Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

WASSERSTRASSENKREUZ / ALEMANHA - RIO POR CIMA DE RIO - COM 920 METROS DE COMPRIMENTO, A MAIOR PONTE NAVEGÁVEL DO MUNDO EH UMA ATRAÇÃO TURÍSTICA

PENEDO / ALAGOAS - Uma formação rochosa as margens do Rio São Francisco, deu origem a mais bela cidade histórica do Brasil, a primeira de Alagoas




LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "PENEDO" / ALAGOAS / BRASIL
Fundada no século 16, às margens do Rio São Francisco, foi o primeiro povoado de Alagoas. 
O Centro Histórico guarda um significativo conjunto arquitetônico – museus e igrejas dos séculos 17 e 18 – e pode ser visitado a pé. Uma das grandes atrações é o passeio de barco até a foz do Velho Chico.

Na divisa entre Alagoas e Sergipe, às margens do rio São Francisco, está Penedo, considerada uma das mais belas cidades históricas do país. Uma formação rochosa deu origem à cidade, o primeiro povoado do Estado de Alagoas, no século 16. Com igrejas, conventos e outras construções dos séculos 17 e 18, a cidade conta em suas ruas um pouco do passado do Brasil, proporcionando uma volta ao período colonial.
As marcas deixadas pelos colonizadores portugueses e holandeses e pelos missionários franciscanos podem ser vistas em toda arquitetura barroca espalhada pela cidade, que ainda traz a beleza da natureza, como os rochedos e as águas do rio São Francisco.
Casarões antigos margeiam o Rio, na cidade de Penedo (AL)
O primeiro povoado de Alagoas foi fundado no século 16, às margens do Rio São Francisco. Na foto o Museu do Paço Imperial e o Rio São Francisco, ao fundo
Penedo é uma das cidades que Dom Pedro 2º visitou em Alagoas. Ficou hospedado na região em outubro de 1889, na casa do comendador Araújo, atual museu do Paço Imperial, e se admirou com a quantidade de igrejas banhadas a ouro e pelo movimento que faziam os barcos no Velho Chico.
É possível chegar à cidade por terra ou por rio. Localizada a 169 km de Maceió, capital de Alagoas, é possível viajar pela BR-101 ou pelo litoral, na AL-101. Caso esteja em Sergipe, a cidade está a 164 km da capital Aracaju, e há a opção de atravessar de balsa a partir de Neópolis, por R$ 17, o automóvel de passeio.
São muitas opções de construções para visitar em Penedo. Se estiver com disposição, uma ideia é sair andando pelas ruas de paralelepípedo da cidade e entrar no clima da região. Mesmo de carro ou a pé, solicite no hotel ou em uma das igrejas o mapa dos principais pontos turísticos, pois a cidade não é muito bem sinalizada.
Turistas que forem ao restaurante Forte da Rocheira podem saborear carne de jacaré ao Molho de côco com milho e arroz
O Centro Histórico pode ser percorrido a pé, na foto o Convento de São Francisco e Igreja de Santa Maria dos Anjos
Os barcos de vela quadrada são típicos da região da Foz do Rio São Francisco
Para iniciar, logo à frente do rio está o Museu do Paço Imperial, que traz registros do início da cidade, e a Igreja Nossa Senhora da Corrente, datada de 1765, uma das mais bonitas da região. A construção pertencia à família portuguesa Lemos, abolicionistas que escondiam escravos fugitivos em seus compartimentos secretos.
Seu interior é formado por azulejo policromado, de traça portuguesa, piso de mosaico inglês e o retábulo do altar-mor, no estilo rococó, é trabalhado e folheado a ouro. Um guia fica à disposição para contar mais sobre a história da construção durante todo o horário de visita.
Também não deixe de visitar a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, a rua do banheiro e a Casa do Penedo, que possui um rico acervo com documentos da época da invasão holandesa e da escravatura.
Barcos "descansam" às margens do Rio São Francisco
Para quem vai ao Forte da Rocheira, às margens do Velho Chico, pode contemplar a vista do Rio, no Mirante da Rocheira
Artesanato típico da região
Para comer, há alguns restaurantes espalhados pela cidade, como na frente do cais do porto e no Forte da Rocheira, também às margens do rio, local que proporciona um belíssimo pôr do sol.
É possível fazer um passeio até a foz do rio São Francisco. A viagem dura cerca de 45 minutos e o barco fica ancorado no local por uma hora, que além do encontro do rio com mar, tem dunas e coqueiros. Para este passeio, se informe com as embarcações no cais do porto.
As igrejas ficam abertas de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, de sábado e feriados, das 9h às 16h, e aos domingos, de 10h às 16h. O Museu do Paço Imperial funciona de terça a sábado, das 11h às 17h e aos domingos, das 8h às 12h. Todas as visitas são gratuitas, porém há a possibilidade do visitante deixar uma colaboração.
Forte da Rocheira
Altar da Igreja de Nossa Senhora da Corrente

