Pular para o conteúdo principal

FORTE DOS REIS MAGOS / NATAL - Em formato de estrela, o forte ainda preserva os canhões, a capela, poço de água doce e alojamentos




LINHA DO TEMPO DO "FORTE DOS REIS MAGOS" / RIO GRANDE DO NORTE
No dia 6 de janeiro de 1598 (Dia de Reis) foi celebrada uma missa para dar início à construção do forte. Trinta anos depois, a obra estava pronta. Na visita, guias mostram os antigos depósitos, alojamentos, canhões e a capela. A fortaleza também abriga o Marco de Touros, de 1501, considerado o mais antigo documento histórico do Brasil. A peça, toda em mármore e com a cruz-de-malta esculpida, teria sido o primeiro marco de posse da Coroa portuguesa no país.
A muralha externa da fortaleza tem vista para os recifes da Praia do Forte
A Fortaleza da Barra do Rio Grande, popularmente conhecida como Forte dos Reis Magos ou Fortaleza dos Reis Magos, foi o marco inicial da cidade — fundada em 25 de Dezembro de 1599 —, no lado direito da barra do Potengi (hoje próximo à Ponte Newton Navarro). Recebeu esse nome em função da data de início da sua construção, 6 de janeiro de 1598, Dia de Reis, pelo calendário católico. Em formato de estrela, a fortaleza foi construída pelos colonizadores portugueses em 1598. Em 1633 foi invadida pelos holandeses. Anos mais tarde, os portugueses conseguiram retomar a cidade e o forte. O monumento ainda preserva os canhões expostos na parte superior do prédio, capela com poço de água doce e alojamentos.
O pátio interno da fortaleza estão os antigos depósitos, os alojamentos, os canhões e a capela
Praia do Forte 
(84) 3211.3820/ 3211.6166 
Horário de visitação 
Diariamente – 8h00 – 16h00
Da muralha do Forte é possível ver os prédios da orla de Natal
Este ponto turístico e histórico de Natal é um dos mais importantes da cidade. O Forte dos Reis Magos guarda uma grande herança sobre a história da cidade e sua fundação. 
Se você quer fazer um roteiro mais cultural e conhecer sobre como a linda Natal nasceu, não deixe de conhecer este lugar. 
Aberto para visitação, além de uma arquitetura cheia de conceito, o Forte dos Reis Magos tem uma vista magnifica.
A construção histórica fica na Praia do Forte, a cinco quilômetros do centro de Natal (RN)
FUNDAÇÃO DO “FORTE DOS REIS MAGOS” 
Durante todo o período de colonização do Brasil, cada território descoberto precisaria de uma fortificação para proteger contra novas invasões. Quando Manuel de Mascarenhas Homem chegou às margens do Rio Grande passou então a construir o forte. Isso aconteceu no dia 06 de janeiro de 1598.
Vista do pátio interno do Forte
A pequena paliçada feita toda em estacas de taipa, deu início à construção do forte que foi inaugurado no dia 25 de dezembro de 1599. O nome foi dado em homenagem ao dia do descobrimento da região, data religiosa aos Reis Magos. 
O Forte dos Reis Magos, que possui a forma de estrela, sofreu um ataque de holandeses em 1633 e estes dominaram a região até 1654, quando voltou para as mãos dos portugueses.
A capela está no centro do pátio da construção histórica
Por ser onde está o Marco de Touros, que é o monumento colonial mais antigo do país, além de outros artefatos importantes, o Forte dos Reis Magos passou a ser administrado pelo IPHAN, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional desde 2013. 
Atualmente aqui contabiliza-se também o monumento histórico do país com a segunda maior arrecadação.
O pátio interno da fortaleza estão os antigos depósitos, os alojamentos, os canhões e a capela
CURIOSIDADES 
Durante toda a sua existência, o Forte dos Reis Magos guarda algumas particularidades. Entre elas: 
Para ter acesso ao Forte dos Reis Magos, você precisa fazer uma caminhada de aproximadamente 500 metros por uma passarela totalmente segura. Vale muito a pena pela vista do Rio Potengi e também da Praia de Genipabu. O final do dia nesta passarela é perfeito!
É possível visitar as dependências internas do Forte
No centro do Forte você encontra uma pequena igreja. Sobre o teto desta fica um local secreto onde eram armazenados os armamentos e munições na época dos colonizadores. 
O piso do Forte ainda é o original. Ele possui mais de 400 anos e estão muito bem conservados.
VISITAÇÃO 
O Forte dos Reis Magos guarda canhões originais, ainda da época das invasões e outros artefatos do seu início. Vale muito a pena conhecer o local e desfrutar da linda vista do rio Potengi. O Forte dos Reis magos fica aberto diariamente das 08 horas até as 16h30.
O valor cobrado para ter acesso ao Forte é apenas 3 reais por pessoa e você tem guias credenciados para ensinar ainda mais sobre o local e ser agraciado com uma linda aula de história sobre Natal e também do Brasil. Para grupos grandes, a administração do Forte orienta o agendamento da visita que pode ser feito pelo número (84) 3202 9006.
A FORTALEZA DA BARRA DO RIO GRANDE, POPULARMENTE CONHECIDA COMO FORTE DOS REIS MAGOS OU FORTALEZA DOS REIS MAGOS, LOCALIZA-SE NA CIDADE DE NATAL, NO ESTADO BRASILEIRO DO RIO GRANDE DO NORTE.
A FORTALEZA FOI O MARCO INICIAL DA CIDADE — FUNDADA EM 25 DE DEZEMBRO DE 1599 —, NO LADO DIREITO DA BARRA DO RIO POTENJI (HOJE PRÓXIMO À PONTE NEWTON NAVARRO). RECEBEU ESSE NOME EM FUNÇÃO DA DATA DE INÍCIO DA SUA CONSTRUÇÃO, 6 DE JANEIRO DE 1598, DIA DE REIS PELO CALENDÁRIO CATÓLICO.
O ATUAL FORTE APRESENTA PLANTA POLIGONAL IRREGULAR, ERGUIDO EM ALVENARIA DE PEDRA E CAL. EM TORNO DO TERRAPLENO, AO ABRIGO DAS MURALHAS, ENCONTRAM-SE DISPOSTAS A CASA DE COMANDO, OS QUARTÉIS E OS DEPÓSITOS; AO CENTRO, ERGUE-SE UMA EDIFICAÇÃO DE PLANTA QUADRANGULAR, EM DOIS PAVIMENTOS:
NO PAVIMENTO INFERIOR, SITUA-SE A CAPELA, APRESENTANDO VÃOS EM ARCO PLENO;
NO SUPERIOR, ACEDIDO EXTERNAMENTE POR UMA ESCADA EM DOIS LANCES E ATRAVÉS DE UMA PORTA DE VERGA RETA, DISPÕE-SE A CASA DA PÓLVORA, COBERTA POR UMA CÚPULA PIRAMIDAL. NOS VÉRTICES DESTA PIRÂMIDE, CUNHAIS, CORNIJA E PINÁCULO COMPLETAM O CONJUNTO.
NO TERRAPLENO ABRE-SE, AINDA, A CISTERNA.
O ACESSO AO FORTE É FEITO POR UMA PASSARELA, DA PRAIA AO PASSADIÇO E, A PARTIR DAÍ, ATRAVÉS DE UMA ARCADA À DIREITA, SAINDO PARA O CORREDOR. OUTRA ESCADA DÁ ACESSO AO TERRAPLENO E AO PORTÃO PARA A PRAÇA.
AS SUAS CARACTERÍSTICAS FORAM ASSIM DESCRITAS POR CÂMARA CASCUDO:
"O FORTE SE ERGUIA, A SETECENTOS E CINQUENTA METROS DA BARRA, EM CIMA DO ARRECIFE, ILHADO NAS MARÉS ALTAS. É LUGAR MELHOR E MAIS LÓGICO, ANUNCIANDO E DEFENDENDO A CIDADE FUTURA. A PLANTA É DO JESUÍTA GASPAR DE SAMPERES, QUE FORA MESTRE NAS TRAÇAS DE ENGENHARIA, NA ESPANHA E FLANDRES, ANTES DE PERTENCER À COMPANHIA DE JESUS. É A FORMA CLÁSSICA DO FORTE MARÍTIMO, AFETANDO O MODELO DO POLÍGONO ESTRELADO. O TENALHÃO ABICA PARA O NORTE, MIRANDO A BARRA, COM OS DOIS SALIENTES. NO FINAL, A GOLA TERMINA POR DOIS BALUARTES. O DA DESTRA, NA CURVATURA, OCULTA O PORTÃO, ENTRADA ÚNICA, AINDA DEFENDIDA POR UM COFRE DE FRANQUEAMENTO, PARA QUATRO ATIRADORES E, SOBREPOSTOS À CORTINA OU GOLA, OS CAMINHOS DE RONDA E UMA BANQUETA DE MOSQUETARIA. COM SESSENTA E QUATRO METROS DE COMPRIMENTO, PERÍMETRO DE DUZENTOS E QUARENTA, FRENTE E GOLA DE SESSENTA METROS, O FORTE ARTILHAVA-SE DE MANEIRA IRREPREENSÍVEL. ATIRARIA POR CANHONEIRAS E A MOSQUETARIA PELA GOLA EM SETEIRA NO COFRE OU DE VISADA NA BANQUETA. A ARTILHARIA PRINCIPAL ATIRAVA À BARBETA." (CÂMARA CASCUDO, LUÍS DA. HISTÓRIA DA CIDADE DO NATAL (3ª ED.)"
(Câmara cascudo)

