Pular para o conteúdo principal

RIBEIRÃO PRETO / SÃO PAULO - Para uma viagem religiosa, para uma viagem histórica e relaxante; a cidade tem várias opções para toda a família




LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "RIBEIRÃO PRETO" / SÃO PAULO / BRASIL
Jovens das cidades próximas vão para Ribeirão para curtir uma das maiores micaretas do país, o Carnabeirão
A riqueza do agronegócio impulsionou a cidade e fortaleceu outros empreendimentos, como os restaurantes: Ribeirão se tornou um polo gastronômico. Vale conhecer as vizinhas Batatais (a 44 km) e Brodowski (a 30 km), onde estão a Matriz do Senhor Bom Jesus da Cana Verde e a Casa de Portinari.

TURISMO
Localizada a 313 quilômetros da capital, Ribeirão Preto possui mais de 600 mil habitantes e é famosa pela grande quantidade de bares, restaurantes e casas de show que agitam as noites da região. Mas o município não atrai só os baladeiros de plantão. Ribeirão Preto transformou a região no maior produtor de grãos na virada do século XIX e como herança dos tempos dos barões, o município também atrai apreciadores dessa história.
Obra de Bassano Vaccarini no Mercadão
A Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus da Cana Verde guarda a maior coleção de telas de Cândido Portinari em exibição no país
IGREJA DE SANTO ANTÔNIO
PARQUE JABALI
Prato da La Cucina di Tullio Santini, cantina italiana em Ribeirão Preto
Altar da Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus da Cana Verde, com painel de Cândido Portinari
Locomotiva na praça da cidade
MIRANTE 
O Mirante, com cerca de 45 metros de altura e capacidade para 180 pessoas, fica atrás do Jardim Japonês em área de 200 metros quadrados. construído por funcionários do Bosque Municipal "Fábio Barreto", o Mirante foi denominado "Coronel Alfredo Condeixa Filho".
CATEDRAL METROPOLITANA 
A Catedral de Ribeirão Preto é um dos pontos turísticos mais visitados do município. Sua arquitetura possui linhas góticas e neoclássicas e o interior da igreja se diferencia pelos vitrais coloridos e pelas telas pintadas por Benedito Calixto. O arquiteto responsável pela construção da igreja foi o italiano Emílio Fagani, que faleceu antes da catedral ser inaugurada, em 1905.
A Catedral Metropolitana, tendo como padroeiro São Sebastião, teve a pedra fundamental lançada em 3 de março de 1904. A benção e o término da construção foram em 1920. Em estilo tico e linhas góticas, destacam-se os vitrais coloridos no seu interior, os afrescos pintados por Benedito Calixto que datam de 1917. A Catedral Metropolitana de São Sebastião de Ribeirão Preto está localizada na Praça das Bandeiras, região central da cidade. 
Fone: (16) 3625-0007
Catedral Metropolitana de São Sebastião de Ribeirão Preto
PINGUIM 
Com mais de sete décadas de história, o Pinguim atualmente recebe cerca de 1,5 milhão de clientes por ano e vende neste período aproximadamente 4 milhões de tulipas de chopp. Ontem, hoje e amanhã. O Pinguim continua fazendo verão, agora não somente em Ribeirão Preto, mas também em Belo Horizonte, habitando a memória e o coração de seus clientes.
Fachada do bar Pingüim e Theatro Pedro II à direita
O chope do bar Pinguim é o mais famoso da cidade
A tradição cervejeira de Ribeirão não se restringe ao Pinguim, o bar Cervejarium, por exemplo, promove degustações
MERCADO MUNICIPAL 
Com um passeio pelo Mercado Municipal, o consumidor encontra uma grande diversidade de alimentos e artigos religiosos distribuídos por quase 150 boxes. Quem caminhar pela Praça das Bandeiras aos finais de semana também não vai se arrepender. A Feira de Arte e Artesanato reúne mais de 150 artesãos que expõem e vendem produtos em couro, cerâmica, metal, vidro, louça, porcelana, tecidos e flores desidratadas.
