Pular para o conteúdo principal

CÂNIONS DO RIO SÃO FRANCISCO / BRASIL - Paredões de arenitos impressionam pela imensidão, pela vasta vegetação preservada e pelas imagens que se formam nas rochas




LINHA DO TEMPO DOS "CÂNIONS DO RIO SÃO FRANCISCO" / BRASIL
Explorar o Monumento Natural (Mona) do São Francisco por rotas alagoanas é uma das opções de passeios mais atraentes do Alto Sertão. O roteiro com cinco horas de duração começa com o embarque no catamarã "Menestrel das Alagoas", no cais do município de Olho D’Água do Casado, prossegue pelos riachos das Águas Mortas e Talhado, explorando os paredões rochosos dos cânions do São Francisco, até chegar ao receptivo ecológico, que fica no município de Delmiro Gouveia, ponto de parada para descansar, repor as energias com um banho de rio, e partir para novas aventuras.
O PASSEIO
São três horas de passeio na parte represada do Rio São Francisco, com parada para banho em um belo local, conhecido como Paraíso do Talhado. R$ 50 por pessoa.
De lancha, o passeio dura 2 horas e custa R$ 70 por pessoa (mínimo de 4 pessoas).
Saídas de segunda a domingo, a partir das 11h30, do restaurante Karranca's. O local fica a 10 quilômetros do Reservatório de Xingó.
(79) 9972-1320 (Telefone da MF-Tur)
www.mturxingo.com.br
Cânion de Xingó na cidade de Canindé do São Francisco em Sergipe
Cânion de Xingó na cidade de Canindé do São Francisco em Sergipe
Gruta do Talhado no Cânion do Paraíso Talhado, no Rio São Francisco
Muitos são os atrativos turísticos como Paredões Sedimentares, Caatinga, Animais Silvestres, Restaurante Ecológico Castanho, Mergulhos, Trilhas e o passeio no Catamarã Menestrel das Alagoas que guardam a simplicidade e beleza da região
CÂNIONS DO RIO SÃO FRANCISCO / BELEZA NATURAL ÚNICA
Você tem belos motivos para viajar até os Cânions do São Francisco: Diversidade geológica, história, culinária...


