Pular para o conteúdo principal

RIBEIRÃO PRETO / SÃO PAULO - Para uma viagem religiosa, para uma viagem histórica e relaxante; a cidade tem várias opções para toda a família




LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "RIBEIRÃO PRETO" / SÃO PAULO / BRASIL
Jovens das cidades próximas vão para Ribeirão para curtir uma das maiores micaretas do país, o Carnabeirão
A riqueza do agronegócio impulsionou a cidade e fortaleceu outros empreendimentos, como os restaurantes: Ribeirão se tornou um polo gastronômico. Vale conhecer as vizinhas Batatais (a 44 km) e Brodowski (a 30 km), onde estão a Matriz do Senhor Bom Jesus da Cana Verde e a Casa de Portinari.

TURISMO
Localizada a 313 quilômetros da capital, Ribeirão Preto possui mais de 600 mil habitantes e é famosa pela grande quantidade de bares, restaurantes e casas de show que agitam as noites da região. Mas o município não atrai só os baladeiros de plantão. Ribeirão Preto transformou a região no maior produtor de grãos na virada do século XIX e como herança dos tempos dos barões, o município também atrai apreciadores dessa história.
Obra de Bassano Vaccarini no Mercadão
A Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus da Cana Verde guarda a maior coleção de telas de Cândido Portinari em exibição no país
IGREJA DE SANTO ANTÔNIO
PARQUE JABALI
Prato da La Cucina di Tullio Santini, cantina italiana em Ribeirão Preto
Altar da Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus da Cana Verde, com painel de Cândido Portinari
Locomotiva na praça da cidade
MIRANTE 
O Mirante, com cerca de 45 metros de altura e capacidade para 180 pessoas, fica atrás do Jardim Japonês em área de 200 metros quadrados. construído por funcionários do Bosque Municipal "Fábio Barreto", o Mirante foi denominado "Coronel Alfredo Condeixa Filho".
CATEDRAL METROPOLITANA 
A Catedral de Ribeirão Preto é um dos pontos turísticos mais visitados do município. Sua arquitetura possui linhas góticas e neoclássicas e o interior da igreja se diferencia pelos vitrais coloridos e pelas telas pintadas por Benedito Calixto. O arquiteto responsável pela construção da igreja foi o italiano Emílio Fagani, que faleceu antes da catedral ser inaugurada, em 1905.
A Catedral Metropolitana, tendo como padroeiro São Sebastião, teve a pedra fundamental lançada em 3 de março de 1904. A benção e o término da construção foram em 1920. Em estilo tico e linhas góticas, destacam-se os vitrais coloridos no seu interior, os afrescos pintados por Benedito Calixto que datam de 1917. A Catedral Metropolitana de São Sebastião de Ribeirão Preto está localizada na Praça das Bandeiras, região central da cidade. 
Fone: (16) 3625-0007
Catedral Metropolitana de São Sebastião de Ribeirão Preto
PINGUIM 
Com mais de sete décadas de história, o Pinguim atualmente recebe cerca de 1,5 milhão de clientes por ano e vende neste período aproximadamente 4 milhões de tulipas de chopp. Ontem, hoje e amanhã. O Pinguim continua fazendo verão, agora não somente em Ribeirão Preto, mas também em Belo Horizonte, habitando a memória e o coração de seus clientes.
Fachada do bar Pingüim e Theatro Pedro II à direita
O chope do bar Pinguim é o mais famoso da cidade
A tradição cervejeira de Ribeirão não se restringe ao Pinguim, o bar Cervejarium, por exemplo, promove degustações
MERCADO MUNICIPAL 
Com um passeio pelo Mercado Municipal, o consumidor encontra uma grande diversidade de alimentos e artigos religiosos distribuídos por quase 150 boxes. Quem caminhar pela Praça das Bandeiras aos finais de semana também não vai se arrepender. A Feira de Arte e Artesanato reúne mais de 150 artesãos que expõem e vendem produtos em couro, cerâmica, metal, vidro, louça, porcelana, tecidos e flores desidratadas.