A FORTALEZA DA BARRA DO RIO GRANDE SERVIU COMO SEDE DA ADMINISTRAÇÃO DA CAPITANIA DO RIO GRANDE, RESIDÊNCIA DO CAPITÃO-MOR, COMANDO MILITAR, QUARTEL DE TROPAS E REFÚGIO DOS MORADORES.
ENTRE AS ATRAÇÕES DO MUSEU DESTACA-SE UM MARCO DO DESCOBRIMENTO DO BRASIL (PARA LÁ TRAZIDO NA DÉCADA DE 1990).
OS VISITANTES SÃO RECEBIDOS, À ENTRADA, PELA IMAGEM DOS MAGOS GASPAR, BELQUIOR E BALTASAR, DOADA PELO JOSÉ I DE PORTUGAL (1750-1777).
OS 400 ANOS DA FORTALEZA FORAM COMEMORADOS POR UMA BONITA EMISSÃO FILATÉLICA DA ECT (6 DE JANEIRO DE 1999).
A FORTALEZA FOI, A PARTIR DO ANO 2008, UM DOS 50 MONUMENTOS BRASILEIROS CANDIDATOS À ELEIÇÃO DAS 7 MARAVILHAS DO BRASIL, CUJO RESULTADO SAIU EM 1º DE JANEIRO DE 2009, ONDE NÃO OBTEVE CLASSIFICAÇÃO.
A FORTALEZA FOI UMA DAS ELEITAS DO CONCURSO DA REVISTA CARAS: "SETE MARAVILHAS DO BRASIL".