O G1 apresenta um roteiro turístico que começa em Piranhas, cidade histórica de Alagoas tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional. Segue pela Rota do Cangaço, percorrendo a trilha que a volante militar fez em busca do bando de Lampião e Maria Bonita, até a Grota do Angico, onde parte do grupo foi morto, para depois desvendar parte das belezas dos Cânions do São Francisco e um pouco da arte e dos sabores do Sertão.
No trajeto até o ponto de parada, os paredões de arenitos impressionam pela imensidão, pela vasta vegetação preservada e pelas imagens que se formam nas rochas. Entre os principais estão a pedra do gavião e os morros gêmeos, conhecidos como "peitos da cabocla", além da gruta de São Francisco, que foi esculpida e ganhou até escadaria para receber a imagem do santo que dá nome ao rio da Integração Nacional.
No restaurante ecológico Castanho, uma carranca, espécie de amuleto típico do São Francisco, dá as boas vindas aos visitantes. No local há uma prainha propícia para quem deseja se banhar no rio e redes para descansar, além do restaurante que oferece pratos da culinária local.
Aos aventureiros há opcionais, com trajeto por terra e pela água, que vale a pena desbravar. O primeiro é uma trilha por dentro da caatinga de aproximadamente 2 km até um mirante formado pelas rochas. No trajeto, além de curiosidades sobre a biodiversidade do bioma, há registro da passagem do homem pré-histórico deixado nas pedras. No mirante, a vista principal é de parte do cânion do São Francisco.
Cenário encantador
Devido à beleza singular, os cânions do São Francisco foram cenário de locação da novela da Rede Globo, 'Cordel Encantado', exibida em 2011. Onde a história de amor entre Jesuíno, interpretado pelo ator Cauã Reymond, e Açucena, vivida por Bianca Bin, ganhou vida em meio à paisagem típica do Sertão.
O passeio envolve contato com a vegetação típica do semi-árido, belas formações rochosas de arenito, grutas, cavernas e pinturas rupestres. A caminhada em si envolve grandes dificuldades e uma boa porção de aventura, o sol forte cobra o seu tributo exigindo do visitante, chapéu, filtro solar e muita água. Sempre com o acompanhamento de profissionais devidamente qualificados. A experiência de percorrer trilhas que no passado eram apenas dos primeiros habitantes da região, os índios, passando pelos vaqueiros e mais recentemente por cangaceiros, como os do grupo do renomado Lampião. A beleza dos paredões e do bioma da Caatinga unidas as emoções da trilha, recompensam todo esforço.
É assim que começa a viagem pelos “Caminhos do São Francisco”, que pode ser feita em cerca de 4 ou 5 dias, com agência ou de forma independente. A rota turística nasce no meio do sertão alagoano, uma terra cheia de histórias de cangaceiros, vaqueiros e rendeiras que tecem a sobrevivência na soleira das janelas. Por ali, há receitas com plantas da caatinga para quase todo tipo de aperreio que se imagine.
Entre os pontos de parada possíveis estão os sítios arqueológicos de nove mil anos em Olho D’água do Casado, paisagens cenográficas como o “Porto de Borogodó” (da novela "Cordel Encantado", da TV Globo), a charmosa cidade de Piranhas (AL), por onde circulou a cabeça de Lampião, uma vila de bordadeiras que já hospedou Dom Pedro 1º e a histórica Penedo, primeiro povoado de Alagoas. É só depois de banhar todas essas atrações que, finalmente, o Rio São Francisco se entrega ao belíssimo mar de Piaçabuçu (AL), última estação do roteiro.
Para imergir na cultura sertaneja do caminho, o ideal é alugar um carro e seguir direto para o ponto de partida do roteiro em Delmiro Gouveia. Lá, operadoras de turismo conduzem trilhas que saem do próprio Mirante do Talhado e seguem por um trecho de caatinga coberto de areia, cactos de todos os tipos, arbustos espinhosos e árvores belíssimas como o cajueiro, o anjico e a imburana. 
Quando menos se espera, o cânion se descortina a frente, surpreendendo os turistas com a vista das águas em tom esmeralda, 50 metros abaixo. A trilha segue serpenteando o paredão com um visual impressionante. Dali é possível encarar em uma descida de rapel nas paredes areníticas e lá debaixo experimentar uma modalidade chamada de psicobloc (escalada esportiva sem equipamento, em que a única proteção é a água). Ainda que você não se arrisque em nenhuma das duas opções, a caminhada termina em clima de aventura em uma descida íngreme na Gruta do Talhado, que dá direito a um merecido batismo nas águas translúcidas do lago.
No fim do passeio, uma lancha leva os turistas rumo ao Restaurante do Castanho, servido de coloridas canoas e caiaques para os adeptos do remo. As redes sob a sombra de cajueiros são perfeitas para um "relax" enquanto se espera um caprichado bode guisado ou um peixe fresquinho ao molho de camarão. O restaurante também opera saídas de barco para o Vale dos Mestres, um recanto com águas mornas e claras a 20 minutos dali, que vai te convencer que mergulhar no São Francisco nunca é demais.
OS CÂNIONS QUE PODEMOS ADMIRAR, NO NOSSO BELO BRASIL, FICA AO LONGO DO RIO DE INTEGRAÇÃO NACIONAL, O RIO SÃO FRANCISCO. RIO ESTE QUE NASCE NO ESTADO DAS MINAS GERAIS. COM NASCENTE NA SERRA DA CANASTRA, EM MINAS GERAIS, A APROXIMADAMENTE 1.200 METROS DE ALTITUDE, CORTA OS ESTADOS DA BAHIA, FAZENDO A DIVISA COM PERNAMBUCO. E FAZ A DIVISA NATURAL DOS ESTADOS DE SERGIPE E ALAGOAS, ONDE TERMINA NO OCEANO ATLÂNTICO.
SÃO DE UMA RARA BELEZA, E SE VOCÊ AINDA NÃO VEIO VER OS CÂNIONS DO RIO SÃO FRANCISCO, PROGRAME SUAS PRÓXIMAS FÉRIAS PARA UMA VISITA.
VOCÊ NUNCA MAIS ESQUECERÁ ESTA BELEZA CONSTRUÍDA PELA MÃE NATUREZA.