Conta atualmente com 152 boxes que oferecem os mais diversificados produtos nos 
4.150 metros quadrados de área construída. Tombado pelo Condephaat (Conselho de 
Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo) em 1993 como Patrimônio Histórico através da lei Municipal nº 6.597 e em 08 de novembro de 2004 a lei municipal 
nº 10.250, declara o Mercado Municipal ponto turístico do município.
O Mercado Central de Ribeirão Preto é uma miniatura do Mercadão paulistano, com bancas de frutas e lanchonete que serve fartos sanduíches de mortadela
MUSEUS 
O acervo dos Museus Municipais de Ribeirão Preto é formado por cerca de 6.000 objetos que incluem coleções sobre a História do Café, a História de Ribeirão Preto, obras de arte, numismática (incluindo moedas romanas de 2.000 anos), etnologia indígena, mineralogia, mobiliário, tecnologia do trabalho, entre outras. 
Todo esse acervo está sendo catalogado e fotografado, passando por um diagnóstico das necessidades de conservação e restauro.
Museu Histórico
MUSEU DO CAFÉ
Com o objetivo de contar a história do Ciclo do Café em Ribeirão Preto e no Brasil, Plínio Travassos dos Santos começou a recolher e colecionar objetos alusivos a cultura do "ouro verde". No princípio estas peças foram guardadas no Museu Histórico. Em 20 de janeiro de 1955, já com um número significativo de objetos, foi inaugurado o Museu do Café de Ribeirão Preto, instalado provisoriamente, em 3 salas e 3 corpos das varandas que circundam o edifício do Museu Histórico.
Reformado em 2010, o Museu do Café tem conteúdo digital, com depoimentos e jogos que ajudam a contar a história do café no interior paulista
O prédio do Museu do Café Cel. Francisco Schmidt, construído próximo ao Museu Histórico, foi inaugurado oficialmente em 26 de janeiro de 1957. A construção do prédio foi uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto e contou com a colaboração financeira do Instituto Brasileiro do Café – IBC e do Comendador Geremia Lunardelli (3.º Rei do Café).
O Museu Casa de Portinari preserva móveis e objetos do pintor, além de abrigar 20 murais em técnicas de afresco e têmpera
O Museu Casa de Portinari fica no imóvel onde o pintor passou a infância
TEATRO DE ARENA 
Em 1969 foi inaugurado o Teatro de Arena, idealizado e construído por Jaime Zeiger. Construído numa meia-encosta, em uma área de aproximadamente 6 mil metros quadrados, Jaime Zeiger realizou pesquisas em vários países da Europa e Oriente Médio para a escolha do local ideal: topografia que favoreceria a qualidade acústica do teatro. Este teatro foi o primeiro teatro de arena construído no interior do Estado de São Paulo. A peça Antígona (de Sófacles) foi o primeiro espetáculo teatral apresentado no Teatro de Arena. 
Durante o ano de 1986 o teatro sofreu algumas reformas e foi reinaugurado em 1987.
Teatro Municipal
TEATRO PEDRO II
O Teatro Pedro II, por exemplo, foi construído em 1930, como símbolo de poder da sociedade cafeeira. Inspirado nas casas de shows da Europa, o teatro é o segundo maior em capacidade de público do país. Ele é palco de shows, concertos sinfônicos, peças teatrais, apresentações de dança e espetáculos de ópera. O Museu do Café coronel Francisco Schmidt é outro lugar onde os turistas podem conhecer melhor a história da cidade. Os visitantes encontram um vasto acervo com objetos e documentos do século XIX, como esculturas, carros de boi e fotos do período.
