Pular para o conteúdo principal

PORTO NACIONAL / TOCANTINS - Atrativos Históricos Culturais e Arquitetônicos, Praias, Cachoeiras, Corredeiras, Mirantes e Atrativo Natural Arqueológico




LINHA DO TEMPO DE "PORTO NACIONAL" / TOCANTINS / BRASIL
O município de Porto Nacional está significativamente próximo à capital do Estado, Palmas, principal portão de entrada e grande centro de distribuição do fluxo turístico do Tocantins. Além de possuir um bom acesso por rodovias estaduais, possui aeroporto com infraestrutura capaz de atender voos charters e regulares, ampliando a possibilidade de acesso ao município e região.
Porto Nacional apresenta grande concentração de atrativos histórico-culturais, um conjunto histórico/arquitetônico e eventos de relevante expressão cultural. A existência de estudos sobre patrimônio histórico fortalece as ações planejadas e executadas para o desenvolvimento do turismo.
foto - PMPN
Quanto ao patrimônio natural, há uma elevada diversidade de atrativos que permitem a visitação a elementos diversificados, como praias, cachoeiras, corredeiras e mirantes, entre outros. 
Além da diversidade de atrativos do patrimônio natural e histórico-cultural, há no município dois importantes núcleos de pesquisa, sendo um destinado à pesquisa arqueológica, o Núcleo Tocantinense de Arqueologia – NUTA, e outro ao patrimônio natural, o Núcleo de Estudos Ambientais – NEAMB, com ênfase na ictiofauna. 
foto - ?
São excelentes os resultados alcançados pelo NUTA e suas exposições como elemento turístico, atraindo a visitação a Porto Nacional. Cabe considerar também que o Estado do Tocantins possui elevada diversidade de rios em importantes bacias hidrográficas, e os resultados dos estudos e amostras dessa biodiversidade pelo NEAMB, em especial da ictiofauna brasileira, podem configurar-se com um elemento atrativo relevante ao mercado turístico de pesca, cientifico e gastronômico. 
Há oferta diversificada de atrativos e infraestrutura turística definindo uma demanda para segmentos específicos como: sol e praia, eventos, ecoturismo, pesca e outros.
AQUI O AEROPORTO DA CIDADE
imagem - Rubens Galvão
População estimada 2016 (1) - 52.510
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 4.449,917
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 11,04
Código do Município 1718204
Gentílico - Portuense
HISTÓRICO
Segundo alguns documentos preservados nos arquivos do Instituto Histórico e Geográfico do Estado de Goiás, o povoado de Porto Real do Pontal teve como origem, ainda em meados de 1738, a sólida morada do velho Félix Camoa, corajoso desbravador de origem portuguesa, que explorava o transporte de passageiros entre as duas margens do Tocantins. Uns, buscando as ricas minas de ouro do arraial do Carmo outros, a importância do movimento arraial Pontal, que por determinação de Sua Alteza, mantinha em suas terras o temido Presídio Matança.
Esses documentos provam que com o crescente vai-e-vem de aventureiros, de um lado para o outro do rio, não tardou que outros barqueiros aproveitassem a ideia do pioneiro lusitano e também comercializassem a travessia dos chegantes. Dessa forma, ao aproximar-se o inicio do século XIX, inúmeros casebres começaram a desenhar um pequeno aglomerado humano, abrigando ali agricultores, pescadores, trabalhadores preparados para o transporte de cargas em direção aos dois arraiais, e mineradores, muito mineradores, na busca diuturna das mais espetaculares pepitas de ouro já encontradas na região.
Dessa junção de fatores, no decorrer dos anos, ergueu-se um povoado estável e cristalizado em estruturas econômicas e sociais, alicerçadas na aquavia chamada rio Tocantins. Não se pode negar o determinismo nesse rico processo evolutivo, pois os registros históricos dão conta de que tudo se iniciou com a observação da significativa capacidade de navegação desse rio, que provocou a transformação das ribeiras da localidade no mais importante empório comercial de todo o Norte.
Com certeza foi a força e a velocidade dessas águas que proporcionou a pujança e um desenvolvimento palpável. Isso se confirmou no principiar de 1807, quando Porto Real do Pontal já se transformara num núcleo de grande importância para toda região. Com esse progresso, em 1809, o lugarejo foi elevado á categoria de julgado, se solidificando como o senhor do rio e se destacando, quase que sozinho, motivado pelo visível declínio da mineração naquelas bandas, principalmente no arraial do Carmo e no belicoso desaparecimento de Pontal, povoado encravado nas terras dos selvagens índios Xerentes, que, em 1805, dizimou parte da população que ali vivia.
Por necessidade do estabelecimento de uma nova rota comercial entre o movimentado Porto Real do Pontal e centros mais desenvolvidos daquele Brasil colonial, se instalou no lugarejo uma obreira carpintaria e dela surgiram grandes embarcações feitas por hábeis artesões, que bem postadas na água partiam rumo a Belém, levando, além do ouro, muita prata e outros produtos produzidos e retirados desta terra de Félix Camoa, para serem ali negociados.