fonte / fotos - uol.com.br / globo.com / Thymonthy Becker / viajeaqui.abril.com.br / Divulgação / 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MARECHAL DEODORO / ALAGOAS - A primeira capital de Alagoas, Patrimônio Histórico Nacional, numa simpática viela de colorido casario colonial, nasceu Marechal Deodoro da Fonseca

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "MARECHAL DEODORO" / ALAGOAS / BRASIL
O centro histórico de Marechal Deodoro em Alagoas tem muitas construções antigas, mas nem tudo está preservado A primeira capital de Alagoas ganhou, em 2006, o título de Patrimônio Histórico Nacional. Reúne um conjunto de dez igrejas, a maioria em ruínas. Entre elas estão a Senhor do Bonfim (1755), no bairro de Taperaguá, a N.S. do Amparo (1757), na Rua Ladislau Neto, e o importante complexo (atualmente em restauração, fechado para visitas) onde ficam o Museu de Arte Sacra, o Convento de São Francisco e a Igreja de Santa Maria Madalena. A casa onde o Marechal Deodoro da Fonseca viveu até os 16 anos é um museu, na rua que leva o seu nome (uma simpática viela de colorido casario colonial). Você pode estacionar o carro ali e, com um guia do museu, conhecer os arredores. foto - ? População estimada 2016 (1) - 51.715
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 332,140
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 138,62
Código…

CARATINGA / CIDADE ESPERANÇA / TERRA DAS PALMEIRAS

SEJA SEMPRE BEM VINDO A CIDADE DE CARATINGA. A CIDADE DO MENINO MALUQUINHO
copyrigth "?" ORIGEM DO NOME
A denominação do município Caratinga, de origem indígena, (cará / tinga = branco) é devido à falta de alimentação diversificada, o que fazia com que os primeiros habitantes da região se alimentassem de um tubérculo muito encontrado na região na época do povoamento, um cará-branco que servia de alimento para os índios CARATINGA TEM ATUALMENTE, 85.322 HABITANTES. QUEM NASCE EM CARATINGA É: CARATINGUENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,754 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 24 DE JUNHO. FOI FUNDADA EM 1848 EM CARATINGA, FORAM REALIZADOS EM 2010, 513 CASAMENTOS 056 SEPARAÇÕES 079 DIVÓRCIOS. HISTÓRIA
Em 1841 aportou por estas terras o grande desbravador Domingos Fernandes Lana, que aqui permaneceu até 1847.
No final desse ano, João Caetano do Nascimento, João Antônio de Oliveira e João José, bravos pioneiros, vieram de mudança, trazendo suas famílias,…

QUARTEL GERAL / MINAS GERAIS - Paisagens naturais, Trilhas do Indaiá, Cachoeiras, esportes Radicais, Jipeiros, Construções Históricas. Aventure-se nesta jornada

LINHA DO TEMPO DE "QUARTEL GERAL" / MINAS GERAIS / BRASIL
Quartel Geral faz parte do circuito turístico caminhos do Indaiá. Quartel Geral uma cidade tão especial e peculiar para os mineiros. Eugênia, esposa de Tiradentes, depois de sua morte morou na cidade com seu filho em uma fazenda. A mineração dos diamantes também foi um ponto marcante para a criação do povoado e posteriormente, da cidade. São aspectos que permeiam a história de Quartel Geral e que somente entrando nas verdes matas para descobrir os caminhos do Indaiá, o Rio que atravessa vários municípios e que deu nome ao circuito turístico. Para quem gosta de esportes radicais, os trilheiros, jipeiros e de cachoeiras, Quartel Geral pode proporcionar muitas aventuras.
Academia da Saúde em Quartel Geral, Minas Gerais,  tem por objetivo manter a população saudável
foto - Câmara Municipal Conhecer Quartel Geral também é uma aventura por tudo que o município tem a oferecer com suas paisagens naturais. Aventure-se nessa jornada. Q…

