Pular para o conteúdo principal

SALINAS / MINAS GERAIS - Na capital mundial da cachaça, o museu te permite conhecer todas as etapas da produção, inclusive uma experiência sensorial




LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "SALINAS" / MINAS GERAIS / BRASIL
BEM VINDO A CIDADE DE SALINAS. TERRA DO REQUEIJÃO E CARNE DE SOL. CAPITAL MUNDIAL DA CACHAÇA.
imagem - Arthur Henrique
População estimada 2016 (1) - 41.494
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 1.862,117
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 20,75
Código do Município 3157005
Gentílico - salinense
ORIGEM DO NOME
O NOME LHE FOI DADO DEVIDO A GRANDE QUANTIDADE DE SAL, ( SALGEMA ) MUITO IMPORTANTE NA ÉPOCA, QUE HAVIA AS MARGENS DO RIO ONDE A CIDADE NASCEU.
Gentílico: salinense
Histórico
Salinas 
Minas Gerais - MG
Histórico
O desbravamento da região de Salinas foi feito pelos bandeirantes oriundos da Bahia, que, sob o comando de Antônio Luís dos Passos, bateram aquelas terras na cata de riquezas. A gleba mineira, generosa como sempre, ofereceu ao desbravador, abundantes jazidas de sal, produto, então escasso e, por isso mesmo, de elevado preço. Tal descoberta contribuiu, sobremaneira, para o povoamento daquela região, onde hoje se ergue a cidade de Salinas.
D. Faustina Fernandes Pessoa, que era a proprietária dos terrenos, doou uma grande área para que nela se erguesse uma capela sob a proteção de Santo Antônio, e para que os fiéis construíssem ali suas casas. Estava lançada a semente de um novo povoado. Tão logo foi levantada a capelinha, os exploradores das jazidas, aproveitando-se da oferta daquela bondosa Senhora, construíram suas casas, ao redor do templo, crescendo o arraial de Santo Antônio de Salinas, pertencente a Rio Pardo de Minas. O nome do povoado foi em homenagem ao padroeiro e em referência às jazidas da região.
Progredindo o lugar, foi, pela Lei provincial número 730, de 16 de maio de 1855, criada a freguesia de Santo Antônio de Salinas, por desmembramento de Rio Pardo. Aliás, naquele ano, em 15 de fevereiro, conforme anotações no livro de Contas da freguesia, D. Ana Maria de Araújo fez doação do terreno para o cemitério local.
Com o esgotamento das jazidas, os habitantes daquelas paragens, dada à excepcional qualidade das terras, voltaram-se para a pecuária e a agricultura, onde iriam assentar a base econômica da região.
Na formação definitiva do lugar, aparece o Sr. Vicente Ferreira Costa, cuja numerosa família pode ser considerada como pioneira da terra salinense.
AQUI O AEROPORTO
imagem - Arthur Henrique
RIO SALINAS
imagem - Jotalu
imagem - Arthur Henrique
BARRAGEM
imagem - Jotalu
imagem - Jotalu
imagem - Arthur Henrique
CASARÕES
imagem - Jotalu
imagem - Jotalu
SEDE DA CEMIG
imagem - Arthur Henrique
AGÊNCIA DA CAIXA E. FEDERAL
imagem - Jotalu
ESCOLA ESTADUAL
imagem - Arthur Henrique
SEDE DO PODER JUDICIÁRIO - FÓRUM
imagem - Arthur Henrique
SEDE DO PODER EXECUTIVO - PREFEITURA - 
imagem - Arthur Henrique
BIBLIOTECA PÚBLICA
imagem - Arthur Henrique
CONHEÇA UM POUCO MAIS DA CIDADE DE SALINAS
imagem - Arthur Henrique
imagem - Jotalu
imagem - Arthur Henrique
imagem - Jotalu
imagem - Arthur Henrique
imagem - Jotalu
imagem - Jotalu
imagem - Jotalu
imagem - Arthur Henrique
imagem - Arthur Henrique
imagem - Jotalu
imagem - Jotalu
imagem - Arthur Henrique
imagem - Arthur Henrique
TURISMO / CACHAÇA / MUSEU DA CACHAÇA
Atualmente, a cachaça é uma importante atividade econômica do município e, recentemente, também tem sido adotada como elemento de identificação para a estruturação turística. O Museu da cachaça eh formado por oito salas que incluem um acervo de garrafas e um moinho montado a partir de temas como sociedade do açúcar, engenhos antigos e atuais, plantação, colheita e moagem da cana e história da cachaça em Salinas.
