Pular para o conteúdo principal

SERRA DA SAUDADE / MINAS GERAIS = A menor e mais aconchegante cidade do Brasil, as casas não tem muros nem cercas, somente cinco veículos e nenhum funcionário eh demitido há 07 anos




LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "SERRA DA SAUDADE" / MINAS GERAIS / BRASIL
foto - ?
SERRA DA SAUDADE / MINAS GERAIS / BRASIL
SERRA DA SAUDADE EH A MENOR CIDADE DO BRASIL. SÃO APENAS 852 HABITANTES
AQUI A PREFEITURA CUIDA DE TUDO E TODOS
"Todos os serviços na cidade são da prefeitura. Mantemos o posto de saúde, dentistas, academia de ginástica, com pilates e acupuntura, clube, quadra esportiva e piscina, escola municipal com alunos na creche até o ensino médio. É tudo custeado pela prefeitura", afirma a prefeita.
"Mantemos o equilíbrio orçamentário, mesmo com a atual crise. Não há contas atrasadas do município, não há filas de espera para nenhum serviço e não há um único desempregado no município", afirma. A prefeita explica que, além da prefeitura, a construção civil e a atividade agropecuária são as outras áreas onde as pessoas têm empregos em Serra da Saudade.
MUITAS CASAS SEM MUROS OU SEM CERCAS / SOMENTE CINCO CARROS NO MUNICÍPIO
Segundo a prefeita, as residências em Serra da Saudade não têm muros e garagens: os cinco carros que existem no município dormem na rua. "No calor, podemos dormir de janelas abertas. É tudo muito tranquilo", afirma.
A CIDADE NÃO TEM POSTO DE GASOLINA
Não há posto de combustíveis em Serra da Saudade, o mais próximo fica em Estrela do Indaiá (MG), distante 12 km. Não há também farmácia, a prefeita diz que o posto de saúde municipal distribui os remédios necessários aos 815 habitantes, gratuitamente. 
ONDE TODOS SE CONHECEM
"Conheço todo mundo na cidade. Os moradores têm o número do meu telefone celular. Atendo todos. Quando não consigo, eu retorno", diz a prefeita.
SEM CRISE ECONÔMICA 
A crise econômica, ela ainda não chegou na Serra da Saudade. Em sete anos nenhum funcionário foi demitido ou teve os salários atrasados. Só saem de seus cargos pessoas que se aposentam ou pedem para sair, aí sim substituímos”, contou a prefeita.
copyrigth "Rubens Casali"
População estimada 2016 (1) - 815
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 335,659
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 2,43
Código do Município 3166600
Gentílico - serrano-saudalense
Gentílico: serrano-saudalense
Histórico
Serra da Saudade 
Minas Gerais - MG
HISTÓRICO 
Quando os trilhos da Estrada de Ferro Paracatu se aproximavam do sopé da Serra da Saudade, havia ali além de pequenas propriedades, duas grandes fazendas: a fazenda do Rancho e a da Serra da Saudade. A fazenda do Rancho, de propriedade de Pedro Félix, ganhou esse nome em razão do rancho que abrigava os viajantes, tropeiros e que lá passavam a noite, para na manhã seguinte, transpor a serra. E a fazenda Serra da Saudade, que tinha como proprietário, àquela época, no século dezoito, Miguel de Furtado Mendonça, e que recebeu esse nome em homenagem à grande serra que circula a cidade e que tem o nome de Serra da Saudade.
A construção da Estrada de Ferro Belo Horizonte - Paracatu, e a construção de Brasília, cujo caminho mais perto para se chegar lá na época, era passando por ali, fez aumentar o progresso da região e outros morados foram se agrupando ao redor das fazendas até que se tornou um lugarejo, e que carinhosamente, recebeu o nome de rancho dos carreiros, em homenagem ao rancho e aos tropeiros, que foram os primeiros moradores.
Em 1882, a fazenda de Serra da Saudade, com 1.925 hectares, foi dividida entre os vários herdeiros. Quem herdou a maior parte da fazenda foi José Lopes Rodrigues Júnior, que vendeu suas terras para dois sócios José Calixto Assunção e Joaquim Elias Pereira, que a compraram com todas as benfeitorias por 70 contos de réis. Mais tarde, José Calixto Assunção adquiriu a parte de seu sócio e quando faleceu deixou todos os bens para dona Maria Praxedes Assunção, sua única filha.
Em 28 de dezembro de 1922, foi dado início à construção do trecho da Estrada de Ferro que ligaria Dores do Indaiá a Serra da Saudade, cujo último destino seria Paracatu. A fazenda do Rancho já pertencia a José Zacarias Machado que doou dois alqueires de terra para a construção da estação, mas, em troca, a estação deveria receber o nome de Estação Melo Viana.
A estação foi inaugurada em 22 de julho de 1925 e ao seu redor, surgiram as primeiras casas dos funcionários da Estrada, além de posseiros que também realizaram suas construções.
Foi também por volta de 1925, que dona Maria Praxedes Assunção doou um alqueire para a construção da Igreja Nossa Senhora do Carmo. Com a venda de outros lotes que pertenciam a sua fazenda, foram construídas outras casas. Surgiram também pequenas indústrias como a fábrica de fubá e máquinas de beneficiar arroz. E formaram-se novas ruas ao redor da praça principal onde havia a estação Ferroviária.
A construção da rodovia Belo Horizonte - Uberaba, atravessando o arraial de Melo Viana contou a presença do presidente Getúlio Vargas. Com o progresso da região, o povoado cresceu e foram instaladas novas casas comerciais e bons restaurantes.
Com a crise gerada pela Segunda Guerra Mundial, o racionamento do petróleo, as obras da rodovia que ligaria Belo-Horizonte a Uberaba foram paralisadas, e a Estrada de Ferro continuou sendo uma opção para os tropeiros que necessitavam transportar cargas nas regiões do Alto Parnaíba.
Mas com o passar dos anos, a ferrovia foi classificada como antieconômica, e em 1969, teve seus trilhos arrancados, ficando apenas a lembrança daqueles áureos tempos.
Conta a lenda que há muitos anos, por volta do século 18, vivia no lugarejo uma tribo de índios, que por motivos desconhecidos, acabou sendo dizimada, restando ali apenas uma índia. Esta por sua vez, vivia em total abandono e solidão. Até que um dia, parentes da índia que moravam na Bahia, lhe escreveram uma carta.
No entanto, naquela época, as correspondências eram transportadas por carros de boi, charretes, trens de ferro, automóveis, e as malas se molhavam, secavam e com isso acabou danificando a correspondência destinada à índia.
Quando a carta chegou ao seu destino, a índia já tinha falecido de desgosto e saudades de seus entes queridos. Os moradores da época abriram a correspondência e a única palavra que se podia ler era saudade, daí o nome de Serra da Saudade
copyrigth "Altoabaete"
A BELA HISTÓRIA SOBRE A ORIGEM DO NOME DA CIDADE
Conta a lenda que há muitos anos, por volta do século 18, vivia no lugarejo uma tribo de índios, que por motivos desconhecidos, acabou sendo dizimada, restando ali apenas uma índia. Esta por sua vez, vivia em total abandono e solidão. Até que um dia, parentes da índia que moravam na Bahia, lhe escreveram uma carta.
No entanto, naquela época, as correspondências eram transportadas por carros de boi, charretes, trens de ferro, automóveis, e as malas se molhavam, secavam e com isso acabou danificando a correspondência destinada à índia.
Quando a carta chegou ao seu destino, a índia já tinha falecido de desgosto e saudades de seus entes queridos. Os moradores da época abriram a correspondência e a única palavra que se podia ler era saudade, daí o nome de Serra da Saudade.
CONHEÇA UM POUCO MAIS DE SERRA DA SAUDADE
A cidade se gaba de ter uma ótima qualidade de vida de seus moradores
Cena da praça principal. Muita tranquilidade numa cidade com menos de 1.000 habitantes.
A cidade não registra ocorrência há 52 anos e não precisa da delegacia aberta todos os dias
A rua principal concentra a maior movimentação da cidade, com padaria, prefeitura e escola
Cachorros descanso na menor cidade do Brasil
A cidade tem 09 vereadores que tem duas seções obrigatórias por mês na câmara