Conta atualmente com 152 boxes que oferecem os mais diversificados produtos nos 
4.150 metros quadrados de área construída. Tombado pelo Condephaat (Conselho de 
Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo) em 1993 como Patrimônio Histórico através da lei Municipal nº 6.597 e em 08 de novembro de 2004 a lei municipal 
nº 10.250, declara o Mercado Municipal ponto turístico do município.
O Mercado Central de Ribeirão Preto é uma miniatura do Mercadão paulistano, com bancas de frutas e lanchonete que serve fartos sanduíches de mortadela
MUSEUS 
O acervo dos Museus Municipais de Ribeirão Preto é formado por cerca de 6.000 objetos que incluem coleções sobre a História do Café, a História de Ribeirão Preto, obras de arte, numismática (incluindo moedas romanas de 2.000 anos), etnologia indígena, mineralogia, mobiliário, tecnologia do trabalho, entre outras. 
Todo esse acervo está sendo catalogado e fotografado, passando por um diagnóstico das necessidades de conservação e restauro.
Museu Histórico
MUSEU DO CAFÉ
Com o objetivo de contar a história do Ciclo do Café em Ribeirão Preto e no Brasil, Plínio Travassos dos Santos começou a recolher e colecionar objetos alusivos a cultura do "ouro verde". No princípio estas peças foram guardadas no Museu Histórico. Em 20 de janeiro de 1955, já com um número significativo de objetos, foi inaugurado o Museu do Café de Ribeirão Preto, instalado provisoriamente, em 3 salas e 3 corpos das varandas que circundam o edifício do Museu Histórico.
Reformado em 2010, o Museu do Café tem conteúdo digital, com depoimentos e jogos que ajudam a contar a história do café no interior paulista
O prédio do Museu do Café Cel. Francisco Schmidt, construído próximo ao Museu Histórico, foi inaugurado oficialmente em 26 de janeiro de 1957. A construção do prédio foi uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto e contou com a colaboração financeira do Instituto Brasileiro do Café – IBC e do Comendador Geremia Lunardelli (3.º Rei do Café).
O Museu Casa de Portinari preserva móveis e objetos do pintor, além de abrigar 20 murais em técnicas de afresco e têmpera
O Museu Casa de Portinari fica no imóvel onde o pintor passou a infância
TEATRO DE ARENA 
Em 1969 foi inaugurado o Teatro de Arena, idealizado e construído por Jaime Zeiger. Construído numa meia-encosta, em uma área de aproximadamente 6 mil metros quadrados, Jaime Zeiger realizou pesquisas em vários países da Europa e Oriente Médio para a escolha do local ideal: topografia que favoreceria a qualidade acústica do teatro. Este teatro foi o primeiro teatro de arena construído no interior do Estado de São Paulo. A peça Antígona (de Sófacles) foi o primeiro espetáculo teatral apresentado no Teatro de Arena. 
Durante o ano de 1986 o teatro sofreu algumas reformas e foi reinaugurado em 1987.
Teatro Municipal
TEATRO PEDRO II
O Teatro Pedro II, por exemplo, foi construído em 1930, como símbolo de poder da sociedade cafeeira. Inspirado nas casas de shows da Europa, o teatro é o segundo maior em capacidade de público do país. Ele é palco de shows, concertos sinfônicos, peças teatrais, apresentações de dança e espetáculos de ópera. O Museu do Café coronel Francisco Schmidt é outro lugar onde os turistas podem conhecer melhor a história da cidade. Os visitantes encontram um vasto acervo com objetos e documentos do século XIX, como esculturas, carros de boi e fotos do período.