O Theatro Pedro II sofreu um incêndio nos anos 80 e reabriu em 1996, com um novo lustre criado por Tomie Ohtake
RIBEIRÃO PRETO
imagem - Wikipédia
População estimada 2016 (1) - 674.405
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 650,916
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 928,92
Código do Município 3543402
Gentílico - ribeirão-pretano
ORIGEM DO NOME
A cidade teve os nomes de Barra do Retiro, Capela de São Sebastião do Ribeirão Preto, Vila de São Sebastião do Ribeirão Preto, Vila de Entre Rios e Vila de Ribeirão Preto.
O nome "Ribeirão Preto" deve-se ao ribeirão que atravessa a cidade, que é chamado de "Preto".
Gentílico: ribeirão-pretano
HISTÓRICO
José Mateus dos Reis, dono da maior parte da Fazenda das Palmeiras, fez a primeira doação de terras no valor de 40 mil reis, "com a condição de no terreno ser levantada uma capela em louvor a São Sebastião das Palmeiras". Em 2 de novembro de 1845, no bairro das Palmeiras, era fincada uma cruz de madeira como tentativa de demarcação de um patrimônio para a futura capela de São Sebastião.
Com esta, surgiram outras doações objetivando ampliar o patrimônio da capela, doações que foram anexadas à primeira feitas por José Alves da Silva (4 alqueires), Miguel Bezerra dos Reis (2 alqueires), Antônio Bezerra Cavalcanti (12 alqueires), Alexandre Antunes Maciel (2 alqueires), Mateus José dos Reis (2 alqueires), Luís Gonçalves Barbosa (1 alqueire) e Mariano Pedroso de Almeida.
Os doadores de terras de Ribeirão Preto para o patrimônio são ainda os seguintes João Alves da Silva Primo, Severiano Joaquim da Silva, José Borges da Costa e Ignacio Bruno da Costa e Ana Zeferina Terra, a última doadora de terras para o patrimônio.
Segundo o historiador Rubem Cione em seu livro História de Ribeirão Preto, volume 2, segunda edição, muitos dos que trabalharam pelo progresso da cidade também são considerados fundadores. Entre eles, Bernardo Alves Pereira, Antônio Alves Pereira, Manuel do Nazareth Azevedo, Manuel Fernandes do Nascimento, Padre Geremias José Nogueira, Padre Manuel Euzébio de Araujo, Padre Miguel Martins da Silva e Padre Angelo Philydori Torres.
AQUI O AEROPORTO
imagem - Wikipédia
CATEDRAL DE SÃO SEBASTIÃO
imagem - Wikipédia
IGREJA DE SÃO JOSÉ OPERÁRIO
imagem - Roberta Soriano
INTERIOR DA IGREJA DE SÃO JOSÉ OPERÁRIO
imagem - Roberta Soriano
IGREJA DE SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA
imagem - Roberta Soriano
PARQUE MUNICIPAL
imagem - Vitor J. Quarelo
imagem - Wikipédia
imagem - Roberta Soriano
imagem - Roberta Soriano
imagem - Vitor J. Quarelo
imagem - Vitor J. Quarelo
imagem - Antônio de Andrade
imagem - Wikipédia
imagem - Marco Aurélio Esparza
imagem - Rafael Torres Gavioli
imagem - Roberta Soriano
TEATRO
imagem - Wikipédia
CHOPERIA
imagem - Wikipédia
PALÁCIO RIO BRANCO - SEDE DO PODER EXECUTIVO - PREFEITURA -
imagem - Wikipédia
ESTÁDIO SANTA CRUZ
imagem - Renato Viana Albarral
MUSEU DO CAFÉ
imagem - Wikipédia
imagem - Vitor J. Quarelo
ESTAÇÃO RODOVIÁRIA
imagem - Wikipédia
ESTÚDIO KAISER DE CINEMA
imagem - Wikipédia
CARTÓDROMO
imagem - Wikipédia
CENTRO INDUSTRIAL
imagem - Wikipédia
CONHEÇA UM POUCO MAIS DE RIBEIRÃO PRETO
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Celso Ortolan
imagem -  Celso Ortolan
imagem - Renato Viana Albarral
imagem - Wikipédia
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE RIBEIRÃO PRETO, SÃO PAULO
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO, SÃO PAULO