População estimada 2016 (1) - 64.292
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 689,875
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 87,61
Código do Município - 2706703
Gentílico - penedense
ORIGEM DO NOME
O NOME PENEDO ORIGINOU-SE DE A PEQUENA PEDRA. A CIDADE ESTA CONSTRUÍDA SOBRE UM ROCHEDO AS MARGENS DO RIO SÃO FRANCISCO
Gentílico: penedense
HISTÓRICO
Em 1534, Duarte Coelho Pereira, primeiro donatário da Capitania de Pernambuco, desceu pelo litoral, adentrou pela foz e a sete léguas encontrou um pequeno povoado que somente em 1560 foi oficialmente reconhecido pelo segundo donatário, Duarte Coelho Pereira de Albuquerque: Penedo do São Francisco.
Em 1636, foi elevado à categoria de vila com o nome de Vila do Penedo do São Francisco. 
Em 1637, Maurício de Nassau invade Penedo e assim passamos 10 anos sob o domínio holandês. A Vila passa a chamar-se Maurícia.
Mas não tardou a surgir o movimento revolucionário no Penedo, cuja finalidade era arrancar a terra da mão dos invasores.
O movimento revolucionário recebeu o nome de openeda.
Assim, em 19 de setembro de 1645, Valentim da Rocha Pita, grande herói penedense, comanda a batalha final no Alto do Monte Alegre, hoje, Praça Clementino do Monte.
Ali foi erguida uma cruz de pedra, em estilo bizantino, como marco do grande evento.
No ano de 1660 os franciscanos chegaram a Penedo e aqui construíram o convento e Igreja de Santa Maria dos Anjos, com escolas de francês, latim e filosofia.
Em 18 de abril de 1842, Penedo torna-se cidade.
SUGESTÃO DE PASSEIO
Comece o passeio pela Praça 12 de Abril, em frente ao Rio São Francisco, onde está a Igreja de N. S. da Corrente, de 1729. Em estilo barroco, tem azulejos portugueses policromados e altar-mor folheado a ouro - ao lado dele, uma portinhola revela o esconderijo utilizado pelos escravos. 
Saia na direção do Museu do Paço Imperial e suba a Rua Damaso do Monte até a Praça Barão de Penedo. Em frente ao prédio da Prefeitura, veja o Oratório dos Condenados à Forca, de 1769, local onde os prisioneiros rezavam antes da execução. Na mesma praça fica a Catedral Diocesana de N. S. do Rosário, de 1690, fechada para reforma. 
Ao lado, na Praça Rui Barbosa, está o Convento de São Francisco e Igreja de Santa Maria dos Anjos, construído entre 1660 e 1759. Com estilo barroco e rococó, tem altar-mor folheado a ouro e museu com imagens sacras e móveis antigos, além da Casa S. Francisco, que conta a história da ordem franciscana. 
O Centro Histórico de Penedo, Alagoas, possui museus e igrejas do século 17 e 18, como a Igreja Nossa Senhora da Corrente, na Praça 12 de Abril
Suba pela Rua Fernandes de Barros até alcançar a Praça Marechal Deodoro, onde fica a Igreja do Rosário dos Pretos, construída para os escravos no século 17. Ande uma quadra e desça a Rua João Pessoa, passando pela Casa do Penedo, até a Rua Nilo Peçanha. Ali, no nº 165, fica o ateliê do artesão Claudeonor T. Higino, o único santeiro da cidade. 
Siga pela Rua Siqueira Campos e entre à esquerda na Avenida Floriano Peixoto. Depois de alguns passos você alcança o Teatro Sete de Setembro, de 1884. Em estilo neoclássico, foi o primeiro teatro alagoano. A poucos metros fica a Igreja de São Gonçalo Garcia, de 1758, com traços barrocos ornamentados por pedra calcária.
O Oratório dos Condenados à Forca, na Praça Barão de Penedo, era onde os prisioneiros rezavam antes da execução
Uma das grandes atrações de Penedo é ir, de barco ou bugue, até a foz do Rio São Francisco
O paço imperial foi hospedagem de dom Pedro II em 1859, onde estão expostas porcelanas, mobiliário e objetos que contam parte da história da cidade e do Brasil. O ilustre visitante, segundo conta o imaginário popular, teria dito que "o local é muito bonito e creio que deveria estar aqui a capital da província"
Seja bem vindo a cidade que eh banhada pelo rio São Francisco e eh um relicário vivo inestimável. Bem vindo a Penedo nas Alagoas.
AQUI O RIO SÃO FRANCISCO
FOZ DO RIO SÃO FRANCISCO

