senhor da Paz, cuja imagem demonstrava beleza e altivez. Seus…

POÇOS DE CALDAS

BOM DIA. BEM VINDO A CIDADE DAS ROSAS / BEM VINDO A POÇOS DE CALDAS MONTANHAS DA REGIÃO copyrigth "Enioprado" POÇOS DE CALDAS TEM HOJE 152.496 HABITANTES O IDH DO MUNICÍPIO EH DE: 0.841 - CONSIDERADO ELEVADO PELOS INDICADORES DA ONU. A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 06 DE NOVEMBRO E FOI FUNDADA EM 1872 QUEM NASCE EM POÇOS DE CALDAS EH: POÇOS-CALDENSE. HISTÓRIA A região onde se localiza o atual Município de Poços de Caldas foi inicialmente habitada pelos indios Cataguases que, em 1675, ofereceram combate e venceram a célebre bandeira de Lourenço Castanho, cognominado "O Velho". Com a busca de pastagens para manter a pecuária valorizou-se a região dos "Campos de Caldas'', como passou a ser chamado o local. Com isto, facilitou a instalação do núcleo pastoril que, economicamente, substituiu a lavra e grupiara. Entre os que vieram para os "Campos de Caldas", nos últimos anos de 1700, encontrava-se o Padre Manoel Gonçalves Correia, que instalou uma fazenda no &q…

CORONEL FABRICIANO / CIDADE DA SERRA DOS COCAIS

BOM DIA. BEM VINDO A CORONEL FABRICIANO.
copyrigth "pmcf" CORONEL FABRICIANO TEM 103.797 HABITANTES. QUEM NASCE EM CORONEL FABRICIANO É: FABRICIANENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,789 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A ÁREA DA CIDADE É DE APENAS 221 QUILÔMETROS QUADRADOS. DEVIDO A ISTO, A DENSIDADE DEMOGRÁFICA É ALTA. SÃO 470 HABITANTES POR QUILÔMETRO QUADRADO. Destemidos desbravadores, muitos dos quais heróis anônimos que arrostando o endêmico impaludismo, em meio selvagem e hostil, abriram picadões, rasgaram clareiras, mata virgem adentro sertões afora, para que a ferrovia Vitória a Minas pudesse estender as suas paralelas de aço em direção a Itabira, em demanda do riquíssimo minério de ferro do fabuloso Cauê, hoje fonte principal de uma das maiores divisas acarretadas para a Pátria Brasileira. Foi do arroio daqueles heróicos operários, que surgiu a atual cidade Coronel Fabriciano, que até o princípio de 1922 não passava de uma floresta virgem, não violada p…

PIRAPORA / PORTAL DO RIO SÃO FRANCISCO

BEM VINDO A CIDADE DE PIRAPORA. A CIDADE PROGRESSO
imagem - Jadir F.
PIRAPORA TEM 53.368 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM PIRAPORA EH: PIRAPORENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 01 DE JUNHO E FOI EMANCIPADA EM 1.912
ORIGEM DO NOME
O topônimo de origem tupi significa “salto de peixe” ou “onde o peixe salta” - pira (peixe) e poré (salto).
HISTÓRIA

O São Francisco foi, durante o ciclo da mineração, importante meio de transporte para o abastecimento da região das minas. As mercadorias saíam da Bahia subindo o rio e, quando terminava o trecho navegável, seguiam por terra até os centros mineradores. A cidade nasceu justamente no ponto da baldeação, na margem direita do rio, a jusante da cachoeira de Pirapora. Parte da tribo dos índios Cariris, em época remota, teria subido o Rio São Francisco. Movida pelo temor à aproximação dos brancos pelo litoral brasileiro e acossada pelas tribos vizinhas. Aportando na área hoje compreendida pelo município de Pirapora, fixaram-se defronte à corredeira, esta…

DIANÓPOLIS / TOCANTINS - Berço cultural do estado, tem mais à oferecer, cascatas, cachoeiras, museu e "garganta"; platô da serra geral com cânions e mirantes

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "DIANÓPOLIS" / TOCANTINS / BRASIL DIANÓPOLIS
BEM VINDO A CIDADE DE DIANÓPOLIS. CIDADE DO DIANOFOLIA
imagem - ? População estimada 2016 (1) - 21.457
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 3.217,313
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 5,94
Código do Município 1707009
Gentílico - dianopolino
ORIGEM DO NOME DE DIANÓPOLIS, TO
A origem do nome "Dianópolis" está relacionada a Francisco das Chagas Moura, que foi prefeito do município entre os anos de 1934 a 1938. Então, a cidade chamava-se "São José do Du•ro". "Duro" era uma simplificação de "D´ouro", uma vez que a região era rica em ouro em seu subsolo. Quando prefeito, Francisco Moura indicou que a cidade fizesse uma homenagem às senhoras do lugar que chamavam-se "Custodiana", conhecidas pela alcunha de "Diana". Daí a indicação da cidade passar a chamar-se "Dianópolis", quer dizer, "Terra das Dianas".
Gentílico: …