fonte / fotos = praiasdenatal.com.br / Wikipédia / Thymonthy Becker / viajeaqui.abril.com.br / Divulgação / 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DIANÓPOLIS / TOCANTINS - Berço cultural do estado, tem mais à oferecer, cascatas, cachoeiras, museu e "garganta"; platô da serra geral com cânions e mirantes

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "DIANÓPOLIS" / TOCANTINS / BRASIL DIANÓPOLIS
BEM VINDO A CIDADE DE DIANÓPOLIS. CIDADE DO DIANOFOLIA
imagem - ? População estimada 2016 (1) - 21.457
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 3.217,313
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 5,94
Código do Município 1707009
Gentílico - dianopolino
ORIGEM DO NOME DE DIANÓPOLIS, TO
A origem do nome "Dianópolis" está relacionada a Francisco das Chagas Moura, que foi prefeito do município entre os anos de 1934 a 1938. Então, a cidade chamava-se "São José do Du•ro". "Duro" era uma simplificação de "D´ouro", uma vez que a região era rica em ouro em seu subsolo. Quando prefeito, Francisco Moura indicou que a cidade fizesse uma homenagem às senhoras do lugar que chamavam-se "Custodiana", conhecidas pela alcunha de "Diana". Daí a indicação da cidade passar a chamar-se "Dianópolis", quer dizer, "Terra das Dianas".
Gentílico: …

CATAGUASES / MINAS GERAIS - Venha ver e fazer filmes nesta cidade cinematográfica. Deixe saudades e leve lembranças

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "CATAGUASES" / MINAS GERAIS / BRASIL “O nome Cataguases vem – pelo menos, até provas em contrário, pois muitas são as controvérsias nessa cidade em constante questionamento – , pois é, o nome Cataguases parece que vem de uma tribo de índios que habitava a região, os ‘Catu-auás’. Dizem que o nome catu-auá significa em tupi-guarani ‘terra de gente boa’. E Cataguases sabe receber muito bem. Quem bebe da água do Rio Pomba nunca deixa de voltar. Dizem. ” Confira alguns dos mais importantes pontos turísticos de Cataguases. Além de inúmeras obras artísticas e arquitetônicas modernas tombadas pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), Cataguases também oferece inúmeras construções marcantes do final do século XIX, belíssimas paisagens naturais, museus, centros culturais e muito mais! PONTE METÁLICA (DE 1.914) A construção da Ponte Metálica foi determinada em 1910, devido à solicitação do deputado federal Astolpho Dutra Nicácio. Ela…

BRAGANÇA / PARÁ - A cidade respira Fé, Tradição e Cultura, nas belezas de suas praias, manguezais, rios, igarapés e ilhas

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "BRAGANÇA" / PARÁ / BRASIL  Bragança, localizada na região nordeste do Pará, a 210 quilômetros de Belém, capital do Estado, é um dos municípios mais procurados pelos turistas ao longo do ano, em especial durante as férias escolares.
Lar da Marujada, manifestação cultural que reúne milhares de pessoas no município para festejar São Benedito, Bragança tem praias oceânicas belíssimas, pra quem quiser aproveitar em qualquer época do ano.

A cidade, de origem portuguesa, guarda na sua cultura características religiosas marcantes e também festeja São Sebastião e Nossa Senhora de Nazaré.
Suas fronteiras são estratégicas. Assim, o município oferece o maior número de opções aos turistas: ao Norte está o oceano Atlântico, ao Sul, o município de Santa Luzia do Pará, a Leste os municípios de Augusto Corrêa e Vizeu e a Oeste, Tracuateua.

Na língua tupi, Caeté quer dizer 'mato grande' e, por estar localizada à margem esquerda do rio Caeté, Bragança é c…