Salinas eh conhecida como a Capital da Cachaça. É uma das Cidades com maior produção de cachaça per capita do mundo, com uma produção de cerca de dois milhões de litros.
Instalação de 9 metros, com as 1.750 garrafas no Museu da Cachaça, em Salinas (MG)
MUSEU DA CACHAÇA
Museu da Cachaça, na cidade de Salinas, no Norte de Minas Gerais. A iniciativa surgiu de uma parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Salinas, que é a maior fabricante brasileira de cachaça. 
O museu conta com salas de exposição sobre a cadeia produtiva e as características da cachaça artesanal, com painéis fotográficos, áudios, vídeos e uma instalação de 9 metros de alturas com 1.750 garrafas de cachaça produzidas na cidade mineira. O espaço também dispõe de cozinha, restaurante e estrutura para realização de negócios, além de shows e eventos. 
Museu da Cachaça, em Salinas (MG), tem um moinho do século 19 em uma de suas salas
Museu da Cachaça, em Salinas (MG). Na Sala do Engenho há um carro de boi, carretão, moinho de ferro e alambique de cobre
Os visitantes poderão passar por uma experiência sensorial na Sala do Aroma, onde as bebidas percorrem calhas e podem ser distinguidas pelo seu cheiro. O acervo da instituição retrata todo ciclo de produção da aguardente, desde o cultivo da cana de açúcar, a produção artesanal da cachaça de alambique até sua comercialização no Brasil e no mundo. 
Museu da Cachaça, em Salinas (MG). Na Sala do Engenho há um carro de boi, carretão, moinho de ferro e alambique de cobre
Museu da Cachaça 
Onde: Av. Antônio Carlos, 1.250, Salinas/MG 
Quando: de quarta a domingo - das 09h às 19h 
Quanto: grátis 
Mais informações: (38) 3841-4778
Museu da Cachaça, em Salinas (MG)
CONHEÇA UM POUCO MAIS DE SALINAS, MINAS GERAIS, BRASIL
imagem - Arthur Henrique
CAMPINHO DE FUTEBOL
imagem - Arthur Henrique
CERÂMICA
imagem - Arthur Henrique
CIDADE DAS CRIANÇAS
imagem - Arthur Henrique
MERCADO MUNICIPAL
imagem - Arthur Henrique
CORETO DA PRAÇA
imagem - Jotalu
MATRIZ DE SANTO ANTÔNIO
imagem - Arthur Henrique
LATERAL DA MATRIZ
imagem - Arthur Henrique
FRENTE DA MATRIZ
imagem - Arthur Henrique
PARQUE DE EXPOSIÇÕES
imagem - Arthur Henrique
PRAÇAS
imagem - Arthur Henrique
imagem - Jotalu
imagem - Arthur Henrique
imagem - Arthur Henrique
imagem - Arthur Henrique
RESTAURANTE SABOR DE MINAS
imagem - Arthur Henrique
PRAÇA
imagem - Arthur Henrique
HOTEL MINAS BRASIL
O hotel Minas Brasil está na região central da cidade. Os quartos standard são bons, com espaço bem legal, banheiro muito bom e banho quente mesmo. As camas são um pouco mais estreitas que no geral. O café da manhã eh muito legal, com boas opções, mas não muitas. Possui ampla garagem com parte coberta que fica de frente (do outro lado da rua) ao hotel e o estacionamento eh gratuito. O preço eh muito bom e está abaixo da média. Eh a segunda vez que me hospedo neste hotel, (nas duas vezes estava chovendo, muito show de bola um dia de chuva) a última este mês, e continua com a mesma qualidade do atendimento. Uma ótima opção para se hospedar em salinas / mg. Cidade esta que eh a capital nacional da cachaça. 
Dica de quarto: No geral todos os quartos estão livres de ruídos que possam perturbar o sono
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
ENTORNO DA CIDADE
imagem - Arthur Henrique
imagem - Jotalu
FONTE
imagem - Jotalu
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH BRASÃO DO MUNICÍPIO
fonte / fotos = IBGE / Thymonthy Becker / Wikipédia / viageaqui.abril.com.br / Divulgação / 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ITABIRA / MG - MURIAÉ / MG - SANTA LUZIA / MG - PEDRO AFONSO / TO - OURO PRETO / MG

IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO EM ITABIRA / MG
foto - Roberta Soriano
MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE, INTERIOR E LATERAL EM ITABIRA / MG
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
CAPELA DE SÃO E NO CONTEXTO DA PRAÇA NA SERRA DOS ALVES EM ITABIRA / MG
foto - Barbosa
foto - Emerson Silva
CAPELA DO BOM JESUS NO MORRO REDONDO EM ITABIRA / MG
foto - Roneijober Andrade
MATRIZ DE SÃO PAULO EM MURIAÉ / MG
foto - Afrânio Bastos
CAPELA DE SÃO JOSÉ EM MURIAÉ / MG
foto - SG Trangel
IGREJA DA BARRA EM MURIAÉ / MG
foto - Tony Borrach
IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO EM MURIAÉ / MG
foto - Afrânio Bastos
IGREJA DE NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS EM MURIAÉ / MG
foto - SG Trangel
CAPELA DO BONFIM EM SANTA LUZIA / MG
foto - Antonor
CAPELA DE NOSSA SENHORA DAS DORES EM SANTA LUZIA / MG
foto - Gui Torres
IGREJA DE SANTA EFIGÊNIA EM OURO PRETO / MG
foto - Gui Torres
MATRIZ DE SANTA LUSIA, SEU INTERIOR E NO CONTEXTO DA RUA EM SANTA LUZIA / MG
foto - Antonor
foto - Gu…

DIVINÓPOLIS / MINAS GERAIS - COMO A CIDADE COMEÇOU - CEM ANOS ATRÁS NASCIA A CIDADE QUE SERIA REFERÊNCIA EM QUALIDADE DE VIDA E EDUCAÇÃO, NAS MINAS GERAIS

DIVINÓPOLIS / MINAS GERAIS / BRASIL - 100 ANOS ATRÁS foto - Thymonthy Becker AQUI PODEMOS VER O CENTRO DA CIDADE, COM O SANTUÁRIO, O COLÉGIO DOS PADRES E ABAIXO A PONTE QUE LIGA O CENTRO AO BAIRRO PORTO VELHO. foto - Colombo
NESTA PÁGINA, IREMOS MOSTRAR COMO DIVINÓPOLIS COMEÇOU. ALGUMAS FOTOS SÃO RARAS. E POSSUEM MAIS DE CEM ANOS. ESTE FOI O SEGUNDO LOCAL ONDE FUNCIONOU A CÂMARA MUNICIPAL. AQUI NA RUA SÃO PAULO. foto - ?
AQUI  ANTIGA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA. HOJE EH O HOTEL DAS VOVÓS. foto - ?
ESTA EH A RUA SÃO PAULO. REPARE QUE OS POSTES DE LUZ FICAVAM NO MEIO DA RUA. foto - ?
AQUI A MESMA RUA SÃO PAULO, ENTRE ANTÔNIO OLÍMPIO DE MORAIS (ANTIGA AVENIDA DA INDEPENDÊNCIA) E AVENIDA VINTE E HUM DE ABRIL. foto - ?
ESTE VÍDEO FOI FEITO QUANDO DIVINÓPOLIS TINHA 20.000 HABITANTES, HOJE TEM 225.000. QUANDO DA INAUGURAÇÃO DA PONTE CENTRO/PORTO VELHO.
AQUI A AVENIDA PRIMEIRO DE JUNHO ESQUINA COM RUA SÃO PAULO. REPARE AS BOMBAS DO POSTO DE COMBUSTÍVEL. foto - ?
O PRIMEIRO PRÉDIO DA CIDADE. EDIFÍCIO HERCÍLIO. …

