Pular para o conteúdo principal

PENEDO / ALAGOAS - Uma formação rochosa as margens do Rio São Francisco, deu origem a mais bela cidade histórica do Brasil, a primeira de Alagoas




LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "PENEDO" / ALAGOAS / BRASIL
Fundada no século 16, às margens do Rio São Francisco, foi o primeiro povoado de Alagoas. 
O Centro Histórico guarda um significativo conjunto arquitetônico – museus e igrejas dos séculos 17 e 18 – e pode ser visitado a pé. Uma das grandes atrações é o passeio de barco até a foz do Velho Chico.

Na divisa entre Alagoas e Sergipe, às margens do rio São Francisco, está Penedo, considerada uma das mais belas cidades históricas do país. Uma formação rochosa deu origem à cidade, o primeiro povoado do Estado de Alagoas, no século 16. Com igrejas, conventos e outras construções dos séculos 17 e 18, a cidade conta em suas ruas um pouco do passado do Brasil, proporcionando uma volta ao período colonial.
As marcas deixadas pelos colonizadores portugueses e holandeses e pelos missionários franciscanos podem ser vistas em toda arquitetura barroca espalhada pela cidade, que ainda traz a beleza da natureza, como os rochedos e as águas do rio São Francisco.
Casarões antigos margeiam o Rio, na cidade de Penedo (AL)
O primeiro povoado de Alagoas foi fundado no século 16, às margens do Rio São Francisco. Na foto o Museu do Paço Imperial e o Rio São Francisco, ao fundo
Penedo é uma das cidades que Dom Pedro 2º visitou em Alagoas. Ficou hospedado na região em outubro de 1889, na casa do comendador Araújo, atual museu do Paço Imperial, e se admirou com a quantidade de igrejas banhadas a ouro e pelo movimento que faziam os barcos no Velho Chico.
É possível chegar à cidade por terra ou por rio. Localizada a 169 km de Maceió, capital de Alagoas, é possível viajar pela BR-101 ou pelo litoral, na AL-101. Caso esteja em Sergipe, a cidade está a 164 km da capital Aracaju, e há a opção de atravessar de balsa a partir de Neópolis, por R$ 17, o automóvel de passeio.
São muitas opções de construções para visitar em Penedo. Se estiver com disposição, uma ideia é sair andando pelas ruas de paralelepípedo da cidade e entrar no clima da região. Mesmo de carro ou a pé, solicite no hotel ou em uma das igrejas o mapa dos principais pontos turísticos, pois a cidade não é muito bem sinalizada.
Turistas que forem ao restaurante Forte da Rocheira podem saborear carne de jacaré ao Molho de côco com milho e arroz
O Centro Histórico pode ser percorrido a pé, na foto o Convento de São Francisco e Igreja de Santa Maria dos Anjos
Os barcos de vela quadrada são típicos da região da Foz do Rio São Francisco
Para iniciar, logo à frente do rio está o Museu do Paço Imperial, que traz registros do início da cidade, e a Igreja Nossa Senhora da Corrente, datada de 1765, uma das mais bonitas da região. A construção pertencia à família portuguesa Lemos, abolicionistas que escondiam escravos fugitivos em seus compartimentos secretos.
Seu interior é formado por azulejo policromado, de traça portuguesa, piso de mosaico inglês e o retábulo do altar-mor, no estilo rococó, é trabalhado e folheado a ouro. Um guia fica à disposição para contar mais sobre a história da construção durante todo o horário de visita.
Também não deixe de visitar a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, a rua do banheiro e a Casa do Penedo, que possui um rico acervo com documentos da época da invasão holandesa e da escravatura.
Barcos "descansam" às margens do Rio São Francisco
Para quem vai ao Forte da Rocheira, às margens do Velho Chico, pode contemplar a vista do Rio, no Mirante da Rocheira
Artesanato típico da região
Para comer, há alguns restaurantes espalhados pela cidade, como na frente do cais do porto e no Forte da Rocheira, também às margens do rio, local que proporciona um belíssimo pôr do sol.
É possível fazer um passeio até a foz do rio São Francisco. A viagem dura cerca de 45 minutos e o barco fica ancorado no local por uma hora, que além do encontro do rio com mar, tem dunas e coqueiros. Para este passeio, se informe com as embarcações no cais do porto.
As igrejas ficam abertas de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, de sábado e feriados, das 9h às 16h, e aos domingos, de 10h às 16h. O Museu do Paço Imperial funciona de terça a sábado, das 11h às 17h e aos domingos, das 8h às 12h. Todas as visitas são gratuitas, porém há a possibilidade do visitante deixar uma colaboração.
Forte da Rocheira
Altar da Igreja de Nossa Senhora da Corrente