SARZEDO

SEJA BEM VINDO A UMA DAS CIDADES MAIS JOVEM E RICA NA PRODUÇÃO DE MINÉRIO DE FERRO DAS MINAS GERAIS. SEJA BEM VINDO A CIDADE COM O MAIOR CRESCIMENTO ECONÔMICO DAS MINAS GERAIS. BEM VINDO A SARZEDO VEJA QUE BELA AVENIDA imagem - Montanha SARZEDO TEM 25.728 HABITANTE (IBGE 2010) QUEM NASCE EM SARZEDO EH : SARZEDENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 21 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.995 HISTÓRIA OS PRIMEIROS CONTATOS DO HOMEM BRANCO COM A REGIÃO RECUAM AO INÍCIO DO CICLO DO OURO. AS TERRAS DO ATUAL MUNICÍPIO FICARAM À MARGEM DO PROCESSO DE OCUPAÇÃO E URBANIZAÇÃO QUE CARACTERIZOU AS REGIÕES AURÍFERAS DE MINAS GERAIS. O POVOAMENTO DE SARZEDO TEVE MAIOR IMPULSO COM A IMPLANTAÇÃO DA ESTRADA DE FERRO CENTRAL DO BRASIL, LINHA DO PARAOPEBA. A ESTAÇÃO DE SARZEDO FOI INAUGURADA EM 20 DE JUNHO DE 1917. O NOME DA ESTAÇÃO E, DEPOIS, DO MUNICÍPIO, É UMA HOMENAGEM AO ENGENHEIRO ESPANHOL FRANCISCO SARZEDO QUE TRABALHOU NA CONSTRUÇÃO DO RAMAL FERROVIÁRIO. AQUI A ESTAÇÃO FERROVIÁRIA. ONDE A CIDADE COMEÇOU imagem - T…

SETE LAGOAS / MG - CIDADE DAS LAGOAS ENCANTADAS - TERRA NATAL DO TRAPALHÃO "ZACARIAS"

BEM VINDO A CIDADE DE 7 LAGOAS. CIDADE NASCIDA PARA O ALTO. TERRA NATAL DO TRAPALHÃO ZACARIAS imagem - ? 7 LAGOAS TEM 214.152 HABITANTES - IBGE 2010 -  QUEM NASCE EM 7 LAGOAS EH: SETE LAGOANO A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 24 DE NOVEMBRO E FOI FUNDADA EM 1.880 ORIGEM DO NOME O nome da cidade é uma referência as sete lagoas que foram encontradas quando da fundação da cidade. Com o passar dos anos novas lagoas foram descobertas e a cidade conta com mais de trinta lagoas em todo seu território. HISTÓRIA Os primeiros civilizados que chegaram às terras " das Sete Lagoas", foram alguns componentes da bandeira de Fernão Dias Leme - o "caçador de esmeraldas", que em 1667, estacionados no Sumidouro, foram atraídos pela possibilidade da existência de minério argentífero no Serrote das Sete Lagoas. Ali se demorou a bandeira, acerca da qual, pela primeira vez, a história se refere á extensa planície coberta por lindas lagoas, a qual os indígenas davam o nome de "Vapabuçu". De 1…

ARAGUARI / MG

ESTA EH A MATRIZ DE BOM JESUS DA CANA VERDE, DA CIDADE DE ARAGUARI.
foto - ?
AQUI A IGREJA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA
foto - Roberto Rufino
ESTA AQUI EH A IGREJA DO ROSÁRIO
foto - Roberto Rufino
A IGREJA DO ROSÁRIO NO CONTEXTO DA PRAÇA
foto - Roberto Rufino
LATERAL DA IGREJA DO ROSÁRIO
foto - Roberto Rufino

NAZÁRIO / GOIÁS - NO CORAÇÃO DA CRIANÇA RESIDE O SEGREDO DA PAZ - CIDADE AMIGA DAS MINAS GERAIS

SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE DE NAZÁRIO. NO CORAÇÃO DE GOIÁS. A MAIOR PRODUTORA DE PÓ DE GELATINA DO BRAZIL. UMA CIDADE ACOLHEDORA E DE PESSOAS PRESTATIVAS. foto - Thymonthy Becker Comunicação NAZÁRIO TEM 8.421 HABITANTES (ESTIMATIVA IBGE 2013) QUEM NASCE EM NAZÁRIO EH: NAZARINENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 25 DE AGOSTO E FOI EMANCIPADA EM 1.948 ORIGEM DO NOME O NOME NAZÁRIO EH UMA HOMENAGEM AO PRIMEIRO MORADOR (NAZÁRIO PEREIRA DE OLIVEIRA) QUE SE ESTABELECEU NA REGIÃO. ERA DE DESCENDÊNCIA ESPANHOLA E CHEGOU AO LOCAL POR VOLTA DE 1.880  HISTÓRIA DA CIDADE Por volta de 1880, Nazário Pereira de Oliveira, de descendência espanhola, radicou-se com sua família em lugar bem próximo à Serra da Jibóia, no então Município de Palmeiras de Goiás, onde tentou, sem êxito, a fortuna, procurando ouro ou pedras preciosas. Pouco tempo depois, transferiu-se para o local onde mais tarde nasceria o povoado, nas proximidades da confluência do Córrego Buriti com o Rio dos Bois. Fez erigir aí uma capela, à qual c…