CONTAGEM / POLO COMERCIAL

BOM DIA. BEM VINDO A CONTAGEM. CIDADE PROGRESSO
copyrigth "Altemiro Olinto cris"
CONTAGEM TEM 603.048 HABITANTES (IBGE 2010) QUEM NASCE EM CONTAGEM É: CONTAGENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,794 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. Na época do Brasil-colônia, a Coroa portuguesa mantinha o controle sobre os territórios ocupados através de postos avançados chamados “postos de registro”. Tais postos fiscalizavam e registravam todo o movimento de pessoas e mercadorias, cargas e tropas. Ali, os viajantes, mercadores de escravos e tropeiros eram obrigados a parar e, enquanto as mercadorias eram registradas. CONTAVAM-SE TUDO. INCLUSIVE E PRINCIPALMENTE, AS BARRAS DE OURO, QUE IAM PARA O RIO DE JANEIRO. DAÍ O NOME "CONTAGEM."
No início do século XVII, nas terras da sesmaria do capitão João de Sousa Souto Maior, um terreno conhecido como Sítio das Abóboras, foi instalado um desses postos de fiscalização. Em 1715, Dom Brás Baltasar refere-se a este posto ao escrever …

SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO / A CIDADE DOS IPÊS

BEM VINDO A SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO.
imagem de Alexandre Bonacini SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO, TEM 65.034 HABITANTES (IBGE 2010) QUEM NASCE EM SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO É: PARAISENSE O IDH DO MUNIC[IPIO É DE 0,812, CONSIDERADO ELEVADO PELOS INDICADORES DA ONU SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO É CONHECIDA COMO A CIDADE DOS IPÊS, VISTO SER MUITA A QUANTIDA DESTA ÁRVORE NA REGIÃO. imagem de Auro Queiroz


imagem de Auro Queiroz
Em uma das propriedades foi doado, em 1821, terreno para a construção da Capela de São Sebastião, em torno da qual se desenvolveu o povoado. O lugar se tornou pouso obrigatório para os viajantes em trânsito para São Paulo, Jacuí e outros povoados sul mineiros. Em 1855 foi criada a Freguesia e, três anos depois, o Curato de São Sebastião do Paraíso. O intercâmbio comercial intensificou-se. As notícias da excelência das terras atraíram agricultores e pecuaristas, gerando grande surto de desenvolvimento, consubstanciado pela elevação a Vila e a Cidade, em 1870 e 1873, respectivam…

DIAMANTINA

BOM DIA. BEM VINDO AO PATRIMÔNIO CULTURAL DA HUMANIDADE. BEM VINDO A DIAMANTINA. CIDADE DAS SERESTAS copyrigth "Mauro Braga" DIAMANTINA TEM HOJE, 45.884 HABITANTES. QUEM NASCE EM DIAMANTINA ÉH: DIAMANTINENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,748 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU A ECONOMIA DO MUNICÍPIO É FORTE NO SETOR ESTUDANTIL. AQUI SE ENCONTRA A UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO JEQUITINHONHA E MUCURI. AQUI FORAM REALIZADOS EM 2010, 194 CASAMENTOS, 19 SEPARAÇÕES E 28 DIVÓRCIOS. Conhecida inicialmente como Arraia do Tijuco ou Tejuco, a cidade emancipou-se do município do Serro em 1831, passando a se chamar Diamantina por causa do grande volume de diamantes encontrados na região. Essas pedras eram extraídas em grandes quantidades pela Coroa de Portugual, durante o século XVII. Em 1938, Diamantina comemorou seus 100 anos de elevação à categoria de cidade, recebendo do IPHAN o título de Patrimônio Histórico Nacional. E, no ano de 1999, foi tombada pela UNESCO como: Patrimônio cult…