População estimada 2016 (1) - 64.292
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 689,875
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 87,61
Código do Município - 2706703
Gentílico - penedense
ORIGEM DO NOME
O NOME PENEDO ORIGINOU-SE DE A PEQUENA PEDRA. A CIDADE ESTA CONSTRUÍDA SOBRE UM ROCHEDO AS MARGENS DO RIO SÃO FRANCISCO
Gentílico: penedense
HISTÓRICO
Em 1534, Duarte Coelho Pereira, primeiro donatário da Capitania de Pernambuco, desceu pelo litoral, adentrou pela foz e a sete léguas encontrou um pequeno povoado que somente em 1560 foi oficialmente reconhecido pelo segundo donatário, Duarte Coelho Pereira de Albuquerque: Penedo do São Francisco.
Em 1636, foi elevado à categoria de vila com o nome de Vila do Penedo do São Francisco. 
Em 1637, Maurício de Nassau invade Penedo e assim passamos 10 anos sob o domínio holandês. A Vila passa a chamar-se Maurícia.
Mas não tardou a surgir o movimento revolucionário no Penedo, cuja finalidade era arrancar a terra da mão dos invasores.
O movimento revolucionário recebeu o nome de openeda.
Assim, em 19 de setembro de 1645, Valentim da Rocha Pita, grande herói penedense, comanda a batalha final no Alto do Monte Alegre, hoje, Praça Clementino do Monte.
Ali foi erguida uma cruz de pedra, em estilo bizantino, como marco do grande evento.
No ano de 1660 os franciscanos chegaram a Penedo e aqui construíram o convento e Igreja de Santa Maria dos Anjos, com escolas de francês, latim e filosofia.
Em 18 de abril de 1842, Penedo torna-se cidade.
SUGESTÃO DE PASSEIO
Comece o passeio pela Praça 12 de Abril, em frente ao Rio São Francisco, onde está a Igreja de N. S. da Corrente, de 1729. Em estilo barroco, tem azulejos portugueses policromados e altar-mor folheado a ouro - ao lado dele, uma portinhola revela o esconderijo utilizado pelos escravos. 
Saia na direção do Museu do Paço Imperial e suba a Rua Damaso do Monte até a Praça Barão de Penedo. Em frente ao prédio da Prefeitura, veja o Oratório dos Condenados à Forca, de 1769, local onde os prisioneiros rezavam antes da execução. Na mesma praça fica a Catedral Diocesana de N. S. do Rosário, de 1690, fechada para reforma. 
Ao lado, na Praça Rui Barbosa, está o Convento de São Francisco e Igreja de Santa Maria dos Anjos, construído entre 1660 e 1759. Com estilo barroco e rococó, tem altar-mor folheado a ouro e museu com imagens sacras e móveis antigos, além da Casa S. Francisco, que conta a história da ordem franciscana. 
O Centro Histórico de Penedo, Alagoas, possui museus e igrejas do século 17 e 18, como a Igreja Nossa Senhora da Corrente, na Praça 12 de Abril
Suba pela Rua Fernandes de Barros até alcançar a Praça Marechal Deodoro, onde fica a Igreja do Rosário dos Pretos, construída para os escravos no século 17. Ande uma quadra e desça a Rua João Pessoa, passando pela Casa do Penedo, até a Rua Nilo Peçanha. Ali, no nº 165, fica o ateliê do artesão Claudeonor T. Higino, o único santeiro da cidade. 
Siga pela Rua Siqueira Campos e entre à esquerda na Avenida Floriano Peixoto. Depois de alguns passos você alcança o Teatro Sete de Setembro, de 1884. Em estilo neoclássico, foi o primeiro teatro alagoano. A poucos metros fica a Igreja de São Gonçalo Garcia, de 1758, com traços barrocos ornamentados por pedra calcária.
O Oratório dos Condenados à Forca, na Praça Barão de Penedo, era onde os prisioneiros rezavam antes da execução
Uma das grandes atrações de Penedo é ir, de barco ou bugue, até a foz do Rio São Francisco
O paço imperial foi hospedagem de dom Pedro II em 1859, onde estão expostas porcelanas, mobiliário e objetos que contam parte da história da cidade e do Brasil. O ilustre visitante, segundo conta o imaginário popular, teria dito que "o local é muito bonito e creio que deveria estar aqui a capital da província"
Seja bem vindo a cidade que eh banhada pelo rio São Francisco e eh um relicário vivo inestimável. Bem vindo a Penedo nas Alagoas.
AQUI O RIO SÃO FRANCISCO
FOZ DO RIO SÃO FRANCISCO