O Theatro Pedro II sofreu um incêndio nos anos 80 e reabriu em 1996, com um novo lustre criado por Tomie Ohtake
RIBEIRÃO PRETO
imagem - Wikipédia
População estimada 2016 (1) - 674.405
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 650,916
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 928,92
Código do Município 3543402
Gentílico - ribeirão-pretano
ORIGEM DO NOME
A cidade teve os nomes de Barra do Retiro, Capela de São Sebastião do Ribeirão Preto, Vila de São Sebastião do Ribeirão Preto, Vila de Entre Rios e Vila de Ribeirão Preto.
O nome "Ribeirão Preto" deve-se ao ribeirão que atravessa a cidade, que é chamado de "Preto".
Gentílico: ribeirão-pretano
HISTÓRICO
José Mateus dos Reis, dono da maior parte da Fazenda das Palmeiras, fez a primeira doação de terras no valor de 40 mil reis, "com a condição de no terreno ser levantada uma capela em louvor a São Sebastião das Palmeiras". Em 2 de novembro de 1845, no bairro das Palmeiras, era fincada uma cruz de madeira como tentativa de demarcação de um patrimônio para a futura capela de São Sebastião.
Com esta, surgiram outras doações objetivando ampliar o patrimônio da capela, doações que foram anexadas à primeira feitas por José Alves da Silva (4 alqueires), Miguel Bezerra dos Reis (2 alqueires), Antônio Bezerra Cavalcanti (12 alqueires), Alexandre Antunes Maciel (2 alqueires), Mateus José dos Reis (2 alqueires), Luís Gonçalves Barbosa (1 alqueire) e Mariano Pedroso de Almeida.
Os doadores de terras de Ribeirão Preto para o patrimônio são ainda os seguintes João Alves da Silva Primo, Severiano Joaquim da Silva, José Borges da Costa e Ignacio Bruno da Costa e Ana Zeferina Terra, a última doadora de terras para o patrimônio.
Segundo o historiador Rubem Cione em seu livro História de Ribeirão Preto, volume 2, segunda edição, muitos dos que trabalharam pelo progresso da cidade também são considerados fundadores. Entre eles, Bernardo Alves Pereira, Antônio Alves Pereira, Manuel do Nazareth Azevedo, Manuel Fernandes do Nascimento, Padre Geremias José Nogueira, Padre Manuel Euzébio de Araujo, Padre Miguel Martins da Silva e Padre Angelo Philydori Torres.
AQUI O AEROPORTO
imagem - Wikipédia
CATEDRAL DE SÃO SEBASTIÃO
imagem - Wikipédia
IGREJA DE SÃO JOSÉ OPERÁRIO
imagem - Roberta Soriano
INTERIOR DA IGREJA DE SÃO JOSÉ OPERÁRIO
imagem - Roberta Soriano
IGREJA DE SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA
imagem - Roberta Soriano
PARQUE MUNICIPAL
imagem - Vitor J. Quarelo
imagem - Wikipédia
imagem - Roberta Soriano
imagem - Roberta Soriano
imagem - Vitor J. Quarelo
imagem - Vitor J. Quarelo
imagem - Antônio de Andrade
imagem - Wikipédia
imagem - Marco Aurélio Esparza
imagem - Rafael Torres Gavioli
imagem - Roberta Soriano
TEATRO
imagem - Wikipédia
CHOPERIA
imagem - Wikipédia
PALÁCIO RIO BRANCO - SEDE DO PODER EXECUTIVO - PREFEITURA -
imagem - Wikipédia
ESTÁDIO SANTA CRUZ
imagem - Renato Viana Albarral
MUSEU DO CAFÉ
imagem - Wikipédia
imagem - Vitor J. Quarelo
ESTAÇÃO RODOVIÁRIA
imagem - Wikipédia
ESTÚDIO KAISER DE CINEMA
imagem - Wikipédia
CARTÓDROMO
imagem - Wikipédia
CENTRO INDUSTRIAL
imagem - Wikipédia
CONHEÇA UM POUCO MAIS DE RIBEIRÃO PRETO
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Celso Ortolan
imagem -  Celso Ortolan
imagem - Renato Viana Albarral
imagem - Wikipédia
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE RIBEIRÃO PRETO, SÃO PAULO
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO, SÃO PAULO