CONTAGEM / POLO COMERCIAL

BOM DIA. BEM VINDO A CONTAGEM. CIDADE PROGRESSO
copyrigth "Altemiro Olinto cris"
CONTAGEM TEM 603.048 HABITANTES (IBGE 2010) QUEM NASCE EM CONTAGEM É: CONTAGENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,794 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. Na época do Brasil-colônia, a Coroa portuguesa mantinha o controle sobre os territórios ocupados através de postos avançados chamados “postos de registro”. Tais postos fiscalizavam e registravam todo o movimento de pessoas e mercadorias, cargas e tropas. Ali, os viajantes, mercadores de escravos e tropeiros eram obrigados a parar e, enquanto as mercadorias eram registradas. CONTAVAM-SE TUDO. INCLUSIVE E PRINCIPALMENTE, AS BARRAS DE OURO, QUE IAM PARA O RIO DE JANEIRO. DAÍ O NOME "CONTAGEM."
No início do século XVII, nas terras da sesmaria do capitão João de Sousa Souto Maior, um terreno conhecido como Sítio das Abóboras, foi instalado um desses postos de fiscalização. Em 1715, Dom Brás Baltasar refere-se a este posto ao escrever …

PIUMHI / CIDADE DAS MAIS BONITAS PRAÇAS DE MINAS

SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE DE PIUMHI. UMA DAS MAIORES PRODUTORAS DE CAFÉ E UMA DAS MAIS AGRADÁVEIS CIDADE DE SE ESTAR.
foto - Thymonthy Becker
PIUMHI TEM 31.883 HABITANTES (IBGE 2010)
QUEM NASCE EM PIUMHI EH: PIUIENSE (IBGE)
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 20 DE JUNTO E FOI FUNDADA EM 1.868

UM MORADOR DA CIDADE COM QUEM ESTIVE QUANDO TIREI ESTAS FOTOS, DISSE QUE O NOME DA CIDADE VINHA DE UM MOSQUITO QUE ERA ABUNDANTE NA REGIÃO E OS ÍNDIOS LOCAIS O CHAMAVAM DE PIUM.
PERGUNTEI O MOTIVO DO "HI" NO FINAL DO NOME. ESTA PESSOA NÃO SOUBE EXPLICAR O PORQUE DO "HI" AO FINAL DE PIUM.
CONCLUI QUE PODERIA TER SIDO PELO FATO DOS GRANDES FAZENDEIROS IREM ATÉ A REGIÃO COMPRAREM TERRAS E AO DEPARAREM COM OS TAIS MOSQUITOS, ACONTECIA O SEGUINTE DIÁLOGO:
FAZENDEIRO: __EH PIUM?
VENDEDOR :  __ SIM.
FAZENDEIRO: HIIIIIIII. NÃO VAI DAR NEGÓCIO.
DAI O NOME FICOU "PIUM HI. BEM, ESTA EH MINHA VERSÃO.

AQUI PODEMOS VER UMA AVENIDA CENTRAL
foto - Thymonthy Becker
POR VOLTA DE 1707, FAMÍLIA…

PARACATU / MG

BEM VINDO A CIDADE DE PARACATU. CIDADE NATAL DE AFONSO ARINOS / RICA EM CULTURA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO imagem - Revoredo
PARACATU TEM 84.718 HABITANTES - IBGE 2010 - QUEM NASCE EM PARACATU EH: PARACATUENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 20 DE OUTUBRO E FOI FUNDADA EM 1.728 ORIGEM DO NOME "Paracatu" é um termo de origem tupi que significa "rio bom", através da junção dos termos "Pará" ("rio") e "Katu" ("bom") Paracatu pertence ao seleto grupo das dez cidades nacionalmente tombadas em Minas Gerais, o que a coloca no patamar de um dos municípios mineiros mais ricos culturalmente e patrimonialmente, sendo integrante também da Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais. HISTÓRIA Não existe consenso entre os historiadores sobre a data efetiva em que foi descoberta e povoada a região de Paracatu. De qualquer forma, admite-se que o território paracatuense já era conhecido desde o final do século XVI pelos brancos, que vinham da Vila de Sã…