Foi com o surgimento deste porto comercial que também aconteceram os primeiros passos desta comunidade rumo às áreas administrativas, intelectual, cultural e religiosa. Com essa estrutura, era certa a evolução administrativa do lugar. E foi isso que ocorreu, por força de Lei Provincial. Em 1831, ano em que D.Pedro I abdicou ao trono, o julgado de Porto Real foi elevado à porto imperial. 
Após a contagem evolutiva de trinta anos da instalação de Porto imperial, em 1861, por determinação de Resolução Provincial, nascia Porto Nacional, o mais importante pólo cultural, político, econômico e social do então Norte Goiano, hoje Estado do Tocantins. Naquele dia foi entregue as autoridades do lugarejo o diploma de emancipação política do município que deu seus primeiros passos no antigo Porto Real do Pontal, onde tudo começou, com sonhos, ouro, fé, crença no futuro.
Segundo o escritor Durval Godinho, naquele momento histórico em que Porto Nacional ganhou a condição de município, um relatório do Governo da Província de Goiaz, encaminhado documento à Assembléia Legislativa Provincial, oficializando que pelo senso de 1861, realizado na localidade, constatou que ali havia uma população de 3.897 pessoas livres e 416 escravos, perfazendo um total de 4.313 habitantes. Além do que, o levantamento censitário daquele ano apontou a existência de 3 escolas para alunos do sexo masculino e uma para estudantes do sexo feminino.
GRAVURA DO ARRAIAL POR PHOL
Esta é uma gravura do Arraial de Porto Real feita pelo artista Francês Phol que passou por esta região em 1829.O desenho a lápis retrata um povoado em construção onde se destaca uma singela Igreja e algumas casas
foto - PMPN
PONTOS TURÍSTICOS
BALNEÁRIO BELCAR
Atrativo permanente. Local possui campo de futebol, 2 chapéus de palha na beira da piscina natural que é abastecida pelo córrego da Água Suja, que possui águas cristalinas. Possui um bar em um quiosque circular com raio de 10m e cobertura de telhas de barro e um quiosque para dança, também circular, com raio de 20m e cobertura de telhas de barro. Há uma piscina natural de aproximadamente 10x12m, com água a cerca 25ºC e com fundo de seixos rolados. Profundidade máxima de 1,5m, com peixes. 5 quiosques com 40 cadeiras de madeira e mesinhas de madeira.
foto - PMPN
Localização e ambiência
Zona rural.
Ponto de referência: Escola Família Agrícola.
Coordenadas geográficas: 10º38’17.8”S e 48º20’39.4”W.
Localização: TO-255, Km 3.
Localidade mais próxima: Escola Família Agrícola, a 1km.
Acesso
TO-255, trevo para Monte do Carmo, na altura do Km 3 segue-se à esquerda mais 3km por uma estrada vicinal e novamente dobra-se à esquerda, conforme placas. Acesso terrestre por vias sem pavimentação (estrada vicinal – TO-255) e sinalizada. Tempo estimado para acesso: 15min de carro do centro da cidade.
foto - ?
CAETANATO
Casarão histórico, sede do Comsaúde, antigo Colégio das Irmãs Dominicanas, construído em 1904 e reinaugurado em 10/06/2006. Arquitetura portuguesa do início do século XX.
foto - PMPN
Nome do mantenedor
COMSAÚDE.
Endereço: Rua Coronel Pinheiro nº 1785 – Centro.
Localização: Próximo à Catedral Nossa Sra. das Mercês.
Coordenadas geográficas: 10º42’31.09”S e 48º25’02.3”W.
Período Histórico: Construído em 1904 para ser um colégio das Irmãs Dominicanas.
Utilização Atual: Sede da ONG Comsaúde.
Visitação: durante a semana em horário comercial.
foto - PMPN
ILHA DE PORTO REAL
A Prefeitura disponibiliza gratuitamente duas balsas com capacidade para 100 pessoas no final de semana para a população atravessar para a ilha. Pracinha com bancos e play ground. Centro de convenções com capacidade para 800 pessoas, com banheiros, 2 camarins com 2 banheiros, palco, rampa para deficientes, área de Camping, trapiche com ancoradouro de barcos, sinalização. Na alta temporada (julho), são feitos vários eventos na praia (Shows com Bandas Regionais e Nacionais). Há um total de 6 barracas na ilha, 2 torres de salva vidas, um parquinho para crianças, duchas, banheiros femininos, banheiros masculinos.
foto - PMPN
Localização e ambiência
zona urbana.
Ponto de referência: Ilha do Porto Real – Av. Beira Rio.
Coordenadas geográficas: 10º41’41.3”S e 48º 25’09.1”W.
Atividades realizadas no atrativo natural: contemplação, banhos no rio, passeios de barco, realização de eventos, temporada de praia.
foto - PMPN
foto - PMPN
CACHOEIRA MOLHA CHINELOEm área de lagueiros, nascente do córrego Moraes que deságua em um paredão de 22m de comprimento, altura média de 3m, formando 3 quedas d’água. Fato interessante é que a água muda a temperatura: de 10h às 14h é mais quente, atingindo 36°C a 37°C, nos outros horários é mais ameno. Vegetação composta por imbaúbas e trepadeiras, árvores que atingem de 25 a 30m. Área de 60m² para instalar redes e acampamentos.