fonte / fotos = Thymonthy Becker / Wikipédia / viajeaqui.abril.com.br / Portal da Prefeitura Municipal / Portal do Governo de São Paulo / Divulgação / 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MARECHAL DEODORO / ALAGOAS - A primeira capital de Alagoas, Patrimônio Histórico Nacional, numa simpática viela de colorido casario colonial, nasceu Marechal Deodoro da Fonseca

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "MARECHAL DEODORO" / ALAGOAS / BRASIL
O centro histórico de Marechal Deodoro em Alagoas tem muitas construções antigas, mas nem tudo está preservado A primeira capital de Alagoas ganhou, em 2006, o título de Patrimônio Histórico Nacional. Reúne um conjunto de dez igrejas, a maioria em ruínas. Entre elas estão a Senhor do Bonfim (1755), no bairro de Taperaguá, a N.S. do Amparo (1757), na Rua Ladislau Neto, e o importante complexo (atualmente em restauração, fechado para visitas) onde ficam o Museu de Arte Sacra, o Convento de São Francisco e a Igreja de Santa Maria Madalena. A casa onde o Marechal Deodoro da Fonseca viveu até os 16 anos é um museu, na rua que leva o seu nome (uma simpática viela de colorido casario colonial). Você pode estacionar o carro ali e, com um guia do museu, conhecer os arredores. foto - ? População estimada 2016 (1) - 51.715
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 332,140
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 138,62
Código…

CARATINGA / CIDADE ESPERANÇA / TERRA DAS PALMEIRAS

SEJA SEMPRE BEM VINDO A CIDADE DE CARATINGA. A CIDADE DO MENINO MALUQUINHO
copyrigth "?" ORIGEM DO NOME
A denominação do município Caratinga, de origem indígena, (cará / tinga = branco) é devido à falta de alimentação diversificada, o que fazia com que os primeiros habitantes da região se alimentassem de um tubérculo muito encontrado na região na época do povoamento, um cará-branco que servia de alimento para os índios CARATINGA TEM ATUALMENTE, 85.322 HABITANTES. QUEM NASCE EM CARATINGA É: CARATINGUENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,754 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 24 DE JUNHO. FOI FUNDADA EM 1848 EM CARATINGA, FORAM REALIZADOS EM 2010, 513 CASAMENTOS 056 SEPARAÇÕES 079 DIVÓRCIOS. HISTÓRIA
Em 1841 aportou por estas terras o grande desbravador Domingos Fernandes Lana, que aqui permaneceu até 1847.
No final desse ano, João Caetano do Nascimento, João Antônio de Oliveira e João José, bravos pioneiros, vieram de mudança, trazendo suas famílias,…

QUARTEL GERAL / MINAS GERAIS - Paisagens naturais, Trilhas do Indaiá, Cachoeiras, esportes Radicais, Jipeiros, Construções Históricas. Aventure-se nesta jornada

LINHA DO TEMPO DE "QUARTEL GERAL" / MINAS GERAIS / BRASIL
Quartel Geral faz parte do circuito turístico caminhos do Indaiá. Quartel Geral uma cidade tão especial e peculiar para os mineiros. Eugênia, esposa de Tiradentes, depois de sua morte morou na cidade com seu filho em uma fazenda. A mineração dos diamantes também foi um ponto marcante para a criação do povoado e posteriormente, da cidade. São aspectos que permeiam a história de Quartel Geral e que somente entrando nas verdes matas para descobrir os caminhos do Indaiá, o Rio que atravessa vários municípios e que deu nome ao circuito turístico. Para quem gosta de esportes radicais, os trilheiros, jipeiros e de cachoeiras, Quartel Geral pode proporcionar muitas aventuras.
Academia da Saúde em Quartel Geral, Minas Gerais,  tem por objetivo manter a população saudável
foto - Câmara Municipal Conhecer Quartel Geral também é uma aventura por tudo que o município tem a oferecer com suas paisagens naturais. Aventure-se nessa jornada. Q…

CONTAGEM / POLO COMERCIAL

BOM DIA. BEM VINDO A CONTAGEM. CIDADE PROGRESSO
copyrigth "Altemiro Olinto cris"
CONTAGEM TEM 603.048 HABITANTES (IBGE 2010) QUEM NASCE EM CONTAGEM É: CONTAGENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,794 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. Na época do Brasil-colônia, a Coroa portuguesa mantinha o controle sobre os territórios ocupados através de postos avançados chamados “postos de registro”. Tais postos fiscalizavam e registravam todo o movimento de pessoas e mercadorias, cargas e tropas. Ali, os viajantes, mercadores de escravos e tropeiros eram obrigados a parar e, enquanto as mercadorias eram registradas. CONTAVAM-SE TUDO. INCLUSIVE E PRINCIPALMENTE, AS BARRAS DE OURO, QUE IAM PARA O RIO DE JANEIRO. DAÍ O NOME "CONTAGEM."
No início do século XVII, nas terras da sesmaria do capitão João de Sousa Souto Maior, um terreno conhecido como Sítio das Abóboras, foi instalado um desses postos de fiscalização. Em 1715, Dom Brás Baltasar refere-se a este posto ao escrever …