CARMO DO CAJURU / A CIDADE DOS MÓVEIS

UM AMANHECER COMO ESTE, SÓ EM CARMO DO CAJURU. 
foto - ?
ALGUNS DADOS INTERESSANTES SOBRE CARMO DO CAJURU: POPULAÇÃO: 20.018 HABITANTES (IBGE 2010) HOMENS: 9.600 (APROXIMADAMENTE) MULHERES: 9.400 (APROXIMADAMENTE) ALTITUDE: 772 METROS (MÉDIA) A ECONOMIA DO MUNICÍPIO COMEÇOU COM UMA FÁBRICA DE MANTEIGA, DEPOIS DE FARINHA E MACARRÃO. HOJE SUA ECONOMIA BASEIA-SE NA INDÚSTRIA MOVELEIRA, QUE UMA DAS MELHORES DO BRAZIL. ONDE OS MÓVEIS PRODUZIDOS EM CARMO DO CAJURU SÃO VENDIDOS EM TODO O BRAZIL E EXPORTADO PARA ALGUNS PAÍSES DO MERCO SUL

ESTE É O CASTELO DA LÍDER INTERIORES. ELE FICA NA CIDADE DE MATEUS LEME. MAS PERTENCE A FABRICA DE MOVEIS DE CARMO DO CAJURU
foto - Mauricio Cardim CARMO DO CAJURU, FOI FUNDADA EM DEZEMBRO DE 1948 QUEM NASCE EM CARMO DO CAJURU É: CAJURUENSE O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,774, CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU EM CARMO DO CAJURU, TEM A MAIS FAMOSA FABRICA DE MÓVEIS DO PAÍS. É ALÍDER INTERIORES, QUE FABRICA OS MAIS BONITOS E MODERNOS MÓVEIS DA INDUSTRIA MOVELEIRA. A LÍDER …

POÇOS DE CALDAS / CIDADE DAS ROSAS

BOM DIA. BEM VINDO A CIDADE DAS ROSAS
MONTANHAS DA REGIÃO
copyrigth "Enioprado"
POÇOS DE CALDAS TEM HOJE 152.496 HABITANTES O IDH DO MUNICÍPIO EH DE: 0.841 - CONSIDERADO ELEVADO PELOS INDICADORES DA ONU. A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 06 DE NOVEMBRO E FOI FUNDADA EM 1872 QUEM NASCE EM POÇOS DE CALDAS EH: POÇOS-CALDENSE. HISTÓRIA
A região onde se localiza o atual Município de Poços de Caldas foi inicialmente habitada pelos indios Cataguases que, em 1675, ofereceram combate e venceram a célebre bandeira de Lourenço Castanho, cognominado "O Velho". Com a busca de pastagens para manter a pecuária valorizou-se a região dos "Campos de Caldas'', como passou a ser chamado o local. Com isto, facilitou a instalação do núcleo pastoril que, economicamente, substituiu a lavra e grupiara. Entre os que vieram para os "Campos de Caldas", nos últimos anos de 1700, encontrava-se o Padre Manoel Gonçalves Correia, que instalou uma fazenda no "Monte Alegre&quo…