foto - PMPN
Localização e ambiência 
Zona rural – fazenda Dona Iracema. 
Ponto de referência: estrada de acesso para a fazenda Recanto dos Bois. 
Coordenadas geográficas: 10º39’06.1”S e 48º22’11.2”W. 
Localização: Fazenda Dona Iracema. 
Localidade mais próxima: Olaria Santa Catarina a 4,4km. 
Acesso: a 7,1km do centro de Porto Nacional.
Descrição do acesso
TO-050 e estrada vicinal, através de áreas urbana e rural. Acessos terrestre e fluvial regulares; acesso a pé, bom. Saída de Porto Nacional rumo a Palmas, após 2,7km pega-se uma estrada vicinal à direita, depois segue-se por mais 4,4km e chega-se ao destino. Tempo estimado para acesso: 20min.
foto - ?
CACHOEIRA SACO DE TERRA 
Apenas terrestre. Situa-se a 13,7km da Fazenda do Fundão e a 45,8km do centro de Porto Nacional. Estrada vicinal de acesso à Fazenda Fendão sem sinalização básica viária e turística. Acesso perigoso para descida até a cachoeira e poço, beirando lajedo. No total, são 45km até a cachoeira, sendo 27,4km em asfalto e os demais em chão batido. É indicado acesso com veículos altos e/ou tracionados. A visitação é normalmente feita pelos moradores das fazendas do entorno. Não há transporte regular para o local. Tempo estimado para acesso de carro: 1 h e 15 min.
foto - PMPN
Nome popular
Cachoeira Saco da Serra.
Localização e ambiência: zona rural.
Ponto de referência: Fazenda Fendão.
Coordenadas geográficas: 10º40’42.9”S e 48º35’07.2”W.
Localização: zona rural.
Localidade mais próxima: Fazenda do Fundão, propriedade do Sr. Paulo Mourão, a 13,7km.
Acesso
Terrestre por vias pavimentadas no trecho urbano e não pavimentadas em zona rural.
foto - ?
MORRO DO POR DO SOL
Atrativo permanente. Mirante natural com paisagem natural do cerrado, com vista de 360 graus do entorno, Rio Tocantins e cidades de Porto Nacional e Palmas. Podem-se apreciar ainda formações rochosas que compõem o conjunto de morros. Contemplação no mirante (vista da paisagem, nascer e por do sol, cidades de Porto Nacional e Palmas). Embora a paisagem seja exuberante, as dificuldades de acesso são um fator de restrição muito significativo à visitação
foto - ?
Localização e ambiência
Zona rural 
Ponto de referência: próximo ao Clube dos 28 e Ipê. 
Coordenadas geográficas: 10º42’14.4”S e 48º18’11.8”W. 
Localização: 13,5km do centro de Porto Nacional até a base do Morro e 16,5km até o topo do Morro.
Descrição do acesso
Terrestre por estrada utilizada para a manutenção das torres de rádio e telefonia.
Acesso terrestre ruim. Não há transporte regular para o local. O tempo estimado para acesso é de 40min de carro, partindo-se do centro de Porto Nacional por área urbana. Não é acessível em veículos convencionais, seja pelo estado de conservação, seja pelo alto grau de inclinação. O local só é acessível com veículos 4x4 e motoristas experientes.
foto - ?
CACHOEIRA AZUIS
Atrativo permanente. Cachoeira de aproximadamente 6m de altura, de águas claras, formando um poço de 5 x 7m e cerca de 2,5m de profundidade com tonalidade azulada, cercado por mata ciliar. O volume de água varia conforme a estação, e nunca chega a secar totalmente. Não permite expansão no volume de visitantes. Atende as necessidades atuais.
foto - PMPN
Localização e ambiência 
Zona rural – Propriedade do Sr. Paulo Alves Ribeiro. 
Ponto de referência: Fazenda Fendão. 
Coordenadas geográficas: 10º43’44.7”S e 48º42’01.5”W. 
Localização: zona rural, propriedade do Sr. Paulo Alves Ribeiro. Estrada vicinal até a Fazenda Fendão e daí mais 38km até a cachoeira. 
Localidade mais próxima: Fazenda Fendão, a 38km. 
Acesso 
Terrestre, em zona urbana e rural. Estrada vicinal da TO-255 até a Fazenda Fendão, mais 38km até a cachoeira. No total, fica a 74km do centro de Porto Nacional. Tempo estimado para acesso de carro: 1h.
foto - ?
CACHOEIRA TABOQUINHA
Atrativo permanente. Corredeira próxima ao pé da serra, cercada por vegetação nativa, de águas claras, com temperatura de 24oC. Não possui um grande fluxo de água. A água vem deslizando por um lajeado até o ponto em que os blocos formam uma queda de cerca de meio metro, com profundidade máxima de 40cm.
foto - PMPN
Localização e ambiência 
Zona rural. 
Ponto de referência: assentamento PA Matão. 
Coordenadas geográficas: 11º01’39.3”S e 48º20’39.8”W. 
Localização: a 36 km do centro de Porto Nacional. 
Localidade mais próxima: assentamento PA Matão a 5 km. 
Acesso: A 40 km do centro de Porto Nacional, acesso de terra. 
Descrição do acesso 
Terrestre. TO-050, na altura do Km 90, pegar à direita o acesso para Ipueiras (estrada de terra). Tempo estimado para acesso: 1h. 
foto - ?
LAGO DA USINA LAJEADO
• Lago da Usina do Lajeado – Constituindo-se em local propício para esportes náuticos e pesca esportiva, localizado em frente à cidade.