O CENTRO HISTÓRICO




AQUI A ORLA DA CIDADE
imagem - Hugo Torres
ERGUENDO-SE IMPONENTE SOBRE UM ROCHEDO ÀS MARGENS DO RIO SÃO FRANCISCO, A CIDADE DE PENEDO É UM RELICÁRIO VIVO, QUE CONSERVA UM PATRIMÔNIO ARTÍSTICO-CULTURAL DE GRANDE VALOR, TENDO SIDO PALCO DOS ACONTECIMENTOS MAIS IMPORTANTES DO BRASIL COLONIAL. AS MARCAS DOS COLONIZADORES PORTUGUESES, HOLANDESES E DOS MISSIONÁRIOS FRANCISCANOS, PODEM SER CONSTATADAS NA ARQUITETURA BARROCA DE CONVENTOS E IGREJAS. UM PASSEIO PELAS ÁGUAS DO "VELHO CHICO" É UM CONVITE À DESCOBERTA DE ILHAS, PRAINHAS E LUGAREJOS. A CULINÁRIA E AS MANIFESTAÇÕES FOLCLÓRICAS SÃO ATRAÇÃO À PARTE. AS FESTIVIDADES DURAM O ANO INTEIRO: FESTA DO BOM JESUS DOS NAVEGANTES (JANEIRO), FESTIVAL DE TRADIÇÕES POPULARES E ANIVERSÁRIO DA CIDADE (ABRIL), CIRCUITO DE JEEP (MAIO), SÃO JOÃO (JUNHO), CIRCUITO DE MOTOVELOCIDADE (AGOSTO), PENEDO FEST (OUTUBRO), GINCANA DE PESCA DE ARREMESSO (NOVEMBRO) E NATAL (DEZEMBRO). 
UM DOS INÚMEROS CASARÕES DA CIDADE
imagem - Hugo Torres
AQUI UM PATRIMÔNIO CULTURAL
imagem - Hugo Torres
ARQUITETURA TOMBADA PELO PATRIMÔNIO CULTURAL
imagem - Hugo Torres
VISTA PARCIAL DA CIDADE
imagem - Hugo Torres
UMA DAS RESIDÊNCIAS
imagem - Hugo Torres
A PRAÇA DA IGREJA
imagem - Hugo Torres
VISÃO GERAL DA CIDADE
imagem - Hugo Torres
IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO
imagem - Hugo Torres
TELHADOS
imagem - Hugo Torres
O TRADICIONAL CORETO
imagem - Hugo Torres
RUA DA ORLA
imagem - Hugo Torres
OUTRO CASARÃO TOMBADO PELO PATRIMÔNIO CULTURAL
imagem - Hugo Torres
LATERAL DA IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO
imagem - Hugo Torres
INTERIOR DO TEATRO 7 DE SETEMBRO
imagem - Hugo Torres
A CIDADE QUASE QUE DENTRO D'ÁGUA
imagem - Hugo Torres
OUTRO CASARÃO TOMBADO
imagem - Hugo Torres
CONVENTO DE NOSSA SENHORA DOS ANJOS
imagem - Hugo Torres
O CONVENTO NO CONTEXTO DA PRAÇA E RUA
imagem - Hugo Torres
VISTA PARCIAL DA ÁREA CENTRAL
imagem - Hugo Torres
A ORLA DA CIDADE
imagem - Hugo Torres
OLHE QUÃO BONITA ESTAS ARQUITETURAS
imagem - Hugo Torres
AQUI O TEATRO 7 DE SETEMBRO
imagem - Hugo Torres
AQUI O PORTO NO RIO SÃO FRANCISCO
imagem - Hugo Torres
OUTRA TOMADA DO PAÇO IMPERIAL
imagem - Hugo Torres
POUSADA COLONIAL
imagem - Hugo Torres
AVENIDA DA IGREJA
imagem - ?
IGREJA DE NOSSA SENHORA DAS CORRENTE
imagem - Hugo Torres
O VELHO CHICO QUE BANHA A CIDADE
imagem - ?
O VELHO CHICO E A CIDADE
imagem - PMP
IGREJA DE SÃO GONÇALO GARCIA
imagem - Hugo Torres
AQUI O PONTO DAS BALSAS
imagem - Sipeal
COLÉGIO DIOCESANO DA CIDADE
imagem - ?
NO CENTRO DA CIDADE
imagem - ?
MONUMENTO AO NAVEGANTE
imagem - Luana Marques
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO



ACESSE: THYMONTHY BECKER COMUNICAÇÃO


VALEU PELA VISITA. ATÉ A PRÓXIMA. 


fonte/fotos = IBGE / Wikipédia / Prefeitura Municipal de Penedo / viajeaqui.abril.com.br / Thymonthy Becker / uol.com.br / 





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

WASSERSTRASSENKREUZ / ALEMANHA - RIO POR CIMA DE RIO - COM 920 METROS DE COMPRIMENTO, A MAIOR PONTE NAVEGÁVEL DO MUNDO EH UMA ATRAÇÃO TURÍSTICA

LINHA DO TEMPO DA "WASSERSTRASSENKREUZ" / ALEMANHA - PONTE NAVEGÁVEL Já imaginou um rio passando por cima de outro? Pois é, esse tipo de canal é raro de ser encontrado no mundo. A Wasserstrassenkreuz foi inaugurada em 2003 e é o maior canal navegável da Europa, na Alemanha, sobre o Rio Elba. Une a rede de canais da ex-Alemanha Oriental com a da Alemanha Ocidental, como parte do projeto de reunificação de ambas desde a queda do muro de Berlin. PONTES NAVEGÁVEIS SÃO CONSTRUÇÕES RARAS DE SE ENCONTRAR NO MUNDO – O QUE JÁ FAZ DE QUALQUER UMA ATRAÇÃO IMEDIATA. SE ESTIVERMOS FALANDO DA MAIOR DO PLANETA ENTÃO, O ENCANTO SE MULTIPLICA.
LOCALIZADA NA ALEMANHA, A WASSERSTRASSENKREUZ POSSUI A ESTRUTURA DE UM AQUEDUTO – COMO O DA LAPA, NO RIO DE JANEIRO -, MAS FOI PROJETADA PARA SER CRUZADA POR GRANDES EMBARCAÇÕES. INAUGURADA EM 2003, E MEDINDO UM TOTAL DE 920 METROS DE COMPRIMENTO, A MAIOR PONTE NAVEGÁVEL JÁ FEITA PELO HOMEM CONECTA DOIS CANAIS – O ELBE-HAVEL E O MITTELLAND – AO PASSAR POR …

CONTAGEM / POLO COMERCIAL

BOM DIA. BEM VINDO A CONTAGEM. CIDADE PROGRESSO
copyrigth "Altemiro Olinto cris"
CONTAGEM TEM 603.048 HABITANTES (IBGE 2010) QUEM NASCE EM CONTAGEM É: CONTAGENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,794 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. Na época do Brasil-colônia, a Coroa portuguesa mantinha o controle sobre os territórios ocupados através de postos avançados chamados “postos de registro”. Tais postos fiscalizavam e registravam todo o movimento de pessoas e mercadorias, cargas e tropas. Ali, os viajantes, mercadores de escravos e tropeiros eram obrigados a parar e, enquanto as mercadorias eram registradas. CONTAVAM-SE TUDO. INCLUSIVE E PRINCIPALMENTE, AS BARRAS DE OURO, QUE IAM PARA O RIO DE JANEIRO. DAÍ O NOME "CONTAGEM."
No início do século XVII, nas terras da sesmaria do capitão João de Sousa Souto Maior, um terreno conhecido como Sítio das Abóboras, foi instalado um desses postos de fiscalização. Em 1715, Dom Brás Baltasar refere-se a este posto ao escrever …