PIUMHI / CIDADE DAS MAIS BONITAS PRAÇAS DE MINAS

SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE DE PIUMHI. UMA DAS MAIORES PRODUTORAS DE CAFÉ E UMA DAS MAIS AGRADÁVEIS CIDADE DE SE ESTAR.
foto - Thymonthy Becker
PIUMHI TEM 31.883 HABITANTES (IBGE 2010)
QUEM NASCE EM PIUMHI EH: PIUIENSE (IBGE)
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 20 DE JUNTO E FOI FUNDADA EM 1.868

UM MORADOR DA CIDADE COM QUEM ESTIVE QUANDO TIREI ESTAS FOTOS, DISSE QUE O NOME DA CIDADE VINHA DE UM MOSQUITO QUE ERA ABUNDANTE NA REGIÃO E OS ÍNDIOS LOCAIS O CHAMAVAM DE PIUM.
PERGUNTEI O MOTIVO DO "HI" NO FINAL DO NOME. ESTA PESSOA NÃO SOUBE EXPLICAR O PORQUE DO "HI" AO FINAL DE PIUM.
CONCLUI QUE PODERIA TER SIDO PELO FATO DOS GRANDES FAZENDEIROS IREM ATÉ A REGIÃO COMPRAREM TERRAS E AO DEPARAREM COM OS TAIS MOSQUITOS, ACONTECIA O SEGUINTE DIÁLOGO:
FAZENDEIRO: __EH PIUM?
VENDEDOR :  __ SIM.
FAZENDEIRO: HIIIIIIII. NÃO VAI DAR NEGÓCIO.
DAI O NOME FICOU "PIUM HI. BEM, ESTA EH MINHA VERSÃO.

AQUI PODEMOS VER UMA AVENIDA CENTRAL
foto - Thymonthy Becker
POR VOLTA DE 1707, FAMÍLIA…

PARACATU / MG

BEM VINDO A CIDADE DE PARACATU. CIDADE NATAL DE AFONSO ARINOS / RICA EM CULTURA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO imagem - Revoredo
PARACATU TEM 84.718 HABITANTES - IBGE 2010 - QUEM NASCE EM PARACATU EH: PARACATUENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 20 DE OUTUBRO E FOI FUNDADA EM 1.728 ORIGEM DO NOME "Paracatu" é um termo de origem tupi que significa "rio bom", através da junção dos termos "Pará" ("rio") e "Katu" ("bom") Paracatu pertence ao seleto grupo das dez cidades nacionalmente tombadas em Minas Gerais, o que a coloca no patamar de um dos municípios mineiros mais ricos culturalmente e patrimonialmente, sendo integrante também da Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais. HISTÓRIA Não existe consenso entre os historiadores sobre a data efetiva em que foi descoberta e povoada a região de Paracatu. De qualquer forma, admite-se que o território paracatuense já era conhecido desde o final do século XVI pelos brancos, que vinham da Vila de Sã…

CORONEL FABRICIANO / CIDADE DA SERRA DOS COCAIS

BOM DIA. BEM VINDO A CORONEL FABRICIANO.
copyrigth "pmcf" CORONEL FABRICIANO TEM 103.797 HABITANTES. QUEM NASCE EM CORONEL FABRICIANO É: FABRICIANENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,789 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A ÁREA DA CIDADE É DE APENAS 221 QUILÔMETROS QUADRADOS. DEVIDO A ISTO, A DENSIDADE DEMOGRÁFICA É ALTA. SÃO 470 HABITANTES POR QUILÔMETRO QUADRADO. Destemidos desbravadores, muitos dos quais heróis anônimos que arrostando o endêmico impaludismo, em meio selvagem e hostil, abriram picadões, rasgaram clareiras, mata virgem adentro sertões afora, para que a ferrovia Vitória a Minas pudesse estender as suas paralelas de aço em direção a Itabira, em demanda do riquíssimo minério de ferro do fabuloso Cauê, hoje fonte principal de uma das maiores divisas acarretadas para a Pátria Brasileira. Foi do arroio daqueles heróicos operários, que surgiu a atual cidade Coronel Fabriciano, que até o princípio de 1922 não passava de uma floresta virgem, não violada p…