CONHEÇA UM POUCO MAIS DE PORTO NACIONAL / TOCANTINS
AQUI TEMOS A FABRICA DA BUNGE ALIMENTOS
imagem - JPN Cerrado
ECODIESEL
imagem - JPN Cerrado
COLÉGIO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
• Colégio Sagrado Coração de Jesus - Construído pelas irmãs dominicanas na década de 1950 em estilo francês.
imagem - JPN Cerrado
O BELO RIO TOCANTIS
imagem - Carlos Braz DF
ECODIESEL
imagem - JPN Cerrado
A BONITA ORLA NA PRAIA DE ÁGUA DOCE DA CIDADE
imagem - JPN Cerrado
imagem - JPN Cerrado
imagem - JPN Cerrado
RODOVIA NA CHEGADA DA CIDADE
imagem - Carlos Braz DF
PONTE DE ACESSO À CIDADE
imagem - JPN Cerrado
UMA PRAÇA
imagem - Carlos Braz DF
CENTRO HISTÓRICO COM CASARÕES PRESERVADOS
• Centro Histórico - Dotado de ruas estreitas e prédios quase todos construídos no século XIX.
foto - IPHAN
foto - IPHAN
foto - IPHAN
foto - IPHAN
foto - IPHAN
foto - IPHAN
foto - IPHAN
imagem - Carlos Braz DF
foto - IPHAN
foto - IPHAN
SUPERMERCADO
foto - PMPN
BATALHÃO TO TG
foto - PMPN
HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO
foto - PMPN
CENTRO DA CIDADE
foto - ?
ORLA DO RIO
foto - ?
ESTAÇÃO RODOVIÁRIA
foto - PMPN
RUA JOAQUIM MARIA MACEDO
foto - ?
SEDE DO GOVERNO MUNICIPAL
imagem - JPN Cerrado
foto - PMPN
ENTORNO DA CIDADE
imagem - JPN Cerrado
PRAIA DA CIDADE NO RIO TOCANTINS
imagem - Carlos Mágno
A PRAIA DE ÁGUA DOCE
imagem - Carlos Mágno
VISTA AÉREA DA CIDADE
imagem - ?
PARCIAL DA CIDADE ÀS MARGENS DO RIO TOCANTINS
imagem - ?