TOMBOS - NAS QUEDAS DA CACHOEIRA

BEM VINDO A CIDADE DE TOMBOS. ENTRE AS MONTANHAS DE MINAS
foto - ?
TOMBOS TEM 9.537 HABITANTES - IBGE 2010 - 
QUEM NASCE EM TOMBOS EH: TOMBOENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 21 DE MAIO E FOI FUNDADA EM 1.923
ORIGEM DO NOME

PARAOPEBA / CAPITAL NACIONAL DO QUIABO

BEM VINDO AO MAR AZUL. MUITO BEM VINDO A CIDADE DE PARAOPEBA
foto - Thymonthy Becker
Afirma a tradição que foi o Cel. Marques, donatário da Sesmaria, que ao deparar-se com uma onça no meio da mata, indefeso e julgando-se perdido, ele, como católico e de fé, ajoelhou-se e fez uma prece a Nossa Senhora do Carmo rogando que, se sua vida fosse salva, mandaria construir uma capela em sua honra.
O animal não o atacou e ele se retirou são e salvo. Posteriormente, ele voltou e cumpriu a promessa, fazendo construir uma capelinha dedicada à Nossa Senhora do Carmo (Padroeira de Paraopeba).
Aos poucos, por ser um local de passagem obrigatória dos tropeiros que conduziam boiadas para o sertão da Bahia, foram surgindo algumas casas em torno da capela e o lugar passou a ser chamado de Nossa Senhora do Tabuleiro Grande. Tabuleiro Grande porque tabuleiro era o nome com que os antigos costumavam caracterizar os pontos mais ou menos elevados e de vastas superfícies planas do sertão e na l…

PEDRO LEOPOLDO - TERRA NATAL DO MÉDIUM CHICO XAVIER

BEM VINDO A CIDADE DE PEDRO LEOPOLDO. TERRA NATAL DO JOGADOR DIRCEU LOPES
foto - ?
PEDRO LEOPOLDO TEM 58,740 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM PEDRO LEOPOLDO EH: PEDRO LEOPOLDENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 27 DE JANEIRO E FOI EMANCIPADA EM 1.924
ORIGEM DO NOME

JANAÚBA / MG - A CIDADE DOS RIOS

BEM VINDO A CIDADE DE JANAÚBA. A CIDADE DOS RIOS. CAPITAL NACIONAL DA BANANA E DO MINI-MILHO.  imagem - ? JANAÚBA TEM 66.803 HABITANTES - IBGE 2010 - QUEM NASCE EM JANAÚBA EH: JANAUBENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 27 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.948 ORIGEM DO NOME Janaúba, nome de origem indígena, significa planta leitosa, também conhecida como Algodão de Seda, vegetal da família das apocináceas, dicotiledônia, monopétala, abundante na região HISTÓRIA Os primeiros habitantes da região do Vale do Gorutuba constituíam-se de uma mistura de índios Tapuias; mescla de um povo Cafuso ou Caburé, e quilombos negros. Este povo fincou moradia nas proximidades do Vale do Gorutuba. Conta-se que neste rio existia muitos sapos conhecidos como Kuruatuba — sapo grande ou sapo Kururu, dando origem a denominação do rio e do povo que vivia — Gorutubanos. Os Gorutubanos viviam dos produtos da terra. Dedicavam-se principalmente ao plantio do algodão e de porcos. O regime pastoril foi grande favor de civilização…

JEQUITIBA / CAPITAL MINEIRA DO FOLCLORE

BOM DIA. BEM VINDO A JEQUITIBÁ. CIDADE DE GENTE FELIZ
copyrigth "Ralj"
JEQUITIBA TEM HOJE 5.153 HABITANTES. QUEM NASCE EM JEQUITIBA É: JEQUITIBAENSE O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,692 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 1º DE JANEIRO E FOI FUNDADA EM 1949 HISTÓRIA
Bandeirantes, buscando ouro pedras preciosas ou terras férteis para cultura, atingiram a região onde se localiza o município. Em 1670, chegava ao local, procedente de Sabará, um sertanista de barbas longas e brancas conhecido pelo nome de "Borba Gato". Veio pelo rio das Velhas, trazendo escravos e índios mansos e ao encontrar um lugar aprazível nele, fixou-se. O lugar ficava à margem de uma lagoa, próximo à foz do ribeirão Jequitibá, naquele rio. A capital de Minas quase foi transferida de Ouro Preto para Jequitibá, em 1867. O deputado Agostinho Francisco de Souza Paraíso conseguiu aprovar na Assembléia Legislativa da província uma lei transferindo a capital de Ouro Pr…