MINAS GERAIS / BRASIL - UM ESTADO MÚLTIPLO, ÚNICO, COM 853 MUNICÍPIOS QUE SE DESENVOLVERAM SEM PERDER A RIQUEZA CULTURAL, HISTÓRICA SE TORNANDO GRANDES ATRATIVOS TURÍSTICOS

LINHA DO TEMPO DE MINAS GERAIS / BRASIL - TIMELINE VENHA VIVER MINAS GERAIS  Minas Gerais é um estado múltiplo, completo e único. Todos os seus 853 municípios cresceram e se desenvolveram sem perder sua riqueza cultural e histórica e se tornaram grandes atrativos turísticos. A mesa mineira, “onde sempre cabe mais um”, é a maior marca da hospitalidade do povo do Estado. Para conhecer Minas Gerais, não basta apenas ouvir falar, ler ou se informar. E quem quiser comprovar, será muito bem-vindo! 
Uberaba O Estado detém cerca de 60% do patrimônio histórico nacional. As cidades centenárias narram a grandiosidade da história do Brasil. Minas também é um imenso palco de manifestações artísticas, exportadas nacional e internacionalmente. Em Minas você encontrará destinos ideais para relaxar e cuidar do corpo e da mente. Entrar em contato com costumes, pessoas e lugares que valorizam a harmonia e o bem-estar. Viver Minas Gerais é muito mais que uma simples viagem turística, é estabelecer uma vivênc…

PEQUI / MINAS GERAIS - Descer de tobogã em cachoeira numa belíssima vista da cidade e cidades vizinhas, com existência de grutas, grotas e rica vegetação natural

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "PEQUI" / MINAS GERAIS / BRASIL foto (acima) Thymonthy Becker BEM VINDO A CIDADE DE PEQUI. AOS PÉS DA SERRA DO RIO DO PEIXE. Pórtico da estrada da cidade de Pequi, Minas Gerais foto - Thymonthy Becker População estimada 2016 (1) - 4.369 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 203,991 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 19,98 Código do Município 3149606 Gentílico - pequiense ORIGEM DO NOME O termo significa, em tupi, "coxa áspera", e origina-se de um velho e frondoso pequizeiro, que existiu em frente a uma venda no largo da igreja, cuja sombra abrigava a população que ali se reunia Gentílico: pequiense Histórico Pequi  Minas Gerais - MG HISTÓRICO A fixação da povoação do atual município deve-se, principalmente, aos solos férteis e ao grande número de córregos e riachos que cortam a região. Pequi foi criada em 1841, quando o distrito de Santo Antônio de São Joanico, no município de Pitangui, foi dividido em dois: Pequi e Maravilha.…

ENTRE RIOS DE MINAS / MINAS GERAIS - "BERÇO DO CAVALO CAMPOLINA", TEM RUAS CALMAS, BELOS CASARÕES, CACHOEIRAS E MUITA BELEZA NA SERRA DO GAMBÁ

LINHA DO TEMPO DE "ENTRE RIOS DE MINAS" / MINAS GERAIS / BRASIL A CIDADE A economia é baseada na agropecuária, sendo grande produtora de leite, milho e de uma cachaça artesanal muito famosa na região. O município é conhecido como berço do Cavalo Campolina e local aonde nasceu Santa Manoelina dos Coqueiros. A atmosfera aconchegante de Entre Rios é proporcionada pelas ruas calmas com casarões conservados, além das lindas arquiteturas da Igreja Matriz de Nossa Senhora das Brotas que tem influências neogóticas, datada de 1928, e do belo prédio do Hospital Cassiano Campolina, construído em 1910.
O TURISMO O município possui belezas naturais como cachoeiras e serras, e é um lugar propício para a prática de esportes ao ar livre como escalada, voô livre, mountain bike, trekking entre outros. Dentre os monumentos naturais destacam-se as cachoeiras do Gordo (18 km. da cidade), dos Faleiros (10 km. da cidade), Coqueiros (12 km. da cidade), do Diniz (12 km. da cidade), da mata (17 km. da c…