ESCOLA MUNICIPAL
imagem - PMPN
JARDIM DA ESCOLA
imagem - PMPN
IGREJA DE NOSSA SENHORA DAS MERCÊS
CONSTRUÍDA PELOS FRADES DOMINICANOS, VINDOS DA FRANÇA, SUA PEDRA FUNDAMENTAL FOI COLOCADA NO DIA 7 DE MAIO DE 1884.
A FESTA RELIGIOSA DA CIDADE É CELEBRADA ANUALMENTE A 24 DE SETEMBRO, EM LOUVOR À NOSSA SENHORA DAS MERCÊS, PADROEIRA DA CIDADE E DA DIOCESE.
imagem -Rubens Galvão
PRAÇA DA IGREJA
imagem - Carlos Braz DF
A IGREJA NO CONTEXTO DA CIDADE
imagem - JPN Cerrado
CENTRO DE ARTES
imagem - PMPN
MUSEU HISTÓRICO
O MUSEU HISTÓRICO E CULTURAL DE PORTO NACIONAL FOI FUNDADO NA DÉCADA DE 1980 COM O OBJETIVO DE ABRIGAR E CONSERVAR OS BENS DE NATUREZA MATERIAL E IMATERIAL PORTADORES DE REFERÊNCIAS À AÇÃO, À IDENTIDADE, À MEMÓRIA HISTÓRICA E CULTURAL DA SOCIEDADE PORTUENSE.
NAQUELE TEMPO, MOBILIZOU A POPULAÇÃO PARA A DOAÇÃO DE ACERVO. DEPOIS DE OCUPAR DIVERSOS PRÉDIOS HOJE SE INSTALA EM DEFINITIVO NO PRÉDIO RESTAURADO PARA ESTE FIM.
SEU ACERVO É REPRESENTATIVO DA MEMÓRIA SOCIAL LOCAL E PRETENDE-SE COM UMA AÇÃO DE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL CONSOLIDAR O PAPEL DO MUSEU COMO MEDIADOR NA CONSTRUÇÃO DO PRESENTE DA CIDADE, ATRAVÉS DA PRESERVAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ACERVO E SÍMBOLO DA CULTURA PORTUENSE.
imagem - PMPN
imagem - PMPN
PRAÇA DA JUVENTUDE
imagem - PMPN
ESCOLA MUNICIPAL
imagem - PMPN
OPÇÕES DE HOSPEDAGEM / SUGESTÕES
VEREDAS HOTEL
Aqui no Vereda's Hotel, você vai se sentir em casa; oferecemos toda comodidade para que nossos clientes se sintam confortáveis e acolhidos. Nossas acomodações são amplas e com excelente acabamento. Contam com banheiros privativos, água quente com aquecimento por energia solar nos chuveiros, box de blindex nos banheiros, cama box com colchão de mola, TV de 21 polegadas, com tela plana e oito canais, ar condicionado split 9000 btus, ventilador de teto, telefone nos apartamentos, frigobar, internet wirelless em toda dependência do hotel, estacionamento fechado com segurança e um delicioso café da manhã. 
imagem - Divulgação
imagem - Divulgação
imagem - Divulgação
Suítes Completa Individuais, Duplas, Triplas e Quadruplas. 
Modernidade, aconchego e conforto, com uma cama limpa e perfumada. 
Estes apartamentos trazem conforto e modernidade para você se sentir em casa durante a estadia. Todos os detalhes foram pensados para oferecer essa sensação de bem-estar. 
imagem - Divulgação
imagem - Divulgação
imagem - Divulgação
O apartamento oferece: 
Cama Box com colção de molas; 
Ar Condicionado Split; 
Ventilador de Teto; 
Armario; 
Mesa com Cadeira; 
Frigobar; 
Chuveiro com Aquecedor Solar; 
Internet Wirelles; 
Telefone
Estacionamento. 
imagem - Divulgação
 ENDEREÇO 
Rodovia TO 050 Km 62 - Setor das Mansões - Porto Nacional - Tocantins
imagem - Divulgação
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
imagem - Divulgação
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO
imagem - Divulgação