fonte / fotos = Thymonthy Becker / Wikipédia / viajeaqui.abril.com.br / Portal da Prefeitura Municipal / Portal do Governo de São Paulo / Divulgação / 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DIANÓPOLIS / TOCANTINS - Berço cultural do estado, tem mais à oferecer, cascatas, cachoeiras, museu e "garganta"; platô da serra geral com cânions e mirantes

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "DIANÓPOLIS" / TOCANTINS / BRASIL DIANÓPOLIS
BEM VINDO A CIDADE DE DIANÓPOLIS. CIDADE DO DIANOFOLIA
imagem - ? População estimada 2016 (1) - 21.457
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 3.217,313
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 5,94
Código do Município 1707009
Gentílico - dianopolino
ORIGEM DO NOME DE DIANÓPOLIS, TO
A origem do nome "Dianópolis" está relacionada a Francisco das Chagas Moura, que foi prefeito do município entre os anos de 1934 a 1938. Então, a cidade chamava-se "São José do Du•ro". "Duro" era uma simplificação de "D´ouro", uma vez que a região era rica em ouro em seu subsolo. Quando prefeito, Francisco Moura indicou que a cidade fizesse uma homenagem às senhoras do lugar que chamavam-se "Custodiana", conhecidas pela alcunha de "Diana". Daí a indicação da cidade passar a chamar-se "Dianópolis", quer dizer, "Terra das Dianas".
Gentílico: …

MANHUAÇU / MINAS GERAIS - Rodeada por belezas naturais como o Pico da bandeira, belíssimas paisagens como as plantações de café, além de construções centenárias

LINHA DO TEMPO DE "MANHUAÇU" / MINAS GERAIS / BRASIL
Situada na zona da mata de Minas Gerais, Manhuaçu é o maior e mais desenvolvido município da região. Sua localização estratégica possui acesso a diversas rodovias estaduais e federais, estando rodeada por belezas naturais que você não pode deixar de conhecer. Manhuaçu também se destaca pela economia, que gira principalmente na produção de café. A produção regional é a maior do Brasil, sendo produtos de consumo nacional e internacional. Existem muitas fazendas de café na região, que além do impulso econômico, proporcionam uma belíssima paisagem.  Cafezal com pés carregado de café foto - ? Alguns dos maiores atrativos da cidade estão no Ecoturismo. Os principais pontos são a Pedra Furada, reservas Monte Alverne, Sítio Graciema e Mata do Sossego e os balneários Recanto no Paraíso e Cachoeira Sette. A cidade também é rica em patrimônio histórico. A Igreja Matriz São Lourenço, localizada no Centro, é o principal ponto da cidade, co…

CATAGUASES / MINAS GERAIS - Venha ver e fazer filmes nesta cidade cinematográfica. Deixe saudades e leve lembranças

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "CATAGUASES" / MINAS GERAIS / BRASIL “O nome Cataguases vem – pelo menos, até provas em contrário, pois muitas são as controvérsias nessa cidade em constante questionamento – , pois é, o nome Cataguases parece que vem de uma tribo de índios que habitava a região, os ‘Catu-auás’. Dizem que o nome catu-auá significa em tupi-guarani ‘terra de gente boa’. E Cataguases sabe receber muito bem. Quem bebe da água do Rio Pomba nunca deixa de voltar. Dizem. ” Confira alguns dos mais importantes pontos turísticos de Cataguases. Além de inúmeras obras artísticas e arquitetônicas modernas tombadas pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), Cataguases também oferece inúmeras construções marcantes do final do século XIX, belíssimas paisagens naturais, museus, centros culturais e muito mais! PONTE METÁLICA (DE 1.914) A construção da Ponte Metálica foi determinada em 1910, devido à solicitação do deputado federal Astolpho Dutra Nicácio. Ela…