O CENTRO HISTÓRICO




AQUI A ORLA DA CIDADE
imagem - Hugo Torres
ERGUENDO-SE IMPONENTE SOBRE UM ROCHEDO ÀS MARGENS DO RIO SÃO FRANCISCO, A CIDADE DE PENEDO É UM RELICÁRIO VIVO, QUE CONSERVA UM PATRIMÔNIO ARTÍSTICO-CULTURAL DE GRANDE VALOR, TENDO SIDO PALCO DOS ACONTECIMENTOS MAIS IMPORTANTES DO BRASIL COLONIAL. AS MARCAS DOS COLONIZADORES PORTUGUESES, HOLANDESES E DOS MISSIONÁRIOS FRANCISCANOS, PODEM SER CONSTATADAS NA ARQUITETURA BARROCA DE CONVENTOS E IGREJAS. UM PASSEIO PELAS ÁGUAS DO "VELHO CHICO" É UM CONVITE À DESCOBERTA DE ILHAS, PRAINHAS E LUGAREJOS. A CULINÁRIA E AS MANIFESTAÇÕES FOLCLÓRICAS SÃO ATRAÇÃO À PARTE. AS FESTIVIDADES DURAM O ANO INTEIRO: FESTA DO BOM JESUS DOS NAVEGANTES (JANEIRO), FESTIVAL DE TRADIÇÕES POPULARES E ANIVERSÁRIO DA CIDADE (ABRIL), CIRCUITO DE JEEP (MAIO), SÃO JOÃO (JUNHO), CIRCUITO DE MOTOVELOCIDADE (AGOSTO), PENEDO FEST (OUTUBRO), GINCANA DE PESCA DE ARREMESSO (NOVEMBRO) E NATAL (DEZEMBRO). 
UM DOS INÚMEROS CASARÕES DA CIDADE
imagem - Hugo Torres
AQUI UM PATRIMÔNIO CULTURAL
imagem - Hugo Torres
ARQUITETURA TOMBADA PELO PATRIMÔNIO CULTURAL
imagem - Hugo Torres
VISTA PARCIAL DA CIDADE
imagem - Hugo Torres
UMA DAS RESIDÊNCIAS
imagem - Hugo Torres
A PRAÇA DA IGREJA
imagem - Hugo Torres
VISÃO GERAL DA CIDADE
imagem - Hugo Torres
IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO
imagem - Hugo Torres
TELHADOS
imagem - Hugo Torres
O TRADICIONAL CORETO
imagem - Hugo Torres
RUA DA ORLA
imagem - Hugo Torres
OUTRO CASARÃO TOMBADO PELO PATRIMÔNIO CULTURAL
imagem - Hugo Torres
LATERAL DA IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO
imagem - Hugo Torres
INTERIOR DO TEATRO 7 DE SETEMBRO
imagem - Hugo Torres
A CIDADE QUASE QUE DENTRO D'ÁGUA
imagem - Hugo Torres
OUTRO CASARÃO TOMBADO
imagem - Hugo Torres
CONVENTO DE NOSSA SENHORA DOS ANJOS
imagem - Hugo Torres
O CONVENTO NO CONTEXTO DA PRAÇA E RUA
imagem - Hugo Torres
VISTA PARCIAL DA ÁREA CENTRAL
imagem - Hugo Torres
A ORLA DA CIDADE
imagem - Hugo Torres
OLHE QUÃO BONITA ESTAS ARQUITETURAS
imagem - Hugo Torres
AQUI O TEATRO 7 DE SETEMBRO
imagem - Hugo Torres
AQUI O PORTO NO RIO SÃO FRANCISCO
imagem - Hugo Torres
OUTRA TOMADA DO PAÇO IMPERIAL
imagem - Hugo Torres
POUSADA COLONIAL
imagem - Hugo Torres
AVENIDA DA IGREJA
imagem - ?
IGREJA DE NOSSA SENHORA DAS CORRENTE
imagem - Hugo Torres
O VELHO CHICO QUE BANHA A CIDADE
imagem - ?
O VELHO CHICO E A CIDADE
imagem - PMP
IGREJA DE SÃO GONÇALO GARCIA
imagem - Hugo Torres
AQUI O PONTO DAS BALSAS
imagem - Sipeal
COLÉGIO DIOCESANO DA CIDADE
imagem - ?
NO CENTRO DA CIDADE
imagem - ?
MONUMENTO AO NAVEGANTE
imagem - Luana Marques
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO



ACESSE: THYMONTHY BECKER COMUNICAÇÃO


VALEU PELA VISITA. ATÉ A PRÓXIMA. 


fonte/fotos = IBGE / Wikipédia / Prefeitura Municipal de Penedo / viajeaqui.abril.com.br / Thymonthy Becker / uol.com.br / 





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ITABIRA / MG - MURIAÉ / MG - SANTA LUZIA / MG - PEDRO AFONSO / TO - OURO PRETO / MG

IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO EM ITABIRA / MG
foto - Roberta Soriano
MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE, INTERIOR E LATERAL EM ITABIRA / MG
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
foto - Roberta Soriano
CAPELA DE SÃO E NO CONTEXTO DA PRAÇA NA SERRA DOS ALVES EM ITABIRA / MG
foto - Barbosa
foto - Emerson Silva
CAPELA DO BOM JESUS NO MORRO REDONDO EM ITABIRA / MG
foto - Roneijober Andrade
MATRIZ DE SÃO PAULO EM MURIAÉ / MG
foto - Afrânio Bastos
CAPELA DE SÃO JOSÉ EM MURIAÉ / MG
foto - SG Trangel
IGREJA DA BARRA EM MURIAÉ / MG
foto - Tony Borrach
IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO EM MURIAÉ / MG
foto - Afrânio Bastos
IGREJA DE NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS EM MURIAÉ / MG
foto - SG Trangel
CAPELA DO BONFIM EM SANTA LUZIA / MG
foto - Antonor
CAPELA DE NOSSA SENHORA DAS DORES EM SANTA LUZIA / MG
foto - Gui Torres
IGREJA DE SANTA EFIGÊNIA EM OURO PRETO / MG
foto - Gui Torres
MATRIZ DE SANTA LUSIA, SEU INTERIOR E NO CONTEXTO DA RUA EM SANTA LUZIA / MG
foto - Antonor
foto - Gu…

ENTRE RIOS DE MINAS / MINAS GERAIS - "BERÇO DO CAVALO CAMPOLINA", TEM RUAS CALMAS, BELOS CASARÕES, CACHOEIRAS E MUITA BELEZA NA SERRA DO GAMBÁ

LINHA DO TEMPO DE "ENTRE RIOS DE MINAS" / MINAS GERAIS / BRASIL A CIDADE A economia é baseada na agropecuária, sendo grande produtora de leite, milho e de uma cachaça artesanal muito famosa na região. O município é conhecido como berço do Cavalo Campolina e local aonde nasceu Santa Manoelina dos Coqueiros. A atmosfera aconchegante de Entre Rios é proporcionada pelas ruas calmas com casarões conservados, além das lindas arquiteturas da Igreja Matriz de Nossa Senhora das Brotas que tem influências neogóticas, datada de 1928, e do belo prédio do Hospital Cassiano Campolina, construído em 1910.
O TURISMO O município possui belezas naturais como cachoeiras e serras, e é um lugar propício para a prática de esportes ao ar livre como escalada, voô livre, mountain bike, trekking entre outros. Dentre os monumentos naturais destacam-se as cachoeiras do Gordo (18 km. da cidade), dos Faleiros (10 km. da cidade), Coqueiros (12 km. da cidade), do Diniz (12 km. da cidade), da mata (17 km. da c…