fonte / fotos = IBGE / Thymonthy Becker / Portal da Prefeitura Municipal / Divulgação / IPHAN / 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PEDRA AZUL / FORTALEZA DE PEDRAS

BOM DIA. SEJA MUITO BEM VINDO A PEDRA AZUL. A FORTALEZA DE MINAS. copyrigth "Paulo Marcio"
PEDRA AZUL EH UMA CIDADE QUE FICA NO VALE DO JEQUITINHONHA E TEM ATUALMENTE: 23.843 HABITANTES (IBGE 2010) QUE NASCE EM PEDRA AZUL É: PEDRA-AZULENSE (PEDRAZULENSE) O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,660 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A TEMPETATURA MÉDIA DA CIDADE É DE: 24°. FORAM REALIZADOS EM PEDRA AZUL, 77 CASAMENTOS EM 2010. NÃO ACONTECEU NENHUMA SEPARAÇÃO E NENHUM DIVORCIO. A CIDADE FAZ ANIVERÁRIO EM 1º DE JUNHO. A pecuária, atividade primeira na história econômica do lugar, continua sendo básica para a sua receita. Colonizada por vaqueiros nordestinos, que ali chegaram em busca de pastagens para seu gado, a região herdou deles a tradição do trato com grandes rebanhos, principalmente o gado de corte, mas não se esqueceu dos cuidados com o subsolo. Os primeiros moradores do atual município foram Manoel José Botelho, em 1822, e o padre Manoel Fernandes, em 1834, após o grande incêndio …

RIBEIRÃO DAS NEVES / MG

BEM VINDO A CIDADE DE RIBEIRÃO DAS NEVES. A MAIOR HETEROGENEIDADE RELIGIOSA DO BRAZIL imagem  - Reo 06 RIBEIRÃO DAS NEVES TEM 296.317 HABITANTES - IBGE 2010 QUEM NASCE EM RIBEIRÃO DAS NEVES EH: NEVENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 12 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.953 ORIGEM DO NOME Muito se fala sobre o nome Ribeirão das Neves, mas pouco sabemos oficialmente sobre este nome. Temos duas versões: Primeira versão: Advém do córrego que passa cortando o centro da cidade. Segundo a lenda, este pequeno córrego que nasce no Morro do Anil, próximo ao Bairro Várzea Alegre, em épocas de frio, ficava com uma temperatura bem abaixo, a ponto de esfriar o suficiente para ocasionar gelo. Dai o nome RIBEIRÃO DAS NEVES. Segunda versão: Advém da Padroeira do Município, Nossa Senhora das Neves, que segundo a lenda, apareceu para alguns fiéis, no alto do morro central que separa o centro comercial do Bairro Santa Martinha. Hoje, próximo ao Cemitério Senhor da Paz, cuja imagem demonstrava beleza e altivez. Seus…

DIANÓPOLIS / TOCANTINS - Berço cultural do estado, tem mais à oferecer, cascatas, cachoeiras, museu e "garganta"; platô da serra geral com cânions e mirantes

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "DIANÓPOLIS" / TOCANTINS / BRASIL DIANÓPOLIS
BEM VINDO A CIDADE DE DIANÓPOLIS. CIDADE DO DIANOFOLIA
imagem - ? População estimada 2016 (1) - 21.457
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 3.217,313
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 5,94
Código do Município 1707009
Gentílico - dianopolino
ORIGEM DO NOME DE DIANÓPOLIS, TO
A origem do nome "Dianópolis" está relacionada a Francisco das Chagas Moura, que foi prefeito do município entre os anos de 1934 a 1938. Então, a cidade chamava-se "São José do Du•ro". "Duro" era uma simplificação de "D´ouro", uma vez que a região era rica em ouro em seu subsolo. Quando prefeito, Francisco Moura indicou que a cidade fizesse uma homenagem às senhoras do lugar que chamavam-se "Custodiana", conhecidas pela alcunha de "Diana". Daí a indicação da cidade passar a chamar-se "Dianópolis", quer dizer, "Terra das Dianas".
Gentílico: …