Vendedor de abacaxis
As noites são tranquilas na cidade, com pouca movimentação na rua principal

foto - Alessandro Carvalho
A estação restaurada e tombado pelo IPHMfoto - Adriana de Oliveira
copyrigth "Altoabaete"
copyrigth "Altoabaete"
copyrigth "Altoabaete"
O entorno da cidade
Serra da Saudade encravada nas montanhas das Minas geraiscopyrigth "Altoabaete"
copyrigth "Altoabaete"
foto - msn.com
CASA ONDE SE HOSPEDAVAM OS FERROVIÁRIOS
copyrigth "Italo Coutinho"
A NOVA ESTAÇÃO, JÁ TOMBADA PELO PHAM
copyrigth "Italo Coutinho"
TUNEIS DA ANTIGA FERROVIA. HOJE UM PONTO TURÍSTICO
copyrigth "Altoabaete"
copyrigth "Italo Coutinho"
copyrigth "Altoabaete"
CONHEÇA UM POUCO DA CIDADE MAIS CHARMOSA DAS MINAS GERAIS.
AQUI UMA VISÃO GERAL DA CIDADE
copyrigth "Unicarref"
UMA DAS RUAS
copyrigth "Valdir Carvalho"
VISÃO DAS CASAS
 copyrigth "Italo Coutinho"
A CAIXA D'ÁGUA
copyrigth "Italo Coutinho"
UM BELÍSSIMO CASARÃO
copyrigth "Italo Coutinho"
UMA DAS MUITAS CASAS
copyrigth "Italo Coutinho"
OUTRA RUA
copyrigth "Italo Coutinho"
A CIDADE ENTRE O VERDE
copyrigth "Altoabaete"
A BELA MATRIZ DE NOSSA SENHORA DO CARMO
copyrigth "Vicente A. Queiroz"
A MATRIZ VISTA DE LONGE
copyrigth "Gustavo e Farias"
A ZONA RURAL DA CIDADE
copyrigth "Altoabaete"
UMA RUA DO CENTRO
copyrigth "PMSS"
PRÉDIO DO GOVERNO MUNICIPAL E CONSELHO TUTELAR
copyrigth "PMSS"
POLICIA MILITAR
copyrigth "PMSS"
ESCOLA
 copyrigth "PMSS"
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE SERRA DA SAUDADE, MG
AS BELAS SERRAS DE SERRA DA SAUDADE
copyrigth "Sil Marcos"