DIVINÓPOLIS / MINAS GERAIS - COMO A CIDADE COMEÇOU - CEM ANOS ATRÁS NASCIA A CIDADE QUE SERIA REFERÊNCIA EM QUALIDADE DE VIDA E EDUCAÇÃO, NAS MINAS GERAIS

DIVINÓPOLIS / MINAS GERAIS / BRASIL - 100 ANOS ATRÁS foto - Thymonthy Becker AQUI PODEMOS VER O CENTRO DA CIDADE, COM O SANTUÁRIO, O COLÉGIO DOS PADRES E ABAIXO A PONTE QUE LIGA O CENTRO AO BAIRRO PORTO VELHO. foto - Colombo
NESTA PÁGINA, IREMOS MOSTRAR COMO DIVINÓPOLIS COMEÇOU. ALGUMAS FOTOS SÃO RARAS. E POSSUEM MAIS DE CEM ANOS. ESTE FOI O SEGUNDO LOCAL ONDE FUNCIONOU A CÂMARA MUNICIPAL. AQUI NA RUA SÃO PAULO. foto - ?
AQUI  ANTIGA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA. HOJE EH O HOTEL DAS VOVÓS. foto - ?
ESTA EH A RUA SÃO PAULO. REPARE QUE OS POSTES DE LUZ FICAVAM NO MEIO DA RUA. foto - ?
AQUI A MESMA RUA SÃO PAULO, ENTRE ANTÔNIO OLÍMPIO DE MORAIS (ANTIGA AVENIDA DA INDEPENDÊNCIA) E AVENIDA VINTE E HUM DE ABRIL. foto - ?
ESTE VÍDEO FOI FEITO QUANDO DIVINÓPOLIS TINHA 20.000 HABITANTES, HOJE TEM 225.000. QUANDO DA INAUGURAÇÃO DA PONTE CENTRO/PORTO VELHO.
AQUI A AVENIDA PRIMEIRO DE JUNHO ESQUINA COM RUA SÃO PAULO. REPARE AS BOMBAS DO POSTO DE COMBUSTÍVEL. foto - ?
O PRIMEIRO PRÉDIO DA CIDADE. EDIFÍCIO HERCÍLIO. …

CARACARAÍ / RORAIMA - A "Cidade Porto" tem Corredeiras, Hotel de Selva, Estação Ecológica, Parques Ambientais e grande Potencial Agrícola

LINHA DO TEMPO DE "CARACARAÍ" / RORAIMA / BRASIL Caracaraí é conhecida como “Cidade-Porto” por ter o maior movimento fluvial do estado de Roraima. A cidade nasceu como um local de embarque de gado para a capital amazonense. Os animais desciam até a boca da estrada, onde se iniciam as Corredeiras do Bem-Querer. Ali eram desembarcados e tangidos até um curral no porto municipal, onde eram embarcados para Manaus. As mercadorias vindas de Manaus, que tem como destino Boa Vista faziam este caminho em sentido inverso, e isso desenvolveu o lugar. O Aeroporto de Caracaraí possui a quarta maior pista de pouso da Amazônia Ocidental, com 2.500 metros de extensão, concluída pela Comissão de Aeroportos da Amazônia. A navegabilidade de Caracaraí a Manaus pelo baixo rio Branco é maior do que em outros pontos a Norte (ainda que grandes embarcações tenham dificuldades durante as fortes secas). As duas maiores e principais estradas federais de Roraima (BR-174 e BR-210 - "Perimetral Norte&…