PEQUI / MINAS GERAIS - Descer de tobogã em cachoeira numa belíssima vista da cidade e cidades vizinhas, com existência de grutas, grotas e rica vegetação natural

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "PEQUI" / MINAS GERAIS / BRASIL foto (acima) Thymonthy Becker BEM VINDO A CIDADE DE PEQUI. AOS PÉS DA SERRA DO RIO DO PEIXE. Pórtico da estrada da cidade de Pequi, Minas Gerais foto - Thymonthy Becker População estimada 2016 (1) - 4.369 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 203,991 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 19,98 Código do Município 3149606 Gentílico - pequiense ORIGEM DO NOME O termo significa, em tupi, "coxa áspera", e origina-se de um velho e frondoso pequizeiro, que existiu em frente a uma venda no largo da igreja, cuja sombra abrigava a população que ali se reunia Gentílico: pequiense Histórico Pequi  Minas Gerais - MG HISTÓRICO A fixação da povoação do atual município deve-se, principalmente, aos solos férteis e ao grande número de córregos e riachos que cortam a região. Pequi foi criada em 1841, quando o distrito de Santo Antônio de São Joanico, no município de Pitangui, foi dividido em dois: Pequi e Maravilha.…

POÇOS DE CALDAS

BOM DIA. BEM VINDO A CIDADE DAS ROSAS / BEM VINDO A POÇOS DE CALDAS MONTANHAS DA REGIÃO copyrigth "Enioprado" POÇOS DE CALDAS TEM HOJE 152.496 HABITANTES O IDH DO MUNICÍPIO EH DE: 0.841 - CONSIDERADO ELEVADO PELOS INDICADORES DA ONU. A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 06 DE NOVEMBRO E FOI FUNDADA EM 1872 QUEM NASCE EM POÇOS DE CALDAS EH: POÇOS-CALDENSE. HISTÓRIA A região onde se localiza o atual Município de Poços de Caldas foi inicialmente habitada pelos indios Cataguases que, em 1675, ofereceram combate e venceram a célebre bandeira de Lourenço Castanho, cognominado "O Velho". Com a busca de pastagens para manter a pecuária valorizou-se a região dos "Campos de Caldas'', como passou a ser chamado o local. Com isto, facilitou a instalação do núcleo pastoril que, economicamente, substituiu a lavra e grupiara. Entre os que vieram para os "Campos de Caldas", nos últimos anos de 1700, encontrava-se o Padre Manoel Gonçalves Correia, que instalou uma fazenda no &q…

JANAÚBA / MG - A CIDADE DOS RIOS

BEM VINDO A CIDADE DE JANAÚBA. A CIDADE DOS RIOS. CAPITAL NACIONAL DA BANANA E DO MINI-MILHO.  imagem - ? JANAÚBA TEM 66.803 HABITANTES - IBGE 2010 - QUEM NASCE EM JANAÚBA EH: JANAUBENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 27 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.948 ORIGEM DO NOME Janaúba, nome de origem indígena, significa planta leitosa, também conhecida como Algodão de Seda, vegetal da família das apocináceas, dicotiledônia, monopétala, abundante na região HISTÓRIA Os primeiros habitantes da região do Vale do Gorutuba constituíam-se de uma mistura de índios Tapuias; mescla de um povo Cafuso ou Caburé, e quilombos negros. Este povo fincou moradia nas proximidades do Vale do Gorutuba. Conta-se que neste rio existia muitos sapos conhecidos como Kuruatuba — sapo grande ou sapo Kururu, dando origem a denominação do rio e do povo que vivia — Gorutubanos. Os Gorutubanos viviam dos produtos da terra. Dedicavam-se principalmente ao plantio do algodão e de porcos. O regime pastoril foi grande favor de civilização…

SETE LAGOAS / MG - CIDADE DAS LAGOAS ENCANTADAS - TERRA NATAL DO TRAPALHÃO "ZACARIAS"