PARACATU / RICA EM CULTURA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO

BEM VINDO A CIDADE DE PARACATU. CIDADE NATAL DE AFONSO ARINOS
imagem - Revoredo

PARACATU TEM 84.718 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM PARACATU EH: PARACATUENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 20 DE OUTUBRO E FOI FUNDADA EM 1.728
ORIGEM DO NOME "Paracatu" é um termo de origem tupi que significa "rio bom", através da junção dos termos "Pará" ("rio") e "Katu" ("bom") Paracatu pertence ao seleto grupo das dez cidades nacionalmente tombadas em Minas Gerais, o que a coloca no patamar de um dos municípios mineiros mais ricos culturalmente e patrimonialmente, sendo integrante também da Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais.
HISTÓRIA

Não existe consenso entre os historiadores sobre a data efetiva em que foi descoberta e povoada a região de Paracatu. De qualquer forma, admite-se que o território paracatuense já era conhecido desde o final do século XVI pelos brancos, que vinham da Vila de São Paulo com objetivos de conquista, não …

NOVA ERA

BOM DIA. BEM VINDO A NOVA ERA / A CIDADE DAS ESMERALDAS.  foto - ?  AQUI, O RIO PIRACICABA, CORTANDO A CIDADE foto - ? ESTE RIO, FICOU FAMOSO COM A MÚSICA CANTADA POR "SERGIO REIS" - RIO DE PIRACICABA QUEM NASCE EM NOVA ERA É: NOVAERENSE O "IDH" SO MUNICÍPIO É DE: 0,792 - CONSIDERADO "MÉDIO" PELOS INDICADORES DA "ONU" O NOME "NOVA ERA" FOI UMA SUGESTÃO DO ENTÃO GOVERNADOR "BENEDITO VALADARES" QUE ACREDITAVA QUE UMA NOVA ERA DE PROGRESSO VIRIA PARA A REGIÃO DO VALE DO RIO DOCE, COM A CRIAÇÃO DO ESTADO NOVO. DADOS DA POPULAÇÃO, SEGUNDO O IBGE: (CENSO 2010) População total:.......... 17.540População urbana:....... 15.421População Rural:.......... 2.119Taxa de Urbanização:.... 86,23%Distâncias aproximadas aos principais centros (km)Belo Horizonte:.... 137Rio de Janeiro:..... 572São Paulo:.......... 723Brasília:.............. 886Vitória:................ 510VISÃO GERAL DA CIDADE
foto - ? NOVA ERA TEM APROXIMADAMENTE, 18.000 HABITANTES. A CIDAD…

CATAS ALTAS DA NORUEGA

SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE DO CAMINHO COLONIAL. SEJA BEM VINDO A CATAS ALTAS DA NORUEGA. MAIS BONITA E MAIS FELIZ AQUI PODEMOS VER A CIDADE DE CATAS ALTAS DA NORUEGA ENCRAVADA NAS MONTANHAS DAS MINAS GERAIS imagem - ? A CIDADE TEM 3.562 HABITANTES - IBGE 2010 QUEM NASCE EM CATAS ALTAS DA NORUEGA EH: CATASALTENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 1º DE MARÇO E FOI EMANCIPADA EM 1.963 ORIGEM DO NOME ALGUNS BANDEIRANTES FORAM MAIS FELIZES ENCONTRANDO COM FACILIDADE E ABUNDÂNCIA O OURO COBIÇADO, QUE AFLORAVA NA TERRA SEM GRANDE TRABALHO DAS ESCAVAÇÕES PROFUNDAS. DAÍ O NOME DA LOCALIDADE - CATAS QUE SIGNIFICA LAVRAS; CATAS ALTAS - LAVRAS ALTAS. JÁ A ORIGEM DO NOME "NORUEGA" AINDA É DESCONHECIDA, A VERSÃO MAIS ACEITA É A QUE O NOME FOI DADO PELOS PRIMEIROS DESBRAVADORES AO ENCONTRAR AQUELES MORROS FRIOS E ÚMIDOS QUE "ESCONDIAM A FACE DO SOL". HISTÓRIA
CATAS ALTAS DA NORUEGA COMEÇOU A SER POVOADA APROXIMADAMENTE EM TORNO DE 1690 POR MEMBROS DAS BANDEIRAS DE MIGUEL GARCIA E DO CORONEL…