IPUIUNA / MG - CAPITAL NACIONAL DA BATATA

BEM VINDO A CIDADE DE IPUIUNA. A CAPITAL NACIONAL DA BATATA foto - Thymonthy Becker Comunicação IPUIÚNA TEM 9.521 HABITANTES - IBGE 2010 - QUEM NASCE EM IPUIÚNA EH: IPUIUNENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 12 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.953 ORIGEM DO NOME Ipuiuna, palavra de origem indígena, que  significa “olho de águas turvas” ou “olho de águas escuras”, uma referência a nascente do Rio Pardo que está no município. HISTÓRIA Presume-se que os seus primeiros habitantes tenham sido pessoas que já habitavam povoados vizinhos, como Caldas-MG e Santa Rita de Caldas-MG. É sabido que em 20 de janeiro de 1891, José Francisco Lopes e João Bernardes de Souza fizeram doação de 10 alqueires de terras para formação de um povoado que teria o nome de Santa Quitéria e São João Batista. Posteriormente, veio a edificação de uma capela que, na verdade foi o marco inicial do novo povoado a sombra da qual cresceu o novo núcleo. AQUI A MATRIZ DE SANTA QUITÉRIA foto -  Marçal Carboneri IGREJA DE SÃO BENEDITO foto …

SÃO JOAQUIM DE BICAS

ESTA EH A CIDADE DE SÃO JOAQUIM DAS BICAS. CERCADA POR UMA PAISAGEM EXUBERANTE. TERRA NATAL DO MESTRE PEDRO AMARAL BAMBIRRA imagem - Mavalwie QUEM NASCE EM SÃO JOAQUIM DAS BICAS EH SANJOAQUIMBIQUENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 21 DE DEZEMBRO FOI FUNDADA EM 1995 SÃO JOAQUIM DE BICAS TEM  25.537 HABITANTES - IBGE 2010 - ORIGEM DO NOME Uma imagem de São Joaquim foi esculpida em madeira e colocada no topo do altar de uma capelinha que haviam construída para rezarem ao entardecer, marcando a fé e a religiosidade do povo do nosso município. A imagem de São Joaquim e a vegetação deram o primeiro nome ao arraial: São Joaquim do Campo Verde. Com o passar dos anos, o lugar passou a ser chamado de São Joaquim de Bicas, porque a busca de minerais no leito do Rio Paraopeba englobava a dragagem dos cascalhos que depois eram lavados com jatos de água (bicas). HISTÓRIA A religião foi um fato marcante na história do arraial. Os primeiros moradores construíram uma capelinha para a realização de novenas e oraçõ…

ITU / SÃO PAULO - SEMPRE DE BRAÇOS ABERTOS PARA RECEBER QUEM QUER SE DIVERTIR, PASSEAR, APRECIAR UMA BOA COMIDA OU APENAS DESCANSAR. QUEM GOSTA DE TURISMO, PRECISA CONHECER ITU. E NÃO EH EXAGERO

LINHA DO TEMPO DE "ITU" / SÃO PAULO / BRASIL  Graças ao saudoso comediante Francisco Flaviano de Almeida, o Simplício, artista conhecido em todo o Brasil, Itu ficou conhecida como a terra dos exageros. Em um programa de televisão, nos idos dos anos de 1960, Simplício, durante suas piadas, criou o mito de que em Itu tudo era grande. A partir disso, os turistas voltaram seus olhos para a cidade que, por sua vez, começou a comercializar objetos em tamanho gigante e colocou em sua praça central um telefone público enorme e um semáforo de proporções ampliadas.  Essa bem humorada brincadeira ainda é o maior chamariz de visitantes para Itu, mas, ao chegarem, os turistas descobrem que as opções vão muito além da divertida lenda dos gigantismos.  Com uma infinidade de atrativos, o município está entre as 67 estâncias turísticas de São Paulo, sendo considerado um dos destinos obrigatórios para quem viaja pelo Estado. Com mais 400 anos, Itu reúne em seu território atrações de cunho histór…