BEM VINDO A CIDADE DE 7 LAGOAS. CIDADE NASCIDA PARA O ALTO. TERRA NATAL DO TRAPALHÃO ZACARIAS imagem - ? 7 LAGOAS TEM 214.152 HABITANTES - IBGE 2010 -  QUEM NASCE EM 7 LAGOAS EH: SETE LAGOANO A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 24 DE NOVEMBRO E FOI FUNDADA EM 1.880 ORIGEM DO NOME O nome da cidade é uma referência as sete lagoas que foram encontradas quando da fundação da cidade. Com o passar dos anos novas lagoas foram descobertas e a cidade conta com mais de trinta lagoas em todo seu território. HISTÓRIA Os primeiros civilizados que chegaram às terras " das Sete Lagoas", foram alguns componentes da bandeira de Fernão Dias Leme - o "caçador de esmeraldas", que em 1667, estacionados no Sumidouro, foram atraídos pela possibilidade da existência de minério argentífero no Serrote das Sete Lagoas. Ali se demorou a bandeira, acerca da qual, pela primeira vez, a história se refere á extensa planície coberta por lindas lagoas, a qual os indígenas davam o nome de "Vapabuçu". De 1…

IGATU / BAHIA - Vales profundos, chapadões, verde misturado ao cinza, marrom e rosa da secura do sertão e vento zunindo que da vozes às pedras

LINHA DO TEMPO DE "IGATU" / BAHIA / BRASIL SEJA BEM VINDO AO DISTRITO DE IGATU. A CIDADE DE PEDRAS / A MACHU PICCHU BRASILEIRA foto - Chico Ferreira O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. 
Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes.  foto - Prefeitura Municipal de Andaraí foto - Otávio Nogueira Dessa época, sobraram ruínas, principalmente de casas de garimpeiros, e utensílios, preservados na imperdível Galeria Arte & Memória.
Entre no verbete Chapada Diamantina para ver mais dicas de roteiros, passeios, como chegar, como circular e restaurantes na região. foto - Otávio Nogueira foto - Otávio Nogueira IGATU é uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. 
Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, …

CARATINGA / CIDADE ESPERANÇA / TERRA DAS PALMEIRAS

SEJA SEMPRE BEM VINDO A CIDADE DE CARATINGA. A CIDADE DO MENINO MALUQUINHO
copyrigth "?" ORIGEM DO NOME
A denominação do município Caratinga, de origem indígena, (cará / tinga = branco) é devido à falta de alimentação diversificada, o que fazia com que os primeiros habitantes da região se alimentassem de um tubérculo muito encontrado na região na época do povoamento, um cará-branco que servia de alimento para os índios CARATINGA TEM ATUALMENTE, 85.322 HABITANTES. QUEM NASCE EM CARATINGA É: CARATINGUENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,754 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 24 DE JUNHO. FOI FUNDADA EM 1848 EM CARATINGA, FORAM REALIZADOS EM 2010, 513 CASAMENTOS 056 SEPARAÇÕES 079 DIVÓRCIOS. HISTÓRIA
Em 1841 aportou por estas terras o grande desbravador Domingos Fernandes Lana, que aqui permaneceu até 1847.
No final desse ano, João Caetano do Nascimento, João Antônio de Oliveira e João José, bravos pioneiros, vieram de mudança, trazendo suas famílias,…

AS 10 MELHORES CIDADES DO MUNDO PARA SE VIVER - Hong Kong, uma fascinante metrópole cosmopolita, com 7 milhões de habitantes e combina a cultura oriental com a ocidental, livre comércio, baixos impostos; lidera

LINHA DO TEMPO DAS "10 MELHORES CIDADES DO MUNDO PARA SE VIVER" / WORLD O ECONOMIST INTELLIGENCE UNIT (EIU) DIVULGOU UM NOVO RANKING LISTANDO AS 10 MELHORES CIDADES DO MUNDO PARA SE VIVER. A LISTA, QUE TEM CAUSADO DEBATES, TRAZ HONG KONG EM PRIMEIRO LUGAR.
1° - HONG KONG (CHINA)
Uma fascinante metrópole cosmopolita, com 7 milhões de habitantes e 1,1 mil km² de área, que combina a cultura oriental com a ocidental. Sua população tem um padrão de vida comparável ao das grandes potências, com um PIB per capita de 43,8 mil dólares. O custo de vida da cidade, entretanto, é um dos mais caros do mundo. É o principal centro comercial da China. Possui uma economia de livre mercado, baixos impostos e mínima intervenção do governo central, seguindo a filosofia de "um país, dois sistemas".

2° - AMSTERDÃ (HOLANDA)
Amsterdã é prática, moderna e vanguardista. E essas qualidades de certa forma resumem as características de toda a Holanda, um país de território minúsculo que foi uma g…