APAIXONE-SE


fonte / fotos = Prefeitura Municipal de Serra da Saudade / Thymonthy Becker / IBGE / uol.com.br / globo.com / 





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DIANÓPOLIS / TOCANTINS - Berço cultural do estado, tem mais à oferecer, cascatas, cachoeiras, museu e "garganta"; platô da serra geral com cânions e mirantes

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "DIANÓPOLIS" / TOCANTINS / BRASIL DIANÓPOLIS
BEM VINDO A CIDADE DE DIANÓPOLIS. CIDADE DO DIANOFOLIA
imagem - ? População estimada 2016 (1) - 21.457
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 3.217,313
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 5,94
Código do Município 1707009
Gentílico - dianopolino
ORIGEM DO NOME DE DIANÓPOLIS, TO
A origem do nome "Dianópolis" está relacionada a Francisco das Chagas Moura, que foi prefeito do município entre os anos de 1934 a 1938. Então, a cidade chamava-se "São José do Du•ro". "Duro" era uma simplificação de "D´ouro", uma vez que a região era rica em ouro em seu subsolo. Quando prefeito, Francisco Moura indicou que a cidade fizesse uma homenagem às senhoras do lugar que chamavam-se "Custodiana", conhecidas pela alcunha de "Diana". Daí a indicação da cidade passar a chamar-se "Dianópolis", quer dizer, "Terra das Dianas".
Gentílico: …

CATAGUASES / MINAS GERAIS - Venha ver e fazer filmes nesta cidade cinematográfica. Deixe saudades e leve lembranças

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "CATAGUASES" / MINAS GERAIS / BRASIL “O nome Cataguases vem – pelo menos, até provas em contrário, pois muitas são as controvérsias nessa cidade em constante questionamento – , pois é, o nome Cataguases parece que vem de uma tribo de índios que habitava a região, os ‘Catu-auás’. Dizem que o nome catu-auá significa em tupi-guarani ‘terra de gente boa’. E Cataguases sabe receber muito bem. Quem bebe da água do Rio Pomba nunca deixa de voltar. Dizem. ” Confira alguns dos mais importantes pontos turísticos de Cataguases. Além de inúmeras obras artísticas e arquitetônicas modernas tombadas pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), Cataguases também oferece inúmeras construções marcantes do final do século XIX, belíssimas paisagens naturais, museus, centros culturais e muito mais! PONTE METÁLICA (DE 1.914) A construção da Ponte Metálica foi determinada em 1910, devido à solicitação do deputado federal Astolpho Dutra Nicácio. Ela…

BRAGANÇA / PARÁ - A cidade respira Fé, Tradição e Cultura, nas belezas de suas praias, manguezais, rios, igarapés e ilhas

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "BRAGANÇA" / PARÁ / BRASIL  Bragança, localizada na região nordeste do Pará, a 210 quilômetros de Belém, capital do Estado, é um dos municípios mais procurados pelos turistas ao longo do ano, em especial durante as férias escolares.
Lar da Marujada, manifestação cultural que reúne milhares de pessoas no município para festejar São Benedito, Bragança tem praias oceânicas belíssimas, pra quem quiser aproveitar em qualquer época do ano.

A cidade, de origem portuguesa, guarda na sua cultura características religiosas marcantes e também festeja São Sebastião e Nossa Senhora de Nazaré.
Suas fronteiras são estratégicas. Assim, o município oferece o maior número de opções aos turistas: ao Norte está o oceano Atlântico, ao Sul, o município de Santa Luzia do Pará, a Leste os municípios de Augusto Corrêa e Vizeu e a Oeste, Tracuateua.

Na língua tupi, Caeté quer dizer 'mato grande' e, por estar localizada à margem esquerda do rio Caeté, Bragança é c…