CORONEL FABRICIANO / CIDADE DA SERRA DOS COCAIS

BOM DIA. BEM VINDO A CORONEL FABRICIANO.
copyrigth "pmcf" CORONEL FABRICIANO TEM 103.797 HABITANTES. QUEM NASCE EM CORONEL FABRICIANO É: FABRICIANENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,789 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A ÁREA DA CIDADE É DE APENAS 221 QUILÔMETROS QUADRADOS. DEVIDO A ISTO, A DENSIDADE DEMOGRÁFICA É ALTA. SÃO 470 HABITANTES POR QUILÔMETRO QUADRADO. Destemidos desbravadores, muitos dos quais heróis anônimos que arrostando o endêmico impaludismo, em meio selvagem e hostil, abriram picadões, rasgaram clareiras, mata virgem adentro sertões afora, para que a ferrovia Vitória a Minas pudesse estender as suas paralelas de aço em direção a Itabira, em demanda do riquíssimo minério de ferro do fabuloso Cauê, hoje fonte principal de uma das maiores divisas acarretadas para a Pátria Brasileira. Foi do arroio daqueles heróicos operários, que surgiu a atual cidade Coronel Fabriciano, que até o princípio de 1922 não passava de uma floresta virgem, não violada p…

PATOS DE MINAS

BOM DIA. BEM VINDO A PATOS DE MINAS. A CIDADE DA MAIOR FESTA DO MILHO DO BRAZIL E POLO ECONÔMICO REGIONAL copyrigth "maira" PATOS DE MINAS TEM ATUALMENTE, 138.836 HABITANTES. QUEM NASCE EM PATOS DE MINAS É: PATENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,813, CONSIDERADO ELEVADO PELOS INDICADORES DA ONU. PATOS DE MINAS É O MAIOR POLO ECONÔMICO E A MAIOR CIDADE DO ALTO PARANAÍBA. EM MAIO, ACONTECE NA CIDADE, A MAIOR FESTA DO MILHO DO BRAZIL. Origem do nome do Município provém da enorme quantidade de patos que existiam no território, encontrados habitualmente em uma grande lagoa, a três quilômetros da margem do rio Paranaíba. Atraídos pela caça abundante e variada, os tropeiros que levavam suas tropas pelo interior de Minas Gerais faziam pouso a beira dessa lagoa, construindo ranchos em que se abrigavam. Neste tempo, todo o oeste de Minas estava coberto de matas, atravessadas apenas por estreitas trilhas, que tinham em alguns pontos, a léguas de distância, vestígios de civilização. Com o correr …

PARACATU / RICA EM CULTURA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO

BEM VINDO A CIDADE DE PARACATU. CIDADE NATAL DE AFONSO ARINOS
imagem - Revoredo

PARACATU TEM 84.718 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM PARACATU EH: PARACATUENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 20 DE OUTUBRO E FOI FUNDADA EM 1.728
ORIGEM DO NOME "Paracatu" é um termo de origem tupi que significa "rio bom", através da junção dos termos "Pará" ("rio") e "Katu" ("bom") Paracatu pertence ao seleto grupo das dez cidades nacionalmente tombadas em Minas Gerais, o que a coloca no patamar de um dos municípios mineiros mais ricos culturalmente e patrimonialmente, sendo integrante também da Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais.
HISTÓRIA

Não existe consenso entre os historiadores sobre a data efetiva em que foi descoberta e povoada a região de Paracatu. De qualquer forma, admite-se que o território paracatuense já era conhecido desde o final do século XVI pelos brancos, que vinham da Vila de São Paulo com objetivos de conquista, não …

OLIVEIRA / MINAS GERAIS - A terra Natal do Cientista "Carlos Chagas" eh repleta de belíssimos casarões que contam a história da cidade

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "OLIVEIRA" / MINAS GERAIS / BRASIL BEM VINDO A OLIVEIRA. TERRA DO CIENTISTA DESCOBRIDOR DA DOENÇA DE CHAGAS copyrigth "PMO" Esta Figueira se desenvolveu abraçada a um coqueiro, derivando daí o nome “coqueiro abraçado”, o fenômeno biológico não é único, mas bastante raro  e em Oliveira se transformou no maior símbolo da cidade, pois está ligado aos sentimentos de carinho e amor, além de ensejar a harmonia indispensável a uma comunidade urbana, sendo um exemplo da natureza para o Homem. O coqueiro abraçado está localizado na região central da cidade. AQUI, O MORRO DO CRISTO
copyrigth "PMO"
População estimada 2016 (1) - 41.739 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 897,294 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 43,98 Código do Município 3145604 Gentílico - oliveirense
ORIGEM DO NOME O topônimo registra duas versões: segundo uns, originou-se da presença de oliveiras entre as árvores frutíferas…