CONTAGEM / POLO COMERCIAL

BOM DIA. BEM VINDO A CONTAGEM. CIDADE PROGRESSO
copyrigth "Altemiro Olinto cris"
CONTAGEM TEM 603.048 HABITANTES (IBGE 2010) QUEM NASCE EM CONTAGEM É: CONTAGENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,794 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. Na época do Brasil-colônia, a Coroa portuguesa mantinha o controle sobre os territórios ocupados através de postos avançados chamados “postos de registro”. Tais postos fiscalizavam e registravam todo o movimento de pessoas e mercadorias, cargas e tropas. Ali, os viajantes, mercadores de escravos e tropeiros eram obrigados a parar e, enquanto as mercadorias eram registradas. CONTAVAM-SE TUDO. INCLUSIVE E PRINCIPALMENTE, AS BARRAS DE OURO, QUE IAM PARA O RIO DE JANEIRO. DAÍ O NOME "CONTAGEM."
No início do século XVII, nas terras da sesmaria do capitão João de Sousa Souto Maior, um terreno conhecido como Sítio das Abóboras, foi instalado um desses postos de fiscalização. Em 1715, Dom Brás Baltasar refere-se a este posto ao escrever …

SANTA BÁRBARA DO MONTE VERDE

BEM VINDO A CIDADE DE SANTA BÁRBARA DO MONTE VERDE. CAPRICHOSAMENTE ENCRAVADA ENTRE MONTANHAS. AQUI O TREVO DE ACESSO. JÁ CHEGANDO NA CIDADE. foto - Thymonthy Becker QUEM NASCE EM SANTA BÁRBARA DO MONTE VERDE EH: BARBARENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM: 04 DE DEZEMBRO E FOI FUNDADA EM 1.995 O MUNICÍPIO TEM 2.788 HABITANTES (IBGE 2010) HISTÓRIA SANTA BÁRBARA DO MONTE VERDE, FUNDADA EM 1823, COMO CONSTA EM DOCUMENTOS, FOI ELEVADO A DISTRITO DE BARBACENA EM 1841, COM O NOME DE ARRAIAL DE SANTA BÁRBARA DO MONTE VERDE.  EM 4 DE JULHO DE 1857 DESMEMBROU-SE DE BARBACENA E ELEVOU A DISTRITO DE RIO PRETO, CONTINUANDO PERTENCENDO AO MESMO ATÉ SUA EMANCIPAÇÃO QUE SE DEU EM 21 DE DEZEMBRO DE 1995. EM 1886, O BARÃO DE SANTA BÁRBARA, JOÃO EVANGELISTA DE ALMEIDA RAMOS, CONSTRUIU A IGREJA MATRIZ DE SANTA BÁRBARA, UM DOS MAIS BELOS CARTÕES POSTAIS DO MUNICIPIO, LOCALIZADO NA PRAÇA BARÃO DE SANTA BÁRBARA, QUE LEVA O NOME DO BARÃO.  O BARÃO DE SANTA BÁRBARA FIXOU RESIDÊNCIA NO VALE DO PIRAPITINGA DISTRITO DE SANTA…

ABADIA DOS DOURADOS / CIDADE ONDE SE ENCONTRA ENTERRADO O BAU DE TIRADENTES

BOM DIA. BEM VINDO A ABADIA DOS DOURADOS. UMA CIDADE HOSPITALEIRA, DE UM POVO ACOLHEDOR, VÁRIOS PONTOS TURÍSTICOS ECOLÓGICOS E RELIGIOSO, COMIDA MINEIRA DE PRIMEIRA QUALIDADE. E COM UMA HISTÓRIA QUE FALE A PENA VOCÊ CONHECER. copyrigth "Léo/MPB/Gustavo"
Abadia dos Dourados tem uma população de 6.704 habitantes. (IBGE 2010) Sendo 3.586 do sexo masculino e 3.118 do sexo feminino. QUEM NASCE EM ABADIA DOS DOURADOS É:  ABADIENSE ABADIA DOS DOURADOS FAZ ANIVERSÁRIO EM 27 DE DEZEMBRO. FOI FUNDADA EM 1948. HISTÓRICO IMPORTANTE DE ABADIA QUE MERECE INVESTIGAÇÃO: Segundo o Sr. Laerte Esteves dos Santos, bisneto do fundador da cidade, Manoel Esteves dos Santos, o seu bisavô era amigo íntimo de Tiradentes e veio foragido de Sao Joao Del Rei para Abadia dos Dourados e com ele trouxe inumeras CARTAS  DE TIRADENTES. Estas cartas estavam em um bau de metal que foi enterrado por volta do ano de 1965, pela avó do sr Laerte, em um local próximo a cidade. Esteveram no local, juntamente com o sr…