PATOS DE MINAS

BOM DIA. BEM VINDO A PATOS DE MINAS. A CIDADE DA MAIOR FESTA DO MILHO DO BRAZIL E POLO ECONÔMICO REGIONAL copyrigth "maira" PATOS DE MINAS TEM ATUALMENTE, 138.836 HABITANTES. QUEM NASCE EM PATOS DE MINAS É: PATENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,813, CONSIDERADO ELEVADO PELOS INDICADORES DA ONU. PATOS DE MINAS É O MAIOR POLO ECONÔMICO E A MAIOR CIDADE DO ALTO PARANAÍBA. EM MAIO, ACONTECE NA CIDADE, A MAIOR FESTA DO MILHO DO BRAZIL. Origem do nome do Município provém da enorme quantidade de patos que existiam no território, encontrados habitualmente em uma grande lagoa, a três quilômetros da margem do rio Paranaíba. Atraídos pela caça abundante e variada, os tropeiros que levavam suas tropas pelo interior de Minas Gerais faziam pouso a beira dessa lagoa, construindo ranchos em que se abrigavam. Neste tempo, todo o oeste de Minas estava coberto de matas, atravessadas apenas por estreitas trilhas, que tinham em alguns pontos, a léguas de distância, vestígios de civilização. Com o correr …

PARACATU / RICA EM CULTURA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO

BEM VINDO A CIDADE DE PARACATU. CIDADE NATAL DE AFONSO ARINOS
imagem - Revoredo

PARACATU TEM 84.718 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM PARACATU EH: PARACATUENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 20 DE OUTUBRO E FOI FUNDADA EM 1.728
ORIGEM DO NOME "Paracatu" é um termo de origem tupi que significa "rio bom", através da junção dos termos "Pará" ("rio") e "Katu" ("bom") Paracatu pertence ao seleto grupo das dez cidades nacionalmente tombadas em Minas Gerais, o que a coloca no patamar de um dos municípios mineiros mais ricos culturalmente e patrimonialmente, sendo integrante também da Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais.
HISTÓRIA

Não existe consenso entre os historiadores sobre a data efetiva em que foi descoberta e povoada a região de Paracatu. De qualquer forma, admite-se que o território paracatuense já era conhecido desde o final do século XVI pelos brancos, que vinham da Vila de São Paulo com objetivos de conquista, não …

OLIVEIRA / MINAS GERAIS - A terra Natal do Cientista "Carlos Chagas" eh repleta de belíssimos casarões que contam a história da cidade

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "OLIVEIRA" / MINAS GERAIS / BRASIL BEM VINDO A OLIVEIRA. TERRA DO CIENTISTA DESCOBRIDOR DA DOENÇA DE CHAGAS copyrigth "PMO" Esta Figueira se desenvolveu abraçada a um coqueiro, derivando daí o nome “coqueiro abraçado”, o fenômeno biológico não é único, mas bastante raro  e em Oliveira se transformou no maior símbolo da cidade, pois está ligado aos sentimentos de carinho e amor, além de ensejar a harmonia indispensável a uma comunidade urbana, sendo um exemplo da natureza para o Homem. O coqueiro abraçado está localizado na região central da cidade. AQUI, O MORRO DO CRISTO
copyrigth "PMO"
População estimada 2016 (1) - 41.739 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 897,294 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 43,98 Código do Município 3145604 Gentílico - oliveirense
ORIGEM DO NOME O topônimo registra duas versões: segundo uns, originou-se da presença de oliveiras entre as árvores frutíferas…